Mestre Mug

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mestre Mug
Nascimento Amadeu Amaral
1950
Morte 18 de junho de 2021

Amadeu Amaral,[1] mais conhecido como Mestre Mug[2] (1950[3] – 18 de junho de 2021), foi um diretor de bateria do Carnaval carioca.[1]

Mug foi regente da bateria da escola de samba Vila Isabel, durante 30 anos[4], após sua saída queria seu filho como comandante da bateria, o que não foi aceito pela direção da escola. Mug recebeu o título de benemérito da então agremiação que é um título vitalicio.

Foi aclamado como presidente de honra da bateria e em 2011, esteve auxiliando o então diretor de bateria (Mestre Átila)[5]. em 2012, iria voltar a ser comandante da bateria da Vila. mas como a escola mudou de ideia, colocando Paulinho Botelho, Mug voltará a ser diretor de bateria, agora na Cabuçu[6], onde dividirá o comando com Luiz Paulo. Em 2012 Mestre Mug continua na Unidos de Vila Isabel como Presidente de Honra da bateria ao lado de Mestre Paulinho e Mestre Walan que é seu sobrinho. Em 2013 seu sobrinho continua no posto como Mestre de bateria.

Referências

  1. a b «Mestre Mug, ex-mestre de bateria da Vila Isabel, será enterrado neste sábado no Rio». G1. Consultado em 19 de junho de 2021 
  2. «Entrevista com Mestre Mug no jornal Correio Carioca em 2009» [ligação inativa]
  3. Mestre Mug (1950-2021) (em inglês), consultado em 19 de junho de 2021 
  4. Alberto João, para o Carnavalesco (13 de março de 2009). «Após 30 anos, mestre Mug deixa bateria da Vila Isabel. Átila é o substituto». Consultado em 25 de março de 2011 
  5. Rodrigo Coutinho, para o Carnavalesco (23 de janeiro de 2011). «Mestre Mug diz que quer ritmo característico da Vila de volta». Consultado em 25 de março de 2011 
  6. Luana Freitas, para o SRZD-Carnaval (1 de setembro de 2011). «Após 3 anos afastado, mestre Mug vai mostrar que 'merece' na Cabuçu» Verifique valor |url= (ajuda). 15h59. Consultado em 7 de setembro de 2011