Original Equipment Manufacturer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Original Equipment Manufacturer (OEM), em português fabricante do equipamento original, é um termo usado quando uma empresa faz uma parte ou subsistema que é utilizado no produto final de outra empresa. O termo é usado de várias formas, cada uma delas é clara dentro de um contexto. O termo algumas vezes refere-se ao fabricante de uma parte ou submontagem, algumas vezes a um fabricante de montagem final e outras vezes a uma categoria mental que compreende os dois em contraste com todos os outros fabricantes terceirizados de peças ou subconjuntos do mercado de peças.

Na primeira utilização, o OEM é a empresa que produz uma parte que é comercializada por outra empresa, normalmente como um componente do produto proprietário da segunda empresa.[1] Por exemplo, se a Acme Manufacturing Co. produz cabos de força que são usados em computadores da IBM, a Acme é considerada como o OEM dos cabos de força.

Na segunda utilização, OEM se refere a empresas como value-added resellers, que são o segundo fabricante na definição acima. Se, por exemplo, a Hewlett-Pakard vende placas de circuito para a Acme Systems para uso nos sistemas de segurança da Acme, H-P refere-se à Acme como um OEM.[2] [3] [4]

Na terceira utilização, OEM é uma categoria mental para todos os fabricantes envolvidos quando um conjunto final foi construído (originalmente equipado) - em contraste com quem produziu peças que foram instaladas posteriormente. Por exemplo, se a Ford usou plugues de ignição da Autolite, baterias da Exide, injetores de combustível da Bosch e blocos e cabeças de motor da própria Ford quando constrói um carro, então restauradores e colecionadores de carros consideral todas essas marcas como marcas OEM, em contraste com marcas do mercado de peças (como plugues da Champion, baterias da DieHard, injetores de combustível da Kinsler]] e blocos e cabeças de motor da BMP). Isto pode significar que injetores da Bosh são considerados peças OEM em um modelo de carro e marca de peça em outro modelo.

É uma modalidade diferenciada de distribuição de produtos originais, na qual eles não são comercializados aos consumidores finais. Ou seja, são vendidos a outras empresas (chamadas de VAR, ou Value-Added Reseller) que montam os produtos finais (por ex., computadores) e os vendem ao consumidor final.

Alguns dos produtos OEM não têm a marca do fabricante impressa em si ou nas suas embalagens, ficando ao critério do revendedor colocar a sua própria marca ou vendê-los sem marca, porém, sem influência na qualidade do produto final.

Original Equipment Manufacturer é um regime de comercialização de software que a Microsoft disponibiliza às empresas informáticas de PCs, por um preço diferenciado. Os softwares OEM são adquiridos através de Distribuidores Autorizados Microsoft. Os Sistemas Operacionais só podem ser vendidos pelos informáticos de duas maneiras:

  • através da pré-instalação em PCs novos, ou
  • com Hardware não periférico.

Já os aplicativos só podem ser vendidos através da pré-instalação em PCs novos (Microsoft®).

Original Equipment Manufacturer - Fabricante de Equipamento Original

Originalmente, o termo significa o seguinte: empresas que compram peças de hardware em grandes quantidades para montarem seus próprios computadores.

Assim, o fabricante da peça oferece normalmente ao mercado duas versões de seus componentes: OEM, que é destinada a empresas que montam PCs e, por isto, não vem em caixas bonitas nem com manuais detalhados e, portanto, são produtos mais baratos, e Retail (também chamado "box" ou "de prateleira"), que são destinados a usuários finais e, por isto, vem em uma caixa bonita e com manual mais detalhado, e, por isto, mais caro do que o produto OEM.

Em vários casos, a quantidade comprada de produtos é grande o suficiente para que o fabricante original estampe a marca da empresa que está comprando os produtos ou então só fabrique aquele produto para aquela empresa.

Alguns exemplos reais. As marcas de placas-mãe Eurone e Amptron compram placas-mãe fabricadas pela ECS/PCChips e vendem sob sua própria marca. A TCE montava na Zona Franca de Manaus Scanners que, na verdade, eram fabricados pela Avision ou pela Primax. Neste caso, a Eurone, Amptron e TCE são empresas classificadas como OEM. Já os fabricantes originais (ECS/PCChips, Avision e Primax) são chamadas IHV (Independent Hardware Vendor, Fornecedor Independente de Hardware).

O termo OEM é amplamente usado por todos nós, embora seu nome esteja incorreto, já que uma empresa OEM, ao contrário do que seu nome diz, não é verdadeiramente um fabricante de equipamentos, os OEMs montam equipamentos usando peças fabricadas por outras empresas.

Referências

  1. Dictionary of IBM & Computing Terminology, page 66 About IBM: More than a century of making the world a smarter place International Business Machines Corp.. Visitado em 2014-09-27. "Original equipment manufacturer (OEM) n. A manufacturer of equipment that may be marketed by another manufacturer"
  2. Build Your Brand on HP: HP OEM Partnership Hewlett-Packard Website Hewlett-Packard. Visitado em 2014-09-27.
  3. Ken Olsen: PDP-1 and PDP-8 (page 3), economicadventure.com
  4. Kidder, Tracy. "Book Excerpt: The Soul of a New Machine", Bloomberg Business Week, 1997. Página visitada em 2014-09-27. “…hence the rise of companies known as original equipment manufacturers, or OEMs—theythey'd buy gear from various companies and put it together in packages. (Chapter One, paragraph 17)”