Paulo Barros (carnavalesco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paulo Barros
Informações pessoais
Nome completo Paulo Roberto Barros Braga
Data de nasc. 14 de maio de 1962 (55 anos) [1]
Local de nasc. Nilópolis,  Rio de Janeiro,  Brasil
Informações profissionais
Escola atual Vila Isabel
Escolas de samba
Anos Escolas
1994 - 1995
1999 - 2001
2002
2003
2004 - 2006
2006
2007 - 2008
2009
2009 - 2010
2010 - 2014
2015
2016 - 2017
2018
Vizinha Faladeira
Arranco
Vizinha Faladeira
Paraíso do Tuiuti
Unidos da Tijuca
Estácio de Sá
Viradouro
Vila Isabel
Renascer
Unidos da Tijuca
Mocidade Independente
Portela
Vila Isabel

Paulo Roberto Barros Braga (Nilópolis, 14 de maio de 1962) é um famoso carnavalesco brasileiro, que inovou no carnaval, fazendo desfiles diferentes na escola de samba Unidos da Tijuca.[1] Após a sua saída da Mocidade Independente de Padre Miguel, agremiação que defendeu no carnaval de 2015, e cujo compromisso durou apenas um ano, foi anunciado como novo carnavalesco da Portela, tradicional escola de samba do Rio, que lutava para encerrar um jejum de títulos desde 1984 quando dividiu com a Mangueira o campeonato. Com Barros, a escola se sagrou vitoriosa em 2017.[2] Após o carnaval, anunciou sua ida para a Vila Isabel.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou na Vizinha Faladeira onde ficou por dois anos. depois passou pela Arranco onde ficou por seis anos, em 2003 foi para o Paraíso do Tuiuti, mas no ano seguinte em que despontou como grande carnavalesco, quando esteve na Unidos da Tijuca, no período de 2004 a 2006, quando trouxe o carro DNA entre outros, Paulo, também teve uma pequena participação na Estácio de Sá, em 2006, onde junto com outros carnavalescos ganhou seu primeiro título com o reedição do enredo Quem é você? pelo Grupo de Acesso A. Após isso esteve por três anos na Viradouro, onde no primeiro ano levou a bateria em cima de um carro alegórico. Em 2008 causou polêmica com o Carro do Holocausto, que foi proibido pela justiça de desfilar na Marquês de Sapucaí e saiu devido a agremiação não ter mais interesse no seu trabalho [3]. Em 2009, dividiu com Paulo Menezes o Carnaval da Renascer de Jacarepaguá [4] onde surpreendeu com um desfile falando sobre os transportes, levando a Escola ao vice-campeonato do Grupo de Acesso A, e na Vila Isabel, onde junto com Alex de Souza [5], mostrou a história do Theatro Municipal, sendo a escola aclamada como uma das favoritas ao título, porém, terminando em 4º lugar.

Em 2010, retornou Unidos da Tijuca [6] , escola que o consagrou e assim conquistou o seu primeiro título no Grupo Especial do Rio de Janeiro (a escola não ganhava desde 1936 no especial), com um desfile marcante que veio a partir de uma ideia enviada a ele por meio de um a rede social, através de um menino de 15 anos. O grande destaque daquele desfile foi a comissão de frente que usou truques de mágica[7] e também esteve na Renascer de Jacarepaguá, onde fez dessa vez, com Wagner Gonçalves[8].

Em 2011, apostou num enredo sobre o medo no cinema usando filmes, como: Harry Potter. Além da comissão de frente, arrancando cabeças e corpos[9], acabou sendo vice-campeão. Em 2012, Paulo fugiu de desfiles Hollywoodianos e apostou em enredos sobre homenagens, desta vez, sobre o centenário de Luiz Gonzaga, o rei do baião, e enfim foi bicampeão com a Unidos da Tijuca. Em 2013, ele apostou no enredo sobre a Alemanha no Brasil falando sobre a cerveja, mitos, o deus Thor e até mesmo os bonequinhos Playmobil, porém alguns carros quebraram durante o desfile e assim a Unidos da Tijuca terminou em 3° lugar.

Em 2014, sagrou-se tricampeão com a Unidos da Tijuca[10] em um enredo que homenageou Ayrton Senna e a velocidade, com personagens e pessoas a ver com o tema, como: o velocista Usain Bolt, além da Corrida Maluca, Ligeirinho, entre outros[11]. Depois do carnaval especulou-se sua ida a Mocidade, onde veio a acertar com a escola para o carnaval de 2015 com um enredo sobre o fim do mundo.[12][13][14].

Em 2015, acabou ficando na 7ª posição, não correspondendo as expectativas de que era antes e se desligou da Mocidade[15] para acertar com a Portela[16][17].

Na Majestade do Samba, assinou o enredo "No voo da águia, uma viagem sem fim...", ficando com a 3° posição, empatando com a Unidos da Tijuca, com 269,7, que ficou em 2°, e a um décimo da campeã Mangueira.

No dia 12 de Fevereiro de 2016 renovou o seu contrato com a azul e branco de Oswaldo Cruz e Madureira. Em 1 de Março de 2017, se consagrou campeão do Carnaval de 2017.

Em 6 de março de 2017, tornou pública a sua saída da Portela, afirmando que "realizou um sonho de criança" e anunciando sua ida para a Vila Isabel.[18]

Em 2018 será enredo da tradicional Vizinha Faladeira, que disputará a Série B, escola em que Barros realizou seu primeiro carnaval. O enredo será "O Marquês numa viajem pioneira, vê nascer um rei na Vizinha Faladeira. Paulo Barros, o DNA do carnaval".[19]

Desfiles assinados por Paulo Barros[editar | editar código-fonte]

Ano Escola Colocação Divisão Enredo Ref.
1994 Vizinha Faladeira Vice-Campeã B Sou rei, sou rainha na corte da vizinha [1]
1995 Vizinha Faladeira 6º lugar A O relicário do samba [1]
1999 Arranco 4º lugar B Numa fuga alucinada, entre piolhos e galinhas, veio até uma rainha [1]
2000 Arranco 7º lugar B Brasil, 500 anos em três raças [1]
2001 Arranco 4º lugar B Oh, que saudades que eu tenho! [1]
2002 Vizinha Faladeira 5º lugar B Nem tudo que reluz é ouro [1]
2003 Paraíso do Tuiuti 4º lugar A Tuiuti desfila o Brasil em telas de Portinari [1]
2004 Unidos da Tijuca Vice-Campeã Especial O Sonho da Criação e a Criação do Sonho: A Arte da Ciência No Tempo do Impossível [20]
2005 Unidos da Tijuca Vice-Campeã Especial Entrou Por um Lado, Saiu Pelo Outro… Quem Quiser Que Invente Outro! [1]
2006 Unidos da Tijuca 6º lugar Especial Ouvindo Tudo Que Vejo, Vou Vendo Tudo Que Ouço [1]
Estácio Campeã A Quem é você? [1]
2007 Viradouro 5º lugar Especial A Viradouro Vira o Jogo [1]
2008 Viradouro 7º lugar Especial É de Arrepiar! [1]
2009 Vila Isabel 4º lugar Especial Neste palco da folia, minha Vila anuncia: Theatro Municipal, o centenário maravilha [1]
Renascer Vice-Campeã A Como vai, vai bem? Veio a pé ou de trem? [1]
2010 Unidos da Tijuca Campeã Especial É segredo! [1]
Renascer 8º lugar A Aquaticópolis [1]
2011 Unidos da Tijuca Vice-Campeã Especial Esta noite levarei sua alma [1]
2012 Unidos da Tijuca Campeã Especial O Dia em Que Toda a Realeza Desembarcou na Avenida para Coroar o Rei Luiz do Sertão [1]
2013 Unidos da Tijuca 3° lugar Especial Desceu num raio, é trovoada! O deus Thor pede passagem para mostrar nessa viagem a Alemannha encantada [1]
2014 Unidos da Tijuca Campeã Especial Acelera, Tijuca! [1]
2015 Mocidade 7º lugar Especial Se o mundo fosse acabar, me diz o que faria se só lhe restasse um dia? [21]
2016 Portela 3° lugar Especial No voo da águia, uma viagem sem fim... [22]
2017 Portela Campeã Especial Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar? [2]
2018 Vila Isabel Especial Corra Que o Futuro Vem AÍ [23] que

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v Paulo Barros no DCAMPB (em português)
  2. a b «Portela é a campeã do carnaval 2017 do Rio após 33 anos de jejum». G1. Globo.com. Consultado em 3 de março de 2017 
  3. SRZD-Carnaval (28 de junho de 2008). «Paulo Barros deixa Viradouro». Consultado em 24 de janeiro de 2012 
  4. G1 (2 de julho de 2008). «Magoado, carnavalesco Paulo Barros quer 'renascer das cinzas'». 13h06. Consultado em 29 de janeiro de 2012 
  5. SRZD-Carnaval (7 de julho de 2008). «Paulo Barros e Alex de Souza na Vila». 19h40. Consultado em 24 de janeiro de 2012 
  6. SRZD-Carnaval (1 de março de 2009). «Paulo Barros acerta volta para a Tijuca». 1h20. Consultado em 29 de janeiro de 2012 
  7. G1 (15 de fevereiro de 2010). «Unidos da Tijuca usa truques e efeitos especiais para contar segredos». Consultado em 24 de janeiro de 2012 
  8. SRZD-Carnaval (6 de abril de 2009). «Wagner Gonçalves é o novo carnavalesco da Renascer». Consultado em 24 de janeiro de 2012 
  9. Ramiro Costa, para o SRZD-Carnaval (7 de março de 2011). «Tijuca 2011 é um estouro de bilheteria e fica próxima do bi». 3h29. Consultado em 24 de janeiro de 2012 
  10. Patrícia Raposo e Tatiana Perrota, para o SRZD-Carnaval (6 de março de 2014). «Unidos da Tijuca acelera e sai na frente no Carnaval 2014». 00h23. Consultado em 8 de abril de 2014 
  11. G1 (5 de março de 2014). «Unidos da Tijuca acelera na Sapucaí com enredo sobre Ayrton Senna». 18h09. Consultado em 10 de março de 2014 
  12. Alba Valéria, para o G1 (17 de março de 2014). «Paulo Barros sai da Unidos da Tijuca e faz carnaval da Mocidade em 2015». 19h54. Consultado em 8 de abril de 2014 
  13. SRZD-Carnaval (17 de março de 2014). «Agora é oficial: Paulo Barros é da Mocidade». 15h21. Consultado em 8 de abril de 2014 
  14. Carnavalesco (17 de março de 2014). «BOMBA: Paulo Barros é o novo carnavalesco da Mocidade Independente de Padre Miguel». 15:01. Consultado em 8 de abril de 2014 
  15. EGO. «Paulo Barros deixa a Mocidade Independente de Padre Miguel». Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  16. G1. «Carnavalesco Paulo Barros vai para a Portela, no Rio». Consultado em 25 de fevereiro de 2015 
  17. Carnavalesco‎. «Paulo Barros é o novo carnavalesco da Portela». Consultado em 25 de fevereiro de 2015 
  18. «Depois de vencer o carnaval, Paulo Barros deixa a Portela». G1 
  19. «Paulo Barros será enredo de escola de samba do Rio no carnaval 2018». O Globo 
  20. Luís Edmundo Araújo. «Carnavalesco revelação». IstoÉ Gente. Terra. Consultado em 3 de março de 2017 
  21. «Carnavalesco Paulo Barros sai da Mocidade e vai para Portela». O Dia. iG. 25 de fevereiro de 2015. Consultado em 3 de março de 2017 
  22. Carnavalesco. «Portela confirma enredo autoral de Paulo Barros para Carnaval 2016». Consultado em 14 de maio de 2015 
  23. «Paulo Barros deixa a Portela e acerta com a Vila Isabel - Carnavalesco». Carnavalesco. 6 de março de 2017