Os Monólogos da Vagina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Monólogos da Vagina é um espetáculo teatral escrito pela autora norte-americana Eve Ensler. A produção já recebeu diversas adaptações para outros países, e uma versão para televisão com a presença de Ensler já foi produzida pela rede HBO[1].

Adaptações para outros países[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

A peça foi levada para o Brasil em 2000 pelo ator e produtor Cássio Reis e tendo sido adaptada e dirigida por Miguel Falabella. No elenco de estréia estão presentes Zezé Polessa, Cláudia Rodrigues. Como na versão norte-americana, várias atrizes renomadas já passaram por seu elenco, como Totia Meirelles, Cissa Guimarães, Vera Setta, Lúcia Veríssimo, Bia Nunnes, Adriana Lessa, Betina Vianny, Cacau Melo, Tânia Alves e Mara Manzan.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal a primeira vez foi estreada em outubro de 2001 no Casino do Estoril pela atriz portuguesa Guida Maria e duraria até fevereiro de 2002, a partir de janeiro foi apresentado no Teatro Villaret em Lisboa.[2] . Voltou a ser representada pela mesma atriz em 2009 com a ajuda de outras duas atrizes portuguesas Ana Brito e Cunha e São José Correia no Casino Lisboa no Auditório dos Oceanos.[3]

De outubro de 2016 ao final desse ano voltou a ser representado no Casino do Estoril.[4]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Mais informações no sítio oficial do seriado na HBO.
  2. «Guida Maria dá voz a lamentos de mulheres: Os Monólogos de Vagina repõe amanhã no Teatro Villaret». Público.pt. 9 de janeiro de 2002. Consultado em 7 de dezembro de 2017. 
  3. «O regresso dos 'Monólogos da Vagina'». DN.pt. 7 de abril de 2009. Consultado em 7 de dezembro de 2017. 
  4. «Monólogos da Vagina». Mulher Portuguesa. 14 de outubro de 2016. Consultado em 7 de dezembro de 2017. 
Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.