Megaigreja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O interior da Catedral de Cristal do Rev. Robert Schuller ilustra as instalações freqüentemente encontradas em uma megaigreja.

Uma megaigreja é uma grande igreja que possui ao redor de 2.000 ou mais participantes a uma típica semana de serviço.[1] [2]

Globalmente, estas grandes congregações estão em um significativo desenvolvimento no meio cristão protestante, desafiando os papéis das denominações como as fontes primárias dos recursos e treinamentos ministeriais. Embora geralmente associadas com os Estados Unidos, o fenômeno tem se ampliado pelo mundo; como em 2007, cinco das dez maiores igrejas protestantes estavam na Coréia do Sul.[3] A maioria das megaigrejas tendem a ser católicas ou Pentecostal, e são muitas vezes semi-independentes da maior parte das denominações cristãs.

História[editar | editar código-fonte]

Embora tenham havido grandes igrejas ao longo da História (por exemplo, o Tabernáculo Metropolitano de Charles Spurgeon em Londres que atraía em média 5.000 pessoas semanalmente), a difusão do movimento de megaigrejas, com um grande número de congregantes que retornam freqüentemente, começou na década de 1950.

Mega templos católicos[editar | editar código-fonte]

A Igreja Católica é, notoriamente, uma das religiões que contém mais templos de grande porte. Exemplos é o que não falta, como a Basílica de Nossa Senhora Aparecida, com capacidade para 43 mil pessoas em Aparecida (São Paulo), o Santuário Nossa Senhora Mãe de Deus - Theotókos, recentemente construído pelo Padre Marcelo Rossi, comporta até 100 mil fiéis, e, com a construção a pleno vapor, a Catedral Cristo Rei, em Belo Horizonte.


Santuario nacional.jpg







Links denominacionais[editar | editar código-fonte]

interior da igrejaLakewood

A Yoido Full Gospel Church (Igreja do Evangélho Pleno de Yoido) em Seul, Coréia do Sul (com 780.000 membros em 2003), pastoreada por David (Paul) Yonggi Cho, é a maior igreja do mundo. Outros exemplos são a Igreja Mundial do Poder de Deus, do Apóstolo Valdemiro Santiago, em São Paulo SP, Brasil (capacidade para cerca de 6.000 pessoas), Lakewood Church, de Joel Osteen, em Houston, Texas, EUA (46.000 pessoas toda semana), Fellowship Church (20.000 pessoas todo fim de semana) ou Hillsong Church, Sydney, Austrália (19.000 pessoas todo domingo). Aqueleas que tem ligação em um corpo maior, na maioria das vezes, são membros da denominação Batista do Sul, que representa talvez, uma em cada cinco megaigrejas. A Assembéia de Deus alega approximadamente uma em cada dez. Outro um décimo das megaigrejas estão associadas historicamente com denominações afro-americanas, tais como Metodista Episcopal Africana, (A.M.E.), e a Igreja de Deus em Cristo (COGIC).

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Sims, Amy. Religion Gets Supersized at Megachurches. Página visitada em 2006-11-05.
  2. Biard, Julia. The good and bad of religion-lite. Página visitada em 2006-11-05.
  3. "O come all ye faithful", Special Report on Religion and Public Life, 'The Economist', 2007-11-03, p. 6. Página visitada em 2007-11-05.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]