Lucilo Varejão Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura outro Lucilo Varejão, veja Lucilo Varejão (desambiguação).
Lucilo Varejão Filho
Nome completo Lucilo da Silva Rego Varejão
Nascimento 12 de novembro de 1921
Recife
Morte 24 de setembro de 2010 (88 anos)
Recife
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Professor, escritor, ensaísta, poeta
Principais trabalhos A imagem da pedra (1964)
Prémios Prêmio Literário Othon Bezerra de Mello (1964)

Lucilo da Silva Rego Varejão (Recife, 12 de novembro de 192124 de setembro de 2010), conhecido por Lucilo Varejão Filho, foi um professor, ensaísta e poeta brasileiro.

Filho do também escritor e teatrólogo Lucilo Varejão, adaptou seu nome para Lucilo Varejão Filho.

Professor[editar | editar código-fonte]

Professor de várias escolas do Recife, entre elas o Ginásio Pernambucano (catedrático de língua francesa), foi também professor universitário, titular de língua e literatura francesa do Departamento de Letras da Universidade Federal de Pernambuco, com curso de especialização em Literatura francesa em Sorbonne, Paris.

Foi um dos fundadores da Aliança Francesa em Pernambuco, denominada Associação de Cultura Franco-Brasileira do Recife, sendo seu Presidente de honra.

Atividade literária[editar | editar código-fonte]

Membro da Academia Pernambucana de Letras (APL), ocupou a cadeira número 2. Eleito em 1966, só veio tomar posse em 1971.

Como tarefa importante para a literatura pernambucana, encampada pela APL, tomou para si a incumbência de reeditar romances históricos, de preciosa raridade. O trabalho, denominado Os velhos mestres do romance pernambucano, pretende reeditar romances do século XIX e início do século XX. Entre esses romances já estão editados:

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • A imagem de pedra
  • Os velhos mestres

Discursos[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.