Macabuzinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

Macabuzinho é segundo distrito do município de Conceição de Macabu, distante 21Km da sede, é uma pequena localidade com população de 900 habitantes.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Macabuzinho significa pequeno Macabu, uma referência a Conceição de Macabu. Antes de se chamar Macabuzinho, chamou-se Paciência do Macabu e Paciência, ambas as denominações eram referências ao porto fluvial existente nas margens do Rio Macabu e localizados em Macabuzinho.

Evolução histórica[editar | editar código-fonte]

No século XVII e XVIII a região era utilizada por missionários e madeireiros, que navegavam através do Rio Macabu em busca de indígenas para catequese e madeiras nobres, respectivamente.

No século XIX o porto fluvial, as margens do Rio Macabu, aumentou sua importância com a exploração do café na região serrana fluminense. O café era escoado pelo rio até chegar ao Canal Campos-Macaé e seguir para o porto marítimo de Macaé, de onde era exportado ou levado para a corte.

No século XX, já como 10º Distrito de Macaé, uniu-se a Conceição de Macabu, 5º Distrito, na luta pela emancipação do município. No dia 15 de março de 1952, a lei 1492, criou o Município de Conceição de Macabu, tendo como sede e 1º Distrito Conceição de Macabu, com Macabuzinho ocupando o posto de 2º Distrito.

Referência bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • GOMES, Marcelo Abreu. ABC de Macabu - dicionário de topônimos e curiosidades. Conceição de Macabu. Gráfica Macuco,2004.
  • GOMES, Marcelo Abreu. Macabu - a história até 1900. Conceição de Macabu. Gráfica Macuco,1997.
  • GOMES, Marcelo Abreu. Geografia Física de Conceição de Macabu. Conceição de Macabu. Gráfica e Editora Poema,1998.
  • TAVARES, Godofredo Guimarães. Imagens da Nossa Terra. Prymil,2002.