Mestre Louro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Lourival de Souza Serra (Rio de Janeiro, 1950 - idem, 14 de março de 2008), mais conhecido pelo apelido de Mestre Louro, foi um mestre de bateria de escola de samba do Rio de Janeiro.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Filho de Iracy Serra, um dos fundadores da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, e de Dona Fia, era irmão do compositor Almir Guineto.

Considerado por muitos um dos maiores Diretores de bateria do carnaval carioca, esteve à frente da bateria do Salgueiro no período entre 1972 e 2003.

Foi ainda diretor de bateria da Caprichosos de Pilares nos anos de 2005 e 2006. Esteve na Unidos do Porto da Pedra, mas devido a problemas de saúde abandonou o cargo de diretor de bateria da escola de São Gonçalo.

Faleceu no Hospital da Venerável Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, na Tijuca, às 5h30, a 14 de março de 2008, por conta de complicações causadas por um câncer no estômago.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro

  1. 1984 - Melhor Bateria (Salgueiro)
  2. 1992 - Personalidade
  3. 1993 - Melhor Bateria (Salgueiro)
  4. 1998 - Melhor Bateria (Salgueiro)
  5. 2000 - Melhor Bateria (Salgueiro)
  6. 2003 - Melhor Bateria (Salgueiro) [2]
  7. 2008 Personalidade [3]

Referências

  1. «G1 > Edição Rio de Janeiro - NOTÍCIAS - Morre Mestre Louro da bateria da Porto da Pedra». g1.globo.com. Consultado em 28 de junho de 2021 
  2. «Estandarte de Ouro 2003: Salgueiro é vencedor com cinco prêmios. Além de melhor escola, agremiação se destacou pela bateria». O Globo. 5 de março de 2003. p. 19. Consultado em 24 de setembro de 2019. Arquivado do original em 24 de setembro de 2019 
  3. «Tijuca empolga e leva mais um prêmio: Agremiação ganha, pela terceira vez, Estandarte de melhor escola». O Globo. 6 de fevereiro de 2008. p. 18. Consultado em 30 de outubro de 2019. Arquivado do original em 30 de outubro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.