Matinas de Pentecostes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Matinas de Pentecostes ou Matinas do Espírito Santo é uma cerimônia da liturgia católica, mais especificamente as matinas das horas canônicas (ou ofícios divinos), celebrada no dia de Pentecostes.[1][2][3] As Matinas de Pentecostes possuem Invitatório (Alleluia, Spiritus Domini), Hino (Jam Christus astra ascenderat) e apenas dois Responsórios (I - Cum complerentur dies Pentecostes; II - Repleti sunt omnes Spiritu Sancto), diferentemente das matinas santorais e das matinas de outras festas do tempo litúrgico, que possuem nove Responsórios.[4][5][6]

Composições musicais[editar | editar código-fonte]

Na Idade Média as Matinas de Pentecostes eram cantadas em canto gregoriano, mas a partir do século XVI passaram a ser musicadas também em polifonia, por autores como Nicolas Gombert, Nicolle des Celliers de Hesdin, Hans Leo Hassler, William Byrd e outros. No Brasil existem composições para essa cerimônia por André da Silva Gomes (1752-1844), Francisco Manuel da Silva (1795-1865) e João de Deus de Castro Lobo (1794-1832).[7][8]

Texto latino[editar | editar código-fonte]

Matinas de Pentecostes (ou do Espírito Santo)[9]
Invitatório
Alleluia,

Spiritus Domini replevit orbem terrarum:

Venite adoremus, alleluia.

Aleluia,

O Espírito do Senhor encheu toda a terra:

Vinde, adoremos, aleluia.

Hino
1. Jam Christus astra ascenderat,

Reversus unde venerat,

Patris fruendum munere

Sanctum daturus Spiritum.

1. Cristo já subiu ao céu,

tornando ao lugar de onde veio,

e dará o Espírito Santo, que deve ser fruído,

como dádiva do Pai.

2. Solemnis urgebat dies,

Quo mystico septemplici

Orbis volutus septies

Signat beata tempora.

2. Aproximam-se os dias solenes

nos quais o número místico sete vezes sete

assinala, pelo curso circular,

a chegada dos tempos bem-aventurados.

3. Cum lucis hora tertia

Repente mundus intonat,

Apostolis orantibus Deum

venire nuntiat.

3. Com a luz da hora terceira

o mundo trovejou de repente

anunciando aos apóstolos que oravam

que Deus estaria sobre eles.

4. De patris ergo lumine

Decorus ignis almus est,

Qui fida Christi pectore

Calore Verbi compleat.

4. Do Pai, pois, à luz

do fogo criador,

o qual enche o peito dos fiéis em Cristo

com o calor da palavra.

5. Impleta gaudent viscera,

Afflata Sancto Spiritu,

Vocesque diversas sonant,

Fantur Dei magnalia.

5. Tocados pelo Espírito Santo e

repletos de alegria em seu íntimo

os apóstolos falavam diversas línguas

revelando as maravilhas de Deus.

6. Notique cunctis gentibus,

Græcis, Latinis, Barbaris,

Simulque demirantibus,

Linguis loquuntur omnium.

6. Compreendidos por todas as nações

Gregos, Latinos, Bárbaros,

juntamente, admiravam-se,

pois falavam todas as línguas.

7. Deo Patri sit gloria,

Et Filio, qui a mortuis

Surrexit, ac Paraclito.

In sæculorum sæcula.

Amen.

7. Gloria seja dada a Deus Pai,

e ao Filho, que dos mortos

ressurgiu, como Paráclito.

Pelos séculos dos séculos.

Amém.

Responsório I
R. Cum complerentur dies Pentecostes, erant omnes pariter in eodem loco, alleluia: et subito factus est sonus de cælo, alleluia. R. Chegado o dia do Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar, aleluia: repentinamente veio do céu um ruído, aleluia.
* Tamquam spiritus vehementis, et replevit totam domum, alleluia, alleluia. * Como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados, aleluia, aleluia.
V. Dum ergo essent in unum discipuli congregati propter metum Judæorum, sonus repente de cælo venit super eos. V. Enquanto isso, com os judeus ao lado e com os discípulos reunidos, um ruído do céu veio sobre eles.
* Tamquam... * Como se soprasse...
Responsório II
R. Repleti sunt omnes Spiritu Sancto, et cœperunt loqui, prout Spiritus Sanctus dabat eloqui illis: R. Estavam todos repletos do Espírito Santo, e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.
* Et convenit multitudo dicentium, alleluia. * E juntamente com a multidão diziam, aleluia.
V. Loquebantur variis linguis Apostoli magnalia Dei. V. Falando várias línguas, os apóstolos narravam as maravilhas de Deus.
* Et convenit... * E juntamente...
Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
* Et convenit... * E juntamente...

Composições internacionais para as Matinas de Pentecostes[editar | editar código-fonte]

Composições no Brasil para as Matinas de Pentecostes[editar | editar código-fonte]

Ver também (Wikipédia)[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. COELHO, Antônio. Curso de liturgia romana. 3. ed. Negrelos: Edições “Ora et Labora” / Mosteiro de Singeverga, 1950. 2 v.
  2. BREVIARIUM Romanum ex Decreto Sacrosancti Concilii Tridentini Restitutum Summorum Pontificium Cura Recognitum cum nova psalteri versione Pii Papæ XII jussu edita juxta editionem novam typicam. Romæ, Tornaci, Parisiis: Typis Societatis S. Joannis Evangelistæ Desclée & Cie, [1954]. 4 v.
  3. LIBER Usualis Missæ pro Dominicis et Festis Duplicibus cum cantu gregoriano ad exemplar editionis typicæ concinnatus et Rhythymicis signis a solesmensibus monachis: diligenter ornatus. Editio Altera. Romæ, Tornæi:Typis Societatis S. Joannis Evang. / Desclée & Socii, 1910. 992, [60] p.
  4. OFFICIUM Hebdomadæ Sanctæ secundum Missale et Breviarium Romanum Pii V. Pont. Max. jussu editum Clementis VIII. et Urbani VIII. auctoritate recognitum. Editio secunda cantu chorali aucta per F. J. Vilsecker, Cantorem Ecclesiæ Cathedrali Passaviensis. auctoritate Reverendissimi Domini Domini Henrici, Episcopi Passaviensis. Landishuti: J. G. Wölfle / Libraria Universitatis Krüliana, 1856 [1ª ed.: Passaviæ: Librariæ Pustetianæ, 1842]. 482 p.
  5. OFFICIUM Majoris Hebdomadæ a Dominica in Palmis usque ad Sabbatum in Albis juxta ordinem Breviarii, Missalis et Pontificalis Romani cum cantu emendato editum sub auspiciis Sanctissimi Domini Nostri Pii PP. IX. Curante Sacr. Rituum Congregatione. Cum Privilegio. Editio altera, Ratisbonæ, Neo Eboiraci et Cincinatti: Friderici Pustet, 1882. 540, 8* p.
  6. SARMENTO, Francisco de Jesus Maria. MANUAL / DA / SEMANA SANTA / PARA OS OFFICIOS ECCLESIASTICOS, / que se celebrão nas Horas Matutinas / dos veneraveis Dias / DE / DOMINGO DE RAMOS, / QUINTA FEIRA SANTA, / E SESTA FEIRA DA PAIXÃO. / Traduzidos no idioma Portuguez / Para espiritual consolação, e proveitosa / intelligencia dos que ignorão a Lingua / Latina. / Ajuntão se algumas Orações para antes, e / depois dos Santos Sacramentos da Peni-/tencia, e Eucaristia, e para visitar de-/votamente as Igrejas: E varias Illustrações Históricas, e Reflexões Moraes sobre / os Mysterios, que se recordão em toda esta / Semana até Domingo de Pascoa. / Por Fr. FRANCISCO / DE JESUS MARIA SARMENTO, / Comissionario da Veneravel Ordem Terceira / do Convento de Nossa Senhora de Jesus / de Lisboa. / LISBOA / NA REGIA OFFICINA TYPOGRAFICA / ANNO MDCCLXXV. / Com Licença da Real Meza Censoria. 261p.
  7. JOÃO DE DEUS DE CASTRO LOBO (1794-1832). Matinas do Espírito Santo (quatro vozes, violinos I e II, viola, baixo, flautas I e II, clarinetas I e II, clarins I e II, trompas I e II); edição: Vitor Gabriel [de Araújo]. In: CASTAGNA, Paulo (coord.). Pentecostes; coordenação musicológica Paulo Castagna; coordenação editorial Carlos Alberto Figueiredo; pesquisa, edição e texto Marcelo Campos Hazan, Vítor Gabriel de Araújo, André Guerra Cotta, Paulo Castagna. Belo Horizonte: Fundação Cultural e Educacional da Arquidiocese de Mariana, 2002. n.1, p.49-114. (Acervo da Música Brasileira / Restauração e Difusão de Partituras, v.1)
  8. CASTRO LOBO, João De Deus de (1794-1832). Matinas do Espírito Santo [AMB 01]; (quatro vozes, violinos I e II, viola, baixo, flautas I e II, clarinetas I e II, clarins I e II, trompas I e II); Edição de Vitor Gabriel [de Araújo]. In: PENTECOSTES; Coral da Escola de Música da UFMG e músicos convidados; regência Afrânio Lacerda; coordenação musicológica Paulo Castagna. Belo Horizonte: Fundação Cultural e Educacional da Arquidiocese de Mariana / Santa Rosa Bureau Cultural, 2001 (Acervo da Música Brasileira / Restauração e Difusão de Partituras, v.1). CD. Faixas 01-13.
  9. MISSAL quotidiano e vesperal; por Dom Gaspar Lefebvre beneditino da Abadia de S. André; notação moderna da música por P. Ch. van de Walle; ilustrações de R. de Cramer. Bruges (Bélgica), Desclée de Brouwer & Cie., 1960.