Luisa Miller

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Luisa Miller é uma ópera em três atos de Giuseppe Verdi com libreto italiano de Salvatore Cammarano, baseado na peça de teatro Kabale und Liebe de Friedrich von Schiller. A estreia foi no Teatro San Carlo de Nápoles, em 8 de dezembro de 1849.


Sinopse[editar | editar código-fonte]

Óperas de Giuseppe Verdi
Giuseppe Verdi by Giovanni Boldini.jpg

Oberto, Conte di San Bonifacio (1839)
Un giorno di regno (1840)
Nabucco (1842)
I Lombardi alla prima crociata (1843)
Ernani (1844)
I due Foscari (1844)
Giovanna d'Arco (1845)
Alzira (1845)
Attila (1846)
Macbeth (1847)
I masnadieri (1847)
Jérusalem (1847)
Il corsaro (1848)
La battaglia di Legnano (1849)
Luisa Miller (1849)
Stiffelio (1850)
Rigoletto (1851)
Il trovatore (1853)
La traviata (1853)
Les vêpres siciliennes (1855)
Simon Boccanegra (1857)
Aroldo (1857)
Un ballo in maschera (1859)
La forza del destino (1862)
Don Carlos (1867)
Aïda (1871)
Otello (1887)
Falstaff (1893)

A ação decorre numa aldeia do Tirol durante a primeira metade do século XVII.

Ato 1[editar | editar código-fonte]

Com a festa de aniversário de Luisa Miller filha de um velho soldado na reforma que não vê com bons olhos o pretendente da filha, um jovem que ninguém conhece. Á entrada da igreja, para onde todos se dirigem, Wurm, o mordomo do Castelo do Conde Walter, interroga Miller acerca da promessa que este lhe fizera, há mais de um ano, de que ele se casaria com Luisa, intimando-o a exercer o seu poder paternal, o que Miller recusa. Então Wurm decide revelar a verdadeira identidade do seu rival: ele não é outro senão Rodolfo, filho do Conde. Esta revelação aumenta a inquietação de Miller que passa a desconfiar das intenções do jovem. Entretanto Wurm regressa ao castelo onde executa a 2ª parte do seu golpe revelando ao Conde o que se passa. O Conde fica perturbado, já que os seus projectos eram outros, e acredita que a traição do filho é uma forma de castigo por um crime, que conseguira manter secreto até então. Decide então chamar Rodolfo a quem declara ter já escolhido a sua futura mulher - a Duquesa Federica de Osthein, uma jovem viúva, rica e influente na Corte. Rodolfo deverá ir visitá-la e oficializar o pedido. Rodolfo obedece e vai procurar a Duquesa. Só que, em vez do esperado pedido de casamento, revela a Federica que o seu coração pertence a outra, o que provoca nela uma violenta reacção de dor e de ciúme. Enquanto o Conde parte para a caça, Luisa espera Rodolfo. Miller regressa do castelo, furioso, e revela à filha que o seu pretendente não apenas a enganou, apresentando se sob uma falsa identidade, como lhe escondeu também estar de casamento marcado com a Duquesa. Rodolfo chega e jura a Luisa que ela é a sua única noiva. Se o Conde se opuser ao casamento, ele saberá fazê-lo aceitar. O Conde surge, inesperadamente, agredindo e ofendendo Luisa. Magoado na sua honra, Miller grita por vingança, o que faz com que o Conde ordene de imediato a prisão do velho soldado e da filha. Rodolfo tenta interceder, mas o Conde não recua na sua decisão. Então o jovem faz uma ameaça, prometendo revelar por que meios o pai conseguiu o título. O Conde fica aterrado e manda libertar Miller e Luisa, antes de partir em busca do filho, que saíra intempestivamente.

Ato 2[editar | editar código-fonte]

Na aldeia avisam Luisa de que o pai voltou a ser preso pelo Conde. Desesperada, Luisa que corre para o castelo, mas Wurm chega e diz que Miller fora preso por ter ameaçado o Conde de morte e que espera a pena capital. Wurm acrescenta que Luisa o pode salvar, para tanto basta escrever uma carta endereçada a ele, Wurm, onde afirme ter sido a ambição que a levara a aceitar a corte de Rodolfo, e que na verdade nunca o amara. Agora, que o seu plano falhara, pede a Wurm, a quem na verdade ama, que aceite fugir com ela. Temendo pela vida do pai, Luisa não vê outra saída senão aceitar a proposta ignominiosa de Wurm e escreve pelo seu punho o texto da carta que ele próprio lhe dita. Entretanto, no castelo, o Conde reafirma a sua intenção de tomar em mãos o Destino do filho. Wurm chega e informa-o de que o estratagema funcionara. Mas o Conde teme ainda que Rodolfo revele o seu segredo, o de que não foi um assaltante mas sim ele próprio, com a cumplicidade de Wurm, quem assassinou o antigo Conde, seu primo, para receber a sua herança. Em seguida o Conde informa a Duquesa de que Rodolfo em breve a irá procurar mal tome conhecimento de que Luisa andou a brincar com os seus sentimentos. Como prova do que diz, obriga Luisa a jurar, diante da Duquesa, que ama Wurm. Entretanto Wurm já fez com que a falsa carta de Luisa caísse nas mãos de Rodolfo que não consegue acreditar que a jovem o tenha traído, desafiando Wurm para um duelo - do qual o mordomo se esquiva airosamente. Desesperado, Rodolfo cai aos pés do pai que, hipocritamente, o consola e o faz prometer aceitar casar-se com a Duquesa.

Ato 3[editar | editar código-fonte]

Na aldeia onde os camponeses tentam consolar Luisa. Miller que fora libertado regressa e a filha pede-lhe que entregue a Rodolfo uma sua carta de despedida, já que pretende pôr termo à vida. O pai convence-a, no entanto, a abandonar com ele a aldeia. Miller sai. Rodolfo chega e despeja veneno invisível no jarro de água sobre a mesa. Ele então pergunta se Luisa realmente escreveu a carta em que declara seu amor por Wurm. "Sim", responde a menina. Rodolfo bebe um copo de água, em seguida, passa um copo de Luisa e convida-a para beber. Depois pergunta de novo a Luisa se é Wurm quem ela realmente ama. Luisa hesita. Para a forçar a responder, Rodolfo diz-lhe que em breve irão ambos estar perante Deus. Sentindo-se libertada da promessa, Luisa revela aquilo que se passou. Miller regressa e Luisa morre nos seus braços. Entram em seguida Wurm e o Conde que vêm buscar Rodolfo para se casar com a Duquesa. Ao ver o mordomo, Rodolfo trespassa-o com a espada caindo morto em seguida. A ópera termina com Miller e o Conde petrificados perante os cadáveres dos filhos.

Estreia[editar | editar código-fonte]

Papel Voz Estreia Elenco, 8 de dezembro 1849
(Maestro: - )
Conde Walter baixo Antonio Selva
Rodolfo, seu filho tenor Settimio Malvezzi
Federica, Duquesa de Ostheim, sobrinha deWalter mezzo-soprano Teresa Salandri
Wurm, mordomo de Walter baixo Marco Arati
Miller, um soldado aposentado barítono Achille De Bassini
Luisa, sua filha soprano Marietta Gazzaniga
Laura, uma garota da vila mezzo-soprano Maria Salvetti
Um camponês tenor Francesco Rossi
Damigelle di Federica, Paggi, Famigliari, Arcieri, Abitanti del villaggio


Gravações Selecionadas[editar | editar código-fonte]

Ano Cast
(Luisa, Rodolfo, Miller, Federica, Count Walter, Wurm)
Maestro,
Sala de Ópera e Orquestra
1964 Anna Moffo,
Carlo Bergonzi,
Cornell MacNeil,
Shirley Verrett,
Giorgio Tozzi,
Ezio Flagello
Fausto Cleva,
RCA Italiana Opera Chorus and Orchestra
Audio CD: RCA Victor
1979 Renata Scotto,
Plácido Domingo,
Sherrill Milnes,
Jean Kraft,
Bonaldo Giaiotti,
James Morris
James Levine,
Metropolitan Opera orchestra and chorus
DVD: Deutsche Grammophon
Cat: 00440 073 4027

Ligações externas[editar | editar código-fonte]