Mário Neto Borges

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mário Neto Borges é um professor brasileiro.

Graduou-se em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais em 1978. Fez mestrado em Acionamentos Elétricos na UFMG, defendendo em 1985 e doutorado em Inteligência Artificial Aplicada à Educação pela University of Huddersfield (Inglaterra) defendido em 1994.

Foi Professor Adjunto da PUC-MG por dez anos, tendo exercido várias atividades acadêmicas e administrativas. É Professor Titular da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) no Departamento de Engenharia Elétrica em 1988.

Foi chefe do Departamento, Diretor do Centro de Ensino (Cursos de Graduação) e chegou a Diretor-Executivo em 1998, sendo o responsável pela transformação da instituição em Universidade em 2002, sendo reitor até 2004.

Foi presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) por cinco anos, entre 16 de dezembro de 2008 até 15 de dezembro de 2013[1]. Em 4 de outubro de 2016 foi nomeado presidente do CNPq pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab[2][3].

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
  1. «Mário Neto Borges é o novo presidente da Fapemig - Notícias da UFMG». Consultado em 6 de outubro de 2016 
  2. «Ministro anuncia o pesquisador Mário Neto Borges como novo presidente do CNPq - Notícia - Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações». www.mcti.gov.br. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  3. «Pesquisador Mario Neto Borges é o novo Presidente do CNPQ Sociedade Brasileira de Química». www.sbq.org.br. Consultado em 7 de outubro de 2016