Raíssa de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Raíssa de Oliveira
Informações pessoais
Nome completo Raíssa de Oliveira
Data de nasc. 30 de julho de 1990 (28 anos) [1]
Local de nasc. Mesquita,  Rio de Janeiro,  Brasil
Informações profissionais
Escola atual Beija-Flor
Escolas de samba
Anos Escolas
2003 - atualmente Beija-Flor

Raíssa de Oliveira (Mesquita, 30 de julho de 1990)[2] é uma estudante de jornalismo e dançarina de samba brasileira.[3] Notabilizou-se no Carnaval carioca ao ser escolhida como rainha de bateria da escola de samba GRES Beija-Flor aos 12 anos de idade, no ano de 2003,[4] após ganhar um concurso de TV no qual concorriam passistas mirins de diversas escolas. Ocupa o posto todos os anos desde então.

Raissa de Oliveira nasceu e cresceu no meio do samba e tornou-se a mais jovem Rainha de Bateria de Escolas de Samba do Rio de Janeiro, à frente da Bateria da Beija Flor de Nilópolis.[5]

Ao contrário da maioria das rainhas de bateria do grupo especial carioca na década de 2000, Raíssa é uma rainha de bateria escolhida na própria comunidade, e mantém-se fixa num posto considerado rotativo. Antes de desfilar como rainha de bateria, era integrante da ala das crianças.[6]

Referências

  1. Paulo Barros no DCAMPB (em português)
  2. Sambarazzo. «Rainha de bateria - azul-e-branco de Nilópolis». Consultado em 17 de fevereiro de 2010. 
  3. Jornall Correio do Brasil. «19/2/2009 08:59:57 Rainhas estreantes lutam para brilhar no carnaval». Consultado em 17 de fevereiro de 2010. 
  4. Revista Época. «Atualizado em 05/02/2010 - 23:00 - Rainha da polêmica - A Viradouro pode colocar à frente da bateria uma passista de 7 anos?». Consultado em 17 de fevereiro de 2010. 
  5. Sambando. «Raissa Oliveira - Rainha de Nilópolis». Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  6. Carnaval do Brasil. «As Rainhas de Bateria do Carnaval 2010». Consultado em 17 de fevereiro de 2010.