Dodô da Portela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dodô da Portela
Nome completo Maria das Dores Rodrigues
Nascimento 3 de janeiro de 1920
Barra Mansa,  Rio de Janeiro
Morte 6 de janeiro de 2015 (95 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira

Maria das Dores Rodrigues, mais conhecida como Dodô da Portela (Barra Mansa, 3 de janeiro de 1920Rio de Janeiro, 6 de janeiro de 2015), foi uma porta-bandeira brasileira.[1]

Ex-empacotadeira, chegou à GRES Portela aos 14 anos e já começou a desfilar. Seu primeiro desfile, em 1935, contribuiu para o primeiro campeonato conquistado pela escola.[2] Dodô desfilou até 1966.[3]

Desde então, tornou-se personalidade querida e admirada pelos sambistas, por sua dedicação ao samba e, principalmente, à escola de coração.

Em 2003, Dodô foi homenageada no Centro Cultural Carioca.[4] No ano seguinte, recebeu o Estandarte de Ouro, do jornal O Globo, na categoria Personalidade do Ano.[5]

Em 2009, foi homenageada, com outras personalidades do samba, no documentário Velhas Guardas, de Joatan Berbel.[6]

Faleceu aos 95 anos, em decorrência de morte natural.[1][7]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b G1 (6 de janeiro de 2015). «Dona Dodô da Portela morre no Rio». Consultado em 6 de janeiro de 2015 
  2. Fernandes, Vágner (10 de janeiro de 2009). «Dodô da Portela: A verdadeira majestade do samba». Jornal do Brasil. Consultado em 2 de dezembro de 2009 
  3. «Dodô da Portela». Guerreiros da Águia. Consultado em 2 de dezembro de 2009 
  4. «CCC homenageia mestres-sala e porta-bandeiras». Consultado em 2 de dezembro de 2009 
  5. «Assembleia Legislativa do RJ». 6 de abril de 2005. Consultado em 2 de dezembro de 2009 
  6. «Velhas Guardas no AdoroCinema». Consultado em 2 de dezembro de 2009 
  7. Morre Tia Dodô, eterna porta-bandeira da Portela Morreu no início da tarde desta terça-feira, Maria das Dores Alves, a famosa Tia Dodô, de 95 anos, eterna porta-bandeira da Portela Carnavalesco.com.br