Jorge Freitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jorge Freitas
Hungria é destaque do enredo da Rosas.jpg
Nome completo Jorge Marcos Freitas
Nascimento 25 de janeiro de 1963 (56 anos)
Nova Friburgo,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Carnavalesco
Principais trabalhos Rosas de Ouro, Gaviões da Fiel, Império de Casa Verde e Mancha Verde

Jorge Marcos Freitas, mais conhecido como Jorge Freitas (Nova Friburgo, 25 de Janeiro de 1963) é um professor, maestro e carnavalesco brasileiro. Atualmente, é carnavalesco da Mancha Verde, de São Paulo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É formardo em Educação Física e Educação Artística, e foi regente durante 26 anos da Banda Marcial do Colégio Nossa Senhora das Mercês em Nova Friburgo-RJ.[1]

Começou como carnavalesco em 1995 na Arranco do Engenho de Dentro ficando em 16º lugar no Grupo de Acesso, caindo para o Grupo B. Continuou na escola, e no ano seguinte, em 1996 foi campeão, com o enredo Ser Brasil, ser brasileiro. Em 1997 continuou como carnavalesco da Arranco do Engenho de Dentro no Grupo de Acesso, e assumiu o carnaval da Vila Isabel no Grupo Especial.[2] Conquistou o 8º lugar no Grupo de Acesso e o 9º lugar no Grupo Especial. A partir de 1998 até 1999 permaneceu apenas como carnavalesco da Vila Isabel, tendo como melhor resultado um 11º lugar em 1999.

Em 2000 foi para São Paulo, onde virou carnavalesco da Gaviões da Fiel. Logo no primeiro ano, conseguiu um Vice-Campeonato no Grupo Especial. Continuou como carnavalesco em 2001 ficando com o 3º lugar. Em 2002 conquista seu primeiro título no Grupo Especial pela Gaviões da Fiel com o enredo Xeque-Mate[3]. Em 2003 conquista o Bi-Campeonato, com o enredo As Cinco Deusas Encantadas no Corte do Rei do Gavião. No mesmo ano, ele voltou a Vila Isabel, quando a escola estava no Grupo de acesso, conquistando o 3º lugar.

Em 2004 foi contratado pela Portela, para a reedição do enredo Lendas e Mistérios da Amazônia, que havia dado o título em 1970 para agremiação. Com a reedição, conseguiu o 7º lugar no Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro.[4]

No ano de 2005 voltou a Gaviões da Fiel, que havia sido rebaixada no ano anterior, e conseguiu o título do Grupo de Acesso com o enredo Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima.[5] Em 2006 continuou na Gaviões da Fiel, que apesar de todo o favoritismo, terminou em 15º lugar, sendo novamente rebaixada ao Grupo de Acesso.

Em 2007 foi convidado pela LigaSP para assumir o carnaval da Pérola Negra, que havia acabado de subir do Grupo de Acesso, e conseguiu manter a escola no Grupo Especial, com uma 11º colocação.


Foi convidado em 2008 para assumir o carnaval da Rosas de Ouro. Após duas boas colocações, com um 4º lugar em 2008 e um 3º lugar em 2009. No ano de 2010 conquistou mais um título,[6] com o enredo Cacau: um grão precioso que virou chocolate, e sem dúvida. se transformou no melhor presente. Em 2011 foi novamente o carnavalesco da escola[7] e terminou o carnaval em 8º lugar com o enredo "Abra-te Sesamo: a senha da sorte!", 2012 apresentou um belo desfile "Hungria, o Reino dos Justus" homenagiando o empresário e apresentador Roberto Justus nesta mesma escola. Já para o carnaval de 2013 o carnavalesco desenvolveu para a Rosas de Ouro o enredo "Os Condutores da Alegria,numa Fantástica Viagem aos Reinos da Folia" , onde conseguiu o vice-campeonato. No carnaval 2014 Jorge Freitas elaborou o enredo "Inesquecivel" onde alcançou novamente o segundo lugar. Seu último trabalho na Rosas de Ouro foi para o carnaval 2015 com o enredo "Depois da tempestade...O encanto!" que resultou num 3º lugar para a escola.

Foi especulado de que iria para Vai-Vai, mas o carnavalesco acertou mesmo com a Império de Casa Verde para o carnaval de 2016[8], onde foi campeão do Grupo Especial.

Em 20 de fevereiro de 2018, foi anunciado como novo carnavalesco da Mancha Verde, conquistando o primeiro título do Grupo Especial da história da agremiação.

Carnavais de Jorge Freitas[editar | editar código-fonte]

Ano Escola Colocação Divisão Enredo Ref.
1995 Arranco 16º lugar Grupo A Ria, se puder
1996 Arranco Campeã Grupo B Ser Brasil, ser brasileiro
1997 Vila Isabel 9º lugar Grupo Especial Não deixe o samba morrer
Arranco 8º lugar Grupo A Chico Anísio, 50 anos de humor
1998 Vila Isabel 12º lugar Grupo Especial Lágrimas, suor e conquistas no mundo em transformação
1999 Vila Isabel 11º lugar Grupo Especial João Pessoa, onde o sol brilha mais cedo
2000 Gaviões da Fiel Vice-Campeã Grupo Especial Um Vôo Para a Liberdade
2001 Gaviões da Fiel 3º lugar Grupo Especial Mitos e Magias na Triunfante Odisséia da Criação
2002 Gaviões da Fiel Campeã Grupo Especial Xeque-Mate
2003 Gaviões da Fiel Campeã Grupo Especial As Cinco Deusas Encantadas na Corte do Rei Gavião
Vila Isabel 3º lugar Grupo A Oscar Niemeyer, o arquiteto no recanto da princesa
2004 Portela 7º lugar Grupo Especial Lendas e Mistérios da Amazônia
2005 Gaviões da Fiel Campeã Grupo de acesso Renasce, sacode a poeira e dá a volta por cima
2006 Gaviões da Fiel 15º lugar Grupo Especial Asas da Fascinação
2007 Pérola Negra 11º lugar Grupo Especial Venda como arte, comércio como sua principal representação
Gaviões da Fiel Campeã Grupo de acesso Anchieta, José do Brasil
2008 Rosas de Ouro 4º lugar Grupo Especial Rosaessência, O Eterno Aroma
2009 Rosas de Ouro 3º lugar Grupo Especial Bem-vindos à fábrica dos sonhos
2010 Rosas de Ouro Campeã Grupo Especial Cacau: um grão precioso que virou chocolate, e sem dúvida se transformou no melhor presente
2011 Rosas de Ouro 8º lugar Grupo Especial Abra-te Sesamo: a senha da sorte!
2012 Rosas de Ouro Vice-Campeã Grupo Especial Hungria, o Reino dos Justus
2013 Rosas de Ouro Vice-Campeã Grupo Especial Os Condutores da Alegria, numa Fantástica Viagem aos Reinos da Folia
2014 Rosas de Ouro Vice-Campeã Grupo Especial Inesquecível
2015 Rosas de Ouro 3º lugar Grupo Especial Depois da Tempestade... O Encanto!
2016 Império de Casa Verde Campeã Grupo Especial O Império dos Mistérios
2017 Império de Casa Verde 4º lugar Grupo Especial Paz. O Império da nova era [9]
2018 Império de Casa Verde 6º lugar Grupo Especial O povo, a nobreza real [10]
2019 Mancha Verde Campeã Grupo Especial Oxalá, salve a princesa! A saga de uma guerreira negra [11]
2020 Mancha Verde Grupo Especial Pai! Perdoai, eles não sabem o que fazem! [12]

Referências