Animação digital

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.


Animação
Técnicas tradicionais
Animação tradicional
Animação digital
Animação de recortes
Animação limitada
Animação tecnológica
Animação análogica por computador
Imagens geradas por computador
Cel shading
Computação gráfica
Animação por captura de movimento
Stop-motion
Claymation
Pixilation
Animação com fantoches
Mídias
Série de desenho animado
Websérie de desenho animado
Anime
Desenho animado
Filme de animação
Animação digital gerada pelo POV-Ray

A animação digital é a arte de criar imagens em movimento utilizando computadores, mais especificamente usando recursos de computação gráfica que surgiu durante a era da animação por computador. É um subcampo da computação gráfica e da animação. São criados cada vez mais trabalhos com o uso de gráficos 3D, mas ainda se usam bastante os gráficos 2D. Por vezes, o destino da animação é o próprio computador, mas por vezes é outro meio, como filmes dedicados para propaganda e cinema.

História[editar | editar código-fonte]

A história da animação digital está diretamente relacionada com a história da computação gráfica. Desde os primeiros dispositivos disponíveis foram percebidas as possibilidades de uso para geração de ilusão de movimento.

Uma imagem é apresentada no écran (monitor no Brasil) do computador e de seguida é rapidamente substituída por uma nova imagem, semelhante à anterior mas ligeiramente modificada. Esta técnica é idêntica ao modo como a ilusão de movimento é conseguida com a televisão e os filmes.

A animação computacional 3D é, antes de mais nada, o sucessor digital da animação por stop motion; a figura animada é modelada no monitor e "vestida" com um esqueleto virtual. Então os membros, olhos, bocas, roupas, etc., da figura 3D são movimentadas pelo animador. Finalmente, a animação é renderizada.

Principais técnicas[editar | editar código-fonte]

Trecho da animação Sintel

Você pode usar os efeitos de panorâmica e zoom incorporados ao Photo Story para dar vida a qualquer foto. O Photo Story atribui automaticamente um caminho direto entre as posições inicial e final das imagens, mas você pode personalizar o movimento da imagem selecionando outro caminho entre as posições inicial e final. Para criar esse movimento personalizado, importe a mesma imagem várias vezes e selecione o movimento e a duração de cada cópia da imagem, bem como o tipo e a duração das transições que ocorrem entre as cópias da imagem.

Quando você usa esse método, o movimento pode percorrer diferentes partes da imagem, criando um caminho mais complexo (e não uma linha reta) através da imagem e permitindo que você crie uma história com base em uma única imagem. Você também pode criar uma "janela" para a imagem. Nessa janela, o tamanho das posições inicial e final do movimento da imagem é o mesmo (movimento panorâmico puro). A janela de visualização amplia as partes da imagem selecionada para o tamanho máximo do vídeo resultante.

Se a resolução das imagens for alta o suficiente para esse tipo de visualização, você poderá descobrir diversos detalhes ocultos, pois a resolução de uma câmera digital de 5 megapixels padrão é quase quatro vezes mais apurada do que a resolução da tela do computador (1,3 Mpx em 1280 x 1024) e aproximadamente quinze vezes mais apurada do que a resolução de vídeo 640 x 480.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Animação digital

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre computação gráfica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.