Manuel da Silva Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Manuel da Silva Ramos
Nascimento 1947 (74 anos)
Covilhã, Portugal Portugal
Prémios Prémio de Novelística Almeida Garrett de 1968
Género literário Romance, conto
Magnum opus Impunidade das Trevas

Manuel da Silva Ramos (Covilhã, 1947) é um escritor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi para Lisboa estudar Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, mas acabaria por exilar-se em França.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Os Três Seios de Novélia (1969)
    • em 1997 publica três livros em parceria com Alface:
  • Os Lusíadas (1977)
  • As Noites Brancas do Papa Negro (1982)
  • Beijinhos (1996)
  • O Tanatoperador (1999)
  • Adeusamália (1999)
  • Coisas do Vinho, com ilustrações de Zé Dalmeida (1999)
  • Jesus, The Last Adventure of Franz Kafka (2002)
  • Portugal, e o Futuro?
  • Viagem com Branco no Bolso (2001)
  • Café Montalto (2003)
  • Ambulância (2006)
  • O Sol da Meia-Noite (2007)
  • Contos para a Juventude (contos, 2007).
  • A Ponte Submersa (2007)
  • Impunidade das Trevas (2015)
  • Moçalambique (2017)

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Prémio de Novelística Almeida Garrett de 1968, instituído pela Editorial Inova e Portugália Editora, com "Os Três Seios de Novélia"

(de cujo júri faziam parte Óscar Lopes, Mário Sacramento e Eduardo Prado Coelho).

  • Bolsa de Criação Literária atribuída pelo Ministério da Cultura (1997)
  • Bolsa de Criação Literária (2001)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]