Pedro Dias Pais Leme da Câmara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pedro Dias Pais Leme da Câmara
Nascimento 1772
Cidadania Portugal
Ocupação militar
Prêmios Cavaleiro da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa
COA Baron of São João Marcos.svg
Armas do Marquês de São João Marcos.

Pedro Dias Paes Leme da Câmara (1772 - Vassouras, 15 de dezembro de 1868), 1° Barão de São João Marcos (título português) por decreto do Rei D. João VI de Portugal de 5 de Fevereiro de 1818. 1° Barão com Grandeza de São João Marcos (título brasileiro) por decreto do Imperador D. Pedro I do Brasil de 5 de Dezembro de 1822 e 1° Marquês de São João Marcos (título brasileiro) por decreto do Imperador D. Pedro I do Brasil de 12 de Outubro de 1826.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Portugal no ano de 1772 e faleceu no Brasil na cidade de Vassouras a 15 de dezembro de 1868. Foi um nobre e militar português. Nomeado 3° Alcaide-mor da província da Bahia, Guarda-mor Geral de todas as Minas do Brasil e 3.º Senhor da propriedade de São João Marcos, herdada de seu avô, Pedro Dias Paes Leme que por sua vez era Fidalgo da Casa Real, Comendador da Ordem de Cristo e Guarda-mor Geral de Minas Gerais. A propriedade de São João Marcos, no atual Estado do Rio de Janeiro, continha o Direito das passagens dos rios Paraíba e Paraibuna, então estabelecidas por seu bisavô, Garcia Rodrigues Paes Leme também Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, Cavaleiro da Ordem de Cristo, Capitão-mor da Vila de São Paulo, Capitão-mor da Vila de Pitangui-MG, Administrador e Guarda-mor Geral das Esmeraldas e de todas as Minas. Era trineto do grande bandeirante Fernão Dias Paes Leme, o Governador das Esmeraldas.

Após a independência do Brasil, por cuja nacionalidade optou, o ainda Barão de São João Marcos (por Portugal, onde também tinha o título de Cavaleiro da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa) tornou-se homem da corte de D. Pedro I do Brasil. Foi Grande do Império, Gentil-Homem da Câmara do Imperador, Reposteiro-mor da Casa Imperial, Grã-cruz da Ordem de Cristo.

Casou em primeiras núpcias com D. Rita Ricardina de Sousa Coutinho da Cunha Porto, e em segundas núpcias com sua cunhada D. Mariana Carolina de Sousa Coutinho da Cunha Porto, a qual foi Dama da Imperatriz, ambas filhas de José Alves da Cunha Porto, Capitão-mor de Ordenanças, e de sua mulher D. Mariana Perpétua de Azeredo Coutinho.[1] Teve geração dos dois casamentos.

Pedro Dias Paes Leme da Câmara, foi no Brasil Barão com grandeza e depois Marquês de São João Marcos, ambos os títulos em "uma vida", sendo filho de Fernão Dias Paes Leme da Câmara[nota 1] e de sua mulher D. Francisca Peregrina de Sousa Melo Sequeira Correia.

Notas

  1. Algumas obras o citam como Fernando Dias Pais Leme

Referências

  1. «Genealogia Paulistana Título Lemes Parte 6». www.arvore.net.br. Consultado em 10 de junho de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.