Neno Miranda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Luiz Ricardo Miranda Lacerda (Porto Alegre, 5 de janeiro de 1980) é um cantor, compositor, cinegrafista e artista cênico.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Neno Miranda nasceu em Porto Alegre mas vive em Santa Catarina desde 1983.

Como todo artista de talento, Neno Miranda trilha pelo universo das artes numa surpreendente rapidez, com excelente qualidade e sensibilidade, começou a fazer música em Florianópolis na década de 1990 ao lado de nomes como Tijuquera, Jorge Coelho e Silvio Mansani. Em 2003 foi premiado no festival de teatro Isnard de Azevedo pela "criação sonora" do espetáculo "Fulaninha e Dona Coisa" da Cia Traço de Teatro.

Caçula de quatro irmãos, foi o único a se dedicar à poesia e à música. Cursa a Faculdade de Letras da Universidade Federal de Santa Catarina e foi aluno do curso de Música na Universidade Estadual de Santa Catarina.[1] Ainda em Florianópolis, teve aulas com André Franzoni, Arthur Battisti, Andrey Rosa e Edson Castel. Apresentou-se em eventos como o Festival de Música de Itajaí, em Santa Catarina, tendo participado de diversas oficinas. Foi classificado para o Festival de Música do SESC, em Florianópolis, por dois anos consecutivos, com as canções "Berimbaleiro" e "Homem sobre tela". Em 2004, gravou o CD Neno Miranda - o nascimento. Suas canções foram interpretadas por vários artistas, como as bandas Cravo da Terra, Mary Black, Upeixe e Tijuquera.

Em 2006 gravou seu segundo CD com o nome Canções de Viagem,[1] onde canta canções autorais produzidas por Roberto Gava. Esse disco conta com participações de vários artistas de São Paulo (como o compositor Cássio Gava e o maestro Ricardo Simões)

No ano seguinte, apresentou-se no Villaggio Café, Livraria da Vila e na Casa das Rosas. Residiu entre Florianópolis e São Paulo no período de 2006 a 2010, onde formou-se em audiovisual na Faculdade Metropolitana Unida. Neste período em São Paulo trabalhou como vendedor em uma Livraria , como técnico de estúdio de TV, dirigiu um curta-metragem, deu aulas de violão, tocou em vários projetos e frequentou oficinas no teatro Brincante, escola do artista Antônio Nóbrega. Criou trilha sonora para diversos grupos e espetáculos de teatro/dança e sua música "Traço" inspirou o nome da Cia Traço de Teatro em Florianópolis

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2004 - O Nascimento
  • 2006 - Canções de Viagem
  • 2012 - Neno Miranda (Coletânea)

Principais trilhas sonoras[editar | editar código-fonte]

  • Fulaninha e Dona Coisa - Cia Traço de Teatro
  • Último Dia Hoje - Cia Traço de Teatro
  • As três irmãs (pré-produção) - Cia Traço de Teatro
  • Caio Transbordado - Teatro em Trâmite e Anonimoato
  • Pequenos Recortes - vídeo de Zé Antônio Lacerda
  • Noite - curta-metragem
  • Em Constante - Triz Cia de Dança

Referências

  1. a b c Dicionário Cravo Albin. Neno Miranda Instituto Cultural Cravo Albin. Visitado em 30 de dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

neno miranda se-apresenta no cafe dos artistas

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.