Márcia Lage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Márcia Lage
Nome completo Márcia Leal de Souza Lage
Nascimento 27 de fevereiro de 1960 (59 anos)
Rio de Janeiro (RJ)
Nacionalidade brasileira
Ocupação Carnavalesca–Cenógrafa

Márcia Leal de Souza Lage, mais conhecido como Márcia Lage (Rio de Janeiro, 27 de Fevereiro de 1960) é uma importante cenógrafa e carnavalesca brasileira, que sempre atuou em conjunto com o seu atual marido, o também carnavalesco Renato Lage, onde antes era conhecida como Márcia Lávia. Atualmente está na Portela.

A carnavalesca trabalhou em dupla com seu marido, na Mocidade na década de 90, primeiramente estando assistente e mais tarde. No ano de 2002, quando a escola trouxe como enredo O Grande Circo Místico e a dupla migrou-se para o Salgueiro, onde fizeram carnavais de 2003 a 2008. durante esse período, fizeram parte da Comissão de carnaval criada pela Império de Casa Verde e sagrando-se campeã do grupo de acesso A com o enredo Taí, eu fiz tudo pra você gostar de mim, no Império Serrano em 2008[1].

No carnaval 2009, Márcia Lage iniciou sua carreira solo como carnavalesca do Império Serrano. mais entretanto a escola ficou em décimo segundo lugar e voltando ao grupo de acesso, mas no carnaval seguinte estava prestes a ser contratada como carnavalesca da Mangueira, mas no dia 5 de setembro de 2009, foi demitida da escola.[2]. Desde 2011, voltou a fazer dupla com com seu marido, no Salgueiro.[3] a junto com Renato também fez o carnaval da Vai-Vai. depois atuou com a seu marido durante dois anos pela Grande Rio, onde no primeiro ano na escola quase caiu para a Série A, onde se salvou devido a virada de mesa. permaneceu no ano seguinte e só se desligando após o carnaval. pra 2020 Márcia assim como Renato, estaram na tradicionalíssima Portela.

Desfiles assinados por Márcia Lage[editar | editar código-fonte]

Ano Escola Colocação Divisão Enredo Ref.
2002 Mocidade 4º lugar Grupo Especial O Grande Circo Místico [4][5]
2003 Salgueiro 7º lugar Grupo Especial Salgueiro, minha paixão, minha raiz - 50 anos de glórias [6][7]
2004 Salgueiro 6º lugar Grupo Especial A cana que aqui se planta, tudo dá, até energia… Álcool, o combustível do futuro [8][9]
2005 Salgueiro 5º lugar Grupo Especial Do fogo que ilumina a vida, Salgueiro é chama que não se apaga [10][11]
2006 Salgueiro 11º lugar Grupo Especial Microcosmos: o que os olhos não veem, o coração sente [12][13]
2007 Salgueiro 7º lugar Grupo Especial Candaces [14][15]
Império de Casa Verde 5º lugar Grupo Especial Glórias e Conquistas - A Força do Império está no salto do Tigre [16]
2008 Salgueiro Vice-Campeã Grupo Especial O Rio de Janeiro continua sendo… [17][18]
Império Serrano Campeã Grupo A Taí, eu fiz tudo para você gostar de mim [19][20]
2009 Império Serrano 12º lugar Grupo Especial A Lenda das Sereias e os Mistérios do Mar [21][22]
2011 Salgueiro 5º lugar Grupo Especial Salgueiro Apresenta: o Rio no Cinema [23][24]
2012 Salgueiro Vice-Campeã Grupo Especial Cordel branco e encarnado [25][26]
2013 Salgueiro 5º lugar Grupo Especial Fama [27][28]
2014 Salgueiro Vice-Campeã Grupo Especial Gaia - A vida em nossas mãos [29]
2015 Salgueiro Vice-Campeã Grupo Especial Do Fundo do Quintal, Saberes e Sabores na Sapucaí [30]
2016 Salgueiro 4º lugar Grupo Especial A Ópera dos Malandros [31]
Vai-Vai 4º lugar Grupo Especial Je Suis Vai-Vai [32]
2017 Salgueiro 3º lugar Grupo Especial A Divina Comédia Do Carnaval
2018 Grande Rio 12º lugar Grupo Especial Vai para o trono ou não vai?
2019 Grande Rio 9º lugar Grupo Especial Quem nunca...? Que atire a primeira pedra
2020 Portela Grupo Especial

Referências

  1. G1 (6 de fevereiro de 2008). «Carmem Miranda dá sorte ao Império Serrano». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  2. Carnavalesco. «Mangueira afasta carnavalesca». Consultado em 5 de setembro de 2009 
  3. Ralph Guichard - O repórter (8 de junho de 2010). «Márcia Lage está de volta ao Salgueiro». 9:20. Consultado em 11 de outubro de 2015 
  4. Galeria do Samba. «Mocidade 2002». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  5. Academia do Samba. «Mocidade 2002». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  6. Galeria do Samba. «Salgueiro 2003». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  7. Academia do Samba. «Salgueiro 2003». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  8. Galeria do Samba. «Salgueiro 2004». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  9. Academia do Samba. «Salgueiro 2004». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  10. Galeria do Samba. «Salgueiro 2005». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  11. Academia do Samba. «Salgueiro 2005». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  12. Galeria do Samba. «Salgueiro 2006». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  13. Academia do Samba. «Salgueiro 2006». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  14. Galeria do Samba. «Salgueiro 2007». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  15. Academia do Samba. «Salgueiro 2007». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  16. SASP. «Império de Casa Verde 2007». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  17. Galeria do Samba. «Salgueiro 2005». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  18. Academia do Samba. «Salgueiro 2005». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  19. Galeria do Samba. «Império Serrano 2008». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  20. Academia do Samba. «Império Serrano 2008». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  21. Galeria do Samba. «Império Serrano 2009». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  22. Academia do Samba. «Império Serrano 2009». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  23. Galeria do Samba. «Salgueiro 2011». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  24. Academia do Samba. «Salgueiro 2011». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  25. Galeria do Samba. «Salgueiro 2012». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  26. Academia do Samba. «Salgueiro 2012». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  27. Galeria do Samba. «Salgueiro 2013». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  28. Academia do Samba. «Salgueiro 2013». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  29. Galeria do Samba. «Salgueiro 2014». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  30. Galeria do Samba. «Salgueiro 2015». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  31. Galeria do Samba. «Salgueiro 2016». Consultado em 11 de outubro de 2015 
  32. SASP. «Vai-Vai 2016». Consultado em 11 de outubro de 2015