Unidos de Vila Isabel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de GRES Unidos de Vila Isabel)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Vila Isabel, veja Vila Isabel (desambiguação).
Vila Isabel
Bandeira do GRES Unidos de Vila Isabel.jpg
Fundação 4 de abril de 1946 (71 anos) [1][2]
Escola-madrinha Portela [3][4][5]
Cores

Azul

Branco
Símbolo Coroa [1][2]
Bairro Vila Isabel [1][2]
Presidente Levi Júnior (Juninho) [6]
Presidente de honra Martinho da Vila [7]
Carnavalesco Paulo Barros
Paulo Menezes [8]
Intérprete oficial Igor Sorriso [7]
Diretor de carnaval Ricardo Fernandes
Diretor de bateria Mestre Chuvisco [7]
Rainha da bateria Sabrina Sato [9]
Mestre-sala e porta-bandeira Raphael Rodrigues e Denadir Garcia
Coreógrafo Leo Senna e Kelly Siqueira
Desfile de 2018
Enredo "Corra que o futuro vem aí!"
Posição de desfile 3.º de domingo
Site oficial
www.unidosdevilaisabel.com.br/

Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Vila Isabel (ou simplesmente Unidos de Vila Isabel) é uma escola de samba da cidade Rio de Janeiro. Atualmente está sediada no Boulevard 28 de setembro, no bairro Vila Isabel.[10]

Foi campeã do Grupo Especial do Carnaval em 1988,[11] 2006[12] e 2013.[13]

A Vila Isabel possui uma quadra moderna que foi construída pelo Presidente Wilson Moisés, sendo a segunda maior quadra entre todas as escolas de samba do Rio de Janeiro, só ficando atrás apenas da quadra da Mocidade Independente, que tem 33 mil metros quadrados. A quadra da Vila tem capacidade para 11.000 pessoas em 4.000 metros quadrados de área construída, seu palco tem 300 metros quadrados. Há camarotes luxuosos que são frequentados por ricos, famosos e diretores da escola. No local costumam ocorrer shows de grandes artistas e bandas pertencentes ao projeto "Casa de Bamba".

Em seu brasão há a coroa da Princesa Isabel, aonde figuram na parte de cima um resplendor com uma fita azul aonde se encontram as iniciais da agremiação (GRESUVI), e na parte de baixo, se vêem uma clave de sol, um pandeiro e a pena de Noel Rosa.

Lugar de origem[editar | editar código-fonte]

A Estátua de Noel Rosa, o "poeta da Vila" (à esquerda) e a calçada musical no Boulevard 28 de Setembro (à direita) exprimem a musicalidade e a boemia do bairro que é berço da escola.

Vila Isabel, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro é o bairro de origem da Unidos de Vila Isabel. A escola de samba teve sua primeira sede na entrada do Morro dos Macacos, e em seus primeiros carnavais, a maioria de seus componentes eram moradores da comunidade. Ao longo dos anos, e com a construção de sua quadra no Boulevard 28 de Setembro, principal via do bairro, a escola de samba conquistou também os demais moradores de Vila Isabel.[14]

A região de Vila Isabel fazia parte da Fazenda do Macaco, quando foi doada por Dom Pedro I à sua segunda esposa, a Imperatriz Amélia de Leuchtenberg. Com a ida de Pedro e Amélia para Portugal, a fazenda ficou abandonada, sendo atingida pela epidemia de cólera-morbus, que assolou o Império do Brasil em meados do Século XIX.[15] Em 3 de janeiro de 1872 (considerada a data de fundação do bairro), João Batista Viana Drummond comprou, por 120 contos de réis, as terras da Imperial Quinta do Macaco. O empresário decidiu lotear e urbanizar a área, com inspiração na arquitetura de Paris.[16] Para esse fim, fundou em 22 de Outubro de 1873, em parceria com o médico Visconde de Silva, o Barão de São Francisco Filho, o vereador Bezerra de Menezes e Temístocles Petrocochino, a Companhia Arquitetônica de Vila Isabel. O projeto, de responsabilidade do engenheiro Francisco Joaquim Béthencourt da Silva, previa a abertura de 13 ruas que partiriam do Boulevard 28 de Setembro, criando o primeiro bairro planejado da cidade.[17] O nome Vila Isabel foi escolhido em homenagem à Princesa Isabel, enquanto que o Boulevard 28 de Setembro recebeu esse nome em referência à data de assinatura da Lei do Ventre Livre.[18][19][20]

Vila Isabel é o berço de personalidades como Orestes Barbosa, Braguinha, Almirante e Noel Rosa (imortalizado como “o poeta da Vila").[15][21] Com seus bares e biroscas, o bairro tornou-se ponto de encontro de músicos e artistas, adquirindo a fama de bairro boêmio. No início do Século XX, o carnaval em Vila Isabel era brincado com as batalhas de confete e os blocos carnavalescos, dentre eles, o Cara de Vaca, o Vermelho e Branco, o Vassourinhas (bloco de frevo) e o Faz Vergonha (frequentado por Noel Rosa).[22] A Unidos de Vila Isabel homenageou o bairro nos desfiles de 1982 ("Noel Rosa e os poetas da Vila nas batalhas do Boulevard") e 1994 ("Muito prazer! Isabel de Bragança ou Drumond Rosa da Silva, mas pode me chamar de Vila").[2]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Antônio Fernandes da Silveira, conhecido como Seu China por ter "olhos puxados", apesar não ter descendência oriental, foi o mentor da Unidos de Vila Isabel.[23][24][19] Seu China era pintor e residia no Morro do Salgueiro, onde fundou o Bloco Verde e Branco, que mais tarde originou a escola de samba Depois Eu Digo. Também frequentava a escola Azul e Branco do Salgueiro, que depois deu origem à Acadêmicos do Salgueiro. Em 1945, Seu China se mudou para o Morro dos Macacos. Entrando em contato com o carnaval de Vila Isabel, era convidado a participar de blocos carnavalescos, porém, recusava os convites. Achava que o bairro de Noel Rosa merecia ter uma escola de samba.[14][5]

No domingo de carnaval do ano de 1946, Seu China conversava com um grupo de amigos em um bar, situado na Praça Barão de Drummond, na esquina com a Rua Barão de São Francisco, enquanto desfilava por ali o Bloco Acadêmicos da Vila, agremiação do Morro do Pau da Bandeira, de cores vermelho e branco. Chamou a atenção de Seu China a maneira organizada do bloco desfilar, com os componentes fantasiados e cercados por uma corda, parecendo uma "mini escola de samba". A partir de então, teve a ideia de fundar a primeira escola de samba de Vila Isabel. China solicitou ao menino José Ferreira Leite, de então 15 anos, que verificasse qual documentação era necessária para o registro da nova agremiação. Também levou os foliões de Vila Isabel para assistir ao desfile da Azul e Branco do Salgueiro, na Praça Onze. Após o carnaval de 1946, Seu China se reuniu com os componentes do Acadêmicos da Vila, que aceitaram a ideia de fundar uma escola de samba. O grupo também recebeu o apoio do bloco de Dona Maria Tataia, e dos times de futebol Unidos da Vila e Vila Isabel Futebol Clube.[23][1][25][5]

A Unidos de Vila Isabel foi fundada em 4 de abril de 1946, no quintal da casa de Seu China, na Rua Senador Nabuco, número 248, casa 3, na subida do Morro dos Macacos, onde funcionou a primeira sede da agremiação. A escola foi fundada por Antônio Fernandes da Silveira (Seu China); Aílton Cléber da Silva; Antonio Rodrigues (Tuninho Carpinteiro); Ari Barbosa; Cesso da Silva; Joaquim José Rodrigues (Quinzinho); Osmar Mariano; Paulo Gomes de Aquino (Paulo Brazão); e Servan Heitor de Carvalho. Também participaram da fundação: José Ferreira Leite; Djalma Fernandes da Silveira (Filho de Seu China; também conhecido como Djalma Sapo); Dulcinéia Gomes de Aquino (irmã de Paulo Brazão, foi a primeira diretora da Ala das Baianas); Peti (uma das primeiras baianas da escola); Enock (conhecido como carioca); entre outros sambistas e foliões da região. Cada um dos fundadores foi escolhido para exercer uma função na diretoria da nova agremiação: Seu China foi o primeiro presidente; Paulo Brazão foi diretor de harmonia, diretor geral, e compositor dos primeiros sambas da escola; Osmar Mariano era diretor de bateria; Antonio Rodrigues, o tesoureiro; Ari Barbosa, o secretário; Joaquim José Rodrigues, o procurador; e José Ferreira Leite era o representante da agremiação na União Geral das Escolas de Samba do Brasil. Tião Arroz foi o primeiro mestre-sala; Raquel Amaral foi a primeira porta-bandeira; e Célia Fernandes de Souza, a primeira rainha da agremiação.[23][1][25][26] No dia 27 de dezembro de 1946, a Unidos de Vila Isabel foi filiada à União Geral das Escolas de Samba do Brasil, conquistando o direito de disputar o campeonato do carnaval do ano seguinte.[5]

Nome, símbolo, cores e escola-madrinha[editar | editar código-fonte]

O nome "Unidos de Vila Isabel" faz referência ao bairro de origem da agremiação. Não se sabe, porém, de quem foi a ideia do nome. A escola tem como símbolo uma coroa, em referência à Princesa Isabel. Suas cores oficiais são o branco e o azul, sendo que a Vila adota o tom de azul-celeste. As cores foram escolhidas em homenagem à Azul e Branco do Salgueiro, escola frequentada por Seu China anteriormente.[23][1][26] A Azul e Branco também foi responsável por batizar a Unidos de Vila Isabel, antes de ser extinta, em 5 de março de 1953, quando se uniu à Depois Eu Digo para fundar a Acadêmicos do Salgueiro. Posteriormente, a Vila foi rebatizada pela Portela, que ganhou o título de escola-madrinha.[5][3][4]

Bandeira e brasão[editar | editar código-fonte]

A bandeira da escola possui 16 raios de cores intercaladas, 8 brancos e 8 azul-celeste, partindo do centro em direção às extremidades do pavilhão, que tem forma retangular. O modelo, com raios partindo de um círculo, lembrando o nascer do sol, tem formação semelhante à Bandeira do Sol Nascente, e é adotado pela maioria das escolas de samba. No centro da bandeira, de onde partem os raios, localiza-se o emblema da agremiação. O emblema possui dois círculos concêntricos; no círculo de fora, está inscrito o nome da escola; no círculo de dentro, está o brasão da agremiação. Acima do emblema, estrelas douradas representam o número de campeonatos da escola, sendo uma estrela para cada título. Abaixo do brasão, está a inscrições do ano de confecção da bandeira.

O brasão da Unidos de Vila Isabel possui diversos símbolos, repletos de significados. Consiste em um escudo encimado pela coroa da Princesa Isabel, o símbolo da escola. Na metade de cima do escudo, há o desenho de um sol nascendo encimado por uma faixa azul com a inscrição "GRESUVI" (Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Vila Isabel) e um resplendor sobre os dois. Esta primeira parte representa o nascimento da escola de samba. Na metade de baixo do escudo, há a figura de três símbolos: uma clave de sol, representado a música em geral; um pandeiro, representando o samba; e uma pena de ave, utilizada na antiguidade para escrever, simbolizando o ato de compor. Não se sabe quem montou a bandeira e o brasão da escola, nem como se deu a escolha.[27]

História[editar | editar código-fonte]

A casa de "China", primeiro presidente da escola, serviu até 1958 como sede administrativa da agremiação. Os ensaios eram realizados no Campo do Andaraí. O primeiro enredo da Vila, De Escrava a Rainha, contou com apenas 100 componentes desfilando na Praça Onze: 27 ritmistas, 13 baianas e mais 50 pessoas. Paulo Brazão, um dos fundadores da escola, foi um dos maiores ganhadores de samba-enredo da Vila Isabel, em 1960, a escola ficou em primeiro lugar no Grupo 3, com o enredo Poeta dos Escravos.

Uma das figuras mais conhecidas da escola é, sem dúvida, Martinho da Vila. Sua entrada na agremiação aconteceu em 1965: ele fazia parte da Escola de Samba Aprendizes da Boca do Mato e já estava partindo para o Império Serrano, quando surgiu o convite para integrar a ala de compositores da Vila Isabel. Na nova escola, Martinho reestruturou a forma de compor sambas de enredo, com a introdução de letras e melodias mais suaves, emplacando 4 sambas consecutivamente. No carnaval de 1967, Martinho da Vila compôs Carnaval de Ilusões, em 1968 Quatro Séculos de Modas e Costumes, em 1969, Iaiá do Cais Dourado e em 1970, Glórias Gaúchas.

Em 1979, a Vila saiu vitoriosa do Grupo 1B, com um enredo feito por Yêdda Pinheiro, falando sobre Os dourados anos de Carlos Machado. Foi a primeira vez que uma escola homenageou um vulto da cultura ainda vivo. Hoje é lugar comum, mas esta foi a primeira vez em que isto foi feito.

No grupo especial, a Vila Isabel conquistou seu primeiro campeonato apenas em 1988, desfile do samba-enredo Kizomba, a festa da raça. O desfile marcou a passarela do samba, por abusar de materiais alternativos, como a palha e sisal, e pela garra dos componentes da escola. Para muitos que conhecem bem os desfiles de escolas, este talvez tenha sido o melhor desfile de que se há notícia. Infelizmente, devido a um grave temporal, que deixou a cidade do Rio de Janeiro em estado de calamidade pública, o Desfile das Campeãs não foi realizado.

Após a vitória de 1988, a escola ainda conseguiu uma boa colocação com Direito é Direito, em 1989 (4º lugar), nesse ano, foi marcante a comissão de frente formada por mulheres grávidas. Mas na década de 1990, a escola alternou entre a 7ª e a 12ª colocação. Em 2000, no entanto, a Vila Isabel ficou na 13ª colocação, descendo para o Grupo de Acesso A. Em 2002, com um enredo sobre Nilton Santos a Vila deixou de subir ao Grupo Especial por engano de um julgador, que trocou a nota 10 que seria dada à Vila por uma nota menor, que seria dada à União da Ilha. Com isso, a Acadêmicos de Santa Cruz, sagrou-se campeã.

Em 2004, com um enredo sobre a cidade de Paraty, a Vila retorna ao especial, sagrando-se campeã do Grupo de Acesso.[28] Em 2005 tendo Joãosinho Trinta à frente, que vítima de um derrame cerebral não pode continuar os trabalhos a Vila trouxe um enredo sobre navios[29] que lhe deu a 10ª colocação.

Em 2006, a Vila Isabel levou para a avenida o enredo "Soy loco por ti América - A vila canta a latinidade", do carnavalesco Alexandre Louzada[30] e conseguiu seu segundo título, depois de muito sofrimento na apuração. Com um contagiante refrão, o samba-enredo da Vila Isabel foi um dos que mais fizeram as arquibancadas cantarem e, curiosamente, foi o que determinou o título.[31] A empresa PDVSA, estatal petrolífera da Venezuela, financiou o carnaval da Vila Isabel com uma doação de R$ 900 mil. Entretanto, segundo reportagem do "Jornal do Brasil" de 3 de março de 2006, autoridades venezuelanas estão investigando o patrocínio e seu verdadeiro valor, pois há versões de que o montante ficou entre US$ 450 mil e US$ 2 milhões. O matutino venezuelano Reporte noticiou em sua capa que mais de 500 pessoas viajaram ao Rio de Janeiro com todas as despesas pagas pela PDVSA para animar o desfile da Vila Isabel. Em 2007, com enredo falando sobre as Metamorfoses,[32] de Cid Carvalho, que estreava carreira-solo, terminando na 6ª posição.

No carnaval de 2008, falando sobre os Trabalhadores do Brasil, a Vila vem com um desfile rico e visualmente perfeito. No entanto, um erro de manobra do 8º último carro prejudica a escola de Noel, mas não tiraram o brilho da nova rainha de bateria (Natália Guimarães) que arrasou na avenida[33][34][35]

No carnaval de 2009, a Vila falou sobre o centenário do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com o enredo "Neste Palco da Folia, Minha Vila Anuncia: Theatro Municipal, a Centenária Maravilha",[36][37] de autoria do carnavalesco Alex de Souza, que em parceria com o polêmico Paulo Barros,[38] terminou na 4º colocação.

No carnaval de 2010, a Vila falou sobre o centenário de Noel Rosa, com o enredo "Noel: a presença do poeta da Vila",[39] do carnavalesco Alex de Souza. Para este carnaval, contou com um samba composto por Martinho da Vila, o que não acontecia desde 1993, além das estreias de Mestre Átila, como diretor de bateria e Gracyanne, como rainha.[40] No entanto, a escola que lutava por mais um título, terminou na mesma colocação do ano anterior.

Meses após o carnaval, seu presidente na época, Wilson Vieira Alves (mais conhecido como "Moisés"), foi preso durante a Operação Alvará, após ser acusado de liderar a máfia ligada a exploração de caça-níqueis em Niterói e São Gonçalo.[41] Com sua prisão, assumiu interinamente a direção da escola seu filho Wilsinho, que acumulava também o cargo de superintendente.

No Carnaval de 2011, a Vila fala sobre cabelo, enredo desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães, alcançando apenas o quarto lugar. Nesse mesmo ano o presidente Wilsinho é eleito para comandar a agremiação.

No Carnaval de 2012, a Vila Isabel foi a última escola a desfilar no primeiro dia, com o sol bastante claro na Sapucaí levou o enredo "Você Semba Lá... Que Eu Sambo Cá - O Canto Livre de Angola",[42] sobre Angola[43] num desfile que marcou a escola e fazendo ela ficar em terceiro lugar.

No Carnaval de 2013, a escola homenageou o agricultor com o enredo "A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um". A Escola recebeu patrocínio de aproximadamente 10 milhões de reais da empresa alemã BASF, uma das maiores fabricantes de agrotóxicos do mundo.[44][45] O desfile da Vila Isabel foi o último do segundo dia de desfiles. A Vila Isabel era considerada por muitos, tanto público quanto especialistas, uma das favoritas, juntamente com a Beija-Flor, Unidos da Tijuca de Paulo Barros e Salgueiro. No dia da apuração, porém, a Vila se sobressaiu sobre as demais escolas e conseguiu seu terceiro título no Grupo Especial, consagrando assim o melhor samba de 2013 composto por André Diniz, Arlindo Cruz, Martinho da Vila, Tunico e Leonel[13]

A parceria de sucesso com a empresa BASF foi mantida para o carnaval de 2014, quando a agremiação falará novamente sobre o campo.[46] Depois do título, a escola perdeu o intérprete Tinga e o casal de mestre-sala e porta bandeira Julinho e Ruth. além da carnavalesca Rosa Magalhães.[47][48] trazendo Gilsinho, como novo cantor.[49] o casal Marquinhos e Giovanna[50] além do retorno do carnavalesco Cid Carvalho[51] falando sobre os Biomas e Foclore brasileiro.[52]

Meses depois, mais uma baixa, dessa vez foi Paulinho Botelho que após dois anos, deixou o comando de bateria, que passa a ser comandada por Wallan.[53] E na madrugada do dia 9 de dezembro, a escola escolheu seu samba para o carnaval de 2014, que mais uma vez foi da parceria de André Diniz, Evandro Bocão, Professor Wladimir, Arlindo Cruz e Artur das Ferragens.[54] que derrotou outro samba, visto como favorito na escola, de: Tunico da Vila, Pedro Luís, Suzana Pires e Thales Nunes.[55] Em novembro, o carnavalesco responsável por assinar o desfile de 2014 deixa a escola. A agremiação anunciou que uma comissão de carnaval com profissionais da casa iria tocar o carnaval de 2014.[56][57][58] Meses depois, Cid foi reintegrado novamente como carnavalesco da escola, após se desculpar e pedir para voltar.[59] Ainda em 2014, o então presidente Wilsinho Alves, desistiu de tentar uma reeleição, antes disso, quitou todas as dívidas da escola, algo em torno de 800 mil Reais.[60] Elizabeth Aquino, foi eleita Presidente da Vila Isabel para o triênio 2015/2016/2017.

Em 2015, a Vila Isabel ficou na penúltima posição na classificação dos desfiles com enredo sobre o maestro Isaac Karabtchevsky. Em 8 de maio do mesmo ano a então presidente Elizabeth Aquino renunciou ao cargo, alegando incompatibilidade de pensamentos com membros de sua própria diretoria. Em seu lugar entrou Luciano Ferreira, que além de reforçar o carro de som com a chegada de Igor Sorriso - vindo da São Clemente, contratou o carnavalesco Alex de Souza que em 2016 desenvolverá o enredo "Memórias do 'pai Arraia' - Um sonho pernambucano, um legado brasileiro" que homenageia a cultura de Pernambuco e o político Miguel Arraes. Em 24 de dezembro de 2015 a escola perde o compositor Leonel, morto na porta de sua residência.[61]

Em 2016, num desfile visualmente melhor, a Vila Isabel foi a primeira escola a desfilar na segunda noite. Com um sambódromo ainda frio, a escola fez um desfile mediano e, homenageando Miguel Arraes, conseguiu um oitavo lugar, um desempenho melhor que em 2015, quando a escola ficou em 11º.

Pra 2017 a escola renovou com Alex de Souza, e o enredo para a disputa do carnaval foi "O Som da Cor". O samba-enredo foi tido por muitos no período pré-carnaval como um dos melhores do ano, e prometia no dia do desfile, No entanto, o que se viu na avenida foi um desfile aquém do esperado, com alegorias e fantasias mal-acabadas. Mesmo com o excelente samba, a harmonia da escola não foi das melhores, e a Vila Isabel conseguiu apenas um décimo lugar.

A direção da escola resolveu mudar, e demitiu o então carnavalesco Alex de Souza. Ele, que assinou cinco carnavais pela escola, dará lugar a Paulo Barros, que deixou a Portela para assinar com a escola de Noel. Os dois trabalharam juntos na mesma Vila Isabel em 2009, num enredo sobre o Theatro Municipal, mas dessa vez o carnavalesco recém-campeão pela escola de Madureira assinará o enredo de 2018 sozinho, com o auxílio do também carnavalesco Paulo Menezes.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Unidos de Vila Isabel
Martinho da Vila é o atual presidente de honra da Unidos de Vila Isabel. Na imagem, o cantor e compositor no desfile de 2012, sobre Angola.
O casal de Mestre-sala e Porta-bandeira, Julinho Nascimento e Rute Alves, no desfile de 2012. Durante o período em que defendeu o pavilhão da Vila, Julinho foi premiado com o Estandarte de Ouro por quatro vezes consecutivas.

Presidência[editar | editar código-fonte]

Presidência
Presidente Mandato Ref.
Antonio Fernandes da Silveira ("Seu China") 1946 - 1959 [62]
Rodolpho de Souza 1959 - 1961
José Lima Filho 1961 - 1963
David Corrêa 1963 - 1965
Cornélio Cappelletti 1965 - 1966
Waldemir Garcia ("Miro") 1966 - 1968
Duclerc Dias 1968 - 1970
Djalma Pereira Victorio 1970 - 1972
Esclepildes Maria Cordeiro 1972 - 1974
Cornélio Cappelletti 1974 - 1976
Djalma Pereira Victorio 1976 - 1978
Paulo Gomes de Aquino 1978 - 1980
Orlando Alves Pereira 1980 - 1981
Dr. Waltencir Coelho 1981 - 1982
Aílton Guimarães Jorge ("Capitão Guimarães") 1983 - 1987
Lícia Maria Maciel Caniné ("Ruça") 1987 - 1990
Olício Alves dos Santos 1990 - 1993
Valter Lopes de Carvalho 1993 - 1996
Olício Alves dos Santos 1996 - 2002
Evandro Luiz do Nascimento ("Bocão") 2002 - 2005
Wilson Vieira Alves ("Moisés") 2006 - 2011
Wilson da Silva Alves ("Wilsinho") 2012 - 2014
Elizabeth de Souza Aquino ("Dona Beta") 2014 - 2015 [63]
Luciano Vieira ("Luciano da Vila") 2015 - 2016 [64]
Levi Júnior ("Juninho") 2016 - 2017 [6]
Bernardo Belo 2017 - atualmente

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Carnavais Intérprete oficial Referências
1968 Antônio Grande [65]
1969–1971 Abílio Martins [66]
1972 Antônio Grande e Monsueto Menezes [67]
1973 Antônio Grande [68]
1974 Antônio Grande e Paulinho da Vila [69]
1975 Marlene e Zé Carlos [70][71]
1976 Antônio Grande [72]
1977 Jorge Goulart [73]
1978 Antônio Grande, Zé Carlos e Nando [74]
1979–1983 Marcos Moran [75]
1984 Gera [76][77]
1985–1986 Gera e David Corrêa [77][78]
1987–1993 Gera [77]
1994–1999 Gera e Jorge Tropical [77][79]
2000–2003 Jorge Tropical [79]
2003 Jorge Tropical e Tinga
2004–2013 Tinga [80]
2014–2015 Gilsinho [81]
2016–presente Igor Sorriso [82]
O casal de Mestre-sala e Porta-bandeira, Phellipe Lemos e Dandara Ventapane, no desfile de 2016. Atuação que rendeu à Phelipe seu terceiro Estandarte de Ouro.
A bateria da Unidos de Vila Isabel é denominada "Swingueira de Noel". Na imagem, ritmistas da escola no desfile de 2010.[83]
Sabrina Sato é a rainha de bateria da Vila Isabel desde 2011. Na imagem, Sabrina entre os diretores de bateria, Paulinho Botelho e Wallan Amaral, no desfile de 2012.

Comissão de frente[editar | editar código-fonte]

Comissão de frente
Coreógrafo(a) Período Ref.
Éder Jô 1988 - 1993 [84][85]
Ciro Barcelos 1994 [86]
Cristhofer Sodré 1995 [87]
Gabriel Cortes 1996 - 1997 [88][89]
Oyama Queiroz de Carvalho 1998 [90]
Renata Monnier 1999 - 2000 [91][92]
Eduardo Boal 2003 [93]
Tony Tara 2004 [94]
Jaime Arôxa 2005 [95]
Roberto Lima 2006 [96]
Ana Botafogo 2007 [97]
Marcelo Misailidis 2008 - 2013 [98][99]
Alex Neoral 2014 [100]
Jaime Arôxa 2015 - 2016 [101]
Patrick Carvalho 2017 [102]
Leo Senna e Kelly Siqueira 2018 [103]

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Mestre-sala e Porta-bandeira
Casal Período Ref.
Tião Arroz e Raquel Amaral 1947 [104]
Telo e Ivone 1968 [105]
Noel Canelinha e Marly 1970 - 1974 [106][107]
Élcio PV e Isaura 1977 [108]
Bira e Lucia 1983 [109]
Peninha e Adriane 1984 - 1987 [76][110]
Carlinhos Brilhante e Mariazinha 1988 - 1991 [84][111]
Carlinhos Brilhante e Conceição 1992 [112]
Carlinhos Brilhante e Mariazinha 1993 [85]
Carlinhos Brilhante e Márcia 1994 [86]
Bira e Márcia 1995 [87]
Bira e Tuca 1996 - 2000 [88][92]
Leonardo e Carla 2001 - 2003 [113][93]
Birinha e Rute Alves 2004 [94]
Raphael Rodrigues e Rute Alves 2005 - 2007 [95][97]
Julinho Nascimento e Rute Alves 2008 - 2013 [98][99]
Marquinhos e Giovanna Justo 2014 [114]
Diego Machado e Dandara Ventapane 2015 [115]
Phellipe Lemos e Dandara Ventapane 2016 [116][117]
Raphael Rodrigues e Amanda Poblete 2017 [118]
Raphael Rodrigues e Denadir Garcia 2018

Bateria[editar | editar código-fonte]

A bateria da Unidos de Vila Isabel é denominada "Swingueira de Noel". A bateria detém três Estandartes de Ouro, conquistados nos anos de 1977, 1980 e 1988.[119][120]

Mestres[editar | editar código-fonte]

Direção de bateria Período Ref.
Mestre Osmar Mariano 1947 - 1951 [104][121]
Mestre Vlandré 1965 [122]
Mestre Ernesto 1969 - 1971 [123][124]
Mestres Moacir, Mug e Tuíca 1972 - 1974 [124][125]
Mestre Ernesto 1975 - 1978 [124][126]
Mestre Mug 1979 - 1986 [127][124]
Mestres Ernesto, Marçalzinho e Mug 1987 [110]
Mestre Mug 1988 - 2009 [84][128]
Mestre Átila 2010 - 2011 [129][130]
Paulinho Botelho 2012 - 2013 [131][99]
Mestre Wallan Amaral 2012 - 2017 [132]
Mestre Chuvisco 2018 [133]

Rainhas[editar | editar código-fonte]

Rainha de bateria Período Ref.
Janaina Ferreira 1997 [134]
Janaina Dutra 1998 [134]
Elba Ramalho 1999 [134]
Danielle Winits 2000 [134]
Adriana Bombom 2003 - 2004 [135][134]
Adriana Perett 2005 - 2007 [136][134]
Natália Guimarães 2008 - 2009 [137][138]
Gracyanne Barbosa 2010 [40][134]
Sabrina Sato 2011 - atualmente [9][134]

Direção[editar | editar código-fonte]

Carnaval[editar | editar código-fonte]

Direção de carnaval Período Ref.
Paulo Francisco Magalhães 1983 [109]
Djalma P. Victório 1984 [76]
Laíla 1986 [139]
Martinho da Vila 1988 [84]
Paulo César Cardoso 1990 [140]
Paulo Francisco Magalhães 1991 [111]
Walter Lopes de Carvalho 1995 [87]
Evandro Bocão e Paulo Francisco Magalhães 1997 - 1998 [89][90]
Jorge Antônio dos Santos 1999 [91]
Herval Rios 2000 [92]
Acir Barbosa 2001 [113]
Damázio Desidério 2002 [141]
Idelfonso Alves ("Índio") 2003 [93]
Wilson Vieira Alves ("Moisés") 2004 - 2005 [95]
Ricardo Fernandes 2006 [96]
Comissão de Carnaval

(Evandro Bocão, Carla Brito e Wilsinho)

2007 [97]
Ricardo Fernandes 2008 - 2009 [98][128]
Comissão de Carnaval

(Amauri Oliveira, Décio Bastos, Evandro Bocão e Wilsinho)

2010 [129][142]
Comissão de Carnaval

(Décio Bastos, Júnior Schall e Wilsinho)

2011 - 2014 [143][144]
Tavinho Novello 2014 - 2015 [100][145]
Júnior Schall 2017 [146]

Harmonia[editar | editar código-fonte]

Direção de harmonia Período Ref.
Laíla, Jaburu e Sobrinho 1986 [139]
Jaburu, Jorginho e Sobrinho 1987 [110]
Jaiminho Harmonia 1988 - 1998 [84][90]
Alair dos Santos, José Carlos Alves e Pery Aymoré 1999 [91]
Ednal Oliveira Rodrigues ("Naldo") 2000 - 2001 [92][113]
Jaiminho Harmonia 2002 [141]
José Carlos Alves 2003 [93]
Pery Aimoré 2004 - 2005 [94][95]
Jorge Ubiratan 2006 [96]
Décio Bastos 2007 - 2017 [97]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Carnavais da Unidos de Vila Isabel
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1947 12.º Lugar Desfile Oficial "Escrava rainha"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [147][148][104]
1948 Não desfilou Desfile Oficial "Tia Ciata, a mãe do samba"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [149][148][150]
1949 8.º Lugar UGESB "Iracema"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [151][148]
1950 4.º Lugar UGESB "Baía da Guanabara"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [152][148]
1951 Não desfilou UGESB "Trabalhadores do Brasil"
Compositor: Djalma da Silveira e Severo Gomes
Miguel Moura [148][121]
1952 15.º Lugar Grupo 2 "Fé, esperança e caridade"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [148][153][154]
1953 Não desfilou Grupo 2 "O berço do samba - África o baobá da vida" Miguel Moura [148]
1954 Não desfilou Grupo 2 "A folia de Noel"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [148][155]
1955 11.º Lugar Grupo 2 "Obras da natureza" Antônio Fernandes, Seu China e Djalma Fernandes [148]
1956 Vice-campeã Grupo 2 "Três épocas"
Compositor: Paulo Brasão
Gabriel Pena [148][156]
1957 16.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "O último baile da Ilha Fiscal"
Compositor: Paulo Brasão
Miguel Moura [148][157]
1958 5.º Lugar Grupo 2 "Riquezas do Brasil"
Compositor: Paulo Brasão
Gabriel do Nascimento [148][158]
1959 12.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2 "Homenagem à Saldanha da Gama"
Compositores: Djalma da Silveira e Paulo Brasão
Gabriel do Nascimento [148][159]
1960 Campeã Grupo 3 "Poeta dos escravos"
Compositor: Geraldo Babão
Gabriel do Nascimento [148][160]
1961 4.º Lugar Grupo 2 "A imprensa através dos tempos"
Compositor: Paulo Brasão
Gabriel do Nascimento [148][161]
1962 8.º Lugar Grupo 2 "D. João VI"
Compositor: Rodolfo de Souza</smal>
Gabriel do Nascimento [148][162]
1963 4.º Lugar Grupo 2 "Três fatos históricos"
Compositor: Paulo Brasão
Gabriel do Nascimento [148][163]
1964 3.º Lugar Grupo 2 "Exaltação à Bahia"
Compositores: Djalma da Silveira, Jarbas da Silveira e Paulo Brasão
Gabriel do Nascimento [148][164]
1965 Vice-campeã Grupo 2 "Epopéia do Teatro Municipal"
Compositores: Djalma da Silveira, Paulo Brasão e Rodolfo de Souza
Gabriel do Nascimento [148][122]
1966 4.º Lugar Grupo 1 "Três acontecimentos históricos"
Compositores: Gemeu, Simplício e Zé Branco
Gabriel do Nascimento e Dario Trindade [148][165]
1967 4.º Lugar Grupo 1 "Carnaval das ilusões"
Compositores: Martinho da Vila e Gemeu
Gabriel do Nascimento e Dario Trindade [148]
1968 8.º Lugar Grupo 1 "Quatro séculos de modas e costumes"
Compositores: Martinho da Vila e Gemeu
Augusto Gonçalves e Walter Tomé [148]
1969 5.º Lugar Grupo 1 "Yá-yá do cais dourado"
Compositores: Martinho da Vila e Rodolfo de Souza
Gabriel do Nascimento e Dario Trindade [148][166][167]
1970 5.º Lugar Grupo 1 "Glórias gaúchas"
Compositor: Martinho da Vila
Castelo Branco, José Ribamar e Iomar Soares [148][106][168]
1971 5.º Lugar Grupo 1 "Ouro mascavo"
Compositores: Jonas, Arroz e Djalma
Iomar Soares [148][169]
1972 6.º Lugar Grupo 1 "Onde o Brasil aprendeu a liberdade"
Compositor: Martinho da Vila
Djalma Victorio e Soares e Souza [148]
1973 8.º Lugar Grupo 1 "Zodíaco no samba
Compositores: Paulo Brazão e Irany S. Silva
Gabriel do Nascimento e Dario Trindade [148]
1974 10.º Lugar Grupo 1 "Aruanã-Açu"
Compositores: Paulinho da Vila, Rodolpho
Yarema Ostrog [148]
1975 6.º Lugar Grupo 1 "Quatro séculos de paixão"
Compositores: Tião Graúna e Arroz
Flávio Rangel [148]
1976 6.º Lugar Grupo 1 "Invenção de Orfeu"
Compositores: Rodolpho, Paulo Brazão e Irani
Geraldo Sobreira e Flávio Rangel [148]
1977 5.º Lugar Grupo 1 "Ai que saudade que eu tenho"
Compositores: Dida, Gemeu e Rodolpho
Arlindo Rodrigues e Luiz da Silva Ferreira [148]
1978 8.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Dique, um mar de amor"
Compositores: Jarbas, Garganta de Ferro, Boanezio e Augusto Messias
Departamento Cultural [148]
1979 Campeã Grupo 1B "Os dourados anos de Carlos Machado"
Autores: Jonas, Rodolpho, Tião Grande e Luiz Carlos
Yêdda Pinheiro, Fernando Costa e Sylvio Cunha [148]
1980 Vice-campeã Grupo 1A "Sonho de um Sonho"
Compositores: Martinho da Vila, Rodolpho e Graúna
Fernando Costa e Sylvio Cunha [148]
1981 9.º Lugar Grupo 1A "Dos jardins do Éden, à era de Aquarius"
Compositores: Jonas, Lino Roberto e Tião Grande
Sylvio Cunha [148]
1982 7.º Lugar Grupo 1A "Noel Rosa e os poetas da Vila nas batalhas do Boulevard"
Compositores: J. Albertino
Viriato Ferreira [148]
1983 9.º Lugar Grupo 1A "Os imortais"
Compositores: Rodolpho, David da Vila, Jonas e Jorge King
Fernando Costa [148]
1984 5.º Lugar Grupo 1A
(Segunda-feira)
"Para tudo se acabar na quarta-feira"
Compositores: Martinho da Vila
Fernando Costa [148]
1985 3.º Lugar Grupo 1A "Parece até que foi ontem"
Compositores: David Corrêa, Jorge Macedo e Tião Grande
Max Lopes [148][170][171][172]
1986 11.º Lugar Grupo 1A "De alegria cantei, de alegria pulei, de três em três pelo mundo rodei"
Compositores: David Corrêa, Jorge Macedo, Tião Grande
Max Lopes [148][171][172]
1987 5.º Lugar Grupo 1 "Raízes"
Compositores: Azo, Martinho da Vila e Ovídio Bessa
Max Lopes [148][110]
1988 Campeã Grupo 1 "Kizomba, a festa da raça"
Compositores: Rodolpho, Jonas e Luiz Carlos da Vila
Milton Siqueira, Paulo César Cardoso e Ilvamar Magalhães [173][174]
[175][176][11]
1989 4.º Lugar Grupo 1 "Direito é Direito"
Compositores: Jorge King, Serginho Tonelada, Fernando Partideiro, Zé Antonio e J.C. Couto
Paulo César Cardoso, Orlando Pereira e Ilvamar Magalhães [148]
1990 12.º Lugar Grupo Especial "Se esta terra, se esta terra fosse minha"
Compositores: Anninha Guedes, Antonio Grande e Vilane Silva "Bombril"
Ilvamar Magalhães [177][140]
1991 11.º Lugar Grupo Especial "Luiz Peixoto: E tome polca!"
Compositores: Adil, Celsinho, Helinho e Jorge Secretário
Ilvamar Magalhães [178][111]
1992 12.º Lugar Grupo Especial "A Vila vê o ovo e põe as claras"
Compositores: Sidney Sã, Miro Jr, Carlinhos da Vila, Claudinho do Orvalho e Arturzinho Só
Gil Ricon [179]
1993 8.º Lugar Grupo Especial "Gbala - Viagem ao templo da criação"
Compositor: Martinho da Vila
Oswaldo Jardim [148][85]
1994 9.º Lugar Grupo Especial "Muito prazer! Isabel de Bragança e Drummond Rosa da Silva, mas pode me chamar de Vila"
Compositores: André Diniz, Evandro Bocão e Vilane Silva "Bombril"
Oswaldo Jardim [180][86]
1995 6.º Lugar Grupo Especial "Cara e coroa, as duas faces da moeda"
Compositores: André Diniz e Evandro Bocão
Max Lopes [181][87]
1996 7.º Lugar Grupo Especial "A heróica cavalgada de um povo"
Compositores: Tião Grande e Cafu Ouro Preto
Max Lopes [148]
1997 9.º Lugar Grupo Especial "Não deixe o samba morrer"
Compositores: J. C. Couto.
Jorge Freitas [182]
1998 12.º Lugar Grupo Especial "Lágrimas, suor e conquistas no mundo em transformação"
Compositores: David da Vila, Sérgio Freitas e Helinho, Mascote
Jorge Freitas [183]
1999 11.º Lugar Grupo Especial "João Pessoa, onde o sol brilha mais cedo"
Compositores: Evandro Bocão, Serginho "20" e Tito
Jorge Freitas e João Luís de Moura [184]
2000 13.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo Especial "Academia indígena de letras - Eu sou índio, eu também sou imortal"
Compositores: Evandro Bocão, Serginho "20", Tito, Leonel e Ivan da Wandal
Oswaldo Jardim [185]
2001 4.º Lugar Grupo A "Estado maravilhoso cheio de encantos mil"
Compositores: Claudinho, Miguel Bedê, Jejê do Caminho e Haroldo Filho
Ricardo Pavão, Rachid, Márcia Braga, Martinho da Vila e Jorge Caribé [186]
2002 2.º Lugar Grupo A "O glorioso Nilton Santos... Sua bola, sua vida, nossa Vila..."
Compositores: Leno Dias, Leonel, Serginho 20, Si e Ivan da Wanda
João Luís de Moura [187][141]
2003 3.º Lugar Grupo A "Oscar Niemeyer, o arquiteto no recanto da princesa"
Compositores: Jorge Tropical
Jorge Freitas [188][93]
2004 Campeã Grupo A "A Vila é para ti..."
Compositores: Andre Diniz, Leonel, Prof. Newtão, Serginho 20 e Sidney Sã
João Luís de Moura [189][28][94]
2005 10.º Lugar Grupo Especial "Singrando os mares e construindo o futuro"
Compositores: Andre Diniz, Miguel Bedê, Prof. Newtão e Sidney Sã
Joãosinho Trinta e Wany Araújo [190][29][191][95]
2006 Campeã Grupo Especial "Soy loco por tí, América: A Vila canta a latinidade"
Compositores: André Diniz, Serginho 20, Carlinhos do Peixe e Carlinhos Petisco
Alexandre Louzada [192][31][12]
2007 6.º Lugar Grupo Especial "Metamorfoses: do reino natural à corte popular do carnaval - as transformações da vida"
Compositores: Andre Diniz, Carlinhos Petisco, Evandro Bocão, Prof. Wladimir e Serginho 20
Cid Carvalho [193][194]
[195][97]
2008 9.º Lugar Grupo Especial "Trabalhadores do Brasil"
Compositores: André Diniz, Bocão, Carlinhos, Dedé, Dinny, Eduardo, Miro e Pinguim
Alex de Souza [196][33][34][98]
2009 4.º Lugar Grupo Especial "Neste palco da folia, minha Vila anuncia: Theatro Municipal, a centenária maravilha"
Compositores: André Diniz, Serginho 20, Artur das Ferragens e Leonel
Alex de Souza e Paulo Barros [197][36][37][38]
2010 4.º Lugar Grupo Especial "Noel: a presença do poeta da Vila"
Compositor: Martinho da Vila
Alex de Souza [142][39]
2011 4.º Lugar Grupo Especial "Mitos e histórias entrelaçadas pelos fios de cabelo"
Compositores: Andre Diniz, Leonel, Prof. Wladimir, Arthur das Ferragens e Pinguim
Rosa Magalhães [198]
2012 3.º Lugar Grupo Especial "Você semba lá... Que eu sambo cá! O canto livre de Angola"
Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Artur das Ferragens, Evandro Bocão e Leonel
Rosa Magalhães [199]
2013 Campeã Grupo Especial "A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um"
Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila
Rosa Magalhães [13][45][200]
2014 10.º Lugar Grupo Especial "Retratos de um Brasil plural"
Compositores: Arlindo Cruz, Evandro Bocão, André Diniz, Professor Wladimir, Artur das Ferragens e Leonel
Cid Carvalho [201]
2015 11.º Lugar Grupo Especial "O maestro brasileiro está na terra de Noel... a partitura é azul e branca da nossa Vila Isabel"
Compositores: Carlinhos Petisco, Serginho 20, Machadinho, Paulinho Valença e Henrique Hoffman
Max Lopes [202]

[203][204][205]

2016 8.º Lugar Grupo Especial "Memórias do Pai Arraia - um sonho pernambucano, um legado brasileiro"
Compositores: Martinho da Vila, André Diniz, Mart'nália, Arlindo Cruz e Leonel
Alex de Souza
2017 10.º Lugar Grupo Especial "O som da cor"
Compositores: Artur das Ferragens, Gustavinho Oliveira, Danilo Garcia, Braguinha e Rafael Zimmerman
Alex de Souza [206]
2018 Grupo Especial " Corra que o Futuro vem aí" Paulo Barros e Paulo Menezes [207][208]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Títulos da Unidos de Vila Isabel
Divisão Títulos Carnavais Referências
WikiCup Trophy Gold.png Grupo 1

(Atual Grupo Especial)

3 1988, 2006 e 2013 [13]
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Grupo 2 (Atual Série A) 2 1979 e 2004 [209][210]
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Grupo 3 (Atual Série B) 1 1960 [211]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Estandarte de Ouro
Categoria Total Ano Referências
Escola 3 1987, 1988 e 2012 [212][213]
Samba-enredo (Grupo Especial) 6 1980, 1984, 1988, 1993, 1994 e 2013 [214][215]
Samba-enredo (Acesso A) 1 2003 [216]
Enredo 3 1988, 2010, 2012 [217][213]
Bateria 3 1977, 1980 e 1988 [120]
Comissão de frente 2 1989 e 2009 [218]
Porta-bandeira 4 1997, 2010, 2012, 2014 [219][213][220]
Mestre-sala 8 1992, 1997, 2007, 2009, 2010, 2011 e 2012, 2016 [221][213][222]
Passista feminino 4 1998, 2000, 2005 e 2013 [223][215]
Passista masculino 3 1983, 1994 e 1999 [224]
Personalidade 6 1978, 1980, 1998, 2000, 2009 e 2012 [225][213]
Ala 2 1995, 2010 [226]
Ala das baianas 2 1985 e 2012 [227][213]
Ala de passistas 1 2016 [222]
Ala das crianças
(Categoria extinta em 1994)
1 1988 [228]
Destaque feminino
(Categoria extinta em 1986)
3 1972, 1974 e 1981 [229]
Destaque masculino
(Categoria extinta em 1986)
1 1983 [230]
Fantasia
(Categoria extinta em 1975)
2 1972 e 1973 [231]

Outros prêmios[editar | editar código-fonte]

Outros prêmios recebidos pelo GRES Unidos de Vila Isabel.

Ano Prêmio Categoria / premiados Ref.
1940 Cidadão Samba Paulo Gomes de Aquino (Paulo Brasão) [232]
1964 Cidadão Samba Sebastião Moretson (Tião Copeba) [232]
1965 Cidadão Samba Sebastião Moretson (Tião Copeba) [232]
1977 Cidadão Samba Jaburu [232]
1988 Cidadão Samba Claudinho do Espírito Santo [232]
2001 S@mba-net Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Carlos Leonardo e Carla Cristina) [233][234]
2002 S@mba-net Conjunto alegórico [235][236]
Personalidade feminina (Píldes Pereira)
2003 S@mba-net Samba-enredo ("Oscar Niemeyer, o arquiteto no recanto da princesa" - Compositor: Jorge Tropical) [237][238]
Ala de passistas
2004 S@mba-net Melhor desfile [239][240]
Ala de baianas
Velha guarda
Troféu Jorge Lafond Comunicação com o público [241]
Ala de passistas
Personalidade (Evandro Bocão)
2005 Troféu Jorge Lafond Velha guarda [242]
Personalidade (Evandro Bocão)
2006 Troféu Apoteose Melhor escola [243]
Carnavalesco (Alexandre Louzada)
S@mba-Net Carnavalesco (Alexandre Louzada) [244][245]
Velha guarda
Plumas & Paetês Cultural Carnavalesco (Alexandre Louzada) [246]
Destaque masculino (Jorge Braz)
Destaque performático (Paulo Robert)
2007 Tamborim de Ouro Comissão de frente (Coreógrafo: Ana Botafogo) [247]
Plumas & Paetês Cultural Historiador / pesquisador (Alex Varela) [248]
2008 Tamborim de Ouro Musa da Sapucaí (Natália Guimarães) [249]
Estrela do Carnaval Carnavalesco (Alex de Souza) [250][251]
Conjunto de fantasias
Plumas & Paetês Cultural Aderecista (Delfin) [252]
2009 Tamborim de Ouro Melhor escola [253][254]
Comissão de frente (Coreógrafo: Marcelo Misailidis)
Estrela do Carnaval Comissão de frente (Coreógrafo: Marcelo Misailidis) [255][251]
Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Julinho Nascimento e Rute Alves)
Originalidade (Carro do "Bota-abaixo")
Rádio Manchete Enredo ("Neste palco da folia, minha Vila anuncia: Theatro Municipal, a centenária maravilha") [256]
Comissão de frente (Coreógrafo: Marcelo Misailidis)
S@mba-Net Ala de passistas [257][258]
Plumas & Paetês Cultural Coreógrafo (Marcelo Misailidis) [259]
Desenhista (Alex de Souza)
Diretor de carnaval (Ricardo Fernandes)
Carpinteiro (Washington Castelo)
Escultor (Flávio Policarpo)
Revelação (Daniel Rocha - Projetista 3D)
2010 Tamborim de Ouro Enredo ("Noel: a presença do poeta da Vila") [260][261][262]
Personalidade (Martinho da Vila)
Rádio Manchete Enredo ("Noel: a presença do poeta da Vila") [263]
Estrela do Carnaval Passista feminino (Georgia) [264][251]
2011 Tamborim de Ouro Ala das baianas [265][266]
Gato de Prata Porta-bandeira (Rute Alves) [267]
Mestre-sala (Julinho Nascimento)
Estrela do Carnaval Conjunto de fantasias [268][251]
S@mba-Net Destaque de luxo (Ednelson - 2.ª alegoria) [269][270]
Plumas & Paetês Cultural Aderecista (Julio Cerqueira) [271]
2012 Tamborim de Ouro Melhor escola [272][273][274]
Comissão de frente (Coreógrafo: Marcelo Misailidis)
Personalidade (Martinho da Vila)
Estrela do Carnaval Melhor desfile [275][251][274]
Comissão de frente (Coreógrafo: Marcelo Misailidis)
Tupi Carnaval Total Comissão de frente (Coreógrafo: Marcelo Misailidis) [274]
Gato de Prata Melhor escola [276]
Porta-bandeira (Rute Alves)
Mestre-sala (Julinho Nascimento)
S@mba-Net Velha guarda [277][278]
Prêmio especial (Rosa Magalhães)
Troféu Jorge Lafond Personalidade (Quitéria Chagas - musa da escola) [279]
Plumas & Paetês Cultural Escultor (Rossy Amoedo) [280]
2013 Tamborim de Ouro Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um") [281]
Personalidade (Martinho da Vila)
SRZD-Carnaval Melhor desfile [282]
Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila)
Estrela do Carnaval Melhor desfile [283][251]
Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila)
Ala das baianas
Tupi Carnaval Total Melhor escola [284]
Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila)
Carnavalesca (Rosa Magalhães)
Harmonia (Diretor: Décio Bastos)
S@mba-Net Melhor desfile [285][286]
Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila)
Intérprete (Tinga)
Gato de Prata Melhor escola [287]
Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila)
Bateria (Diretor: Mestre Wallan Amaral)
Porta-bandeira (Rute Alves)
Troféu Apoteose Melhor escola [288]
Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila)
Veja Rio Carnaval Samba-enredo ("A Vila canta o Brasil, celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um" - Compositores: André Diniz, Arlindo Cruz, Leonel, Martinho da Vila e Tunico da Vila) [289][290]
Carnavalesca (Rosa Magalhães)
Alegoria (Carro dos girassóis)
Troféu Jorge Lafond Homenagem especial (Evandro Bocão) [291]
2014 SRZD-Carnaval Bateria (Diretor: Mestre Wallan Amaral) [292]
Troféu Apoteose Porta-bandeira (Giovanna Justo) [293]
Gato de Prata Personalidade (Sabrina Sato) [294]
2016 Tamborim de Ouro Prêmio especial (Martinho da Vila e Mart'nália) [295]
S@mba-Net Enredo ("Memórias do Pai Arraia - um sonho pernambucano, um legado brasileiro") [296]
Gato de Prata Mestre-sala (Phellipe Lemos) [297][298]
Diretor de carnaval (Comissão de carnaval)
SRZD-Carnaval Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Phellipe Lemos e Dandara Ventapane) [299]
Intérprete (Igor Sorriso)
Troféu Bateria Baluarte (Mestre Mug) [300]
Machine - Bastidores do Carnaval Carioca Torcida organizada (Guerreiros da Vila) [301][302]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bastos, João (2010). Acadêmicos, unidos e tantas mais - Entendendo os desfiles e como tudo começou 1.ª ed. Rio de Janeiro: Folha Seca. ISBN 978-85-87199-17-1 
  • Bruno, Leonardo; Galdo, Rafael (2015). Cartas para Noel: Histórias da Vila Isabel 1.ª ed. Rio de Janeiro: Verso Brasil Editora. ISBN 978-85-62767-16-6 
  • Cabral, Sérgio (2011). Escolas de Samba do Rio de Janeiro 1.ª ed. São Paulo: Lazuli; Companhia Editora Nacional. ISBN 978-85-7865-039-1 
  • Diniz, André (2012). Almanaque do Samba - A história do samba, o que ouvir, o que ler, onde curtir 1.ª ed. Rio de Janeiro: Zahar. ISBN 978-85-37808-73-3 
  • Diniz, André; Cunha, Diogo (2014). Na Passarela do Samba - O Esplendor das Escolas em 30 anos de desfiles de carnaval no Sambódromo 1.ª ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra. ISBN 978-85-7734-445-1 
  • Fabato, Fábio; Farias, Julio Cesar; Simas, Luiz Antonio; Camões, Marcelo; Natal, Vinícius (2014). As Titias da Folia - O brilho maduro de escolas de samba de alta idade 1.ª ed. Rio de Janeiro: Novaterra Editora e Distribuidora LTDA. ISBN 978-85-61893-29-3 
  • Gomyde Brasil, Pérsio (2015). Da Candelária à Apoteose - Quatro décadas de paixão 3.ª ed. Rio de Janeiro: Multifoco. ISBN 978-85-7961-102-5 
  • Vila, Martinho da (1999). Kizombas, andanças e festanças 1.ª ed. Rio de Janeiro: Editora Record. ISBN 85-01-05496-8 

Referências

  1. a b c d e f «Dados Básicos». Site Galeria do Samba. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 2 de abril de 2016 
  2. a b c d «Resultados - Sambas - Histórico». Site Sambario Carnaval. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 2 de agosto de 2017 
  3. a b «Portela é escola-madrinha da Vila Isabel». Site O Dia. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  4. a b «Vila Isabel é afilhada da Portela». Site Carnavalesco. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  5. a b c d e Bruno, Leonardo; Galdo, Rafael (2015). Cartas para Noel: Histórias da Vila Isabel 1.ª ed. Rio de Janeiro: Verso Brasil Editora. pp. 31–43. ISBN 978-85-62767-16-6 
  6. a b «Vila Isabel: Luciano Ferreira renuncia; Levi Júnior assume comando da escola». SRZD. 8 de março de 2016 
  7. a b c «Dados basicos». Vila Isabel. Consultado em 2 de abril de 2016  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "Ficha_tecnica" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  8. http://www.radioarquibancada.com.br/site/paulo-barros-na-vila-isabel/
  9. a b Terra (14 de outubro de 2010). «Sabrina Sato é coroada rainha de bateria da Vila Isabel». Consultado em 21 de novembro de 2010 
  10. Samba Rio Carnaval. «Vila Isabel». Consultado em 28 de outubro de 2010 
  11. a b Academia do Samba. «Grupo 1 1988». Consultado em 31 de outubro de 2013 
  12. a b Academia do Samba. «Grupo Especial 2006». Consultado em 31 de outubro de 2013 
  13. a b c d G1 (13 de fevereiro de 2013). «Vila Isabel samba o 'caminho da roça' e é campeã do carnaval do Rio». Consultado em 13 de fevereiro de 2013 
  14. a b «Vila Isabel: de Noel a Martinho, a magia de uma escola kizombeira». Site O Globo. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2015 
  15. a b «Vila Isabel». Site Portal Geo Rio. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2017 
  16. «A Fazenda do Macaco». Site A Vila Isabel de Noel - Um Bairro Musical. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2017 
  17. «Bairros do Rio - Vila Isabel». Site da Biblioteca Nacional. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2017 
  18. «Pelas Ruas da Vila». Site oficial da Unidos de Vila Isabel. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2017 
  19. a b Fabato, Fábio; Farias, Julio Cesar; Simas, Luiz Antonio; Camões, Marcelo; Natal, Vinícius (2014). As Titias da Folia - O brilho maduro de escolas de samba de alta idade 1.ª ed. Rio de Janeiro: Novaterra Editora e Distribuidora LTDA. pp. 26–30. ISBN 978-85-61893-29-3 
  20. Vila, Martinho da (1999). Kizombas, andanças e festanças 1.ª ed. Rio de Janeiro: Editora Record. pp. 116–141. ISBN 85-01-05496-8 
  21. «Confira dez sambistas que são a cara do Rio». Portal G1. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 20 de julho de 2015 
  22. «Carnaval em Vila Isabel». Site A Vila Isabel de Noel - Um Bairro Musical. Consultado em 8 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2017 
  23. a b c d «História da Unidos de Vila Isabel». Site oficial da Unidos de Vila Isabel. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  24. «Linha do Tempo». Site oficial da Unidos de Vila Isabel. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  25. a b «Vila Isabel no Dicionário MPB». Site Dicionário MPB. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  26. a b Vila, Martinho da (1999). Kizombas, andanças e festanças 1.ª ed. Rio de Janeiro: Editora Record. pp. 181–182. ISBN 85-01-05496-8 
  27. Pavilhão: a bandeira de Vila Isabel. Rio de Janeiro: Portal G1. 3 de fevereiro de 2010. Em cena em dur. 04:07. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  28. a b Folha Online (25 de fevereiro de 2004). «Vila Isabel é a campeã do Grupo de Acesso do Carnaval do Rio». 19h25. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  29. a b UOL (7 de fevereiro de 2005). «Vila Isabel encerra o primeiro dia de desfiles no Carnaval do Rio». 07h02. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  30. UOL (27 de fevereiro de 2006). «Vila Isabel empolga ao exaltar latinidade em desfile no Rio». 6h40. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  31. a b UOL (1 de março de 2006). «Vila Isabel é campeã do Carnaval do Rio de Janeiro». 17h13. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  32. Estadão (19 de fevereiro de 2007). «Unidos de Vila Isabel encerra desfiles na Marquês de Sapucaí». 4:28. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  33. a b G1 (5 de fevereiro de 2008). «Trabalhador brasileiro invade Sapucaí no desfile da Vila Isabel». 01h56. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  34. a b G1 (5 de fevereiro de 2008). «Vila Isabel coloca seus integrantes para trabalhar na avenida». 02h32. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  35. Folha Online (5 de fevereiro de 2008). «Trabalhadores invadem desfile da Vila Isabel na Sapucaí». 2h42. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  36. a b UOL (23 de fevereiro de 2009). «Vila Isabel agrada com homenagem ao Theatro Municipal». 2h39. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  37. a b Folha (23 de fevereiro de 2009). «Com muito luxo, Vila Isabel apresenta peças de teatro e ópera na Sapucaí». 1h35. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  38. a b Estadão (5 de fevereiro de 2009). «'Desfile virou uma mesmice', diz carnavalesco da Vila Isabel». 0:26. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  39. a b «Vila Isabel relembra o poeta Noel Rosa em ano de centenário». 4h15. 6 de fevereiro de 2010. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  40. a b SRZD-Carnaval (29 de agosto de 2009). «Gracyanne Barbosa é coroada rainha de bateria da Vila Isabel para o carnaval». 4h37. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  41. O Dia (6 de maio de 2010). «MPF denuncia presidente da Vila Isabel e outros 43 investigados na Operação Alvará». Consultado em 16 de outubro de 2010 
  42. G1 (20 de fevereiro de 2012). «Vila Isabel faz tributo a Martinho e canta origens angolanas do samba». 7h09. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  43. «Angola é tema da Vila Isabel». 8:30. 20 de fevereiro de 2012. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  44. «BASF patrocina desfile da Unidos de Vila Isabel». 25 de julho de 2012. Consultado em 13 de fevereiro de 2013 
  45. a b Rodrigo Coutinho (6 de julho de 2012). «Vila faz festa para comemorar patrocínio 'saudável' de seu enredo». Terminal - Carnavalesco. Consultado em 6 de julho de 2012 
  46. Extra (14 de fevereiro de 2013). «Vila Isabel renova patrocínio e já prepara enredo também ligado ao campo para tentar o bi». Consultado em 14 de fevereiro de 2013 
  47. O Dia (26 de março de 2013). «Vila Isabel sofre debandada com as saídas de Rute, Julinho, Rosa Magalhães e Tinga». 1h21. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  48. O Globo (27 de março de 2013). «Saída de profissionais da Vila Isabel movimenta escolas do Grupo Especial». Consultado em 5 de novembro de 2013 
  49. O Dia na Folia (2 de abril de 2013). «Gilsinho é a nova voz da Vila Isabel: 'Darei o meu melhor'». 13h09. Consultado em 2 de abril de 2013 
  50. SRZD-Carnaval (1 de abril de 2013). «Ex-Tijuca, Marquinhos e Giovanna são o novo casal da Vila Isabel». 21h04. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  51. Extra (29 de março de 2013). «Cid Carvalho é o novo carnavalesco da Vila Isabel». 23:47. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  52. O Dia (12 de junho de 2013). «Cid Carvalho revela detalhes do enredo da Vila Isabel». 22:52:37. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  53. O Dia na Folia (28 de setembro de 2013). «Vila confirma saída de Paulinho e oficializa Wallan no comando da bateria». 19:29:51. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  54. Carnavalesco (13 de outubro de 2013). «Após ser tricampeã na disputa de samba na Vila, diz que parceria vai dar uma parada». 5:48. Consultado em 15 de outubro de 2013 
  55. Rodney de Figueiredo (9 de outubro de 2013). «Vila Isabel definiu a ordem das apresentações na final de samba-enredo». Consultado em 5 de novembro de 2013 
  56. Leonardo bruno (14 de novembro de 2013). «Vila terá Comissão de Carnaval em 2014; Cid Carvalho diz que escola tem dívidas». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  57. Galeria do Samba (14 de novembro de 2013). «Sem carnavalesco, enredo da Vila Isabel será desenvolvido por uma comissão de carnaval». 17:09. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  58. Carnavalesco (14 de novembro de 2013). «Vila Isabel perde carnavalesco Cid Carvalho por falta de pagamento». 10:38. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  59. Carnavalesco (7 de janeiro de 2014). «Cid Carvalho está de volta a Unidos de Vila Isabel». 15:32. Consultado em 7 de janeiro de 2014 
  60. Galeria do Samba. «Wilsinho Alves renunciará hoje ao cargo de presidente da Unidos de Vila Isabel». Consultado em 15 de abril de 2014 
  61. G1. «24/12/2015 11h26 - Atualizado em 24/12/2015 13h12 Compositor da Vila Isabel é morto a tiros na porta de casa no Rio»  Parâmetro desconhecido |acessdoata= ignorado (ajuda)
  62. Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 26 de maio de 2013 
  63. «Elizabeth Aquino renuncia ao cargo de presidente da Vila Isabel: 'Decisão de caráter irrevogável e irretratável'». Extra Online. Consultado em 12 de março de 2016 
  64. «Unidos de Vila Isabel tenta reabrir quadra fechada pela Justiça - Rio - O Dia». O Dia. Consultado em 12 de março de 2016 
  65. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :43
  66. «Abílio Martins». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  67. «1972». Galeria do Samba. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  68. «1973». Galeria do Samba. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  69. «Vila 1974». Academia do Samba. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  70. «1975». Galeria do Samba. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  71. «Marlene». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  72. «1976». Galeria do Samba. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  73. «Jorge Goulart». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  74. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :44
  75. «1979». Galeria do Samba. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  76. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1984 - Pra tudo se acabar na quarta-feira - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  77. a b c d «Gera». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  78. «David Corrêa». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  79. a b «Jorge Tropical». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  80. «Tinga». Samabrio Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  81. «Gilsinho». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  82. «Igor Sorriso». Sambario Carnaval. Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  83. «Alô, bateria! Swingueira de Noel quer integração perfeita com segmentos da Vila Isabel». Carnavalesco. Consultado em 12 de março de 2016 
  84. a b c d e «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1988 - Kizomba, festa da raça - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  85. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1993 - Gbala, viagem ao templo da criação - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  86. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1994 - Muito prazer! Isabel de Bragança e Drumond Rosa da Silva, mas pode me chamar de Vila - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  87. a b c d «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1995 - Cara ou Coroa, as Duas Faces da Moeda - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  88. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1996 - A heróica cavalgada de um povo - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  89. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1997 - Não deixe o samba morrer - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  90. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1998 - Lágrimas, suor e conquistas no mundo em transformação - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  91. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1999 - João Pessoa, onde o sol brilha mais cedo - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  92. a b c d «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2000 - Academia indígena de letras - Eu sou índio, eu também sou imortal - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  93. a b c d e «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2003 - Oscar Niemeyer, o arquiteto no Recanto da Princesa - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 2 de março de 2016 
  94. a b c d «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2004 - A Vila é para ti... - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 2 de março de 2016 
  95. a b c d e «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2005 - Singrando em mares bravios... E construindo o futuro - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 2 de março de 2016 
  96. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2006 - Soy loco por ti América: a Vila canta a latinidade - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  97. a b c d e «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2007 - Metamorfoses: Do reino natural à corte popular do carnaval - as transformações da vida - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 2 de março de 2016 
  98. a b c d «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2008 - Trabalhadores do Brasil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 2 de março de 2016 
  99. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2013 - A Vila canta o Brasil celeiro do mundo - Água no feijão que chegou mais um... - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  100. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2014 - Retratos de um Brasil plural - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  101. «Coreógrafo Jaime Arôxa renova com a Vila Isabel - O Dia na Folia - O Dia». O Dia. Consultado em 10 de março de 2016 
  102. «Patrick Carvalho é novo coreógrafo da comissão da Vila Isabel». Carnavalesco. Consultado em 10 de março de 2016 
  103. «Vila Isabel apresenta novos coreógrafos da comissão de frente - Carnavalesco». Carnavalesco. 10 de março de 2017 
  104. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1947 - De escrava a rainha - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  105. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1968 - Quatro séculos de modas e costumes - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  106. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1970 - Glórias gaúchas - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  107. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1974 - Aruana-Açu - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  108. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1977 - Ai que saudades que eu tenho - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  109. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1983 - Os imortais - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  110. a b c d «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1987 - Raízes - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  111. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1991 - Luiz Peixoto: e tome polca! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  112. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1992 - A Vila vê o ôvo e põe às claras - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  113. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2001 - Estado maravilhoso cheios de encantos mil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  114. «Ex-Tijuca, Marquinhos e Giovanna são o novo casal da Vila Isabel». SRZD - Carnaval/RJ. 1 de abril de 2013. Consultado em 1 de abril de 2013 
  115. «Após problemas com fantasias em 2014, Vila Isabel planeja desfile com rigor - Notícias - UOL Carnaval 2015». UOL Carnaval 2015. Consultado em 7 de março de 2016 
  116. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2016 - Memórias do 'Pai Arraia' - um sonho pernambucano, um legado brasileiro! - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  117. «Phelipe Lemos e Dandara Ventapane se despedem da Vila Isabel». SRZD. 5 de março de 2016 
  118. «Vila Isabel tem novo casal: Raphael Rodrigues e Amanda Poblete». Carnavalesco. Consultado em 12 de maio de 2016 
  119. «Alô, bateria! Swingueira de Noel quer integração perfeita com segmentos da Vila Isabel». Carnavalesco. Consultado em 12 de março de 2016 
  120. a b Academia do Samba. «título=Estandarte de Ouro - Melhor Bateria». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  121. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1951 - Trabalhadores do Brasil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  122. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1965 - Epopéia do Teatro Municipal - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  123. «Academia do Samba - O maior portal do Carnaval Brasileiro». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de março de 2016 
  124. a b c d «Mestre Mug: 'Nunca gostei de paradinhas'». SRZD | Sidney Rezende. Consultado em 10 de março de 2016 
  125. «Academia do Samba - O maior portal do Carnaval Brasileiro». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de março de 2016 
  126. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1978 - Dique, um mar de amor - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 10 de março de 2016 
  127. «Academia do Samba - O maior portal do Carnaval Brasileiro». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de março de 2016 
  128. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2009 - Neste palco da folia, é minha Vila que anuncia: Theatro Municipal - A centenária maravilha - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 10 de março de 2016 
  129. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2010 - Noël: a presença do». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 10 de março de 2016 
  130. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2011 - Mitos e histórias entrelaçadas pelos fios de cabelo - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 10 de março de 2016 
  131. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2012 - Você semba lá... Que eu sambo cá! O canto livre de Angola - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 10 de março de 2016 
  132. «Wallan vê evolução no quinto ano comandando a Swingueira de Noel: 'Uma bateria mais madura' | Apoteose.com». www.apoteose.com. Consultado em 10 de março de 2016 
  133. #EAÍ?, Redação. «Mestre Chuvisco assume a bateria da Vila Isabel | Sambarazzo». sambarazzo.com.br. Consultado em 8 de março de 2017 
  134. a b c d e f g h «'A Vila canta o Brasil celeiro do mundo – "Água no feijão que chegou mais um…"'». DiverCidade 
  135. «Salgueiro Apresentou Adriana Bombom Como Musa». Tudo de Samba. 11 de dezembro de 2011 
  136. Babado (1 de março de 2006). «Arriba! Adriana Perret é a Rainha campeã do carnaval pela Vila Isabel». 18:10. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  137. Terra (27 de outubro de 2007). «Miss Natália Guimarães é coroada rainha de bateria no Rio». 10h51. Consultado em 28 de outubro de 2013 
  138. «Miss Natália Guimarães samba à frente da bateria da Vila Isabel». Terra. Consultado em 4 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2008 
  139. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1986 - De alegria cantei, de alegria pulei, de três em três, pelo mundo rodei - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 11 de março de 2016 
  140. a b «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1990 - Se esta terra, se esta terra fosse minha - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  141. a b c «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2002 - O glorioso Nilton Santos... Sua bola, sua vida, nossa Vila... - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 2 de março de 2016 
  142. a b «Vila 2010». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  143. «Vila 2011». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  144. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2014 - Retratos de um Brasil plural - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 7 de março de 2016 
  145. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 2015 - O maestro brasileiro está na terra de Noel, a partitura é azul e branco, da nossa Vila Isabel - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 11 de março de 2016 
  146. «Da Vila e não tem jeito! Júnior Schall acerta retorno à Vila Isabel». sambarazzo.com.br. Consultado em 11 de março de 2016 
  147. Academia do Samba. «1947». Consultado em 28 de outubro de 2010 
  148. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar Academia do Samba. «Vila Isabel - Desfiles e Enredos». Consultado em 28 de outubro de 2013 
  149. Academia do Samba. «1948». Consultado em 2 de novembro de 2010 
  150. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1948 - Navio negreiro - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  151. Academia do Samba. «1949». Consultado em 2 de novembro de 2010 
  152. Academia do Samba. «1950». Consultado em 2 de novembro de 2010 
  153. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1952 - Homenagem a Saldanha da Gama - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  154. http://www.galeriadosamba.com.br/carnaval/1952/
  155. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1954 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  156. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1956 - Três Épocas - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  157. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1957 - O Último Baile da Ilha Fiscal - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  158. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1958 - Riquezas do Brasil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  159. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1959 - Homenagem à Saldanha da Gama - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  160. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1960 - Poeta dos Escravos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  161. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1961 - A Imprensa Através dos Tempos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  162. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1962 - Dom João VI - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  163. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1963 - Três acontecimentos históricos - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  164. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1964 - Exaltação à Bahia - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  165. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1966 - Três Épocas do Brasil - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  166. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1969 - Yayá do Cais Dourados - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  167. http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=abilio
  168. http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=abilio
  169. http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=abilio
  170. «Unidos de Vila Isabel - Carnaval de 1985 - Parece até que foi ontem - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Unidos de Vila Isabel. Consultado em 3 de março de 2016 
  171. a b http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=gera
  172. a b http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=davidcorrea
  173. Academia do Samba. «Kizomba 1988 Quem viu, viu. Quem não viu não verá jamais!». Consultado em 28 de outubro de 2013 
  174. «Vila 1988». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  175. O Dia na Folia (22 de janeiro de 2013). «Vila Isabel: 'Kizomba' completa bodas de prata e será revivido». Consultado em 28 de outubro de 2013 
  176. Louise Peres, para o VEJA Rio (19 de fevereiro de 2012). «Dez sambas-enredo inesquecíveis». Consultado em 29 de outubro de 2013 
  177. «Vila 1990». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  178. «Vila 1991». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  179. «Vila 1992». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  180. «Vila 1994». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  181. «Vila 1995». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  182. «Vila 1997». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  183. «Vila 1998». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  184. «Vila 1999». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  185. «Vila 2000». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  186. «Vila 2001». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  187. «Vila 2002». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  188. «Vila 2003». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  189. «Vila 2004». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  190. «Vila 2005». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  191. Terra. «Sem Trinta, Vila Isabel falou da navegação». Consultado em 4 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 8 de março de 2005 
  192. «Vila 2006». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  193. «Vila 2007». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  194. Terra (19 de fevereiro de 2007). «Vila Isabel busca bi e destaca transformações do planeta». Consultado em 4 de novembro de 2013 
  195. G1 (12 de janeiro de 2007). «VILA ISABEL PROMETE METAMORFOSES NAS ALEGORIAS». 17h07. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  196. «Vila 2008». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  197. «Vila 2009». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  198. «Vila 2011». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  199. «Vila 2012». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  200. «Vila 2013». Consultado em 28 de outubro de 2013  Texto "Academia do Samba" ignorado (ajuda)
  201. G1 (4 de março de 2014). «Vila Isabel tenta bi com 'Brasil plural', mas desfila com fantasias inacabadas». 01h23 
  202. O Dia na Folia (29 de março de 2013). «Gilsinho deve ser anunciado como novo intérprete da Vila, diz site». 17:09. Consultado em 29 de março de 2013 
  203. O Dia (25 de maio de 2014). «Em noite de gala, Vila apresenta nova equipe e enredo sobre Karabtchevsky». 16h47 
  204. SRZD-Carnaval (25 de maio de 2014). «Vídeo: na posse de Beta, Vila Isabel oficializa enredo para 2015». 04h31 
  205. Portal do Samba - RJ (24 de maio de 2014). «Em noite de festa vila faz anúncio de enredo. Clique e Conheça!» 
  206. Carnavalesco - RJ (9 de julho de 2016). «O som da cor é o enredo da Unidos de Vila Isabel para o Carnaval 2017» 
  207. «Paulo Barros deixa a Portela e acerta com a Vila Isabel - Carnavalesco». Carnavalesco. 6 de março de 2017 
  208. «Paulo Barros convoca, e Paulo Menezes vai assinar desfile da Vila Isabel: 'Vou dividir tudo'». http://sambarazzo.com.br/. 3 de maio de 2017. Consultado em 21 de maio de 2017 
  209. «Carnaval de 1979 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 13 de abril de 2016 
  210. «Carnaval de 2004 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 13 de abril de 2016 
  211. «Carnaval de 1960 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 13 de abril de 2016 
  212. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Escola». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  213. a b c d e f «Unidos de Vila Isabel leva o prêmio Estandarte de Ouro 2012». O Globo. Consultado em 13 de abril de 2016 
  214. Academia do Samba. «título=Estandarte de Ouro - Melhor Samba Enredo». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  215. a b G1 (28 de fevereiro de 2013). «O Globo entrega Estandarte de Ouro aos melhores do carnaval do Rio». 10h26. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  216. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Samba Enredo (Série A)». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  217. «Estandarte de Ouro - Enredo». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 13 de abril de 2016 
  218. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Comissão de Frente». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  219. Academia do Samba. «título=Estandarte de Ouro - Melhor Porta Bandeira». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  220. «Salgueiro leva o Estandarte de Ouro de melhor escola». O Globo. Consultado em 13 de abril de 2016 
  221. Academia do Samba. «título=Estandarte de Ouro - Melhor Mestre Sala». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  222. a b «Mangueira ganha o Estandarte de Ouro de melhor escola». O Globo. Consultado em 9 de fevereiro de 2016 
  223. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Passista Feminino». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  224. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Passista Masculino». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  225. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Personalidade». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  226. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Ala». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  227. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Ala de Baianas». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  228. «Estandarte de Ouro - ala das crianças». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 13 de abril de 2016 
  229. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Destaque Feminino». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  230. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Destaque Masculino». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  231. Academia do Samba. «Estandarte de Ouro - Melhor Fantasia». Consultado em 10 de novembro de 2013 
  232. a b c d e «Premiados Cidadão Samba». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  233. Academia do Samba. «S@mba-Net 2001». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  234. «Prêmio S@mba-Net - 2001». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  235. Academia do Samba. «S@mba-Net 2002». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  236. «Prêmio S@mba-Net - 2002». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  237. Academia do Samba. «S@mba-Net 2003». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  238. «Prêmio S@mba-Net - 2003». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  239. Academia do Samba. «S@mba-Net 2004». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  240. «Prêmio S@mba-Net - 2004». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  241. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  242. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de junho de 2016 
  243. «Rádio 94FM entrega domingo o Troféu Apoteose os melhores do Carnaval 2006». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 14 de abril de 2016 
  244. «S@mba-Net 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  245. «Prêmio S@mba-Net - 2006». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  246. «Plumas e Paetês 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  247. Academia do Samba. «Tamborim de Ouro 2007». Consultado em 17 de novembro de 2013 
  248. «Plumas e Paetês 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  249. Academia do Samba. «Tamborim de Ouro 2008». Consultado em 17 de novembro de 2013 
  250. Academia do Samba. «Estrela do Carnaval 2008». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  251. a b c d e f «Confira aqui todos os ganhadores do ESTRELA DO CARNAVAL de 2008 a 2014». Carnavalesco. Consultado em 13 de abril de 2016 
  252. «Plumas e Paetês 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  253. Academia do Samba. «Tamborim de Ouro 2009». Consultado em 17 de novembro de 2013 
  254. «Conheça os ganhadores do Troféu Tamborim de Ouro, do Jornal O Dia». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 13 de abril de 2016 
  255. Academia do Samba. «Estrela do Carnaval 2009». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  256. «Rádio Manchete entrega troféu aos melhores do Carnaval 2009». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 14 de abril de 2016 
  257. «S@mba-Net 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  258. «Prêmio S@mba-Net - 2009». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  259. «Plumas e Paetês 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  260. Academia do Samba. «Tamborim de Ouro 2010». Consultado em 17 de novembro de 2013 
  261. «'Tamborim de Ouro' será entregue neste sábado na Cidade do Samba». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 13 de abril de 2016 
  262. «Conheça os ganhadores do Troféu Tamborim de Ouro do Jornal O Dia». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 13 de abril de 2016 
  263. «Rádio Manchete faz festa nesta quinta-feira para entregar o Troféu Manchete aos melhores do Carnaval». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 14 de abril de 2016 
  264. Academia do Samba. «Estrela do Carnaval 2010». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  265. Academia do Samba. «Tamborim de Ouro 2011». Consultado em 17 de novembro de 2013 
  266. «Superação após incêndio também vale Tamborim». 12 de março de 2011. Consultado em 13 de abril de 2016 
  267. «Troféu Gato de Prata aos melhores do carnaval 2011 é neste sábado». Carnavalesco. Consultado em 14 de abril de 2016 
  268. Academia do Samba. «Estrela do Carnaval 2011». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  269. «S@mba-Net 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  270. «Prêmio S@mba-Net - 2011». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  271. «Plumas e Paetês 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  272. Academia do Samba. «Tamborim de Ouro 2012». Consultado em 17 de novembro de 2013 
  273. «Vila conquista o Rio e fatura o Tamborim de Ouro - O Dia». O Dia. Consultado em 13 de abril de 2016 
  274. a b c «Agora é a vez das premiações aos melhores do carnaval 2012». tititidosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  275. Academia do Samba. «Estrela do Carnaval 2012». Consultado em 14 de novembro de 2013 
  276. «Troféu Gato de Prata aos melhores do Carnaval 2012 será entregue nesta sexta-feira». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 14 de abril de 2016 
  277. «S@mba-Net 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  278. «Prêmio S@mba-Net - 2012». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  279. «Troféu Jorge Lafond 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  280. «Plumas e Paetês 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  281. «Salgueiro leva o Tamborim de Ouro - O Dia». O Dia. Consultado em 13 de abril de 2016 
  282. «Vila ganha Prêmio SRZD-Carnaval 2013 de melhor desfile no ano!». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 13 de abril de 2016 
  283. «Vila Isabel ganha ESTRELA DO CARNAVAL 2013 como Desfile do Ano do Grupo Especial». 17:17. 12 de fevereiro de 2013. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  284. «Tupi Carnaval Total 2013». carnaval.tupi.am. Consultado em 14 de abril de 2016 
  285. «S@mba-Net - 2013». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  286. «Prêmio S@mba-net divulga relação dos ganhadores da 15ª edição». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 14 de abril de 2016 
  287. «Troféu Gato de Prata: SRZD é homenageado pela cobertura do Carnaval». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 14 de abril de 2016 
  288. «Entrega do Troféu Apoteose será neste domingo». Rádio Arquibancada - O melhor do carnaval. Consultado em 14 de abril de 2016 
  289. «Premio VEJA Rio de Carnaval 2013 elege melhores da Sapucaí». Aberje. Consultado em 14 de abril de 2016 
  290. «'Veja Rio' premia hoje os grandes nomes do Carnaval». Leo Dias. Consultado em 14 de abril de 2016 
  291. «Confira os vencedores do 11º troféu Jorge Lafond – Carnaval 2013». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 14 de abril de 2016 
  292. «'Prêmio SRZD-Carnaval 2014': confira lista de todos os homenageados». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 13 de abril de 2016 
  293. «Confira os vencedores do troféu Apoteose do Samba». Carnavalesco. Consultado em 14 de abril de 2016 
  294. «5ª Festa de entrega do Troféu Gato de Prata aos melhores do Carnaval 2014 em julho ‹ Rota do Samba». www.rotadosamba.com. Consultado em 14 de abril de 2016 
  295. «Salgueiro é hexacampeã do prêmio Tamborim de Ouro - O Dia na Folia - O Dia». O Dia. Consultado em 13 de abril de 2016 
  296. «S@mba-Net - 2016». www.sambanet.com.br. Consultado em 14 de abril de 2016 
  297. «Diretora do SRZD será homenageada na 7ª edição do Troféu Gato de Prata». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 8 de junho de 2016 
  298. «7ª Edição do Troféu Gato de Prata vai homenagear os 100 anos do samba – Ziriguidum». ziriguidum.net.br. Consultado em 8 de junho de 2016 
  299. «Portela vence Prêmio SRZD-Carnaval de Melhor Escola do Grupo Especial». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 13 de abril de 2016 
  300. «Troféu Bateria 2016». www.trofeubateria.com.br. Consultado em 8 de junho de 2016 
  301. «Prêmio 'Machine Bastidores do Carnaval Carioca': SRZD fatura o de melhor cobertura». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 14 de abril de 2016 
  302. «Prêmio Machine - Bastidores do Carnaval Carioca será entregue hoje com festa na quadra da Estácio». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 14 de abril de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias

Unidos de Vila Isabel

Bateria Swingueira de Noel

Torcida Organizada Guerreiros de Vila Isabel