Resultados do Carnaval do Rio de Janeiro em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nesta página estão listados os resultados dos concursos de escolas de samba e de blocos de enredo do carnaval do Rio de Janeiro do ano de 2010. Os desfiles foram realizados entre os dias 13 e 20 de fevereiro de 2010.

Unidos da Tijuca conquistou seu segundo título de campeã, quebrando o longo jejum de 74 anos sem vitórias na elite do carnaval. O primeiro campeonato da escola foi conquistado em 1936, na primeira década dos desfiles.[1][2] Em 2010, a escola apresentou o enredo "É Segredo!", desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros, que conquistou seu primeiro título no carnaval.[3] Um dos destaques do desfile foi a comissão de frente, onde componentes trocavam de roupa em poucos segundos através de um truque de ilusionismo.[4]

Grande Rio conquistou o vice-campeonato com uma homenagem aos desfiles e as personalidades que marcaram a história do Sambódromo. Após vinte carnavais consecutivos no Grupo Especial, a Unidos do Viradouro foi rebaixada para a segunda divisão.[5] São Clemente foi a campeã do Grupo A com um irreverente desfile sobre os rumos do carnaval, traçando um paralelo com a Operação Choque de Ordem, promovida pela Prefeitura do Rio de Janeiro. O enredo "Choque de Ordem na Folia" foi assinado pelo carnavalesco Mauro Quintaes.[6][7]

Alegria da Zona Sul venceu o Grupo RJ-1; Independente de São João de Meriti conquistou o Grupo RJ-2; Em Cima da Hora ganhou o Grupo RJ-3. Leão de Nova Iguaçu foi o campeão do Grupo RJ-4 com um desfile em homenagem ao cantor Neguinho da Beija-Flor.[8] Entre os blocos de enredo, Boca de Siri venceu o Grupo 1; Magnatas de Engenheiro Pedreira conquistou o Grupo 2; e Unidos do Alto da Boa Vista foi o campeão do Grupo 3.[9]

Escolas de samba[editar | editar código-fonte]

Grupo Especial[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo Especial foi organizado pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIESA) e realizado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, a partir das 21 horas dos dias 14 e 15 de fevereiro de 2010.[10][11]

Ordem dos desfiles

A ordem dos desfiles foi definida através de sorteio realizado no dia 30 de junho de 2009 na Cidade do Samba. Para equilibrar as forças, as escolas foram divididas em pares, sendo que, dentro dos pares, cada escola desfilaria em uma noite diferente. Os pares formados foram: Beija-Flor e Mangueira; Portela e Salgueiro; Imperatriz Leopoldinense e Grande Rio; Viradouro e Porto da Pedra; Vila Isabel e Unidos da Tijuca.[12]

Primeiro foi sorteada a noite de desfile de cada escola; depois foi sorteada a ordem de apresentação de cada noite. Após o sorteio foi permitido que as escolas negociassem a troca de posições dentro de cada noite. Apenas Vila Isabel e Porto da Pedra trocaram de posições. A Liga pré-definiu que Beija-Flor e Mangueira encerrariam as duas noites. O sorteio definiu qual dia cada uma desfilaria. Duas escolas tinham posições definidas e não participaram do sorteio: Campeã do Grupo A (segunda divisão) do ano anterior, a União da Ilha do Governador ficou responsável por abrir a primeira noite; penúltima colocada do Grupo Especial no ano anterior, a Mocidade Independente de Padre Miguel ficou responsável por abrir a segunda noite.[13][14]

Domingo (14/02/2010) Segunda-feira (15/02/2010)
  1. União da Ilha do Governador
  2. Imperatriz Leopoldinense
  3. Unidos da Tijuca
  4. Unidos do Viradouro
  5. Acadêmicos do Salgueiro
  6. Beija-Flor
  1. Mocidade Independente de Padre Miguel
  2. Unidos do Porto da Pedra
  3. Portela
  4. Acadêmicos do Grande Rio
  5. Unidos de Vila Isabel
  6. Estação Primeira de Mangueira

Quesitos e julgadores

O número de julgadores passou de quarenta para cinquenta. Cada quesito teve cinco julgadores ante quatro dos anos anteriores. Foram mantidos os dez quesitos de avaliação dos anos anteriores.[11][15][16]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4 Julgador 5
Bateria Jésus Figueiredo Cláudio Luiz Matheus Willian Luna Jr. Sérgio Naidin Leandro Osíris
Samba-Enredo Alice Serrano Eri Galvão Marta Macedo Marcelo Rodrigues Alexandre Augusto Ribeiro Wanderley
Harmonia Léo Ortiz Leandro Luís Vieira Oliveira Nilton Rodrigues Célia Souto Sidnei Martins Dantas
Conjunto Edileuza Batista de Aleluia Wilson Martinez Daisy Guimarães Gustavo Pazos Quintans Sulamita Trzcina
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Áurea Härmmerli Beatriz Badejo Luiz Carlos Correa Tito Canha Ilclemar Nunes
Fantasias Marcelo Marques Sueli Stambovsky Drika Lucena Regina Oliva Paulo Paradela
Evolução Carlos Pousa Sonia Gallo Salete Lisboa Paulo Melgaço Luiz Eduardo Resende
Alegorias e Adereços Bruno Chateaubriand Carlos Alberto de Araújo Marques Walber Ângelo de Freitas Emil Ferreira Helenise Guimarães
Comissão de Frente Paulo César Morato Cacá Mourthé Fabiana Valor Rafaela Riveiro Ribeiro Rafael David
Enredo Johnny Soares Mariza Maline Pérsio Gomyde Brasil Flávio Freire Xavier Elizeu de Miranda Corrêa

Notas[editar | editar código-fonte]

A apuração do resultado foi realizada na tarde da quarta-feira de cinzas, dia 17 de fevereiro de 2010, na Praça da Apoteose.[3] A LIESA promoveu mudanças no julgamento: A maior e a menor nota de cada escola, em cada quesito, foram descartadas; e a nota mínima passou de sete para oito.[16] Foi mantido o fracionamento em décimos. A ordem de leitura dos quesitos foi definida em sorteio horas antes do início da apuração.[15][17]

Legenda:      Campeã      Rebaixada  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4  J5  Julgador 5
Escolas
(por ordem de desfile)
Total
Bateria Samba-Enredo Harmonia Conjunto Mestre-Sala e Porta-Bandeira Fantasias Evolução Alegorias e Adereços Comissão de Frente Enredo
Domingo J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5
U. da Ilha 9,7 9,8 10 9,8 10 10 9,9 9,8 10 9,9 9,8 9,9 10 9,7 9,8 10 9,7 9,7 9,7 9,8 9,8 9,7 9,9 9,7 9,8 9,6 10 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,5 9,7 9,7 9,8 9,6 9,6 9,7 9,7 9,7 9,7 9,5 9,7 9,7 9,7 9,8 9,9 9,9 9,8 293,8
Imperatriz 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 9,7 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,8 9,8 9,9 9,7 9,9 10 9,7 9,8 9,8 9,9 9,5 9,7 9,6 9,8 9,8 9,8 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,8 9,8 9,7 295,8
Tijuca 9,9 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 299,9
Viradouro 9,2 9,9 9,5 9,8 9,6 9,7 9,9 10 9,7 9,7 9,5 9,9 9,9 9,8 9,8 9,8 9,6 9,7 9,6 9,7 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 9,6 9,5 9,7 9,9 9,5 9,7 9,7 9,3 9,7 9,6 9,6 9,4 9,5 9,4 9 9,8 9,8 9,5 9,8 9,8 9,5 9,6 9,6 9,7 9,8 290,5
Salgueiro 9,8 10 9,7 10 9,7 9,9 10 9,8 10 9,7 10 10 10 10 10 10 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 9,8 9,8 297,9
Beija-Flor 9,8 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,8 10 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 10 10 299,2
Segunda J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 J1 J2 J3 J4 J5 Total
Mocidade 9,9 9,9 9,8 9,9 9,7 9,9 10 9,7 9,7 9,8 10 9,8 10 10 10 10 9,9 10 10 9,8 9,9 9,9 10 10 9,9 9,7 9,7 10 10 9,7 10 9,8 10 10 9,8 9,7 9,5 9,6 9,8 9,7 9,8 10 10 9,9 9,7 9,8 9,7 9,7 10 10 296,1
Porto da Pedra 9,9 10 10 10 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,6 9,9 9,8 9,9 9,6 10 9,9 9,9 9,7 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 9,6 9,6 9,9 9,7 9,7 10 9,9 9,5 9,6 9,7 9,8 9,5 9,6 9,7 9,8 9,8 9,7 9,5 9,9 9,8 10 9,7 10 9,7 9,6 294
Portela 9,8 10 9,8 9,9 9,8 9,8 10 9,7 9,8 9,8 10 10 10 9,9 10 10 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 9,7 10 9,8 9,8 9,4 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,7 9,6 9,8 9,6 9 9,7 10 9,7 9,9 9,9 9,7 9,9 9,6 9,8 9,7 295,2
Grande Rio 9,9 10 10 9,9 10 9,8 10 10 10 9,6 9,9 10 10 10 9,8 10 10 10 10 10 10 9,8 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 299,4
Vila Isabel 10 10 9,4 10 9,7 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 9,8 10 10 9,7 10 9,9 10 9,8 9,9 10 10 10 9,9 9,5 9,9 9,6 9,9 9,8 10 9,9 10 9,8 10 10 9,9 9,8 9,8 298,1
Mangueira 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,8 10 9,8 10 10 10 9,8 9,8 9,9 9,6 9,8 10 9,8 9,9 10 9,9 10 9,9 9,8 9,8 9,5 9,8 9,7 10 9,9 9,9 10 10 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 297,6

Classificação[editar | editar código-fonte]

A Unidos da Tijuca conquistou seu segundo título de campeã, quebrando o longo jejum de 74 anos sem vencer na elite do carnaval.[1] O primeiro campeonato da escola foi conquistado em 1936, na primeira década dos desfiles.[2] Terceira escola da primeira noite, a Tijuca apresentou o enredo "É Segredo!", desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros, que conquistou seu primeiro título na elite do carnaval.[18] O enredo, sobre mistérios da humanidade, foi sugerido por um adolescente em uma rede social.[3] Um dos destaques do desfile foi a comissão de frente, onde integrantes trocavam de roupa em segundos, através de truques de ilusionismo.[4][19] A escola foi saudada pelo público com gritos de "é campeã".[20] No ano anterior, a Tijuca conquistou apenas o nono lugar do Grupo Especial.[21]

Acadêmicos do Grande Rio ficou com o vice-campeonato por cinco décimos de diferença para a campeã. A escola homenageou desfiles e personalidades marcantes da história do Sambódromo.[22][23] Beija-Flor foi a terceira colocada com um desfile em homenagem aos cinquenta anos de Brasília, completados em 2010.[24][25] Quarta colocada, a Unidos de Vila Isabel homenageou o centenário do nascimento do cantor e compositor Noel Rosa com samba-enredo de Martinho da Vila.[26][27] Campeão do ano anterior, o Salgueiro conquistou o quinto lugar contando a história dos livros.[28][29] Estação Primeira de Mangueira conquistou a última vaga do Desfile das Campeãs com um desfile sobre a música brasileira.[30][31]

Mocidade Independente de Padre Miguel foi a sétima colocada com um desfile sobre os paraísos idealizados pelo Homem.[32][33] Oitava colocada, a Imperatriz Leopoldinense exaltou o sincretismo religioso no Brasil.[34][35] Portela se classificou em nono lugar com um desfile sobre informática, tecnologias e a inclusão digital.[36][37] A décima colocação ficou com a Unidos do Porto da Pedra, que fez um desfile sobre roupas.[38][39] Recém promovida ao Grupo Especial, após vencer o Grupo A em 2009, a União da Ilha do Governador conseguiu se manter na primeira divisão. Penúltima colocada, a escola fez um desfile sobre Dom Quixote de La Mancha e os sonhos impossíveis, incluindo o sonho da escola de permanecer na elite do carnaval.[40] O desfile foi assinado pela carnavalesca Rosa Magalhães, que deixou a Imperatriz após 17 anos.[41] A Unidos do Viradouro foi rebaixada para a segunda divisão após vinte carnavais consecutivos no Grupo Especial.[5][42] Enfrentando problemas políticos e financeiros, a escola ficou classificada em último lugar com um desfile sobre o México.[43][44]

Legenda:      Desfile das Campeãs      Rebaixada para o Grupo A
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Unidos da Tijuca É Segredo! Paulo Barros 299,9
2 Acadêmicos do Grande Rio Das Arquibancadas ao Camarote N.º 1. Um "Grande Rio" de Emoção na Apoteose do Seu Coração! Cahê Rodrigues 299,4
3 Beija-Flor Brilhante ao Sol do Novo Mundo, Brasília: do Sonho à Realidade, a Capital da Esperança Alexandre Louzada, Fran Sérgio, Laíla e Ubiratan Silva 299,2
4 Unidos de Vila Isabel Noel: A Presença do Poeta da Vila Alex de Souza 298,1
5 Acadêmicos do Salgueiro Histórias Sem Fim Renato Lage 297,9
6 Estação Primeira de Mangueira Mangueira É Música do Brasil Jaime Cezário e Jorge Caribé 297,6
7 Mocidade Independente de Padre Miguel Do Paraíso de Deus ao Paraíso da Loucura, Cada Um Sabe o que Procura Cid Carvalho 296,1
8 Imperatriz Leopoldinense Brasil de Todos os Deuses Max Lopes 295,8
9 Portela Derrubando Fronteiras, Conquistando a Liberdade... Rio de Paz, em Estado de Graça! Alex de Oliveira e Amauri Santos 295,2
10 Unidos do Porto da Pedra Com que Roupa... Eu Vou? Pro Samba que Você Me Convidou Paulo Menezes 294
11 União da Ilha do Governador Dom Quixote de La Mancha, o Cavaleiro dos Sonhos Impossíveis Rosa Magalhães 293,8
12 Unidos do Viradouro México, o Paraíso das Cores, Sob o Signo do Sol Edson Pereira e Junior Schall 290,5

Grupo A[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo A (segunda divisão) foi organizado pela Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso e realizado a partir das 19 horas do sábado, dia 13 de fevereiro de 2010, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí.[10][45]

Ordem dos desfiles
  1. Unidos de Padre Miguel
  2. Império Serrano
  3. Império da Tijuca
  4. Paraíso do Tuiuti
  5. Inocentes de Belford Roxo
  6. Renascer de Jacarepaguá
  7. Caprichosos de Pilares
  8. São Clemente
  9. Acadêmicos de Santa Cruz
  10. Acadêmicos da Rocinha
  11. Estácio de Sá
  12. Acadêmicos do Cubango

Quesitos e julgadores

A LESGA voltou a escolher e coordenar os julgadores. Nos anos anteriores, a atribuição ficou à cargo da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro. A quantidade de quesitos avaliados subiu para nove, ante oito dos anos anteriores. Harmonia voltou a ser um quesito solo, enquanto Conjunto e Evolução formaram um novo quesito. Foi mantida a mesma quantidade de julgadores dos anos anteriores (quatro por quesito).[46]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4 Suplentes
Alegorias e Adereços Luiz Regaço Mônica Gomes Mauro Theodoro Riec Barcelos João Marcelo dos Santos
Samba-Enredo Fábio Maurício do Carmo Leandro Teixeira Edson Jorge Teles Eduardo Cirino da Silva Uéliton de Araújo
Conjunto e Evolução Michel Mattos Alex Lourinho Miguel de Santa Brígida Renato Abreu Roberto Peixoto
Enredo Agostinho Bandeira Nilton Santos José Ricardo da Silva Otair Fernandes Maurício Menezes
Comissão de Frente Lindomar Araújo Luiz Antonio dos Santos Karine de Souza Lílian Barbato Rafael de Oliveira
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Michelle Linhares Marcelo Pacheco Paulo de Souza Cunha Ricardo Lourenço Ronald Carvalho
Fantasias Isabela Teles Marcelo Pinto Anderson Ferreira Flávia Cristina Viana Thiago Cunha
Harmonia Mauro Leão Eduardo de Oliveira Fernando Bicudo Everaldo Benevides Alexandre Paiva
Bateria Célio Cesar Alves Raul Magalhães Sidnei Paula Silva Chico Donadoni Kátia Maria de Souza

Notas[editar | editar código-fonte]

A apuração do resultado foi realizada na terça-feira, dia 16 de fevereiro de 2010, no Terreirão do Samba. De acordo com o regulamento do ano, as notas variam de oito a dez, podendo ser fracionadas em décimos. A menor nota de cada escola, em cada quesito, foi descartada. O desempate entre agremiações que obtiveram a mesma pontuação final foi realizado seguindo a ordem inversa de leitura dos quesitos. Acadêmicos da Rocinha, Paraíso do Tuiuti e Renascer de Jacarepaguá foram penalizadas por infringirem itens do regulamento.

Legenda:      Campeã      Rebaixadas  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Alegorias e Adereços Samba-Enredo Conjunto e Evolução Enredo Comissão de Frente Mestre-Sala e Porta-Bandeira Fantasias Harmonia Bateria
J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4
Unidos de Pe. Miguel 10 9,8 9,9 9,9 9,6 9,5 9,6 9,7 9,7 9,6 9 9,6 9,8 9,8 9,7 9,7 8,7 9,7 9,7 9,8 9,7 9,5 9,8 9,3 9,7 9,9 9,7 9,9 9,6 9,7 9,6 9,7 9,9 9,9 9,9 9,8 0 263,3
Império Serrano 9,8 9,7 9,9 9,8 10 10 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,7 9,8 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,7 10 10 9,9 10 10 10 10 10 0 267,9
Império da Tijuca 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 9,8 9,8 9,5 9,9 9,9 10 10 10 9,7 9,9 9,8 9,8 9,9 10 9,8 10 9,7 10 9,7 9,8 9,9 10 9,7 9,9 10 10 10 10 0 268,1
Paraíso do Tuiuti 9,9 9,6 9,8 9,7 10 10 10 9,5 9 9,9 9,4 9 9,9 10 10 9,7 10 10 9,9 9,9 9,8 9,7 10 9,4 9,5 9,3 9 9,9 10 9,7 9,6 9,8 10 10 10 10 -2,5 262,7
Inocentes de Bel. Roxo 10 9,8 10 10 9,8 9,8 9,8 10 10 10 9,8 10 9,8 10 9,7 10 10 10 10 10 9,7 9,8 9,8 9,5 10 10 10 10 10 10 9,7 10 10 10 10 10 0 268,7
Renascer de Jacarepaguá 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 9,5 10 10 10 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,8 10 10 10 10 10 10 10 10 10 -2,0 267,2
Caprichosos de Pilares 9,7 9,7 9,7 9,8 10 10 10 10 9,9 9,9 9,6 10 9,9 9,7 9,8 9,8 10 10 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,7 9,6 9,7 9,8 9,9 10 10 10 10 10 10 10 9,8 0 267,5
São Clemente 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,7 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 0 270
Acadêmicos de Sta Cruz 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,4 10 9,9 10 9,8 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 9,6 9,9 9,9 9,9 9,8 10 9,9 9,7 9,9 10 10 9,9 9,8 0 268,2
Acadêmicos da Rocinha 10 10 10 10 9,5 9,6 9,7 10 10 9,8 10 10 9,6 9,9 9,7 10 10 9,9 9,8 9,8 9,8 9,7 9,8 9,9 9,9 9,9 10 10 9,6 10 10 9,7 9,9 9,9 9,9 10 -0,5 267
Estácio de Sá 9,7 9,7 9,9 10 10 9,9 9,9 10 10 9,8 10 10 10 10 10 10 9,8 10 10 9,9 10 9,9 9,7 10 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 10 10 9,9 10 0 268,6
Acadêmicos do Cubango 9,8 9,7 10 10 9,8 9,7 9,7 10 10 9,8 9,3 9,8 9,8 9,5 9,8 10 9,9 10 9,9 9,9 9,7 9,8 9,8 9,5 10 10 10 9,9 9,8 10 9,8 9,8 10 10 10 10 0 267,2

Classificação[editar | editar código-fonte]

São Clemente foi a campeã, garantindo seu retorno ao Grupo Especial, de onde estava afastada desde 2008. Foi o quarto título da escola na segunda divisão. O desfile da São Clemente abordou, com irreverência, a desordem dos blocos de rua e a mercantilização dos desfiles das escolas de samba, traçando um paralelo com a Operação Choque de Ordem, promovida pela Prefeitura do Rio de Janeiro.[6][47] Recém promovida ao Grupo A, após vencer o Grupo RJ-1 em 2009, a Unidos de Padre Miguel foi rebaixada de volta para a terceira divisão após se classificar na penúltima colocação. Última colocada, a Paraíso do Tuiuti também foi rebaixada.[7] A apuração ocorreu um clima tenso. Torcedores e dirigentes de diversas escolas protestaram contra o resultado. Latas de cerveja e mesas de plástico foram arremessadas contra a mesa apuradora. O presidente da Acadêmicos do Cubango, Olivier Pelé, reclamou que as primeiras colocadas foram as escolas dos diretores da Liga. O então presidente da LESGA e da Inocentes de Belford Roxo, Reginaldo Gomes, precisou deixar o local de apuração escoltado.[48]

Legenda:      Promovida ao Grupo Especial      Rebaixadas para o Grupo B
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 São Clemente Choque de Ordem na Folia Mauro Quintaes 270 -
2 Inocentes de Belford Roxo Água para Prover a Vida Cristiano Bara e Roberto Szaniecki 268,7 -
3 Estácio de Sá Deixa Falar. A Estácio É isso ai! Eu Visto Esse Manto e Vou por ai... Chico Spinoza e Gebran Smera 268,6 -
4 Acadêmicos de Santa Cruz Nos Passos do Compasso André Marins, Carlinhos Muvuca, Munir Nicolau e Ricardo Dennis 268,2 -
5 Império da Tijuca Suprema Jinga - Senhora do Trono Brazngola Jack Vasconcelos 268,1 -
6 Império Serrano João das Ruas do Rio Andréa Vieira, Mauro Leite e Rosa Magalhães 267,9 -
7 Caprichosos de Pilares E por Falar em Saudade
(Reedição do próprio enredo de 1985)
Alexandre Rangel, Eduardo Minucci, Hélcio Paim, Luiz Fernando Reis e Raphael Torres 267,5 -
8 Renascer de Jacarepaguá Aquaticópolis Paulo Barros e Wagner Gonçalves 267,2 Harmonia
(30 pts)
9 Acadêmicos do Cubango Os Loucos da Praia Chamada Saudade Milton Cunha 267,2 Harmonia
(29,6 pts)
10 Acadêmicos da Rocinha Ykamiabas Fábio Ricardo 267 -
11 Unidos de Padre Miguel Aço - Universo Presente na Riqueza da Terra - O Futuro a Ti Pertence! Edward Moraes e Guilherme Alexandre 263,3 -
12 Paraíso do Tuiuti Eneida, o Pierrôt Está de Volta!
(Reedição do próprio enredo de 1990)
Eduardo Gonçalves 262,7 -

Grupo Rio de Janeiro 1[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo Rio de Janeiro 1 (terceira divisão) foi organizado pela Associação das Escolas de Samba da Cidade do Rio de Janeiro e realizado a partir da noite da terça-feira, dia 16 de fevereiro de 2010, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí.[10][49]

Ordem dos desfiles
  1. Mocidade de Vicente de Carvalho
  2. Flor da Mina do Andaraí
  3. Arranco
  4. União de Jacarepaguá
  5. Tradição
  6. União do Parque Curicica
  7. Boi da Ilha do Governador
  8. Sereno de Campo Grande
  9. Alegria da Zona Sul
  10. Acadêmicos do Sossego
  11. Lins Imperial
  12. Unidos do Jacarezinho

Quesitos e julgadores

Assim como nos anos anteriores, a coordenação dos julgadores ficou a cargo da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro. Um novo quesito foi criado para avaliar as alas de baianas.[49]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4
Bateria Nelson Pestana Paulo Cesar Mariotine Carlos Negreiros André Bonatte
Samba-Enredo Lília Gutman Langhi Marco Antônio Cardoso da Costa Roberto Vilaronga Denise Krammer
Conjunto Harmônico Lucy Pinto Ribeiro Luiz Fernando Vianna Geisa da Silva de Jesus Thiago Carvalho
Fantasias Eduardo Simão Pinto Madson Luiz Gomes de Oliveira Djalma Luiz Junior Thalía Ferreira Silva
Enredo Paulo Henrique Ferreira Raphael Homem Julio Cesar Farias Luiz Antônio Paula e Silva
Comissão de Frente Carlos Manoel de Souza Charles Nelson Camila Fersi Alexandre Medeiros de Souza
Alegorias e Adereços Neno Del Castillo Paulo Cesar Alves Sérgio Henrique Oliveira Sonia Salcedo Dell Castillo
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Manoel Francisco Ligia Losada Tourinho Lucia Silva Gondim Dora de Andrade Silva
Ala de Baianas Jorge Luiz Matias Alves Teresa Cristina de Carvalho Piva Sofia Gilda Jorge Mendes Carneiro

Classificação[editar | editar código-fonte]

Alegria da Zona Sul foi campeã com dois décimos de diferença para o Arranco. Com a vitória, a Alegria garantiu seu retorno ao Grupo A, de onde estava afastada desde 2006.[8][50][51]

Legenda:      Promovida ao Grupo A      Rebaixadas para o Grupo RJ-2
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Alegria da Zona Sul No Mundo da Fantasia... Vejo as Cores da Alegria Lane Santana 270
2 Arranco Bendita Baderna Numa Rua Chamada Felicidade Severo Luzardo 269,8
3 Sereno de Campo Grande Abracadabra... O Circo Sereno Chegou! Luiz Fernando de Oliveira e Pedro Velloso 269,1
4 União do Parque Curicica Lendas, Mistérios e Magias. Não Creio, mas... Sei lá, né? Amauri Santos e Paulinho do Ouro 269,1
5 União de Jacarepaguá Da Morada da Esperança ao Grande Palco do Sambista, Somos Todos Iguais Nesta Noite, Somos Todos Artistas Alexandre Louzada, Edson Pereira e Júnior Schall 269,1
6 Acadêmicos do Sossego Made in Nictheroy Eduardo Pinho e Roberto Bezerra 268,7
7 Tradição Rei Senhor, Rei Zumbi, Rei Nagô! Eu Tô Aí, Tô Aí sim Senhor!
(Reedição do próprio enredo de 1986)
Sandro Gomes 268,2
8 Lins Imperial Folia de Reis
(Reedição do próprio enredo de 1976)
Jorge Caribé 268,1
9 Mocidade de Vicente de Carvalho Bonecas. Impossível não Se Apaixonar por Elas... Marcus Ferreira 267,8
10 Unidos do Jacarezinho Jacarezinho.com.br Alex de Oliveira 266,7
11 Boi da Ilha do Governador Do Sagrado ao Profano... E o Boi, Quem Diria, Foi Parar na Freguesia Sandro Carvalho 266,3
12 Flor da Mina do Andaraí Vela Rodrigo Sampaio 266,2

Grupo Rio de Janeiro 2[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo Rio de Janeiro 2 (quarta divisão) foi organizado pela AESCRJ e realizado a partir da noite do domingo, dia 14 de fevereiro de 2010, na Estrada Intendente Magalhães.[10][52]

Ordem dos desfiles
  1. Acadêmicos do Dendê
  2. Arrastão de Cascadura
  3. Acadêmicos da Abolição
  4. Unidos de Manguinhos
  5. Difícil é o Nome
  6. Vizinha Faladeira
  7. Unidos do Cabuçu
  8. Unidos da Ponte
  9. Acadêmicos do Engenho da Rainha
  10. Unidos da Vila Santa Tereza
  11. Unidos da Vila Kennedy
  12. Independente de São João de Meriti
  13. Corações Unidos do Amarelinho
  14. Unidos de Cosmos

Classificação[editar | editar código-fonte]

Independente de São João de Meriti foi campeã com um décimo de diferença para a Difícil É o Nome. Com a vitória, a Independente garantiu sua promoção à terceira divisão. Vice-campeã, a Difícil É o Nome também foi promovida ao Grupo RJ-1.[8][50][51]

Legenda:      Promovidas ao Grupo RJ-1      Rebaixada para o Grupo RJ-3
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Independente de São João de Meriti Da Chibata à Gravata, São João Canta a Africanidade Robson Goulart 179,6
2 Difícil É o Nome No Domingo de Folia, o Parque de Diversões É a Nossa Fantasia Luiz Cavalcanthé 179,5
3 Unidos da Vila Kennedy Dos Ciclos da Borracha, às Rodas da Vida, a Vila Kennedy Te Convida Cláudio Fontes 179,1
4 Unidos do Cabuçu Estácio é o Rio, Estácio é o Berço do Samba Luiz Carlos Guimarães e José Alexandre 179,1
5 Vizinha Faladeira Uma Fantástica Viagem no Mundo do Pirlimpimpim Orlando Júnior 177,8
6 Acadêmicos da Abolição Naveguei, Naveguei, Um Paraíso Encontrei! Adriana Freitas e Marcos de Oliveira 177,7
7 Arrastão de Cascadura O Rei de Irê Sandro Gomes 177,3
8 Unidos da Vila Santa Tereza Que Rei Sou Eu? Do Castelo Real à Corte do Carnaval Luiz de Oliveira 176,7
9 Unidos da Ponte Através das Lentes de Augusto Malta, Vejo a Modernidade: Retratos do Rio Ricardo Paulino 176,7
10 Corações Unidos do Amarelinho Fernando Ribeiro, Grande Brasileiro Irreverente e Brincalhão, que Faz o Povo Sorrir. Vocês Viram o Cabeção por aí? Fátima Siqueira 176,3
11 Acadêmicos do Engenho da Rainha Na Calada da Noite Carlos Silva 176,1
12 Unidos de Cosmos De Pé no Chão Também Se Aprende a Ler, Cosmo Conta Essa História Popular Raphael Ladeira 175,5
13 Acadêmicos do Dendê O Nascimento de Uma Estrela. De Niterói para a História, de Deixa Falar a Estácio de Sá, Ismael Silva, Sua Vida o Dendê Contará! Almir Jhunior e Wenderson Cardozo 174,3
14 Unidos de Manguinhos Manguinhos, Sagrado e Profano Unidos no Folclore Brasileiro Deangelo Fernandes 148,1

Grupo Rio de Janeiro 3[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo Rio de Janeiro 3 (quinta divisão) foi organizado pela AESCRJ e realizado a partir da noite da segunda-feira, dia 15 de fevereiro de 2010, na Estrada Intendente Magalhães.[10][53]

Ordem dos desfiles
  1. Mocidade Unida de Jacarepaguá
  2. Imperial de Nova Iguaçu
  3. União de Vaz Lobo
  4. Delírio da Zona Oeste
  5. Em Cima da Hora
  6. Unidos de Lucas
  7. Unidos da Villa Rica
  8. Favo de Acari
  9. Rosa de Ouro
  10. Gato de Bonsucesso
  11. Mocidade Unida do Santa Marta
  12. Mocidade Independente de Inhaúma
  13. Unidos do Anil
  14. Acadêmicos de Vigário Geral
  15. Unidos do Cabral

Classificação[editar | editar código-fonte]

Em Cima da Hora foi campeã com quatro décimo de diferença para a Unidos da Villa Rica. Com a vitória, a escola garantiu seu retorno à quarta divisão, de onde estava afastada desde 2008. A Em Cima da Hora realizou um desfile em comemoração aos seus cinquenta anos.[8][51]

Legenda:      Promovidas ao Grupo RJ-2      Rebaixadas para o Grupo RJ-4
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Em Cima da Hora 50 Anos de História, Assim Conta Minha Senhora, Em Cima da Hora Sandro Gomes 179,9
2 Unidos da Villa Rica As Grandes Conquistas da Humanidade Alexandre Rangel e Raphael Torres 179,5
3 Favo de Acari Em Verde, Rosa e Ouro Dou Um Grito: Sou Negro, Sou Raça e Sou Raiz! André Tabuquine 179,3
4 Rosa de Ouro Da Ousadia dos Migrantes à Construção de Um Sonho. Feira de São Cristóvão, o Nordeste Carioca! Rogério Lima 179,3
5 Gato de Bonsucesso Bendita Baderna Arthur Reiy 177,7
6 Mocidade Unida do Santa Marta Axé das Águas Jorge Knnawer 177,2
7 Mocidade Unida de Jacarepaguá Chiquinho da Mangueira - Da Vila Olímpica ao Maracanã, Uma Trajetória de Esporte e Cidadania Luciano Santos 176,5
8 Delírio da Zona Oeste Com Orgulho e Muito Amor, Sou da Silva e Sou Delírio sim Senhor José Ricardo Veríssimo 176,2
9 Imperial de Nova Iguaçu Ciganos e Magia, a Imperial Te Contagia Miro Freitas 176,2
10 Unidos do Anil O Esplendor do Egito na Formação do Povo Negro Anderson e Roberto Bezerra 176,2
11 Acadêmicos de Vigário Geral Mitos, Mistérios e Magias do Oculto e do Sagrado Laerte Gulini 174,2
12 Mocidade Independente de Inhaúma Dos Cantos que Encantam ao Voo para Um Lugar Mágico Karla Casagrande 174,1
13 Unidos de Lucas Samba, Suor e Cerveja Comissão de Carnaval 173
14 União de Vaz Lobo Em Seus 80 Anos, a União de Vaz Lobo Se Faz Raiz, Nesta Terra que Eu Consumo para a Terra que Há de Me Consumir Eduardo Pinho 171,3
15 Unidos do Cabral Eu Quero É Botar Meu Bloco na Rua... Ernani, Laerte Couto e Wilton Rodrigues 127,6

Grupo Rio de Janeiro 4[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo Rio de Janeiro 4 (sexta divisão) foi organizado pela AESCRJ e realizado a partir da noite da terça-feira, dia 16 de fevereiro de 2010, na Estrada Intendente Magalhães.[10][54]

Ordem dos desfiles
  1. Leão de Nova Iguaçu
  2. Arame de Ricardo
  3. Unidos do Uraiti
  4. Império da Praça Seca
  5. Paraíso da Alvorada
  6. Infantes da Piedade
  7. Boêmios de Inhaúma
  8. Canários das Laranjeiras

Classificação[editar | editar código-fonte]

Leão de Nova Iguaçu foi campeão com um décimo de diferença para o Império da Praça Seca. Com a vitória, o Leão garantiu sua promoção à quinta divisão, de onde estava afastado desde o ano anterior. A escola homenageou Neguinho da Beija-Flor. O cantor iniciou sua carreira no Bloco Leão de Nova Iguaçu, que deu origem à escola. Vice-campeão, o Império da Praça Seca também foi promovido à quinta divisão.[8][50][51]

Legenda:      Promovidas ao Grupo RJ-3
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Leão de Nova Iguaçu De Neguinho da Vala, a Neguinho da Beija-Flor. Um Príncipe Negro na Corte do Leão Léo Mídia 180
2 Império da Praça Seca A Vinda da Corte Cultural Africana para o País do Samba Marco Antônio Falleiros 179,9
3 Paraíso da Alvorada Respeitável Público!!! Abram as Cortinas, e com Vocês, o Espetáculo do Nosso Grande Circo Paraíso da Alvorada Wando Paraíso e Cristiano Feitosa 176,5
4 Boêmios de Inhaúma Música, Amor e Dor. Lado a Lado, Noel Rosa Comissão de Carnaval 176,5
5 Infantes da Piedade Anastácia, a Escrava Santa do Brasil Laerti Gulini 176
6 Canários das Laranjeiras Bahia de Todos os Deuses, Templo de Tradição e Fé! Agnaldo Correa 175,3
7 Arame de Ricardo Orgulho de Ser Afro Brasileiro Walter Barros 174,1
8 Unidos do Uraiti Uraiti, Contando e Cantando Sérgio Falcão 153,5

Avaliação[editar | editar código-fonte]

O Desfile de Avaliação foi organizado pela AESCRJ e realizado após o desfile do Rio de Janeiro 4.[54]

Ordem dos desfiles
  1. Chatuba de Mesquita
  2. Matriz de São João de Meriti

Resultado[editar | editar código-fonte]

Chatuba de Mesquita e Matriz de São João de Meriti foram aprovadas para desfilar no Grupo Rio de Janeiro 4 no ano seguinte.[8][50]

Legenda:      Promovidas ao Grupo RJ-4
Resultado Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
Aprovadas Chatuba de Mesquita Quem não Chora, não Mama. É o Cordão da Bola Preta no Chatuba de Mesquita Alexandre Costa, Lino Salles e Marcos do Val 249,4
Matriz de São João de Meriti Rio, Cidade Maravilhosa, Suas Belezas São Tuas Glórias Carlinhos Muvuca 249,4

Mirins[editar | editar código-fonte]

O desfile das escolas mirins foi organizado pela Associação das Escolas de Samba Mirins do Rio de Janeiro (AESM-Rio) e realizado na sexta-feira, dia 12 de fevereiro de 2010, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Filhos da Águia e Virando Esperança não desfilaram. As escolas mirins não são julgadas.[55]

Ordem dos desfiles Escola Enredo
1 Inocentes da Caprichosos A Educação Iluminando a Consciência
2 Tijuquinha do Borel No Mundo do Faz de Contas, a Tijuquinha Vai ao Céu
3 Corações Unidos do Ciep A Diversidade Cultivando Novas Formas de Viver
4 Infantes do Lins A História do Gênio das Pernas Tortas, o Charles Chaplin do Futebol. A Alegria do Povo - Mané Garrincha
5 Miúda da Cabuçu Mundo dos Mundos
6 Pimpolhos da Grande Rio Recicla Vida... Conhecendo o Passado, Entendendo o Presente para Transformar o Futuro
7 Ainda Existem Crianças na Vila Kennedy Meu Brasil Brasileiro
8 Herdeiros da Vila A Herdeiros Trouxe do Céu Uma Estrela que Brilha e Traz Alegria: Maria Clara Machado
9 Estrelinha da Mocidade Grandes Gênios, Pequenos Inventores! A Nossa Energia É o Futuro
10 Mangueira do Amanhã Caymmi Mostra ao Mundo o que a Bahia e a Mangueira Têm
11 Império do Futuro Depende de Nós (Homem x Natureza)
12 Aprendizes do Salgueiro Magia
13 MEL do Futuro Favela Fashion Week - Vitrine Uma Causa Social
14 Petizes da Penha Progresso Verde! Nós Queremos
15 Golfinhos da Guanabara Passeando pelo Verde, o Golfinhos Abre as Portas para a Vida
16 Nova Geração do Estácio de Sá A Nova Geração Transborda Saúde

Desfile das Campeãs[editar | editar código-fonte]

O Desfile das Campeãs foi realizado a partir da noite do sábado, dia 20 de fevereiro de 2010, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Participaram do desfile as seis primeiras colocadas do Grupo Especial.[56]

Ordem dos desfiles
  1. Estação Primeira de Mangueira
  2. Acadêmicos do Salgueiro
  3. Unidos de Vila Isabel
  4. Beija-Flor
  5. Acadêmicos do Grande Rio
  6. Unidos da Tijuca

Blocos de enredo[editar | editar código-fonte]

Os desfiles foram organizados pela Federação dos Blocos Carnavalescos do Estado do Rio de Janeiro (FBCERJ).

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo 1 foi realizado a partir das 20 horas do sábado, dia 13 de fevereiro de 2010, na Avenida Rio Branco.[57]

Ordem dos desfiles
  1. Império do Gramacho
  2. Unidos das Vargens
  3. Novo Horizonte
  4. Boca de Siri
  5. Tradição Barreirense de Mesquita
  6. Flor da Primavera
  7. União da Ponte
  8. Bloco do Barriga
  9. Coroado de Jacarepaguá
  10. Raízes da Tijuca

Notas[editar | editar código-fonte]

Abaixo, as notas do Grupo 1.[58]

Legenda:      Campeão      Rebaixados  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2
Blocos
(por ordem de desfile)
Conc. Comp. Cron. Bonif. Total
Bateria Samba-Enredo Evolução Fantasias Abre-Alas Alegoria Enredo Estandarte Coreografia de M.Sala e P.Estandarte
J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2
Império do Gramacho 8 8 10 10 8 8 9 9 9 9 9 9 10 10 10 10 8 8 5 5 5 10 187
Unidos das Vargens 10 10 10 10 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 9 9 9 9 5 5 5 10 199
Novo Horizonte 10 9 9 9 10 10 10 10 10 10 10 10 9 9 9 9 8 8 5 5 5 10 194
Boca de Siri 10 10 9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 5 5 5 10 204
Tradição B. de Mesquita 9 8 9 9 9 9 9 9 9 9 10 10 10 10 10 10 8 9 5 5 5 10 191
Flor da Primavera 10 10 9 9 9 9 10 10 10 10 10 10 10 10 9 9 8 8 5 5 5 10 195
União da Ponte 10 9 10 10 10 9 9 9 10 10 10 10 9 9 9 9 8 8 5 5 5 10 193
Bloco do Barriga 10 10 10 10 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 9 9 8 8 5 5 5 9 196
Coroado de Jacarepaguá 10 10 10 10 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 9 9 8 8 5 5 5 10 197
Raízes da Tijuca 10 9 10 10 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 8 8 9 9 5 5 5 9 195

Classificação[editar | editar código-fonte]

Boca de Siri foi o campeão. Últimos colocados, Tradição Barreirense de Mesquita e Império do Gramacho foram rebaixados para o Grupo 2.[9]

Legenda:      Campeão      Rebaixados para o Grupo 2
Col. Bloco Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 Boca de Siri Jorge Guerreiro Valério Guidinelle 204 -
2 Unidos das Vargens Ilusão ou Realidade? Carnaval, Um Sonho de Felicidade Paulo Alves 199 -
3 Coroado de Jacarepaguá A Praça É Nossa Gilberto Almeida e Lucy Ribeiro 197 -
4 Bloco do Barriga De Barriga Cheia Jack Vasconcelos 196 -
5 Flor da Primavera Bruxaria - Idade Média - Idade das Trevas Fabiano José dos Santos 195 Bateria
(20 pts)
6 Raízes da Tijuca Brasil Mestiço. Das Origens Raciais Brasileiras à Cultura Popular Oziene Furtado 195 Bateria
(19 pts)
7 Novo Horizonte Seja Entrudo Familiar ou Popular, o Novo Horizonte Quer Brincar Antônio Carlos Pereira de Araújo (Cerezzo) 194 -
8 União da Ponte Da Mente de Um Louco, Uma História Genial Assim se Faz Meu Carnaval Isidro Cassilhas 193 -
9 Tradição Barreirense de Mesquita Floresta da Tijuca; Sua História Ormar Costa 191 -
10 Império do Gramacho Um Mito da Velocidade, Ayrton Senna do Brasil Comissão de Carnaval 187 -

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo 2 foi realizado a partir das 20 horas do sábado, dia 13 de fevereiro de 2010, na Estrada Intendente Magalhães, em Campinho.[57]

Ordem dos desfiles
  1. Grilo de Bangu
  2. Unidos da Laureano
  3. Amizade da Água Branca
  4. Tigre de Bonsucesso
  5. Bloco do China
  6. Mocidade Unida de Manguariba
  7. Unidos de Tubiacanga
  8. Magnatas de Engenheiro Pedreira
  9. Falcão Dourado
  10. Simpatia do Jardim Primavera

Notas[editar | editar código-fonte]

Abaixo, as notas do Grupo 2.[59]

Legenda:      Campeão      Rebaixado  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2
Blocos
(por ordem de desfile)
Conc. Comp. Cron. Bonif. Total
Bateria Samba-Enredo Evolução Fantasias Abre-Alas Alegoria Enredo Estandarte Coreografia de M.Sala e P.Estandarte
J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2
Grilo de Bangu 8 8 9 8 8 8 9 9 8 8 8 8 8 8 8 8 10 10 5 0 5 10 171
Unidos da Laureano 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 7 7 10 10 5 0 5 9 193
Amizade da Água Branca 9 9 9 9 9 9 10 10 9 9 10 10 9 9 10 10 9 10 5 0 5 10 189
Bloco do China 9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 10 10 5 0 5 6 193
Mocidade de Manguariba 8 10 9 9 10 10 10 10 8 8 9 9 9 9 10 10 9 9 5 0 5 10 192
Unidos de Tubiacanga 10 10 9 9 10 10 10 10 8 8 9 9 9 9 10 10 10 10 5 0 5 9 189
Magnatas de Eng. Ped. 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 9 9 10 10 10 10 10 10 5 0 5 10 196
Falcão Dourado 9 10 9 9 9 9 9 9 9 9 10 10 10 10 10 10 10 10 5 5 5 10 196
Simpatia do Jardim P. 10 10 9 9 9 9 10 10 10 10 9 9 9 9 10 10 10 10 5 0 5 10 192

Classificação[editar | editar código-fonte]

Magnatas de Engenheiro Pedreira foi o campeão, sendo promovido ao Grupo 1 junto com o vice-campeão, Falcão Dourado. Tigre de Bonsucesso foi desclassificado por desfilar fora da ordem definida.[9]

Legenda:      Promovidos ao Grupo 1      Rebaixados para o Grupo 3
Col. Bloco Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 Magnatas de Engenheiro Pedreira Existem Muito Mais Mistérios entre o Céu e a Terra do que Julga Nossa Vã Filosofia Jairo Amaral da Franca 196 Bateria
(20 pts)
2 Falcão Dourado Amazonas, Mitos e Lendas Comissão de Carnaval 196 Bateria
(19 pts)
3 Unidos da Laureano Ordem e Liberdade Jacir Roberto Guimarães 193 Bateria
(20 pts)
4 Bloco do China Parabéns Amazonas, pela sua Cultura e pelas suas Riquezas, Preservar Vale Ouro Bruno Rocha da Silva 193 Bateria
(19 pts)
5 Simpatia do Jardim Primavera Os Filhos da Terra Raphael Ladeira 192 Bateria
(20 pts)
6 Mocidade Unida de Manguariba Brincadeiras de Criança, Trago Ainda na Lembrança Galileu Santos 192 Bateria
(18 pts)
7 Unidos de Tubiacanga Dos Olhos do Pequeno Príncipe Maué, Nasce a Planta da Vida o Guaraná, a Dádiva de Tupã Josemar de A. Santos e Nagib Jorge M. Estrela 189 Bateria
(20 pts)
8 Amizade da Água Branca Axé Bahia Comissão de Carnaval 189 Bateria
(18 pts)
9 Grilo de Bangu Mocidade Independente de Padre Miguel Rogério Rodrigues 171 -
10 Tigre de Bonsucesso Ecoa pelo Ar a Voz da Informação, o Poeta da Canção Embarca Nesse Sonho Encantado, João Estevam Paulo dos Santos Desclassificado
(Artigo 14)

Grupo 3[editar | editar código-fonte]

O desfile do Grupo 3 foi realizado a partir das 20 horas do sábado, dia 13 de fevereiro de 2010, na Rua Cardoso de Morais, em Bonsucesso.[57]

Ordem dos desfiles
  1. Orgulho da Zona Oeste
  2. Chora na Rampa
  3. Unidos do Alto da Boa Vista
  4. Cometas do Bispo
  5. Unidos de Parada Angélica
  6. Colibri de Mesquita
  7. Arranco da Guarany de Piabetá
  8. Esperança de Nova Campina
  9. Mocidade Unida da Mineira
  10. Roda Quem Pode

Notas[editar | editar código-fonte]

Abaixo, as notas do Grupo 3.[60]

Blocos
(por ordem de desfile)
Conc. Comp. Cron. Bonif. Total
Bateria Samba-Enredo Evolução Fantasias Abre-Alas Enredo Estandarte Coreografia de M.Sala e P.Estandarte
Orgulho da Zona Oeste 9 9 9 9 9 8 0 8 5 0 5 9 80
Chora na Rampa 9 10 8 9 8 10 10 9 5 0 5 7 90
U. do Alto da Boa Vista 10 10 10 10 10 10 10 9 5 5 5 10 104
Cometas do Bispo 10 9 10 10 10 10 10 10 5 0 5 10 99
Unidos de P. Angélica 10 10 9 9 9 10 10 9 5 0 5 10 96
Colibri de Mesquita 10 10 9 10 8 10 9 9 5 5 5 10 100
Arranco da G. de Piabetá 10 10 10 9 10 10 0 8 0 0 5 6 78
Esperança de Nova Cam. 10 10 9 10 10 9 10 10 5 5 5 10 103
Mocidade da Mineira 10 10 9 10 10 10 10 10 5 0 5 10 99
Roda Quem Pode 10 10 9 10 8 10 9 9 5 5 5 10 100

Classificação[editar | editar código-fonte]

Unidos do Alto da Boa Vista foi o campeão, sendo promovido ao Grupo 2 junto com o vice-campeão, Esperança de Nova Campina.[9]

Legenda:      Promovidos ao Grupo 2
Col. Bloco Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 Unidos do Alto da Boa Vista Pedra da Gávea-Itá Anhangá, Histórias, Lendas e Mistérios Kácio Alves 104 -
2 Esperança de Nova Campina De Zumbi a Mandela, Liberdade Comissão de Carnaval 103 -
3 Roda Quem Pode Vovó Me Contou Assim Comissão de Carnaval 100 -
Colibri de Mesquita Viagem na Imaginação de Um Menino Chamado Colibri Alexandre Costa, Lino Salles e Marcus do Val
4 Mocidade Unida da Mineira Nas Asas de Pégaso o Samba Se Faz Imortal Elídio Fernandes Júnior 99 Bateria
(20 pts)
5 Cometas do Bispo Viagens Extraordinárias Através da Leitura Oziene Furttado 99 Bateria
(19 pts)
6 Unidos de Parada Angélica Amazônia, Salve o Nosso Planeta Comissão de Carnaval 96 -
7 Chora na Rampa No Embalo da Canção, Um Arraia de São João Igor de Almeida 90 -
8 Orgulho da Zona Oeste Nas Histórias da Vovó, Brilha Paraty Jorge Carlos Nunes Carneiro 80 -
9 Arranco da Guarany de Piabetá Magé, Nossa História, Nossa Terra, Nossa Gente Almir Gomes da Costa (Mika) 78 -

Avaliação[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Abaixo, as notas do Campinho Imperial.[61]

Blocos
(por ordem de desfile)
Conc. Comp. Cron. Bonif. Total
Bateria Samba-Enredo Evolução Fantasias Abre-Alas Enredo Estandarte Coreografia de M.Sala e P.Estandarte
Campinho Imperial 10 10 9 9 10 10 9 9 5 5 5 0 91

Resultado[editar | editar código-fonte]

Campinho Imperial foi aprovado para desfilar no Grupo 3 do ano seguinte.[9]

Legenda:      Promovido ao Grupo 3
Resultado Bloco Pontos
Aprovado Campinho Imperial 91

Referências

  1. a b «Sem ganhar desde 1936, Unidos da Tijuca vence Carnaval 2010». O Estado de S. Paulo. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 5 de abril de 2018 
  2. a b «Sem títulos desde 1936, Unidos da Tijuca vence o Carnaval do Rio». Portal Terra. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2018 
  3. a b c «Com enredo 'do Orkut', Unidos da Tijuca encerra jejum e vence carnaval do Rio». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2011 
  4. a b «Unidos da Tijuca usa truques e efeitos especiais para contar segredos». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 4 de abril de 2018 
  5. a b «2010: Tijuca revela segredos e finalmente vai além». Pedro Migão - Ouro de Tolo. Consultado em 25 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 22 de junho de 2017 
  6. a b «Carnaval 2010: São Clemente vence no Grupo de Acesso». O Estado de S. Paulo. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 2 de junho de 2018 
  7. a b «São Clemente conquista o título e volta para o Grupo Especial em 2011». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  8. a b c d e f «Resultado Carnaval 2010». Galeria do Samba. Consultado em 16 de março de 2021. Cópia arquivada em 16 de março de 2021 
  9. a b c d e «Resultado 2010 – Blocos de Enredo». FBCERJ. Consultado em 8 de maio de 2018. Arquivado do original em 26 de janeiro de 2017 
  10. a b c d e f «Ordem dos Desfiles 2010». Site Apoteose. Consultado em 20 de abril de 2018. Cópia arquivada em 20 de abril de 2018 
  11. a b «Resultado 2010 – Grupo 1». Site Academia do Samba. Consultado em 6 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2017 
  12. «LIESA define pares para o sorteio da ordem de desfile: Ilha e Mocidade vão abrir desfiles do Carnaval 2010». LIESA. 25 de junho de 2009. Consultado em 16 de março de 2020. Cópia arquivada em 16 de março de 2020 
  13. «Definida ordem de desfile do carnaval carioca de 2010». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 4 de julho de 2009 
  14. «Definida a ordem de desfile para o Carnaval 2010». LIESA. 1 de julho de 2009. Consultado em 16 de março de 2021. Cópia arquivada em 16 de março de 2021 
  15. a b «Notas 2010». Galeria do Samba. Consultado em 16 de março de 2021. Cópia arquivada em 16 de março de 2021 
  16. a b «Plenária da LIESA aumenta quadro de julgadores e descarta notas extremas». LIESA. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2009 
  17. «União da Ilha, vitoriosa com penúltimo lugar: Escola consegue assegurar permanência no Grupo Especial, depois de ter amargado oito anos do Grupo de Acesso». O Globo. 18 de fevereiro de 2010. p. 13. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  18. «Enfim, campeã: Paulo Barros desvenda segredo da vitória e quebra jejum de 74 anos da Unidos da Tijuca». O Globo. 18 de fevereiro de 2010. p. 8. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  19. «Unidos da Tijuca – Comissão de frente faz mágica: Componentes trocam de roupa seis vezes a cada apresentação e encantam a avenida». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 7. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  20. «Unidos da Tijuca – Segredos revelados de uma favorita ao título: Na volta de Paulo Barros à Tijuca, escola arranca gritos de 'É campeã'». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 6. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  21. «Compare o resultado do carnaval do Rio de 2010 com o de 2009». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  22. «Grande Rio faz retrospectiva dos melhores momentos da Sapucaí». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  23. «Grande Rio  – De olho no futuro sem esquecer o passado: Escola de Caxias relembra momentos marcantes de outros carnavais». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 8. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  24. «Beija-Flor deixa polêmica de lado em desfile sobre Brasília». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2017 
  25. «Beija-Flor – Uma Brasília sem política nem escândalos: Escola de Nilópolis encerra a primeira noite com enredo polêmico». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 9. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  26. «Vila Isabel relembra o poeta Noel Rosa em ano de centenário». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2017 
  27. «Vila Isabel  – Violões voadores para reverenciar Noel Rosa: Comissão de frente da azul e branco empolga público; bateria faz diabruras». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 4. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  28. «Salgueiro leva histórias dos livros à Sapucaí para buscar 2º título consecutivo». Portal G1. Consultado em 2 de junho de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  29. «Salgueiro  – Personagens emprestam seus sonhos ao Salgueiro: Escola da Tijuca tenta o bicampeonato contando a história do livro». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 6. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  30. «Desfile da Mangueira tem calhambeque de Roberto Carlos e até 'bonde do funk'». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  31. «Mangueira  – Do incêndio no abre-alas ao calor da comunidade: Verde e rosa tem problemas com carros e quase estoura tempo, mas empolga público». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 6. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  32. «Mocidade leva foliões a sonhar com os paraísos na Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2017 
  33. «Mocidade Independente – O paraíso em verde e branco de Padre Miguel: Agremiação leva irreverência para a avenida, como nos velhos tempos». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 9. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  34. «Imperatriz invoca todos os deuses em seu 'desfile-romaria'». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2016 
  35. «Aposta na fé para ficar entre as primeiras: Imperatriz Lepoldinense leva a mistura de religiões para a Avenida». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 8. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  36. «Portela conecta sambódromo do Rio com mundo virtual». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  37. «Portela – Águia hi-tech brilha e dá o tom do desfile.com: Público da Sapucaí interage com a tradicional escola de Madureira». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 10. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  38. «Porto da Pedra faz desfile de moda dentro de seu desfile na Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  39. «Porto da Pedra – Passarela da moda no território do carnaval: Porto da Pedra viaja no tempo para falar das roupas e de seus criadores». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 11. Consultado em 16 de março de 2021. Arquivado do original em 16 de março de 2021 
  40. «União da Ilha  – A briga contra o moinho para continuar grande: Empolgação e a certeza de que a permanência na elite não é nenhum montro». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 9. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  41. «Primeira a desfilar no Rio, União da Ilha 'materializa' sonhos de Dom Quixote». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2012 
  42. «Viradouro critica notas do júri e fala até em complô: Escola de Niterói deixa Grupo Especial após 20 anos». O Globo. 18 de fevereiro de 2010. p. 14. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  43. «Viradouro redescobre personagens mexicanos na Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2017 
  44. «Viradouro – Menina com brilho de estrela: Rainha de bateria de 7 anos chega a chorar com assédio, mas reluz na avenida». O Globo. 16 de fevereiro de 2010. p. 12. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  45. «Grupo de Acesso – Padre Miguel abre o desfile: Escola apresenta problemas com a comissão de frente; Império Serrano levanta público». O Globo. 14 de fevereiro de 2010. p. 20. Consultado em 9 de novembro de 2019. Arquivado do original em 9 de novembro de 2019 
  46. «Resultado 2010 – Grupo 2». Site Academia do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2016 
  47. «Um choque de ordem na folia: Paes vê até o desfile da São Clemente, que fez alusão ao programa da prefeitura, e perde outras quatro escolas». O Globo. 15 de fevereiro de 2010. p. 5. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  48. «Quando o choque de ordem dá samba: Com enredo sobre programa da prefeitura, São Clemente é a campeã do Grupo de Acesso». O Globo. 17 de fevereiro de 2010. p. 17. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  49. a b «Resultado 2010 – Grupo 3». Site Academia do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2016 
  50. a b c d «Resultado 2010». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  51. a b c d «Resultado 2010». Site Sambario Carnaval. Consultado em 29 de abril de 2018. Cópia arquivada em 18 de março de 2017 
  52. «Resultado 2010 – Grupo 4». Site Academia do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2016 
  53. «Resultado 2010 – Grupo 5». Site Academia do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 5 de outubro de 2016 
  54. a b «Resultado 2010 – Grupo 6». Site Academia do Samba. Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  55. «Escolas Mirins - 2010». Academia do Samba. Consultado em 17 de março de 2021. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2016 
  56. «Paulo Barros se transforma em mágico no Desfile das Campeãs: Carnavalesco se integra à comissão de frente nota dez da Unidos da Tijuca». O Globo. 22 de fevereiro de 2010. p. 15. Consultado em 11 de novembro de 2019. Arquivado do original em 11 de novembro de 2019 
  57. a b c «Ordem dos Desfiles 2010 – Blocos de Enredo». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 13 de março de 2017 
  58. «Notas 2010 – Blocos de Enredo – Grupo 1». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 10 de agosto de 2016 
  59. «Notas 2010 – Blocos de Enredo – Grupo 2». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 10 de agosto de 2016 
  60. «Notas 2010 – Blocos de Enredo – Grupo 3». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 10 de agosto de 2016 
  61. «Notas 2010 – Blocos de Enredo – Avaliação». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 10 de agosto de 2016 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bastos, João (2010). Acadêmicos, unidos e tantas mais - Entendendo os desfiles e como tudo começou 1.ª ed. Rio de Janeiro: Folha Seca. 248 páginas. ISBN 978-85-87199-17-1 
  • Gomyde Brasil, Pérsio (2015). Da Candelária à Apoteose - Quatro décadas de paixão 3.ª ed. Rio de Janeiro: Multifoco. ISBN 978-85-7961-102-5 
  • Valença, Rachel; Valença, Suetônio (2017). Serra, Serrinha, Serrano - O Império do Samba 1.ª ed. Rio de Janeiro: Record. 433 páginas. ISBN 978-85-0110-897-5 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias

Ligações externas[editar | editar código-fonte]