O Reino Proibido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Forbidden Kingdom
O Reino Proibido (PRT/BRA)
Pôster de divulgação.
 Estados Unidos
 Hong Kong

2008 •  cor •  104 min 
Direção Rob Minkoff
Produção Casey Silver
Roteiro John Fusco
Elenco Jackie Chan
Jet Li
Michael Angarano
Collin Chou
Li Bingbing
Gênero Aventura
Artes Marciais
Fantasia
Música David Buckley
Harry Gregson-Williams
Cinematografia Peter Pau
Edição Eric Strand
Companhia(s) produtora(s) Casey Silver Productions
Huayi Brothers
Relativity Media
Distribuição Lionsgate
The Weinstein Company
Lançamento Estados Unidos 18 de abril de 2008
Hong Kong 24 de abril de 2008
Idioma inglês
mandarim
cantonês
Orçamento US$ 55 milhões[1]
Receita US$ 127.980.002[2]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Forbidden Kingdom chinês simplificado: 功夫之王; yale cantonês: Gōng Fū Zhī Wáng; lit. "O Rei do Kung Fu"; br/pt: O Reino Proibido[3][4]) é um filme estadunidense de 2008, dos gêneros aventura, fantasia e artes marciais, dirigido por Rob Minkoff para a Lionsgate e The Weinstein Company e The Huayi Brothers Film & Taihe Investment (direitos de exibição na República Popular da China). O filme é vagamente baseado no romance Jornada ao Oeste de Wu Chengen. Esse foi o primeiro filme a reunir os dois mais conhecidos atores contemporâneos dos filmes de artes marciais, Jackie Chan e Jet Li. Com roteiro de John Fusco e coreografia das cenas de ação a cargo de Yuen Woo-ping.[5]

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Michael Angarano Jason Tripitikas, o Viajante [6]
Jackie Chan Lu Yan, o Imortal Bêbado / Hop, o velho dono da loja de penhores em Chinatown
Jet Li Sun Wukong, o Rei Macaco / O Monge Silencioso
Collin Chou O Déspota de Jade [7]
Liu Yifei Pardal Dourado / Moça de Chinatown
Li Bingbing Feiticeira dos Cabelos Brancos
Deshun Wang Imperador de Jade
Morgan Benoit Lupo

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em Boston, o adolescente Jason Tripitikas (Michael Angarano) é um fã de filmes de artes marciais. Ele visita a loja de penhores do ancião chinês Hop (Jackie Chan) em Chinatown e lá, descobre um cajado de ouro. No caminho de volta pra casa, Jason é forçado por Lupo, o líder de uma gangue de hooligans, a participar de um assalto a loja de Hop, que é baleado por Lupo. Hop manda Jason devolver o cajado ao legítimo dono e este, fugindo de Lupo e sua turma, cai de um terraço e surpreendentemente acorda na China Antiga. Soldados tentam tomar seu cajado, mas ele consegue ficar com o objeto ao receber a ajuda na luta de um misterioso e habilidoso lutador bêbado chamado Lu Yan (Jackie Chan). Este conta a Jason a lenda do cajado: há 500 anos, o objeto teria pertencido a uma divindade conhecida como Rei Macaco (Jet Li), que fora enganada pelo Déspota de Jade e transformado numa estátua de pedra. Antes de ser imobilizado, o Rei Macaco lançara o cajado num lugar desconhecido dentro do Império do Meio Chinês. E uma profecia dizia que um viajante deveria trazer o cajado de volta ao Rei Macaco, para que ele enfim derrotasse o Déspota e possibilitasse a volta do sábio Imperador de Jade. No caminho, a dupla conhece ainda o Monge Silencioso (Jet Li) e uma jovem chamada Pardal Dourado, que busca vingança contra o Déspota por este ter matado seus pais. Os quatro iniciam a jornada até a Montanha dos Cinco Elementos para devolver o cajado ao Rei Macaco, enquanto Lu Yan e o Monge tentam ensinar a arte do kung fu a Jason. Mas, até chegarem ao seu destino, eles terão que enfrentar todos os soldados do Déspota de Jade e ele próprio, que permanece vivo graças ao elixir da vida, além da misteriosa assassina conhecida como Feiticeira dos Cabelos Brancos.[8]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Crítica[editar | editar código-fonte]

The Forbidden Kingdom teve recepção geralmente favorável por parte da crítica profissional. Com índice de 64% em base de 126 avaliações, o Rotten Tomatoes chegou ao consenso: "Este emparelhamento ardentemente aguardada das artes marciais de Jackie Chan e lendas de Jet Li apresenta cenas de luta deslumbrantes, mas é desfavoravelmente pesado por ter muito enchimento".[9]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]