Oblasts autônomos da União Soviética

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os oblasts autônomos da União Soviética foram unidades administrativas criadas em diversas nações menores e que receberam relativa autonomia, dentro das repúblicas da União Soviética.

República Socialista Soviética do Azerbaijão[editar | editar código-fonte]

República Socialista Soviética da Bielorrússia[editar | editar código-fonte]

República Socialista Soviética da Geórgia[editar | editar código-fonte]

República Socialista Federativa Soviética da Rússia[editar | editar código-fonte]

Embora a Constituição da República Federativa Socialista Soviética da Rússia de 1978 especificava que os oblasts autônomos eram subordinados aos krais, esta cláusula foi removida na revisão constitucional feita em 15 de dezembro de 1990, quando foi especificado que os oblasts autônomos estariam diretamente subordinados à República Socialista Federativa Soviética da Rússia (RSFSR). Em junho de 1991 cinco oblasts autônomos existiam na RSFSR, quatro dos quais foram elevados ao status de república em 3 de julho de 1991:

Outros oblasts autônomos também existiram em diversos pontos da história soviética:

República Socialista Soviética Tajique[editar | editar código-fonte]

República Socialista Soviética Ucraniana[editar | editar código-fonte]

República Socialista Soviética Uzbeque[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]