Ntfombi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rainha-mãe Ntfombi Tfwala
Ndlovukati da Suazilândia
Reinado 25 de abril de 1986 - presente
Coroação 25 de abril de 1986
Antecessor(a) Dzeliwe(como Regente)
Regente Mswati III
Rainha regente da Suazilândia
Reinado 25 de março de 1983 - 24 de abril de 1986
Predecessor Sobhuza II (como Rei)
Dzeliwe (como Rainha regente)
Sucessor Mswati III (como Rei)
 
Cônjuge Sobhuza II
Descendência Mswati III
Casa Dlamini por casamento
Nascimento 1950

A Rainha-Mãe Ntfombi, (nascida Ntfombi Tfwala, 1950), é a Ndlovukati e Chefe de Estado Conjunta da Suazilândia desde 1986. Ela também foi regente de 1983 a 1986. Ela é a mãe do rei Mswati III.[1]

Início de vida e casamento[editar | editar código-fonte]

Ntfombi nasceu em 1950. Ela se casou com o rei Sobhuza II da Suazilândia, com quem teve um filho, o príncipe Makhosetive Dlamini. Em 1982, o rei Sobhuza designou outra de suas esposas, a rainha Dzeliwe, como a Indlovukati para reinar como soberana conjunta com seu futuro sucessor. Em vez de reconhecer um de seus filhos como seu herdeiro, ele permitiu que o Liqoqo indicasse, tendo escolhido Makhosetive Dlamini para a sucessão no trono. Em junho de 1982 ele também estendeu a autoridade do Liqoqo, autorizando-o a atuar como um "Conselho Supremo de Estado", livre para nomear uma "Pessoa Autorizada" para exercer a prerrogativa real se um regente fosse considerado incapaz de fazê-lo adequadamente.[carece de fontes?]

Regência da Rainha Dzeliwe[editar | editar código-fonte]

No período de vazio de poder que resultou da morte de Sobhuza II, Indlovukati Dzeliwe tornou-se rainha regente durante a minoridade do herdeiro designado para o trono, mas o Loqoqo, consistindo principalmente dos parentes mais antigos do rei Sobhuza, chefes e conselheiros, usurpou sua autoridade e demitiu o primeiro-ministro de Sobhuza, o príncipe Mabandla Dlamini, que os membros do Liqoqo aparentemente temiam. Uma vez que o príncipe Makhosetive Dlamini atingisse sua maioridade e oficialmente se tornasse rei, sua mãe seria então designada como a nova Indlovukati.[2] Após um período de 9 dias durante o qual a Suazilândia foi governada pelo príncipe Sozisa Dlamini, Ntfombi foi selecionada como rainha regente.[3]

Indlovukazi[editar | editar código-fonte]

Em 1986, quando completou 18 anos, Makhosetive foi coroado rei Mswati III. Ao se tornar rei, como era o costume, ele declarou que sua mãe era a Indlovukazi (um título que correspondia aproximadamente à Rainha Mãe, traduzida literalmente como Grande Elefante) e, como tal, Chefe de Estado Conjunto. Como Rainha Mãe, Ntfombi é vista como a chefe de estado espiritual e nacional, enquanto seu filho é considerado o chefe de estado administrativo.[4][5][6]

A imagem da Rainha Mãe Ntfombi foi amplamente divulgada no Ocidente desde sua inclusão na série de retratos de Andy Warhol durante seu exercício de regência para seu filho, como uma das quatro Rainhas Reinantes, junto com a Rainha Beatrix da Holanda, Margrethe II da Dinamarca e Elizabeth II do Reino Unido.[7]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 1950-casamento : Senhorita Ntfombi Tfwala.
  • casamento-1983 : Sua Alteza Real Ntfombi, A Inkhosikati (Rainha) LaTfwala da Suazilândia.
  • 1983-1986 : Sua Majestade a Rainha Ntfombi, A Indlovukazi (Rainha Regente) da Suazilândia.
  • 1986-2018 : Sua Majestade a Rainha Ntfombi, A Ndlovukati (Rainha Mãe) da Suazilândia.
  • 2018-presente : Sua Majestade a Rainha Ntfombi, A Ndlovukati (Rainha Mãe) da Suazilândia.

Referências

  1. «Swaziland». members.iinet.net.au. Consultado em 9 de março de 2019 
  2. Magongo, Ellen Mary (2009). «Kingship and Transition in Swaziland, 1973-1988.» (PDF). Masters of Arts in History 
  3. «Eswatini (Swaziland)». www.worldstatesmen.org. Consultado em 9 de março de 2019 
  4. Nullis, Clare (4 de setembro de 2008). «Swaziland's 40th anniversary bash hits sour note». The Huffington Post. Consultado em 9 de março de 2019. Cópia arquivada em 27 de maio de 2016 
  5. Reuters (19 de setembro de 2008). «FACTBOX - Key Facts about Swaziland». tvnz. Consultado em 9 de março de 2019. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2014 
  6. Masuku, Lunga (21 de abril de 2001). «Swazi queen flies out after king falls ill | IOL News». www.iol.co.za (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  7. Muchnic, Suzanne (20 de dezembro de 1985). «Downtown». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035. Consultado em 9 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Ntfombi