Cartoon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a banda brasileira de rock progressivo, veja Cartoon (banda).
Um cartoon de um cientista louco estereotipado

Um cartoon, cartune ou cartum é um desenho humorístico acompanhado ou não de legenda, de caráter extremamente crítico, retratando, de uma forma bastante sintetizada, algo que envolve o dia a dia de uma sociedade.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O termo é de origem britânica, e foi pela primeira vez utilizado neste contexto na década de 1840, quando a revista Punch publicou uma série de charges que parodiavam estudos para os frescos do Palácio de Westminster, adaptados para satirizar acontecimentos da política contemporânea. Esse costume data de 1843, quando a Revista Punch utilizou o termo para se referir a desenhos satíricos de John Leech.[2] O significado original da palavra cartoon é "estudo", ou "esboço".

Este tipo de desenho é, ainda, considerado uma forma de comédia, e mantém o seu espaço na imprensa escrita atual. Na imprensa escrita moderna, o cartoon aparece como uma obra de arte, geralmente com intenção de humor.[3]

Cartoons e charges são gag visuais, contudo, a charge satiriza um acontecimento atual.[4] Assim como as tiras diárias e as pranchas dominicais, cartuns também podem ser distribuídos pelos syndicates.[5]

Animação[editar | editar código-fonte]

Um cavalo animado com a técnica da rotoscopia.


Por causa das semelhanças de estilo entre as tiras de jornal e os primeiros curta-metragens de animação, o termo "cartoon" é usado tanto para o estilo de ilustração, quanto para animação.[6] Enquanto animação designa qualquer estilo de imagens ilustradas exibidas rapidamente para indicar movimento, a palavra "cartoon" é mais frequentemente usado como um descritor para programas de televisão e curtas-metragens dirigidos às crianças, possivelmente com animais antropomorfizados, super-heróis, crianças ou temas infantis.


Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cartoon

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 361.
  2. (em inglês) Punch.co.uk. «History of the Cartoon» 
  3. Paulo Ramos (2016). «Tira, charge e cartum: Afinal, o que são? - Parte 2». Editora Escala. Conhecimento Prático Língua Portuguesa (58) 
  4. Edgar Franco. Hqtrônicas: do suporte papel à rede Internet. [S.l.]: Annablume, 2004. 23, 24 e 25 p. ISBN 9788574194769
  5. Bernard A. Drew. Black Stereotypes in Popular Series Fiction, 1851-1955: Jim Crow Era Authors and Their Characters. [S.l.]: McFarland, 2015. 107 p. ISBN 9780786474103
  6. Walasek, Helen (2009). The Best of Punch Cartoons: 2,000 Humor Classics. England: Overlook Press. 116 p. ISBN 1590203089
Bibliografia
Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.