Olive Schreiner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Olive Schreiner
Nascimento 24 de março de 1855
Colónia do Cabo
Morte 11 de dezembro de 1920 (65 anos)
Cidade do Cabo
Cidadania África do Sul
Cônjuge Samuel Cron Cronwright
Ocupação escritora
Obras destacadas The Story of an African Farm
Assinatura
Signature of Olive Schreiner.jpg

Olive Emilie Albertina Schriner (Colônia do Cabo, 24 de março de 1855Cidade do Cabo, 11 de dezembro de 1920) escritora e feminista sul-africana. Produziu o primeiro grande romance sul-africano, A história de uma fazenda africana (1883).[1]

Conhecida também pelo livro Sonhos, exibido no filme Sufragistas (2015), ela tinha um intelecto poderoso, pontos de vista de uma militante feministas e liberal sobre a política e a sociedade, além de uma grande vitalidade que estava um pouco prejudicada pela asma e por depressões graves. Seu irmão William Philip Schreiner foi o primeiro ministro da Colônia do Cabo de 1899 a 1902.

Embora Schreiner não tivesse educação formal, ela lia muito e era ensinada por sua mãe. De 1874 a 1881, quando ela foi para a Inglaterra, na esperança de estudar medicina, ela ganhou a vida como governanta; durante este tempo, ela escreveu dois romances autobiográficos, Undine (publicado em 1928) e A História de uma Fazenda Africana (1883), e começou De Homem a Homem (1926), no qual ela trabalhou intermitentemente por 40 anos mas nunca terminou.

A história de uma fazenda africana foi um sucesso imediato na Europa e na América do Norte, trazendo à autora - ainda que publicado sob pseudônimo - muitas admiradoras ilustres. Ele conta a história de uma garota em uma fazenda isolada na savana que luta por sua independência em face de convenções sociais rígidas. A originalidade do livro, o manuseio assegurado da narrativa e da descrição, o passado exótico e a expressão vigorosa de visões feministas e anticristãs sobre religião e casamento deram-lhe notoriedade e amplo apelo.

Notável entre outras obras de Schreiner é um ataque às atividades de Cecil Rhodes e seus associados, o policial Peter Halkett de Mashonaland (1897), e uma “bíblia” amplamente aclamada pelo Movimento das Mulheres, Mulher e Trabalho (1911).[1]

Trabalhos selecionados[editar | editar código-fonte]

  • The Story of an African Farm, 1883 (como "Ralph Iron")
  • Dreams, 1890
  • Dream Life and Real Life, 1893
  • The Political Situation in Cape Colony, 1895 (com S. C. Cronwright-Schreiner)
  • Trooper Peter Halket of Mashonaland, 1897
  • An English South African Woman's View of the Situation, uma crítica à dificuldade do Transvaal a partir da posição pró-Boer, 1899
  • A Letter on the Jew, 1906
  • Closer Union: a Letter on South African Union and the Principles of Government, 1909
  • Woman and Labour, 1911
  • Thoughts on South Africa, 1923
  • Stories, Dreams and Allegories, 1923
  • From Man to Man, 1926
  • Undine, 1929

Correspondência[editar | editar código-fonte]

O banco de dados Olive Schreiner Letters Online - OSLO[2] é uma coleção de mais de 5 000 cartas existentes escritas de ou para Schreiner. As cartas cobrem uma ampla gama de tópicos, desde a história política da África do Sul, as escritoras de 'Novas Mulheres', movimentos sociais internacionais e a teoria social feminista. A edição OSLO fornece; transcrições diplomáticas completas, incluindo omissões, inserções e 'erros'; extensas facilidades de pesquisa de texto completo; coleções temáticas de cartas de Schreiner; uma 'dramatis personae' que fornece informações bibliográficas sobre os correspondentes de Schreiner e muitas outras pessoas mencionadas em suas cartas; novas coleções de cartas à medida que se tornam disponíveis; informações detalhadas sobre todas as publicações de Schreiner, incluindo revistas e jornais, bem como livros; e publicações para download da equipe de pesquisa do OSLO .

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Olive Schreiner

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Olive Schreiner | South African writer». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 24 de março de 2021 
  2. «Olive Schreiner Letters Online». www.oliveschreiner.org. Consultado em 14 de agosto de 2019 


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.