Raquel Valença

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Raquel Valença
Raquel em 2009
Nome completo Raquel Teixeira Valença
Nascimento 18 de junho de 1944 (77 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Ocupação Pesquisadora

Raquel Teixeira Valença[1], por vezes também grafada Rachel[2] Teixeira Valença (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1944), é uma professora, pesquisadora, escritora e ritmista brasileira.[1]

É conhecida como uma das maiores especialistas em Carnaval vivas.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Atuou como professora de Língua Portuguesa, de 1967 até o ano de 1970, ano este em que escreveu um caderno sobre a matéria, pela Fundação Educacional do Distrito Federal, em parceria com diversos colegas.[1] Em 1972, passou a atuar na escola de samba Império Serrano, mesmo ano em que foi co-editora do Dicionário Ilustrado da Academia, pela Editora Bloch.

Em 1981, foi autora do famoso livro Serra, Serrinha, Serrano: o Império do Samba, escrito em parceria com Suetônio Valença[1], sobre o Império Serrano, escola de samba onde foi durante muito tempo, até 2010, vice-presidente.[1]

Durante a década de 2010, ocupou novamente um cargo na diretoria da escola, sendo vice-presidente cultural.[1]

Referências

  1. a b c d e f Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. «Dicionário Cravo Albin - Raquel Valença». Consultado em 3 de agosto de 2021 
  2. a b Mànya Millen (2 de dezembro de 2019). «Rachel Valença, a literatura que dá samba». Consultado em 3 de agosto de 2021