Martin Cooper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Martin Cooper
Nascimento 26 de dezembro de 1928 (87 anos)
Local Chicago
Alma mater Instituto de Tecnologia de Illinois
Prêmio(s) Prêmios Princesa das Astúrias (2009), Prêmio Charles Stark Draper (2013), Prêmio Marconi (2013)

Martin Cooper (Chicago, 26 de dezembro de 1928) é um engenheiro eletrotécnico e designer norte-americano, considerado o "pai" do telefone celular (português brasileiro) ou telemóvel (português europeu) - distinto do telefone veicular. Inspirado no seriado de TV Jornada nas Estrelas. [1] Cooper é o CEO e fundador da ArrayComm, empresa que atua na pesquisa tecnológica da antena inteligente e no aperfeiçoamento de redes wireless. Foi também diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Motorola.[2]

No meio da Sexta Avenida, em Nova Iorque, antes de entrar na coletiva de imprensa que faria o anúncio do primeiro celular, Cooper fez a chamada histórica usando o aparelho Motorola DynaTAC – um equipamento "móvel" que pesava 997 gramas e tinha bateria com autonomia para apenas 20 minutos de chamada de voz.[3]

Muitos anos depois, Cooper comentaria: "O primeiro modelo de telefone celular pesava praticamente um quilo e você só podia falar 20 minutos nele antes que a bateria se esgotasse. Mas era tempo suficiente, porque você não aguentaria segurar o aparelho por mais tempo que isso".[3]

Referências

  1. Entrevista da BBC com Cooper
  2. Romannessa Sanches (08 de julho de 2011). «O primeiro celular da história». Techtudo. Consultado em 10 de dezembro de 2016. 
  3. a b «Há 40 anos, Martin Cooper fez a primeira chamada de um celular». O cientista liderou o time da Motorola que criou o primeiro celular. Ele fez a ligação em 3 de abril de 1973 na rua, em Nova Iorque. IDGNOW. 3 de abril de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2016.