Marjorie Gateson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marjorie Gateson
Cena do filme The Milky Way, de 1936
Nome completo Marjorie Augusta Gateson
Nascimento 17 de janeiro de 1891
Brooklyn
Nacionalidade norte-americana
Morte 17 de abril de 1977 (86 anos)
Nova Iorque
Ocupação Atriz
Atividade entre 1931 a 1958

Marjorie Augusta Gateson (17 de janeiro de 1891 — 17 de abril de 1977[1]) foi uma atriz norte-americana que atuava no cinema e no teatro.

Nasceu em Brooklyn, em Nova Iorque, filha de Augusta e de Daniel Gateson. Seu avô materno e o irmão eram clérigos;[2] algumas fontes afirmam que seu pai também era,[2] mas no livro Mothers, Mammies and Old Maids: Twenty-Five Character Actresses of Golden Age Hollywood, de Axel Nissen, consta que ele era um contratante.[1] Estudou no Packer Collegiate Institute e no Brooklyn Conservatory of Music, sendo que este último a sua mãe lecionava elocução.[2] Ela creu que sua mãe tinha "anseio interior pelo teatro",[2] coisa que passou a Marjorie, além de dição e postura.[1]

A educação musical de Gateson veio de boa hora, ajudando-a a conseguir um emprego fazendo parte do coro em uma peça chamada The Pink Lady.[3] Fez sua estreia na Broadway em 4 de novembro de 1912; o espetáculo fechou após doze apresentações.[1] Em The Little Cafe (12 de novembro de 1913 – 14 de março de 1914), da Broadway, ela interpretou vários dos personagens da peça.[3] No musical da Broadway de 1917, Have a Heart, chegou a cantar algumas músicas.[1] Atuou em uma dieta constante de comédias por mais uma década, terminando com Oh, Ernest! (1927), mas também atuou em comédias não-musicais e dramas. Após a comédia da Broadway As Good as New em 1930, ela partiu para Holywood.[1]

Após atuar mais de duas décadas no teatro, Gateson fez sua estreia no cinema em 1931, atuando como atriz coadjuvante.[1] Alguns de seus filmes notáveis incluem The King's Vacation (1933), Bureau of Missing Persons (1933), Private Number (1936), You'll Never Get Rich (1941), International Lady (1941) e Meet The Stewarts (1942). Seu trabalho no cinema deixou de proceder na década de 1940 e passou a atuar na televisão.

Fez sua estreia na telinha em 1949. Se destacou em 1949 na soap opera One Man's Family e obteve sucesso em 1954, aos 63 anos, interpretado a matriarca Grace Harris Tyrell na novela diurna The Secret Storm, papel que desempenharia até 1968. Fez inúmeras outras atuações na televisão durante a década de 1950, incluindo episódios de Hallmark Hall of Fame, Robert Montgomery Presents e United States Steel Hour.

Gateson sofreu um derrame, que culminou sua carreira de atriz, e morreu alguns anos depois, em 1977, vítima de pneumonia, aos 86 anos, em Manhattan.[1]

Referências

  1. a b c d e f g h Nissen, Axel (21 de fevereiro de 2012). Mothers, Mammies and Old Maids: Twenty-Five Character Actresses of Golden Age Hollywood. [S.l.]: McFarland. pp. 88–94. ISBN 9780786490455. Consultado em 17 de fevereiro de 2014 
  2. a b c d Brooks, Joan (6 de dezembro de 1936). «Mental Lifter». Milwaukee Journal. Consultado em 17 de novembro de 2014 
  3. a b Dr. David S. Shields, McClintock Professor at the University of South Carolina. «Marjorie Gateson». Consultado em 17 de novembro de 2014