Maria Helena da Costa Dias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maria Helena da Costa Dias
Nome completo Maria Helena Ferreira Chaves da Costa Dias
Nascimento 1917
Porto Inglês
Morte 1994 (77 anos)
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Cônjuge Augusto da Costa Dias
Ocupação Escritora

Maria Helena da Costa Dias ou Maria Helena Ferreira Chaves da Costa Dias (Porto Inglês, Ilha do Maio, Cabo Verde, 1917 - Lisboa, 1994) foi uma escritora portuguesa.

Frequentou o 1º ano do Curso Especial de Arquitectura da Escola de Belas Artes de Lisboa em 1935-1936, ingressando posteriormente na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa onde foi colaboradora do jornal cultural Horizonte.

Casada com Augusto da Costa Dias, escritor e investigador da literatura e cultura portuguesa, com quem colaborou. Teve também assídua actividade na área da tradução e adaptação de livros de autores estrangeiros.

Filha do engenheiro e inventor Raul Pires Ferreira Chaves e irmã do arquitecto Jorge Ferreira Chaves. Sobrinha da pintora Maria Alexandrina Pires Ferreira Chaves, de Olímpio Ferreira Chaves e de João Carlos Pires Ferreira Chaves.

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Animais esses desconhecidos (capa e ilustrações de Tóssan). Lisboa: Portugália, 1965.
  • A história da coelhinha branca (ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, 1967.

Traduções, adaptações, organização[editar | editar código-fonte]

Adaptação[editar | editar código-fonte]

  • Suzanne Henriette Chandet - Cozinha de urgência. Lisboa: Portugália, 1962. [1]
  • Victor Hugo - Gavroche (de Os miseráveis). Lisboa: Portugália, 1964.
  • Mad H. Giraud - O desaparecimento de Sir Jerry. Lisboa: Portugália, 1966.
  • Herman Melville - Benito Cereno. Lisboa: Portugália, 196-?. (versão de Maria Helena da Costa Dias)
  • Odette Joyeux - A idade feliz. (capa de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, imp. 1967.
  • Camille Mirepoix - O leão Heitor. (ilustrações de Tóssan). Lisboa: Portugália, 196-?.

Tradução[editar | editar código-fonte]

  • Georges Duby - As três ordens ou o imaginário do feudalismo. Lisboa: Estampa, 1982. (tradução)
  • Jose Angel Garcia de Cortazar; Ruiz de Aguirre - História rural medieval. Lisboa: Estampa, 1983. (tradução)
  • Rafael SabatiniScaramouche. Lisboa: Vega, 1991. (tradução)
  • Fernand Poskin; (il. de Jacques Poirier) - As aventuras de Odete. Lisboa: Portugália, 1966.
  • Edouard Peisson - A viagem de Edgar. Lisboa : Portugália, 196-?.
  • Georges Sadoul - A vida de Charlot : romance, conto, novela, teatro, obras de cultura.... Lisboa: Portugália, 196-?.
  • Albert Aycard - Os pequenos chineses. Lisboa: Portugália, 1966.
  • Wilfred G. Burchett - Bombas sobre Hanói. Lisboa: Seara Nova, 1967.
  • Victor de Sá - A crise do Liberalismo e as primeiras manifestações das ideias socialistas em Portugal: 1820-1852. 3ª ed. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.
  • Jacques-Yves Cousteau, Frédéric Dumas - O mundo do silêncio. Lisboa: Portugália, 196-?.
  • Paul Vialar - Clara e os malfeitores. (capa de Infante do Carmo). Lisboa: Portugália, 19--?.
  • Germaine Acremant - As solteironas de chapéu verde. Lisboa: Portugália, 1972.
  • Germaine Acremant - As solteironas dos chapéus verdes. Lisboa: Portugália, 195-?.
  • Marie Maraire - Aldeia S.O.S.. Lisboa: Portugália Editora, 1965.
  • Marie Maraire - Os 4 da Rua Sem Nome. (capa e ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, 196-?.
  • Henriette Robitaillie - A minha casa perdida. (ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, 1967.
  • Saint-Marcoux - O jardim submerso. (ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, 1967.
  • Jacqueline Dumesnil - Os companheiros do veado de prata. (capa e ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, 1967.
  • Yvonne Meynier - Erika das colinas. (capa e ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, 1966.
  • Mad H. Giraud - As férias de Sir Jerry. (capa e ilustrações de João Câmara Leme). Lisboa: Portugália, imp. 1965.
  • André Massepain - O mistério do lago. Lisboa: Portugália, 1966.
  • Elsa Triolet - Rosas a prestações. Lisboa: Portugália, 196-?.

Organização de textos[editar | editar código-fonte]

  • Poesias dispersas (de) Almeida Garrett ; prefácio e notas de Augusto da Costa Dias, Maria Helena da Costa Dias, Luís Augusto Costa Dias. Lisboa: Estampa, 1985.
  • Almeida Garrett - Obra política : doutrinação da sociedade liberal : 1824-1827. Lisboa: Estampa, 1991. (Organização, fixação dos textos, prefácio e notas) (com Luís Augusto Costa Dias (coord), João Carlos Lazáro Faria.)
  • Almeida Garrett - Obra política : doutrinação da sociedade liberal : 1827. Lisboa: Estampa, 1992. (Organização, fixação dos textos, prefácio e notas) (com Luís Augusto Costa Dias (coord), João Carlos Lazáro Faria.) [2]
  • Narrativas e lendas (de) Almeida Garrett. Lisboa: Estampa, 1979. Edição crítíca, fixação do texto, prefácio e notas de Augusto da Costa Dias. Recolha de textos, organização de Maria Helena da Costa Dias.
  • Romanceiro (de) Almeida Garrett. Lisboa: Estampa, 1983.

Referências

  1. Google books [1]
  2. Bibliotecas Municipais de Lisboa [2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.