Miguel Falabella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miguel Falabella
Miguel Falabella em 2016
Nome completo Miguel Falabella de Sousa Aguiar
Nascimento 10 de outubro de 1956 (61 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Zaira Zambelli (1985-1988)
Ocupação Ator, cineasta, escritor, apresentador, novelista, dramaturgo, roteirista, diretor teatral e humorista
Principais trabalhos
Página oficial
Página oficial de Miguel Falabella IMDB

Miguel Falabella de Sousa Aguiar (Rio de Janeiro, 10 de outubro de 1956) é um ator, dramaturgo, diretor, dublador, cineasta, escritor e apresentador de televisão brasileiro[3]. É conhecido, entre outros muitos trabalhos, por interpretar Caco Antibes na sitcom Sai de Baixo, por apresentar o Video Show por mais de 15 anos e como carnavalesco da Império da Tijuca de 1993 a 1996.

Sua família tem ascendência portuguesa, italiana, espanhola, austríaca, alemã e suíça. É primo de 10º grau da atriz Malu Mader, 12º grau da também atriz Débora Falabella e primo de 6º grau de Artur Azevedo.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Desde pequeno, quando morava na Ilha do Governador, assistiu ao musical Hello, Dolly, estrelado por Bibi Ferreira, e se encantou pelo mundo da dramaturgia. Estreou na televisão em 1982, no programa Caso Verdade, no episódio "Jam e Jim", onde dava vida ao personagem título. Logo depois, participou de sua primeira novela, Sol de Verão, de Manoel Carlos, como o médico Romeu.

Conquistou o sucesso em 1986, ao interpretar Miro, no remake Selva de Pedra, de Janete Clair. Estreou como apresentador de televisão no programa Vídeo Show em agosto de 1987. O sucesso foi tanto, que Miguel permaneceu a frente do programa até janeiro de 2002, quando foi substituído por Márcio Garcia, e este por André Marques.

É um artista bastante ativo no teatro e na televisão. Nos palcos, além de musicais nacionais, costuma trazer a Broadway para o Brasil. Atuou no grande sucesso Loiro, Alto, Solteiro, Procura e escreveu também A Partilha, peça que ganhou versão para o cinema (com direção de Daniel Filho). Na televisão, dentre muitos trabalhos, alcançou grande popularidade apresentando o programa Vídeo Show durante 15 anos, e também representando Caco Antibes no humorístico Sai de Baixo.

Sua ligação com a poesia e a escrita é forte. Participou de alguns CDs de poesia, e escreveu alguns livros. Foi também autor de várias crônicas publicadas em jornais e revistas, sua coleção mais famosa delas era intitulada Coração Urbano.

Participou da série de comédia Toma Lá, Dá Cá, também na Globo, como o ex-surfista Mário Jorge, programa do qual assinava o roteiro, ao lado da amiga Maria Carmem Barbosa. A série foi cancelada em dezembro de 2009, as razões para o término das mesmas segundo o próprio Falabella, foram dele, que disse "Acho bom sair no auge".[5] A série também deve virar filme. [6]

Com tradução e direção dele, estava em cartaz o musical Hairspray naquele ano.

Em 2010 ele estreou na TV o seriado A Vida Alheia, sem plateia e gravado em externas. Segundo Miguel, o objetivo do programa em si não é de ser uma atração de humor, mas sim uma retratação da dura vida dos paparazzi, os repórteres fotográficos das chamadas revistas de fofocas.

Em 2013 ocorreu a estreia do seriado Pé na Cova em que ele interpreta Ruço, o personagem e principal, e que também é roteirista da série. Segundo Miguel, ele acha que "a partir dos 50, e a morte vira uma realidade".[7] Em fevereiro do mesmo ano ele declarou que Pé na Cova deverá ser sua última atuação na TV, e que também pretende deixar o teatro, já que prefere escrever.[7]

Em 2014, escreve a série Sexo e as Nêga, paródia de Sex and the City, que retrata a vida de quatro amigas de Cordovil, no subúrbio do Rio de Janeiro.[8][9][10]

Em 2017, além de retomar seu personagem Caco Antibes, sucesso em Sai de Baixo, desta vez, na Escolinha do Professor Raimundo, o ator vem trabalhando num romance sobre sua família, Sagrado Coração, tendo como personagem inicial seu bisavó, que deixou a Itália, mais precisamente a região da Basilicata, e embarcou por engano ao Brasil.[11] No mesmo ano foi jurado do quadro "Show dos Famosos" no Domingão do Faustão ao lado de Cláudia Raia e Silvio de Abreu.[12]

Em 2018, Miguel será homenageado no carnaval pela escola de samba Unidos da Tijuca, vizinha e co-irmã do Império, escola pela qual foi carnavalesco nos anos 90.[13]

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Como ator[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Personagem Notas
1982 Sol de Verão Romeu
1982-1983 Caso Verdade Jan Episódios: "Jan e Jim" e "Choque de Gerações"
1983-1991 Caso Especial Vários Personagens Episódios: "Insensato coração" e "Marina"
1984 Livre para Voar Sérgio
1984 Amor com Amor se Paga Renato
1985-1986 Armação Ilimitada Ray Telvis / Walter José
1986 Selva de Pedra Argemiro Tavares (Miro)
1987 O Outro João Silvério
1989 Tieta Miguel
1990 Mico Preto Zé Luís / Arnaldo
1992 As Noivas de Copacabana Donato de Castro Menezes
1994 A Viagem Raul Toledo
1994-1998 Você Decide Vários Personagens Ep: "Força estranha", "Intermezzo" e "O Rapto da Sogra"
1995 Cara & Coroa Mauro
1996 Não Fuja da Raia
1996-2002, 2013 Sai de Baixo Caco Antibes
Carlota Antibes (Dona Cacá)
2001 Brava Gente Olavo Bilac Episódio: Bilac vê estrelas
2002 A Grande Família Padre Wellington
2003 Agora É que São Elas João Carlos Ramos Zabelheira (Juca Tigre)
2005, 2007-2009 Toma Lá, Dá Cá Mário Jorge Dassoin
2011-2012 Aquele Beijo Narrador/Marajá de Ashuarya (último capítulo) Narração (também autor da novela)
2013-2016 Pé na Cova Gedivan Pereira (Ruço)
2017 Brasil a Bordo Comandante Valdemar Larico (Vadeco)
2017 Escolinha do Professor Raimundo Caco Antibes

Como autor[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Escalação Parceiros titulares
1985 Tamanho Família autor principal
1988 Grupo Escolacho
1988 TV Pirata co-autoria
roteiro
Casseta & Planeta
1990 Delegacia de Mulheres autor principal
1996-1997 Salsa e Merengue Maria Carmem Barbosa
1996-2002 Sai de Baixo autor principal
roteiro final
Maria Carmem Barbosa
Euclydes Marinho
2005 A Lua me Disse autor principal Maria Carmem Barbosa
2005, 2007-2009 Toma Lá, Dá Cá autor principal
roteiro final
2008-2009 Negócio da China autor principal
2010 A Vida Alheia autor principal
roteiro final
2011-2012 Aquele Beijo
2013-2016 Pé na Cova
2013 Sai de Baixo
2014 Sexo e as Negas
2017 Brasil a Bordo

Como diretor[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Escalação
1987 Sassaricando diretor geral
1988 Grupo Escolacho

Como apresentador[editar | editar código-fonte]

Ano Programa Escalação
1987 a
2002
Vídeo Show Apresentador Geral
2015 - Presente Mensagem Final

Cinema[editar | editar código-fonte]

Como roteirista[editar | editar código-fonte]

Como ator[editar | editar código-fonte]

Como dublador[editar | editar código-fonte]

Em 2000 gravou o CD de poesias Notícias de Mim, baseado no livro homônimo da poetisa paulista Sandra Falcone, ao lado da atriz Elisa Lucinda e sob a direção de Gerson Steves.

Teatro[editar | editar código-fonte]

Como autor[editar | editar código-fonte]

  • 1982 – Rock Horror Show
  • 1983 – Apenas bons amigos
  • 1984 – Classificados, Desclassificados
  • 1985 – Miguel Falabella e Guilherme Karan, finalmente juntos e finalmente ao vivo
  • 1986 – Pedra, a tragédia
  • 1988 – As Sereias da Zona Sul
  • 1989 – Brasil, a peça
  • 1990 – A Partilha
  • 1992 – Como encher um biquíni selvagem
  • 1992 – No Coração do Brasil
  • 1993 – Querido Mundo
  • 1994 – Falabella solta os bichos
  • 1994 – Louro, alto, solteiro, procura
  • 1995 – A Maracutaia
  • 1996 – Todo Mundo Sabe que todo mundo sabe
  • 1996 – A Pequena Mártir de Cristo Rei
  • 1998 – O Submarino
  • 2000 – Os Monólogos da vagina
  • 2000 – A vida passa
  • 2001 – South American Way
  • 2001 – Brasil, a Comédia
  • 2002 – Capitanias Hereditárias
  • 2002 – Godspell
  • 2003 – Síndromes: loucos como nós
  • 2003 – Veneza
  • 2004 – Mulheres por um fio
  • 2006 – Império
  • 2007 – Um Marido Ideal
  • 2008 – Os Produtores (versão brasileira)
  • 2009 - Hairspray (versão brasileira)
  • 2010 - A Gaiola das Loucas (versão brasileira)
  • 2011 - Cabaret (versão brasileira)
  • 2012 - Xanadu (versão brasileira)
  • 2013 - Crazy Fou You (versão brasileira)
  • 2013 - A Madrinha Embriagada (versão brasileira)
  • 2014 - O Homem de La Mancha (versão brasileira)
  • 2015 - Antes Tarde do que Nunca (versão brasileira)

Como ator[editar | editar código-fonte]

  • 1972 – O Bobalhão
  • 1973 – Este ovo é um galo
  • 1978 – A menina e o vento
  • 1978 – As quatro patas do poder
  • 1978 – O rapto das cebolinhas
  • 1979 – O Despertar da Primavera
  • 1980 – Happy end
  • 1982 – A Tempestade
  • 1983 – Apenas bons amigos
  • 1984 – Galvez, o imperador do Acre
  • 1985 – Miguel Falabella e Guilherme Karan, finalmente juntos e finalmente ao vivo
  • 1986 – Batalha de arroz num ringue pra dois
  • 1987 – Uma Noite com Stella Miranda e Miguel Falabella
  • 1994 – Falabella solta os bichos
  • 1994 – Louro, Alto, Solteiro, Procura
  • 1997 – As Sereias da Zona Sul
  • 1998 – O Submarino
  • 2000 – Os Monólogos da vagina
  • 2000 – A vida passa
  • 2001 – O Beijo da Mulher-Aranha
  • 2003 – O Pé da Árvore de Natal
  • 2003 – Batalha de arroz num ringue para dois
  • 2008 – Os Produtores
  • 2010 – A Gaiola das Loucas
  • 2013 - Alô Dolly!
  • 2014 - O que o Mordomo Viu!
  • 2015 - Antes Tarde do que Nunca

Como diretor[editar | editar código-fonte]

  • 1982 – Rock Horror Show
  • 1984 – Emily
  • 1985 – Tupã, a vingança
  • 1987 – Lúcia McCartiney
  • 1988 – O Rouxinol do Imperador
  • 1990 - 1998/ 2012 – A Partilha
  • 1992 – Como encher um biquíni selvagem
  • 1992 – No Coração do Brasil
  • 1993 – A Filha de Lúcifer
  • 1993 – Querido Mundo
  • 1994 – Falabella solta os bichos
  • 1994 – A Falecida
  • 1995 – A Maracutaia
  • 1996 – A Bela do Alantejo
  • 1996 – Florbela Espanca
  • 1996 – Todo Mundo Sabe que todo mundo sabe
  • 1996 – A Pequena Mártir de Cristo Rei
  • 2001 – South American Way
  • 2002 – Capitanias Hereditárias
  • 2002 – Godspell
  • 2003 – Batalha de arroz num ringue para dois
  • 2003 – Veneza
  • 2004 – A Primeira Noite de um homem
  • 2006 – Império
  • 2008 – Os Produtores
  • 2009 - Hairspray
  • 2010 - A Gaiola das Loucas
  • 2011 - A Escola do Escândalo
  • 2012 - Xanadu
  • 2013 - A Madrinha Embriagada
  • 2014 - O Homem de La Mancha

Como produtor[editar | editar código-fonte]

Trabalhos no Carnaval[editar | editar código-fonte]

Como carnavalesco[editar | editar código-fonte]

Ano Escola Colocação Divisão Enredo
1993 Império da Tijuca 8º lugar A Vitis Vinífera, o Império é uma uva
1994 4º lugar A Nelson Rodrigues, um beijo na Sapucaí
1995 Vice-Campeã A No Sassarico da Colombo
1996 17º lugar Especial O Reino Unido Independente do Nordeste
1997 Rocinha 16º lugar Especial A viagem fantástica do Zé Carioca à Disney

Livros[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Autores - Histórias da Teledramaturgia (Volume II), páginas 166 a 214.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Miguel Falabella