Mewar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa da região de Mewar

Mewar (também conhecido como Udaipur, pelo nome de sua capital) é uma região do centro-sul do Rajastão. Inclui os distritos atuais de Bhilwara, Chittorgarh, Rajsamand, Udaipur, Pirawa Tehsil do Distrito de Jhalawar do Rajastão, Neemuch e Mandsaur de Madhya Pradesh e algumas partes de Gujarat. Na literatura sânscrita, é conhecido como Maidpat.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A palavra "Mewar" é a forma vernacular de "Medapata" (IAST: Medapāṭa), o antigo nome da região. A epígrafe mais antiga que menciona a palavra "Medapata" é uma inscrição de 996-997 d.C. (1053 VS) descoberta em Hathundi (Bijapur). A palavra pata ou pataka refere-se a uma unidade administrativa. De acordo com o historiador G. C. Raychaudhuri, Medapata recebeu o nome da tribo Meda, mencionada no Brihat-Samhita de Varāhamihira.[1] A inscrição 1460 de Kumbhalgarh associa os Medas com Vardhana-giri (a moderna ciade de Badnor, na região de Mewar).[2] O historiador Sashi Bhusan Chaudhuri associa os antigas Medas com o moderno povo de Mer.[3] A inscrição Mount Abu (Achaleshwar) de 1285 d.C. (1342 VS) do rei Guhila Samarasimha fornece a seguinte etimologia ao descrever as conquistas militares de seu ancestral Bappa Rawal (Bappaka): "Este país que foi, em batalha, totalmente submerso no gotejamento gordura (medas) de pessoas más por Bappaka leva o nome de Śrī Medapāṭa." O historiador Anil Chandra Banerjee descarta isso como uma "fantasia poética".[4]

Geografia[editar | editar código-fonte]

As porções norte e leste de Mewar são constituídas por um planalto elevado, enquanto as porções oeste e sul foram rochosas e montanhosas com densas florestas.[5] A divisória da bacia hidrográfica entre a drenagem da Golfo de Bengala e a drenagem do Golfo de Cambaia passa quase pelo centro de Mewar.[6] A parte norte e leste de Mewar é uma planície levemente inclinada, drenada pelo Bedach e pelo rio Banas e seus afluentes, que estão vazios. noroeste para o rio Chambal, um afluente do rio Yamuna. A parte sul e oeste da região é montanhosa, e marca a divisão entre os Banas e seus afluentes e as cabeceiras dos rios Sabarmati e Mahi e seus afluentes, que drenam sul para o Golfo de Cambaia através do estado Gujarate. A Faixa Aravalli, que forma o limite noroeste da região, é composta principalmente de rochas sedimentares, como mármore e pedra de Kota, que tradicionalmente tem sido um importante material de construção.

História[editar | editar código-fonte]

Rana Sanga de Mewar
Ver artigo principal: Udaipur

O estado de Mewar foi fundado por volta de 530 d.C. Mais tarde, predominantemente, chamado também de Udaipur após o nome da capital. Em 1568, o imperador Akbar conquistou Chittorgarh, a capital de Mewar. Em 1576, Maharana Pratap, o governante de Mewar, foi derrotado na Batalha de Haldighati e Gogunda, os estados de Udaipur e Kumbalgarh foram conquistados. No entanto, através da guerras de guerrilhas, Mahrana Pratap recapturou o Mewar Ocidental. [7] Em 1615, Amar Singh I aceitou a suserania Mughal sobre Mewar.[8] Ele permaneceu nas mãos Mughal por aproximadamente 150 anos. Quando o Estado de Udaipur se uniu à União Indiana em 1949, ela foi governada pelas dinastias Rajputs de Mori, Guhilot e Sisodia por mais de 1.400 anos.[9][10] Chittaurgarh era a capital dos clãs de Sisodia de Rajputs de Mewar.

Portal A Wikipédia tem o portal:

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • André Flicher, Drapeaux et Armoiries des Etats Princiers de l'Empire des Indes, Dreux 1984
  • John Mc Meekin, Arms & Flags of the Indian Princely States, 1990
  • The court Fee and Revenue Stamps of the Princely States of India, Adolph Koeppel & Raymon D. Manners, Nova York 1983

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Mewar through the ages, por D. L. Paliwal. Sahitya Sansthan, Rajasthan Vidyapeeth, 1970
  • The Kingdom of Mewar: great struggles and glory of the world's oldest ruling dynasty, por Irmgard Meininger. D.K. Printworld, 2000. ISBN 81-246-0144-5.
  • Costumes of the rulers of Mewar: with patterns and construction techniques, por Pushpa Rani Mathur. Abhinav Publications, 1994. ISBN 81-7017-293-4.

Referências

  1. G. C. Raychaudhuri (1940). History of Mewar from the Earliest Times to 1303 A.D. [S.l.]: Kanjilal, Calcutta University Press. 8. OCLC 917040797 
  2. Dineschandra Sircar (1963). The Guhilas of Kiṣkindhā. [S.l.]: Sanskrit College. 38. OCLC 161579 
  3. Sashi Bhusan Chaudhuri (1955). Ethnic settlements in ancient India. Calcutta: General. 26. OCLC 2278769 
  4. Anil Chandra Banerjee (1958). Medieval studies. [S.l.]: A. Mukherjee & Co. 19. OCLC 254699661 
  5. Imperial Gazetteer of India:Imperial Gazetteer of India : Provincial Series Rajputana. Calcutá: [s.n.] 1908. 106–168 [ligação inativa]
  6. R.K. Gupta, ed. (2008). Studies in Indian History: Rajasthan Through the Ages Vol. 5. Nova Délhi: Sarup & Sons. 64-77. ISBN 978-81-7625-841-8 
  7. Chandra 2005, pp. 121-122.
  8. Pant 2012, p. 129.
  9. Principados da Índia
  10. «Udaipur State (also called Mewar): History». The Imperial Gazetteer of India. 1909. v. 24, p. 87.