Evandro de Castro Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Evandro de Castro Lima
Nascimento 1920
Bahia Bahia
Morte 24 de fevereiro de 1985 (65 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Figurinista
Bailarino
Carnavalesco

Evandro de Castro Lima (Bahia, 1920Rio de Janeiro, 24 de fevereiro de 1985) foi um figurinista, bailarino e carnavalesco brasileiro.

Oriundo de família tradicional da Bahia, ficou conhecido ao disputar inúmeros concursos de fantasia. Venceu a disputa no Theatro Municipal do Rio de Janeiro por 21 vezes. Era concorrente de Clóvis Bornay.[1][2] Em 1960,ao receber o primeiro prêmio no concurso do Copacabana Palace com a fantasia ESTÁTUA BARROCA recusou-se a prestar declarações a uma emissora de televisão, explicou em seu nome um auxiliar:Estátua não fala

Antes de dedicar-se ao carnaval, Evandro fez parte do corpo de baile do Teatro Colón de Buenos Aires. Formado em Direito, iniciou nos concursos de fantasia em 1956, em Salvador, tendo completado 25 anos de carreira nas passarelas [3]

É patrono da cadeira número 16 da Academia Brasileira da Moda, ocupada por Rosa Magalhães.[4]

Referências

  1. Astros e Estrelas. «Evandro de Castro Lima». Consultado em 18 de setembro de 2009 
  2. Isto É Gente. «Celebridade Clóvis Bornay». Consultado em 28 de setembro de 2009 
  3. Memorial da Fama. «Evandro de Castro Lima». Consultado em 30 de novembro de 2009 
  4. Instituto Zuzu Angel. «Histórico resumido». Consultado em 28 de setembro de 2009. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2009 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.