Nessa Childers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nessa Childers
Deputada ao Parlamento Europeu
por Dublin
Período 1 de julho de 2014
a 1 de julho de 2019
Deputada ao Parlamento Europeu
pela Irlanda Oriental
Período 14 de julho de 2009
a 30 de junho de 2014
Dados pessoais
Nome completo Nessa Maria Vereker Childers
Nascimento 9 de outubro de 1956 (63 anos)
Castleknock, Dublin, Irlanda
Nacionalidade irlandesa
Alma mater Trinity College, Dublin
University College Dublin
Cônjuge Ross Skelton (desde 1980)
Partido Flag of Ireland.svg Irlanda:
independente (até 1992; desde 2013)
Trabalhista (1992–2004; 2008–2013)
Verde (2004–2008)
 UE:
Socialistas Europeus
Website nessachilders.ie

Nessa Maria Vereker Childers (Castleknock, Dublin, 9 de outubro de 1956) é uma política irlandesa. Foi deputada ao Parlamento Europeu entre 2009 e 2019. Childers não milita em nenhum partido a nível nacional, mas é aderente do Partido Socialista Europeu e teve assento no respetivo grupo parlamentar.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Childers é filha do quarto presidente da Irlanda, Erskine H. Childers,[2][3] e da sua segunda esposa, Rita Childers.[4] O seu avô paterno era Erskine Childers, um dos principais republicanos irlandeses e autor do romance de espionagem The Riddle of the Sands. Childers é licenciada em Artes e Psicologia pelo Trinity College de Dublin e pós-graduada pela University College Dublin. Já trabalhou como psicanalista com consultório particular.[5]

Política[editar | editar código-fonte]

Childers foi vereadora pelo Partido Verde em Blackrock, Dublin. Começou por aderir ao Partido Trabalhista irlandês antes das eleições autárquicas de 2004, mas mudou para o Partido Verde quando foi preterida como a candidata trabalhista à autarquia local de Dún Laoghaire-Rathdown. Acabou por se candidatar e ser eleita pelos Verdes. Renunciou ao cargo em agosto de 2008.[6]

Em setembro de 2008, saiu do Partido Verde e concorreu às eleições europeias de 2009 pelo Partido Trabalhista no círculo da Irlanda Oriental (East [inglês]; um dos 4 círculos eleitorais da Irlanda nestas eleições). Foi eleita em maio de 2009.[7][8]

Entre 2009 e 2014, Childers foi membro da Comissão do Ambiente, Saúde Pública e Segurança Alimentar e da Delegação para as Relações com o Japão do Parlamento Europeu. Foi também membro suplente da Comissão da Cultura e Educação e da Comissão do Emprego e Assuntos Sociais.[1]

Childers saiu do grupo parlamentar do Partido Trabalhista a 5 de abril de 2013, por se opor ao governo apoiado pelo seu partido.[9] Acabou por sair do próprio Partido Trabalhista em julho de 2013, tornando-se deputada independente.[10]

Concorreu e foi eleita pelo círculo eleitoral de Dublin nas eleições europeias de 2014, pois o seu círculo anterior fora eliminado, tendo o respetivo território sido dividido entre os novos círculo da Irlanda Centro-Norte-Ocidental (Midlands-North-West [inglês]) e do Sul da Irlanda (South [inglês]).[11]

A 18 de junho de 2014, foi readmitida no grupo parlamentar do Partido Socialista Europeu, a Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S&D).[12] Permanece membro da Comissão do Ambiente, Saúde Pública e Segurança Alimentar e membro suplente de várias outras comissões.[1]

Já em 2017, afirmou que não se candidataria às eleições europeias de 2019.[13] Childers pertence ao Painel Consultivo do DiEM25.[14]

Referências

  1. a b c «Nessa Childers». Parlamento Europeu. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  2. O'Connell, Hugh (29 de janeiro de 2014). «Nessa Childers will run in Dublin in effort to retain European Parliament seat». TheJournal.ie (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  3. «European Constituency Profile - Dublin» (em inglês). RTÉ. 19 de maio de 2014. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  4. Minihan, Mary (14 de maio de 2010). «Mourners told of 'special woman' Rita Childers». The Irish Times (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  5. «My story». Nessa Childers MEP. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  6. Collins, Stephen (7 de outubro de 2008). «Childers set to seek Labour nomination». The Irish Times (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  7. «Nessa Childers». ElectionsIreland.org. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  8. «2009 Euro - East First Preference Votes» (em inglês). ElectionsIreland.org. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  9. «MEP Nessa Childers resigns from Parliamentary Labour Party». RTÉ (em inglês). 6 de abril de 2013. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  10. Bohan, Christine (24 de julho de 2013). «Gone: MEP Nessa Childers resigns from Labour». TheJournal.ie (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  11. Whelan, Noel (1 de fevereiro de 2014). «Dublin seat shaping up to be the one to watch in the European elections». The Irish Times (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  12. «Nessa Childers MEP formally re-joins the Socialists and Democrats (S&D) political grouping in the European Parliament». Nessa Childers MEP (em inglês). 18 de junho de 2014. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  13. «Childers will not contest the 2019 European Parliament elections» [Childers não concorrerá às eleições parlamentares europeias de 2019] (em inglês). Sítio oficial de Nessa Childers. 18 de julho de 2017. Consultado em 13 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 24 de maio de 2019 
  14. «Advisory Panel» [Painel Consultivo] (em inglês). DiEM25. Consultado em 13 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]