Novell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Novell
sede da empresa em Provo, Utah
Tipo Divisão
Indústria Software
Fundação 1979 (1979)
Destino Adquirida pela Micro Focus[1]
Sucessora(s) Micro Focus
Website oficial www.novell.com

A Novell foi uma empresa de Software americana, especializada em tecnologia de redes e internet. Foi conhecida por seu produto Netware, e por sua aquisição do SUSE Linux em 2003.

História[editar | editar código-fonte]

A empresa começou em 1979 com o nome Novell Data Systems Inc. como produtora de Hardware para sistemas CP/M. Em Janeiro de 1983 foi-lhe dado um novo nome de Novell Inc. e Ray Noorda tornou-se o chefe da empresa. Também em 1983, foi apresentado o seu mais importante produto até então, um sistema operacional para redes: Netware.

O protocolo de rede que a Firma apresentou baseia-se nos serviços XNS (Xerox network services) e desenvolveu-se a partir do IDP e SPP, passando os seus protocolos a ser chamados de IPX (Internetwork Packet eXchange) e SPX (Sequenced Packet eXchange). Serviços de ficheiros e impressão correm no NCP (NetWare Core Protocol) sobre IPX, tal como a informação de Routing RIP e informação de serviços (SAP).

A Novell comprou a empresa Digital Research, o produtor do DR-DOS, um sistema parecido com o MS-DOS mas capaz de Multitasking e vendeu-o sob o nome de Novell DOS (mais tarde conhecido como OpenDOS e depois como DR-DOS e vendido através da Caldera Systems.

Declínio[editar | editar código-fonte]

Durante os anos 80, os negócios corriam muito bem. A empresa detinha com o seu sistema operativo de rede uma posição de monopólio e podia vender os seus produtos a um preço alto. Isto alterou-se nos anos 90, à medida que o Windows ganhou a pouco e pouco funções de rede.

Com base no Unix SVR4, a Novell começou também a desenvolver um derivado Unix próprio, que em Novembro de 1992 foi publicado com o nome de UnixWare.

Com a compra de diferentes empresas, a Novell tentou fortalecer-se contra a concorrência. Em 1993 comprou a Unix System Laboratories à AT&T e licenciou is direitos às outras empresas. No mesmo ano comprou a WordPerfect Corp. e o Quattro Pro à empresa Borland.

À medida que a performance da companhia diminuía, Noorda foi obrigado a sair em 1994 e a partir de 1996 a empresa começou a dirigir-se tardiamente para os produtos relacionados com a internet, abandonando o seu protocolo de rede proprietário a favor do IP nativo. Esta mudança foi acelerada quando Eric Schmidt se tornou CEO em 1997[2] e o resultado foi o NetWare 5 e através do Novell Directory Service. Com as receitas caindo, a empresa fez uma aposta forte nos serviços de rede e na interoperabilidade de plataformas.

Em 1995 o Unix foi vendido ao SCO Group. Os termos da venda permanecem controversos entre a Novell e o SCO Group, especialmente no que diz respeito aos direitos autorais.

A Digital Research passou para a Caldera Systems. Com o WordPerfect Office a Novell estava muito insatisfeita. Perdia quota de mercado sem parar. Enquanto que o Groupware GroupWise que lhe era pertencente permaneceu na Novell e era vendido separadamente, o resto do WordPerfect Office, nomeadamente WordPerfect, Presentations e Quattro Pro, foi vendido à Corel.

Em Julho de 2001 a Novell comprou a empresa de Consultoria Cambridge Technology Partners para a transformar no seu departamento de venda. O CEO desta empresa, Jack Messman, em breve se tornaria chefe da Novell.

Linux[editar | editar código-fonte]

A 4 de Agosto de 2003 a Novell anunciou a compra do produtor de software Ximian (fundado em 1999 por Nat Friedman e Miguel de Icaza). A empresa Ximian vendia Open Source Software e oferecia um Desktop próprio para várias distribuições Linux, conhecido como GNOME.

A 4 de Novembro de 2003, a Novell anunciou a compra da SuSE Linux AG pelo preço de 210 Milhões de dólares.[3]

Em Março de 2005 a Novell anunciou o OES (Open Enterprise Server). Este compreende ao mesmo tempo Netware e o Suse Enterprise Server e oferece aos clientes Novell de longa data a possibilidade de migração para o Linux.

Aquisição pela Attachmate Group[editar | editar código-fonte]

Em Novembro de 2010, a Novell anunciou a compra da empresa pela Attachmate Group por US$2,2 bilhões.[4]

O grupo Attachmate, por sua vez, foi adquirido em 2014 pela empresa Micro Focus.[5][6]

Referências

  1. Joab Jackson (16 de Setembro de 2014). «Micro Focus buying Novell, Suse Linux owner for $1.2 billion» (em inglês). Network World. Consultado em 6 de agosto de 2017 
  2. «Eric Schmidt» (em inglês). CrunchBase. Consultado em 6 de agosto de 2017 
  3. Stephen Shankland (4 de Novembro de 2003). «Novell to acquire SuSE Linux» (em inglês). CNET. Consultado em 6 de agosto de 2017 
  4. Chris Kanaracus (22 de Novembro de 2010). «Attachmate Buys Novell for $2.2 Billion» (em inglês). PCWorld. Consultado em 6 de agosto de 2017 
  5. «Micro Focus to buy The Attachmate Group in all-share deal» (em inglês). Yahoo Finance. 15 de Setembro de 2014. Consultado em 6 de agosto de 2017 
  6. «Micro Focus Completes Merger with the Attachmate Group» (em inglês). Attachmate Group. 20 de Novembro de 2014. Consultado em 6 de agosto de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]