Independente da Praça da Bandeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Independente da Praça da Bandeira
Fundação 2 de maio de 2002 (18 anos)
Cores
Símbolo Pandeiro
Bairro Praça da Bandeira

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Independente da Praça da Bandeira é uma escola de samba de São João de Meriti, que participava dos grupos inferiores do Carnaval carioca.

A escola foi criada a partir da fusāo do Arrastāo de Sāo Joāo, uma das então duas representantes do município de São João de Meriti no desfile oficial da capital com o bloco carnavalesco Independente da Praça da Bandeira (fundado em 1975).

História[editar | editar código-fonte]

A nova agremiação manteve-se na quadra do antigo bloco, no bairro da Praça da Bandeira, sub-bairro de Vilar dos Teles. Também permaneceu com as cores do bloco. Porém a escola manteve o CNPJ da Arrastão, pois caso contrário, deveria passar por um desfile de avaliação, sem subvenção oficial, e sem competir, para poder se filiar à AESCRJ. Há dúvidas se a nova escola não seria tão somente a continuação do antigo bloco, porém com novo CNPJ, ou se teria havido realmente uma fusão para criação de nova escola. O fato é que há divergência quanto à real data de fundação da escola, que para uns seria 1976[1], para outros, 2002[2][3].

A nova escola venceu os grupos E, D e C (respectivamente, sexta, quinta e quarta divisões), consecutivamente, até chegar ao Grupo de acesso B, onde estreou em 2005. No ano de 2007, a escola revelou o intérprete Leléu. Em 2008, ainda com Leléu como intérprete, terminou na 6ª colocação - seu melhor resultado no Grupo B - ao apresentar um enredo sobre o circo. Nesse ano, pouco antes do Carnaval, o jornal Extra fez uma reportagem com o então presidente da escola, Francisco Pereira Melo, o Dom Chico, que por sua semelhança com Antônio Fagundes e seu apontado espírito de liderança, foi apontado como "Juvenal Antena da Baixada". Juvenal Antena era o nome de um famoso personagem da novela das oito da vez, Duas Caras, que era líder comunitário e presidente de uma fictícia escola de samba em ascensão.[4] Dom Chico seria substituído na presidência por Manuel Honorato[5].

Em 2009, com Ricardo Netto, que junto com Ricardo Paulino, continuou como carnavalesco. Nesse ano, abordou como tema de seu desfile a história e a cultura do Rio de Janeiro, obtendo a 11ª colocação, com 236 pontos, estando entre as três rebaixadas.

Após isso, em junho desse mesmo ano, trocou seu nome para Independente de São João de Meriti.[6]

Em 2010 a escola apresentou na Intendente Magalhães o enredo Da chibata à gravata, São João canta a africanidade, de autoria do carnavalesco Róbson Goulart. Nesse ano, a escola contou com uma policial militar como rainha de bateria, Júlia Liers.[7][8] O enredo abordou as conquista sociais dos negros, citando a então recente eleição de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos. Foi campeã, sendo promovida aos desfiles da Marquês de Sapucaí.

Em 2011, sob a presidência de Jorge Florêncio, desenvolveu um enredo que abordava as favelas[9], mantendo a mesma equipe do carnaval anterior, à exceção de Marcelo Lannes, que se desligou.[10] Em seu desfile, homenageou Ivo Meirelles, presidente da Mangueira, e as UPPs.[11] Foi novamente rebaixada. Logo após o Carnaval, a agremiação entregou um pedido de licenciamento à AESCRJ, devido a problemas administrativos internos, ficou de fora do carnaval 2012, e sendo automaticamente rebaixada de novo. Especulou-se sobre a sua volta, porém em 2011, foi anunciada a sua saída do Carnaval carioca. Em seu lugar, entraria a tradicional Unidos de Bangu, que estava há 15 anos inativa.[12]

No ano de 2012, retorna desfilando em São João de Meriti, como bloco carnavalesco.[13][14] Muitos de seus integrantes, entre os quais o ex-presidente Dom Chico, preferiram então fundar a Alegria do Vilar.

A agremiação retornou ao Carnaval Carioca em 2018, apresentando novamente um enredo de temática afro, classificando-se entre as três colocadas na Série E, e consequentemente subindo para a Série D. Após o carnaval desse ano a escola passou a ter Fernando José, antigo diretor, como seu novo presidente.[15] Para 2019, o tema de seu desfile foi a história de São João de Meriti, com samba-enredo assinado pela dupla de intérpretes, Diego Chocolate e Charles Silva.[16]

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Período Presidente Ref.
2003-2005 Hélio Ricardo Leite Porto "Hélio Porto" [17]
2006-2009 Francisco Pereira de Melo "Dom Chico" [17]
2009-2011 Manuel Honorato [17]
2011 - ? Jorge Florêncio [9]
? - 2018 Manuel Honorato
setembro de 2018-atualmente Fernando José [15]

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Período Intérprete oficial Referência
2002-2003 Tico do Gato [18]
2004-2005 Tico do Gato e Silas Leleu [18][19]
2006 Silas Leleu e Naninho Alves [19][20]
2007-2008 Silas Leleu [19][21][22]
2009-2011 Diego Chocolate [23]
2018 Pingo Sargento, Diego Chocolate e Charles Silva [23]
2019 Diego Chocolate e Charles Silva [23]
2020 Diego Chocolate [24]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref
2018-2019 Simão Harmonia Sensação Simão Harmonia Sensação Josué Lourenço e Broa
2020-atualmente Antônio Simão “Simão Harmonia Sensação” Antônio Simão “Simão Harmonia Sensação” Jéferson “Broa” [24]

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Período Nome Ref.
2008 Sandro da Silva Avelar "Sandro Sorriso" e Priscilla Costa
2009 Douglas Valle e Priscilla Costa
2018 Andrey e Jéssica Barreto
2019-2020 Wellington Júnior e Carol Gurjão [24]

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref
2018-atualmente Comissão de Carnaval
2020 Wellington SJ Beija-Flor [24]

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Madrinha Ref.
2007 Cecília Débora Vianna
2008 Dany Carnuty[nota 1] Débora Vianna [25][26]
2009 Joana Dark Nanny Kammura
2010 - 2011 Júlia Liers [7][8]
2018 Andressa Pandeiro
2019- Juliana Terremoto -
2020 - Juliana Amaral “Juju Terremoto” [24]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Independente da Praça da Bandeira
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalescos Ref.
2002 Campeã Grupo E
(sexta divisão)
No Movimento das Águas, Sou Fonte de Vida e Luta Em Defesa da Preservação
Compositores:Joilson, Chiquinho, Meu querido e Edison Gato
Soler Vianna, Marcos Paulo, Valter Guilherme e Adilson Corrêa [27]
2003 Campeã Grupo D
(quinta divisão)
Biodiversidade Com Justiça Ambiental: O Ouro Verde Voltará a Brilhar Soler Vianna, Marcos Paulo, Valter Guilherme e Adilson Corrêa [28]
2004 Campeã Grupo C
(quarta divisão)
Osvaldo Cruz, o médico do Brasil no palácio da saúde
Compositores: Nino do Cabuis, Marcelo Marrom, Adalto Adm e Paulo Lopitas
Soler Vianna [29]
2005 9º lugar Grupo B
(terceira divisão)
Josué de Castro – O descobridor da fome no Brasil
Compositores: Dil da Baixada, Jurandir JB, Gil Valente e Toinsinho do Vilar
Amarildo de Mello, Hélio Ricardo Porto, Ricardo Paulino e Róbson Rony [30]
2006 9º lugar Grupo B
(terceira divisão)
O sertão vai virar mar, o Velho Chico quem vem avisar
Compositores: Marcelinho, Alex, Lula, Alexandre, Jorge Macholão e Anacleto
Hélio Porto, Ricardo Paulino e Róbson Rony [20]
2007 12º lugar Grupo B
(terceira divisão)
Ecoa um grito de liberdade nos quilombos da Baixada
Marcos Machado, China do Vale, Gilson Novaes, JB, Toinzinho, Chiquinho do Bar, Joãozinho do Vilar, Renê Siqueira, Everton Já É e Samuka
Ricardo Pinheiro, Róbson Rony e Cássio Carvalho [21]
2008 6º lugar Grupo B
(terceira divisão)
Viagem fantástica ao mundo do circo: seja de lona ou social
Compositores:Renê Siqueira, Samuka e Tarzan
Ricardo Paulino e Humberto Abrantes [22]
2009 11º lugar RJ-1
(terceira divisão)
Redescobrindo a História e a Cultura do Rio de Janeiro
Compositores:Jurandi JB, Chiquinho do Bar, Carlinho do Cavaco e Dedelio do Samba
Ricardo Paulino e Ricardo Netto [31]
2010 Campeã RJ-2
(quarta divisão)
Da chibata à gravata, São João canta a africanidade
Compositores:Jurandi JB, Chiquinho do Bar, Ricardo e Dedélio do Samba
Róbson Goulart
2011 11ºlugar B
(terceira divisão)
Refavela
Compositores: Chiquinho do Bar, JB, Dedelho do Samba e Manelão
Róbson Goulart
Não desfilou de 2012 até 2017 [32]
2018 3º lugar Série E
(sexta divisão)
Heranças da Mãe África Ricardo Paulino e Walter Guilherme [33]
2019 7º Lugar Série D
(quinta divisão)
Linear histórico na Africanidade Meritiense
Compositores: Diego Chocolate e Charles Silva
Ricardo Paulino e Walter Guilherme [34][16].
2020 4° Lugar Acesso da Intendente
(quarta divisão)
Encantos da Fé
Compositores:Diego Chocolate e Charles Silva
Ricardo Paulino e Walter Guilherme [35][24]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmios recebidos pelo GRES Independente da Praça da Bandeira.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
2004 Troféu Jorge Lafond Comissão de frente Grupo C [36]
2005 Troféu Jorge Lafond Mestre-sala (Alexandre) Grupo B [37]
2006 S@mba-Net Samba-enredo

("O sertão vai virar mar, o Velho Chico quem vem avisar" - Compositores: Marcelinho, Alex, Lula, Alexandre, Jorge Macholão e Anacleto)

Grupo B [38]
Ala das crianças
Troféu Jorge Lafond Ala de passistas [39]
2007 S@mba-Net Samba-enredo

("Ecoa um grito de liberdade nos quilombos da Baixada" - Compositores: Marcos Machado, China do Vale, Gilson Novaes, JB, Toinzinho, Chiquinho do Bar, Joãozinho do Vilar, Renê Siqueira, Everton Já É e Samuka)

Grupo B [40]
Ala das baianas
Troféu Jorge Lafond Intérprete (Leléu) [41]
2008 S@mba-Net Intérprete (Leléu) Grupo B [42]
Prêmio especial (Ala de casais mirins de Mestre-sala e Porta-Bandeira)
Troféu Jorge Lafond Ala de passistas [43]
2010 Gato de Prata Melhor escola Grupo RJ-2 [44]
Troféu Jorge Lafond Campeã do Grupo RJ-2 Grupo RJ-2 [45]


Referências

  1. Rodrigo Coutinho, para SRZD (1 de março de 2011). «Grupo B: Independente de São João de Meriti exalta a favela na Sapucaí». Consultado em 28 de maio de 2013 
  2. Deputados ZAQUEU TEIXEIRA, André Ceciliano, Coronel Jairo, Dionísio Lins, Rosangela Gomes, Claise Maria Zito, Felipe Peixoto, Gerson Bergher, Graça Matos, Gustavo Tutuca, Inês Pandeló, Miguel Jeovani, Paulo Ramos, Roberto Henriques, Robson Leite, Samuel Malafaia, Thiago Pampolha, Wagner Montes (6 de setembro de 2012). «JUSTIFICATIVA». Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ). p. 3. Consultado em 28 de maio de 2013 
  3. Comunidades.net. «Ficha técnica». Consultado em 28 de maio de 2013 
  4. Extra (5 de fevereiro de 2008). «Juvenal da Baixada». Consultado em 28 de maio de 2013 
  5. [1]
  6. «Nova escola de samba em São João de Meriti». O Dia na Folia. Consultado em 4 de novembro de 2013. Arquivado do original em 28 de julho de 2009  Nota: Apesar de a fonte falar em fusão com a Unidos do Coqueiro, isso foi baseado numa fonte equivocada que levou o jornalista a erro. Nunca houve fusão de fato entre essas duas escolas, tanto que a data de fundação da Independente de SJM/Praça da Bandeira sempre foi a mesma. O site Academia do Samba, por exemplo, cita, na lista de presidentes da Praça da Bandeira os nomes de Dom Chico - com final de mandato em 2010 - e Manoel Honorato - 2011 - portanto após à mudança de nome, o que mostra que não houve a criação de nova escola.
  7. a b «Tenente da PM recebe convite para ser rainha de bateria». Consultado em 27 de janeiro de 2010 
  8. a b «Atêlie da Independente para durante visita de tenente da PM». Consultado em 28 de janeiro de 2010 
  9. a b Rodrigo Coutinho, para o SRZD-Carnaval (8 de março de 2011). «Debaixo de chuva, Independente de São de Meriti sofre na Avenida». 23h07. Consultado em 15 de agosto de 2012 [ligação inativa]
  10. O Batuque.com (1 de novembro de 2010). «Sem receber, Marcelo Lannes se desliga da Independente de São João de Meriti». Consultado em 2 de novembro de 2010 [ligação inativa]
  11. http://extra.globo.com/tv-e-lazer/roda-de-samba/ritmistas-da-independente-de-sao-joao-de-meriti-vao-se-fantasiar-de-ivo-meirelles-1054792.html
  12. O Dia na Folia. «Depois de 15 anos inativa, Unidos de Bangu voltará a desfilar». Consultado em 8 de novembro de 2012. Arquivado do original em 18 de março de 2017 
  13. «Mais de mil pessoas são esperadas para bloco em Meriti amanhã, dia 17». Casa da Cultura. 17 de fevereiro de 2012. Consultado em 9 de março de 2012 
  14. «Abertura do Carnaval com bailes, passarela de desfiles de blocos e folia por toda a cidade». Prefeitura de São João de Meriti. 17 de fevereiro de 2012. Consultado em 9 de março de 2012 
  15. a b Feras do carnaval (14 de setembro de 2018). «Independente da Praça Da Bandeira apresenta diretoria para o carnaval 2019». Consultado em 15 de outubro de 2018 
  16. a b Samba na Intendente (8 de outubro de 2018). «Conheça o samba-enredo da Independente da Praça da Bandeira 2019». Consultado em 15 de outubro de 2018 
  17. a b c Acadêmia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira - Diretoria». Consultado em 28 de maio de 2013 
  18. a b Sambario. «Tico do Gato». Consultado em 15 de outubro de 2018 
  19. a b c Sambario. «Leléu». Consultado em 15 de outubro de 2018 
  20. a b Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2006». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  21. a b Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2007». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  22. a b Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2008». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  23. a b c Sambario. «Diego Chocolate». Consultado em 15 de outubro de 2018 
  24. a b c d e f «Independente da Praça da Bandeira / Carnaval 2020 / Acesso». Samba na Intendente. 10 de janeiro de 2020. Consultado em 22 de maio de 2020. Cópia arquivada em 22 de maio de 2020 
  25. Galeria do Samba (17 de janeiro de 2008). «Independente da Praça da Bandeira tem nova rainha de bateria». 10:02. Consultado em 7 de novembro de 2013 
  26. Esquina do Samba (23 de janeiro de 2008). «COROAÇÃO DE DANNY CARNUTY». 16:03. Consultado em 7 de novembro de 2013 
  27. Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2002». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  28. Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2003». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  29. Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2004». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  30. Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2005». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  31. Academia do Samba. «Independente da Praça da Bandeira 2009». Consultado em 7 de novembro de 2013 
  32. «Carnavais da Independente da Praça da Bandeira». Galeria do Samba. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  33. «Independente da Praça da Bandeira». Apoteose.com. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  34. «Independente da Praça da Bandeira 2019». Apoteose.com. Consultado em 15 de outubro de 2018 
  35. «Praça da Bandeira 2020». Galeria do Samba. Consultado em 13 de fevereiro de 2020 
  36. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de junho de 2016 
  37. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  38. «Premiação S@mba-Net 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  39. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  40. «Premiação S@mba-Net 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  41. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  42. «Premiação S@mba-Net 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  43. «Troféu Jorge Lafond 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 24 de junho de 2016 
  44. «SRZD-Carnavalesco ganha mais um prêmio de melhor cobertura de carnaval». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 7 de junho de 2016 
  45. «Troféu Jorge Lafond 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 

Notas

  1. Devido a problemas médicos, Nanny Kammura abdicou-se do posto de rainha de bateria.