Meena Keshwar Kamal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Meena (1956 - 1987), fundadora da RAWA

Meena Keshwar Kamal (Persa: مینا کشور کمال), mais conhecida como Meena, (27 de fevereiro de 1956 – 4 de fevereiro de 1987) foi uma feminista afegã e ativista que trabalhou pelos direitos das mulheres. Fundou a Associação Revolucionária das Mulheres do Afeganistão (RAWA) em 1977, um grupo organizado para promover igualdade e educação para as mulheres.[1][2][3]

Em 1979 ela fez campanha contra o que considerou um governo fantoche dos russos que passou a controlar o Afeganistão e organizou encontros em escolas para mobilizar apoio para isso; em 1981, lançou uma revista bilíngue, Payam-e-Zan (Mensagem das Mulheres). Fundou também escolas para ajudar crianças refugiadas e suas mães, oferecendo hospital e aprendizado em atividades manuais.

Ao final de 1982 foi convidada pelo Governo francês; Meena representou a resistência afegã no Partido Socialista do Congresso Francês. A delegação soviética do Congresso, liderada por Boris Ponamaryev, abandonou o local quando os presentes aplaudiram Meena e ela acenou com uma vitória.

Meena foi assassinada em Quetta, Paquistão, em 4 de fevereiro de 1987.[4] Informações variam sobre a morte dela e quem a assassinou, mas acredita-se que tenham sido agentes do KHAD, a polícia secreta afegã, ou do líder fundamentalista do Mujahideen, Gulbuddin Hekmatyar.

Kamal foi casada com o líder Faiz Ahmad, do Afghanistan Liberation Organization, que também foi morto por agentes do Hekmatyar em 12 de novembro de 1986.[4]

Referências

  1. «Biography of Martyred Meena, RAWA's founding leader». www.rawa.org. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  2. «Meena Keshwar Kamal Biography». pantheon.world (em canon). Consultado em 23 de novembro de 2020 
  3. «ExecutedToday.com » Meena Keshwar Kamal» (em inglês). Consultado em 23 de novembro de 2020 
  4. a b middleeastrevised (7 de novembro de 2014). «Remembering Meena Kamal: Hope Is The Thing With Feathers.». middle east revised (em inglês). Consultado em 23 de novembro de 2020