Marquinho Art'Samba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marquinho Art'Samba
Informações pessoais
Nome completo  Marcos Pereira Antonio
Data de nasc. 19 de abril de 1970 (49 anos)
Local de nasc. Mesquita,  Brasil
Grito de guerra Alô xxx! Agora é a nossa vez! Vem, vem, vem comigo!
Informações profissionais
Escola atual Mangueira
Escolas de samba
Anos Escolas
2002
2003-2004
2005
2006
2007
2008-2011
2013-2015
2015
2016
2017-2018
2018-
Grande Rio (apoio)
Inocentes da Baixada (apoio)
Portela (apoio)
Grande Rio (apoio)
Mocidade (apoio)
Porto da Pedra (apoio)
Unidos de Padre Miguel
Mocidade (apoio)
Imperatriz
Império Serrano
Mangueira
Última atualização: quarta-feira, 19 de junho de 2019

Marcos Pereira Antonio, mais conhecido como Marquinho Art'Samba (Mesquita, 19 de abril de 1970) é um intérprete de sambas de enredo brasileiro, que ficou conhecido pelas suas passagem na Unidos de Padre Miguel, Imperatriz Leopoldinense e Império Serrano.[1] Atualmente é o intérprete oficial da Estação Primeira de Mangueira[2].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marquinho Art'Samba (à esquerda), durante o desfile da Imperatriz em 2016.

Natural de Mesquita e filho de um mestre-sala de uma extinta escola do município fluminense, Marquinho Art Samba adotou o sobrenome artístico devido ao grupo de pagode que integrou ainda jovem. O conjunto durou apenas três anos. A vocação do então pagodeiro para intérprete de escola de samba foi descoberto por um vizinho ao ouvi-lo cantar no chuveiro. quando interpretou o samba 'Uni-duni-tê, a Beija-flor escolheu: é você!' e o samba foi escolhido o campeão. Naquele ano, a Beija-Flor ficou na 3ª colocação no Sambódromo, mas o mais importante para mim foi que, sem experiência alguma com samba, consegui levar a composição do Sérgio Fonseca e seus amigos a ser o samba-enredo de uma grande escola", relembrou. Um dos amigos de Sérgio era Edeor de Paula, autor do antológico "Os Sertões". Na ocasião, defendeu a obra ao lado de Jackson Martins, que mais tarde se consagraria na Caprichosos. Dois anos depois, ajudaria mais um samba a ser campeão em Nilópolis, com o enredo em homenagem a Bidu Sayão.

As portas das agremiações se abriram para Marquinho. Sua primeira passagem por um carro de som na Sapucaí foi pela Grande Rio em 2002, levado por Emerson Dias. No ano seguinte, já apadrinhado por Bruno Ribas, estava na Inocentes de Belford Roxo (na época da Baixada). Na Beija-Flor, conseguiria mais uma vitória em 2004, ano do clássico "Manoa". Integrou tambem os carros de som de Portela, Grande RioMocidade. Sempre ao lado de Bruno Ribas. "É uma pessoa da qual tenho um carinho enorme. Somos amigos dentro e fora do samba, já que ele é padrinho do meu filho. Foi uma parceria de seis anos cantando juntos", elogia. Após cantar na disputa da Porto da Pedra o samba campeão para o Carnaval 2008, foi convidado por Luizinho Andanças para tomar parte da equipe do Tigre.

Após três anos na Porto da Pedra, pensou em parar ao ver a ascensão dos intérpretes mais jovens. Então surgiu a oportunidade de ser primeiro intérprete na Unidos de Padre Miguel. Comandou a vermelho-e-branco da Vila Vintém de 2013 a 2015. Em 2015, voltou a cantar junto com Bruno Ribas na Mocidade[3]. Em 2016, estreou como titular numa escola do Grupo Especial, sendo o cantor oficial da Imperatriz e após o carnaval se desligou da escola[4]. Em 2017, saiu da verde e branco de Ramos e migrou para o Império Serrano [5] onde permaneceu até o ano de 2018.

Art Samba, pouco após o carnaval, foi contratado para ser a voz oficial da Estação Primeira de Mangueira, substituindo o então intérprete Ciganerey. Fazendo parte agora, então, da nova equipe de profissionais da verde e rosa.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Estrela do Carnaval - Melhor intérprete da Série A: 2015[6]
  • SRZD - Melhor intérprete da Série A: 2015[7]

Referências

  1. SAMBARIO (8 de setembro de 2015). «Marquinho Art Samba». 19:54. Consultado em 14 de setembro de 2015 
  2. «'Escola do meu coração', diz Marquinho Art'Samba, novo puxador da Mangueira». O Globo. 26 de março de 2018. Consultado em 26 de março de 2018 
  3. Carnavalesco (8 de setembro de 2015). «Marquinho Art'Samba não é mais intérprete da Unidos de Padre Miguel». 19:54. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  4. Carnavalesco (7 de março de 2016). «Marquinhos Art'Samba deixa a Imperatriz Leopoldinense». Consultado em 8 de março de 2016 
  5. Carnavalesco (16 de março de 2016). «Marquinhos Art'Samba é a nova voz do Império Serrano». Consultado em 17 de março de 2016. Arquivado do original em 24 de março de 2016 
  6. Carnavalesco (5 de março de 2015). «Estrela do Carnaval: A luxuosa temporada de Marquinho Art'Samba». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  7. SRZD-Carnaval (25 de fevereiro de 2015). «Prêmio SRZD-Carnaval 2015: Marquinho Art'Samba comemora e elogia portal». Consultado em 13 de setembro de 2015 
Precedido por
Nêgo
Intérprete da Imperatriz
2016
Sucedido por
Arthur Franco
Precedido por
Pixulé
Intérprete do Império Serrano
2017-2018
Sucedido por
Leleu e Anderson Paz
Precedido por
Ciganerey
Intérprete da Mangueira
2019
Sucedido por
--