Maju de Araújo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Maju de Araújo
Modelo Maria Júlia de Araújo Dias (Maju)
Nome completo Maria Júlia de Araújo Dias
Pseudônimo(s) Maju de Araújo
Nascimento 20 de junho de 2002 (19 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Residência Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasileira
Progenitores Mãe: Adriana de Araújo
Pai: Orlando Pereira Dias
Parentesco Irmãs: Ana Luísa de Araújo Dias e Larissa de Araújo Dias
Ocupação

Maria Júlia de Araújo Dias, mais conhecida como Maju de Araújo (Rio de Janeiro20 de junho de 2002), é uma modelo fotográfica e de passarela com síndrome de Down, influenciadora digital e ativista brasileira na luta pela inclusão social.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Maria Júlia de Araújo Dias, ou Maju de Araújo, é filha da chef de cozinha Adriana de Araújo e do analista de sistemas Orlando Pereira Dias, tendo como irmãs Ana Luísa de Araújo Dias e Larissa de Araújo Dias. Desde a infância, já se interessava pelo universo da moda e dos desfiles. Aos 16 anos, através do Projeto Passarela do Grupo MGT, foi considerada a nova descoberta como modelo e começou a estudar e a se profissionalizar na área. Entrou no curso School Models, onde lapidou seu talento natural. Maju se formou profissionalmente em novembro de 2019. Hoje, é conhecida como a primeira modelo com síndrome de Down a desfilar nas passarelas da Brasil Fashion Week.[3][4] A modelo lançou uma campanha chamada: “Inclusão não é moda, inclusão é cidadania”.[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no Projeto Passarela do Grupo MGT e sua carreira foi aberta na passarela da Brasil Eco Fashion Week. Foi rosto oficial da terceira edição da Osasco Fashion Week.[6] Além disso, Maju é recordista mundial de desfiles em uma única edição de uma Fashion Week: desfilou mais de quarenta vezes na terceira edição da Osasco Fashion Week.[7]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Atualmente, Maju mora no Rio de Janeiro e serve como representante da causa da inclusão, da acessibilidade e do respeito para muitas pessoas pelo Brasil. Em seu tempo livre, gosta de dançar, estudar, praticar esportes e produzir vídeos dando dicas de make e de looks.[8]

Na televisão[editar | editar código-fonte]

Maju de Araújo já apareceu na Rede Globo, no programa Esporte Espetacular, quando foi surpreendida ao conhecer seu jogador preferido do Flamengo: Diego Ribas.[9] Já esteve também na Band concedendo uma entrevista. Concedeu entrevista ao canal Rio TV Debate e também ao SBT Mulher.

Referências

  1. www.ipoomweb.com.br, Desenvolvido por iPoomWeb-. «Primeira modelo com Síndrome de Down desfila nas passarelas do Brasil Fashion Week». Clic Camaquã. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  2. «Revolução e Oportunidade no mundo da MODA - Diversidade, Democratização, Tecnologia, Projeto online para descobrir modelos e influenciadores em todo Brasil». Terra. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  3. «MODELO COM SÍNDROME DE DOWN MAJU DE ARAÚJO É CHAMADA DE "A NOVA GISELE BÜNDCHEN" NA FASHION WEEK». TV Seja. 17 de janeiro de 2020. Consultado em 20 de agosto de 2020 
  4. «Primeira modelo com síndrome de Down a desfilar nas passarelas do Brasil Fashion Week». Crianças Especiais. 3 de dezembro de 2019. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  5. Garcia, Vera (8 de setembro de 2019). «"Inclusão não é moda, inclusão é cidadania", afirma jovem modelo brasileira com síndrome de Down"». Deficiente Ciente. Consultado em 20 de agosto de 2020 
  6. EPTV. «MC Guimê vira modelo e inspira grife com estilo ousado para o Osasco Fashion Week». ACidade ON. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  7. «Conheça a modelo com sídrome de Down quebrou recorde mundial na história da semana de moda». Crianças Especiais. 10 de abril de 2020. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  8. Digital, Máxima. «Máxima · Conheça a primeira modelo com síndrome de down a desfilar no Brasil Fashion Week». Máxima. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  9. «Modelo com Down realiza sonho de conhecer Diego e faz ensaio com o meia do Flamengo». ge. Consultado em 21 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]