Mark Lee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mark Lee

Astronauta da NASA
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Nascimento 14 de agosto de 1952 (66 anos)
Viroqua, Estados Unidos
Tempo no espaço 32d 21h 46min
Missões STS-30, STS-47, STS-64, STS-82
Insígnia da missão Sts-30-patch.png Sts-47-patch.png Sts-64-patch.png Sts-82-patch.png

Mark Charles Lee (Viroqua, 14 de agosto de 1952) é um ex-astronauta e coronel da Força Aérea dos Estados Unidos, veterano de quatro missões do programa do ônibus espacial da NASA.

Formado em engenharia pela Academia da Força Aérea dos Estados Unidos, qualificou-se como piloto de F-4 Phantom II após curso na Base Aérea de Luke, no Arizona, e serviu dois anos e meio com as forças americanas estacionadas na ilha de Okinawa, no Japão. Após esta missão, em 1979 conseguiu mestrado em engenharia mecânica no Massachusetts Institute of Technology – MIT, especializando-se em materiais compostos avançados em grafite e epoxy. Após formar-se no MIT, foi designado para a base da Força Aérea de Hamscon, no programa do Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS). Voltou a pilotar em 1982, integrando o 388º esquadrão da USAF como piloto de F-16, até ser selecionado para a NASA, em maio de 1984.[1]

NASA[editar | editar código-fonte]

Qualificado como especialista de missão para o ônibus espacial em 1985, ele trabalhou no Departamento de Astronautas em pesquisas ligadas à atividades extra-veiculares, Spacelab e sistemas da Estação Espacial Internacional, antes de ser designado para missões espaciais.

Seu primeiro voo foi em 4 de maio de 1989, na STS-30 Atlantis, que colocou no espaço em rota para Vênus a sonda espacial Magellan.[2] Na segunda missão, em setembro de 1992, atuou como especialista de carga da STS-47 Endeavour, onde comandou o planejamento, a integração e a coordenação em órbita de todas as atividades do compartimento de carga do ônibus espacial.[3] Com ele nesta missão viajou a sua esposa, a astronauta especialista de missão Jan Davis, fazendo dos dois o primeiro casal a ir ao espaço ao mesmo tempo. Lee e Davis haviam se conhecido na NASA e casado secretamente durante o treinamento para esta missão. O fato só foi revelado ao comando da agência dias antes do voo, o que impediu o treinamento de um substituto. A partir de então a NASA fez um mudança em seus regulamentos, proibindo que casais legalmente casados participem da mesma missão espacial.[4]

Sua terceira missão espacial teve início em 9 de setembro de 1994, na STS-64 Discovery, e durou onze dias; nela, Lee realizou atividades extra-veiculares no total de seis horas, onde testou uma mochila a jato de auto-sobrevivência, realizando a primeira caminhada espacial em dez anos de um ser humano solto no espaço, e recuperou um satélite solar em órbita.[5] Sua última missão foi em 11 de fevereiro de 1997, na STS-82 Discovery, uma missão de manutenção do telescópio Hubble onde ele atuou como comandante de carga.[6]

Lee estava escalado para realizar uma quinta missão espacial em 2000, desta vez à Estação Espacial Internacional, mas foi afastado dela por motivos não divulgados; notícias na imprensa deram conta de que se tratou de um desentendimento com ao menos um de seus superiores no Centro Espacial Lyndon Johnson.[4] Ele solicitou uma reconsideração da decisão mas não foi atendido,[7] deixando a NASA no ano seguinte.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «NASA Bio». NASA. Consultado em 8 de abril de 2015. 
  2. «Mission summary». NASA. Consultado em 8 de abril de 2015. 
  3. «STS-47 Mission Summary». NASA. Consultado em 8 de abril de 2015. 
  4. a b «Shuttle astronaut taken off crew for ISS mission». CNN. Consultado em 8 de abril de 2015. 
  5. «STS-64 Mission summary». NASA. Consultado em 8 de abril de 2015. 
  6. «Servicing Mission 2». ESA. Consultado em 8 de abril de 2015. 
  7. Golightly, Glen (13 de setembro de 1999). «Astronaut Lee Appealing Removal From Shuttle Mission». space.com. Consultado em 15 de novembro de 2007.