Jorge Silveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jorge Silveira

Jorge Silveira na 4ª edição da Carnavália-Sambacon em 2017.
Informações pessoais
Nome completo Jorge Luiz Silveira
Data de nasc. 4 de fevereiro de 1981 (43 anos)
Local de nasc. Niterói,  Rio de Janeiro,  Brasil
Informações profissionais
Escola atual Acadêmicos do Salgueiro
Mocidade Alegre
Escolas de samba
Anos Escolas
2015-2017
2017
2018-2020
2021-2022
2023
2023-
2025-
Dragões da Real
Viradouro
São Clemente
Dragões da Real
São Clemente
Mocidade Alegre
Acadêmicos do Salgueiro
Última atualização: quinta-feira, 23 de maio de 2024

Jorge Luiz Silveira, mais conhecido como Jorge Silveira (Niterói, 4 de Fevereiro de 1981), é um carnavalesco brasileiro, atual bicampeão do carnaval de São Paulo com a Mocidade Alegre.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado pela Escola de Belas Artes da UFRJ[1] é filho do carnavalesco Jorge Caldeirão, que trabalhou no Carnaval de Niterói nas décadas de 1970 e 80.[2][3]

Trabalhou como professor de arte cerca de 10 anos antes de ingressar no Carnaval carioca em 2011, quando teve a oportunidade de desenhar projetos de figurinos e alegorias para carnavalescos famosos, como Max Lopes e Rosa Magalhães. No mesmo ano também ingressou no Carnaval Virtual, como carnavalesco do G.R.E.S.V. Mocidade.[2][4]

Nos anos que se seguiram, realizou trabalhos para escolas de samba como Vila Isabel, Unidos da Tijuca, Imperatriz, Mangueira, Porto da Pedra, Viradouro e Cubango, e também em agremiações de outros centros como X-9 Paulistana e Gaviões da Fiel (São Paulo), União da Ilha da Magia (Florianópolis), Os Rouxinóis e Cova da Onça (Uruguaiana) e Independente de Boa Vista (Grande Vitória). Chegou a trabalhar desenhando para oito escolas em um mesmo carnaval.[5][6][7] Contudo, revelou ter visto um projeto seu ser concretizado pela primeira vez no carnaval de 2012, quando fez desenhos para o carnavalesco Jaime Cezário em um enredo sobre o Barão de Mauá.[7]

Considerado no meio como detentor de um estilo particular, com traços cartunescos e de fácil concretização, conseguiu rápida acensão na carreira como carnavalesco.[7] Em 2015 foi convidado a integrar a equipe de carnavalescos da escola de samba paulistana Dragões da Real, da qual fez parte até 2017, quando foi vice-campeão do carnaval paulistano com o enredo "Dragões canta Asa Branca".[2]

Também para o Carnaval 2017 desenvolveu seu primeiro trabalho solo na Série A (segunda divisão) do Rio de Janeiro pela Viradouro, desenvolvendo o enredo "...E todo menino é um Rei" e conquistando o vice-campeonato e o Prêmio S@mba-Net de Revelação do Ano.[8][5]

Após o sucesso de 2017, foi contratado pela São Clemente como carnavalesco para o carnaval de 2018. O enredo "Academicamente popular" tratava do bicentenário de sua alma mater, a Escola de Belas Artes da UFRJ. Foi um um ano conturbado para a escola, que sofreu com a morte do vice-presidente, a perda da quadra e a interdição dos barracões da Cidade do Samba.[6] [9][10] Ainda assim, o desfile foi célebre por ter apresentado pela primeira vez um enredo que havia sido anteriormente realizado no Carnaval Virtual.[11]

Para o carnaval de 2019 renovou o contrato com a São Clemente e planeja um enredo com o samba reeditado "E o samba sambou", de 1990, de cunho autocrítico do próprio carnaval.[12]

É da autoria de Jorge Silveira a logomarca da Comunidade do Carnaval Virtual.[13]

Para o carnaval de 2021, retornou a Dragões da Real, escola onde iniciou carreira, para assinar como carnavalesco solo. Com o adiamento dos desfiles por conta da pandemia de COVID-19, o carnaval só voltou a acontecer em abril de 2022. Sendo a última a desfilar na primeira noite, a Dragões da Real teve uma passagem morna e tida como decepcionante por amantes do samba, apesar da plástica impecável de Jorge Silveira. A escola renovou com o artista logo em seguida, porém, sem maiores explicações, dispensou-o pouco tempo depois. [14]

Para 2023, Jorge assinou com a Mocidade Alegre. [15] Desenvolvendo o enredo "Yasuke", que contava a saga de um lendário guerreiro negro, a Morada do Samba foi a quinta escola a desfilar no sábado de carnaval, que voltara ao seus dias habituais. Após uma apresentação elogiada, a agremiação sagrou-se campeã[16], dando a Silveira seu primeiro título no Carnaval, cuja melhor colocação havia sido um vice-campeonato em 2017. Minutos antes do início do Desfile das Campeãs, a presidente Solange Bichara anunciou a renovação do carnavalesco com a escola.

Paralelo à Mocidade, Jorge Silveira também acertou seu retorno à São Clemente para 2023 e desenvolveu o enredo "O Achamento do Velho Mundo" e apesar da apresentação correta e aplaudida, a escola não conseguiu se classificar para o Grupo Especial, ficando num apático 7º lugar. Após a apuração, a agremiação decidiu não renovar seu contrato.[17]

Seguindo somente com a Mocidade Alegre, para 2024 o carnavalesco trouxe ao Sambódromo do Anhembi o enredo "Brasiléia Desvairada: a busca de Mário de Andrade por um país".[18] Com um desfile leve, bonito e de fácil entendimento, a escola se credenciou rapidamente ao bicampeonato.[19] A confirmação do favoritismo da Mocidade Alegre veio na apuração do dia 13 de fevereiro, onde a escola se consagrou bicampeã do carnaval paulistano, com a nota máxima de 270 pontos (contando com os descartes).[20][21]

Em 18 de fevereiro, foi contratado para comandar o carnaval da Acadêmicos do Salgueiro para o ano de 2025. Também seguirá como carnavalesco da Mocidade Alegre, mas dividindo os trabalhos com Caio Araújo, recém-saído da Mocidade Unida da Mooca.[22]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Abaixo, a lista de desfiles assinados por Jorge Silveira.

Ano Escola Colocação Divisão Enredo Ref.
2015 Dragões da Real 5º lugar Especial (SP) Acredite se puder!
2016 Dragões da Real 6º lugar Especial (SP) Surpresa! Adivinha o que eu trouxe pra você?
Bom das Bocas Vice-campeã Grupo A (Três Rios) Bom das Bocas - A Essência do Samba
2017 Dragões da Real Vice-campeã Especial (SP) Dragões canta Asa Branca
Unidos do Viradouro Vice-campeã Série A (RJ) ...E todo menino é um Rei
2018 São Clemente 11º lugar Especial (RJ) Academicamente popular
2019 São Clemente 12º lugar Especial (RJ) E o samba sambou
2020 São Clemente 10º lugar Especial (RJ) O Conto do Vigário
2022 Dragões da Real 7º lugar Especial (SP) Adoniran
2023 Mocidade Alegre Campeã Especial (SP) Yasuke [16]
São Clemente 7º lugar Série Ouro (RJ) O Achamento do Velho Mundo [17]
2024 Mocidade Alegre Campeã Especial (SP) Brasiléia Desvairada: a busca de Mário de Andrade por um país [23]
Mocidade Alegre Especial (SP) Quem Não Pode com Mandinga, Não Carrega Patuá [24]
2025 Salgueiro Especial (RJ) Salgueiro de Corpo Fechado [25]

Títulos e estatísticas[editar | editar código-fonte]

Divisão
Campeonato
Ano
Vice
Ano
Terceiro lugar
Ano

Primeira Divisão
2 2023 & 2024 (SP) 2 2016 (Três Rios), 2017 (SP) 0 -

Segunda Divisão
0 - 1 2017 (RJ) 0 -

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Estrela do Carnaval
  1. 2019 - Melhor enredo (São Clemente - "E o Samba Sambou") [26]
  2. 2020 - Melhor enredo (São Clemente - "O Conto do Vigário") [27]
  3. 2023 - Melhor enredo (São Clemente - "O Achamento do Velho Mundo") [28]
  4. 2023 - Melhor carnavalesco (Mocidade Alegre) [29]
  • Gato de Prata
  1. 2017 - Revelação (carnavalesco - Viradouro) [30]
  • Plumas & Paetês Cultural
  1. 2017 - Melhor desenhista (Viradouro) [31]
  2. 2018 - Melhor desenhista (São Clemente) [32]
  3. 2020 - Melhor pesquisador (São Clemente) [33]
  4. 2023 - Melhor pesquisador (São Clemente) [34]
  • Prêmio SRzd
  1. 2020 - Melhor enredo (São Clemente - "O Conto do Vigário") [35]
  1. 2020 - Melhor enredo (São Clemente - "O Conto do Vigário") [36]
  • Troféu Sambario
  1. 2019 - Melhor conjunto de fantasias (São Clemente) [37]
  • Troféu Tupi Carnaval Total
  1. 2023 - Melhor enredo (São Clemente - "O Achamento do Velho Mundo") [38]

Referências

  1. «Jorge Luiz Silveira» 
  2. a b c «Prosa do Folia: Jorge Silveira, carnavalesco da Dragões da Real e Viradouro». Folia do Samba. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  3. DAMICO, Rafael. «Jorge Silveira É O Novo Carnavalesco Da Viradouro». Tudo de Samba. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  4. «Do Carnaval Virtual ao Real - Jorge Silveira». SRZD. 10 de novembro de 2015. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  5. a b «A nova cara da Viradouro». O Globo. 10 de abril de 2016. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  6. a b DE PAULA, Patricia (1 de fevereiro de 2018). «Novo carnavalesco da São Clemente promete ousar em desfile na Sapucaí». O Globo. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  7. a b c FREIRE, Beatriz; ANTAN, Leonardo (2017). «Processos da Criação: Jorge Silveira - Do traço marcante à materialização de um carnaval». Carnavalize. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  8. «Prêmio S@mbanet» 
  9. RIGEL, Ricardo (24 de outubro de 2017). «Cidade do Samba interditada pode colocar carnaval 2018 em risco». Extra. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  10. «Jorge Silveira: "Não vai faltar trabalho para a São Clemente fazer um grande Carnaval"». Rádio Arquibancada. 10 de março de 2017. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  11. CARDOSO, Gabriel (21 de junho de 2017). «Jorge Silveira fala sobre o enredo de 2018: "É o Carnaval da minha vida"». Carnavalizados
  12. BALTAR, Anderson (13 de novembro de 2018). «Jorge Silveira: "O enredo da São Clemente é fundamental pro mundo do samba"». UOL. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  13. «Carnaval Virtual: A Marca» 
  14. SASP, Redação (5 de maio de 2022). «Jorge Silveira não é mais carnavalesco da Dragões da Real». SASP Carnaval. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  15. «Jorge Silveira é o carnavalesco da Mocidade Alegre». Liga-SP. 12 de maio de 2022. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  16. a b «Mocidade Alegre é campeã do Carnaval SP 2023; veja famosos no desfile». Quem. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  17. a b Tesi, Romulo (28 de fevereiro de 2020). «Jorge Silveira deixa a São Clemente». Setor 1. Consultado em 27 de fevereiro de 2023 
  18. admin-morada (11 de junho de 2023). «Conheça o enredo da Mocidade Alegre para o Carnaval 2024: "Brasiléia Desvairada"». Mocidade Alegre. Consultado em 13 de fevereiro de 2024 
  19. Carnavalesco, Redação (11 de fevereiro de 2024). «Mocidade Alegre desbrava o Brasil com Mario de Andrade em desfile marcado pela coesão do conjunto». Carnavalesco. Consultado em 14 de fevereiro de 2024 
  20. Carnavalesco, Redação (13 de fevereiro de 2024). «MOCIDADE ALEGRE É BICAMPEÃ DO GRUPO ESPECIAL DE SÃO PAULO». Carnavalesco. Consultado em 14 de fevereiro de 2024 
  21. «Veja qual foi o enredo da Mocidade Alegre, campeã do Carnaval de SP em 2024». www.band.uol.com.br. 13 de fevereiro de 2024. Consultado em 14 de fevereiro de 2024 
  22. master_ligasp (21 de fevereiro de 2024). «Mocidade Alegre anuncia dupla de Carnavalescos para 2025». Liga-SP. Consultado em 22 de fevereiro de 2024 
  23. «Mocidade Alegre é a campeã do carnaval de São Paulo 2024». O Globo. 13 de fevereiro de 2024. Consultado em 14 de fevereiro de 2024 
  24. Carnavalesco, Redação (28 de abril de 2024). «Bicampeã em São Paulo, Mocidade Alegre apresenta enredo para o Carnaval 2025». Carnavalesco. Consultado em 28 de abril de 2024 
  25. Carnavalesco, Redação (19 de abril de 2024). «'Reflete a alma e a ancestralidade que o Salgueiro tanto valoriza', diz Jorge Silveira sobre o enredo para o Carnaval 2025». Carnavalesco. Consultado em 19 de abril de 2024 
  26. «Viradouro ganha o Estrela do Carnaval de Desfile do Ano do Grupo Especial de 2019». Site Carnavalesco. 5 de março de 2019. Consultado em 27 de junho de 2021. Cópia arquivada em 27 de junho de 2021 
  27. «Vila Isabel é a dona do desfile do ano na Grupo Especial». Site Carnavalesco. 25 de fevereiro de 2020. Consultado em 9 de março de 2020. Cópia arquivada em 9 de março de 2020 
  28. «Estrela do Carnaval 2023: Porto da Pedra é o Desfile do Ano da Série Ouro». Site Carnavalesco. 21 de fevereiro de 2023. Cópia arquivada em 7 de abril de 2023 
  29. Carnavalesco, Redação (8 de maio de 2023). «Conheça os vencedores do prêmio Estrela do Carnaval 2023 do Grupo Especial de São Paulo». Carnavalesco. Consultado em 10 de maio de 2023. Cópia arquivada em 10 de maio de 2023 
  30. Figueiredo, Rodney (25 de julho de 2017). «8ª Edição do Troféu Gato de Prata premia os melhores do Carnaval». Site Carnaval Carioca. Consultado em 22 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2017 
  31. «Prêmio Plumas e Paetês 2017». Site Papo de Samba. Consultado em 21 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2017 
  32. «Prêmio Plumas e Paetês 2018». Carnavalizados. Consultado em 1 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2021 
  33. «Prêmio Plumas & Paetês 2020». Plumas e Paetês Cultural. 25 de fevereiro de 2020. Consultado em 18 de outubro de 2021. Arquivado do original em 18 de outubro de 2021 
  34. «Prêmio Plumas & Paetês 2023». Tribuna da Imprensa. 22 de fevereiro de 2023. Consultado em 7 de abril de 2023. Arquivado do original em 7 de abril de 2023 
  35. «Prêmio SRzd Carnaval 2020: Veja os vencedores do Grupo Especial». SRzd.com. 25 de fevereiro de 2020. Consultado em 18 de outubro de 2021. Cópia arquivada em 18 de outubro de 2021 
  36. «Vencedores S@mba-Net  2020». Sambanet.com. Consultado em 18 de outubro de 2021. Cópia arquivada em 18 de outubro de 2021 
  37. «Troféu Sambario 2019». Sambario. Consultado em 8 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2021 
  38. «Troféu Tupi Carnaval Total 2023 – Série Ouro». Super Rádio Tupi. Consultado em 7 de abril de 2023. Arquivado do original em 7 de abril de 2023 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]