O Observador Constitucional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Observador Constitucional foi um periódico publicado na cidade de São Paulo, no Brasil, no contexto da crise do Primeiro Reinado.

Segundo jornal impresso editado na então Província de São Paulo, era seu editor o médico italiano Giovanni Battista Libero Badarò. De linha editorial liberal, circulou entre 1829 e 1832.

Comentou os acontecimentos da Revolução de 1830, em Paris, exortando os brasileiros a seguirem o exemplo, o que causou uma onda de agitação liberal não só na Província, mas na do Rio de Janeiro, da Bahia e de Pernambuco.

O jornalista foi assassinado por um tiro de pistola, na noite de 20 de novembro de 1830, na rua que hoje leva seu nome. O Observador Constitucional dedicou a sua edição de 26 de novembro à morte de seu criador. O opinião pública atribuiu o mando do crime ao próprio Imperador, o que causaria ainda maior desgaste à sua imagem e que culminaria, no início do ano seguinte, na sua renúncia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.