Bordado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de bordado renascentista

Bordado é uma forma de criar à mão ou à máquina desenhos e figuras ornamentais em um tecido, utilizando para este fim diversos tipos de ferramentas como agulhas, fios de algodão, de seda, de , de linho, de metal etc., de maneira que os fios utilizados formem o desenho desejado.

Em Portugal existe um longo historial de bordados tradicionais em diversos pontos do país.

A cidade de Ibitinga (interior de SP), realiza todos os anos a tradicional Feira do Bordado de Ibitinga, trazendo à cidade turistas do Brasil inteiro.

Existem também os bordados do Ceará, provenientes de artesãos de todo o estado, muito conhecido por sua beleza e sua arte peculiar. Através deste tipo de bordados pode se ver as características do povo daquela terra, sua cultura e sua história, que é passada de pai para filhos há séculos.

Outra região em que se pode encontrar a tradição do bordado manual , herança da forte presença portuguesa no período colonial , é no interior de Minas Gerais , notadamente na região compreendida entre Tiradentes e Ouro Preto.Mesmo nos distritos mais remotos da região se encontram trabalhos bordados a mão , entre peças de cama e mesa e vestuário.Entre as técnicas mais utilizadas estão o Ponto Cheio e o Ponto de Cruz. Além desses existe o vagonite, tipo de bordado mais reto. Bordado.

Pontos de bordado[editar | editar código-fonte]

Todos os pontos de bordado pertencem a uma das quatro estruturas ou grupos de pontos básicos:[1]

Pontos retos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Categoria:Pontos retos

São pontos que possuem a superfície reta e são trabalhados em diferentes tamanhos e direções e espaçados a intervalos variáveis. Os principais pontos desse grupo são o Ponto de alinhavo, o Ponto atrás, o Ponto partido, o Ponto haste, o Ponto cheio e o Ponto matiz.[2]

Pontos cruzados[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Categoria:Pontos cruzados

Os pontos cruzados são formados por dois ou mais pontos que se cruzam entre si de diversas maneiras. Os principais pontos são o Ponto cruz, o Ponto cruz alongado e o Ponto russo.[3]

Pontos entrelaçados[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Categoria:Pontos entrelaçados

São os pontos feitos a partir do entrelaçamento do fio pelo direito do trabalho e prendendo-o com um ponto. Os principais pontos desse grupo são o Ponto de cadeia, o Ponto Paris e o Ponto de casear.[4]

Pontos de nós[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Categoria:Pontos de nós

Os pontos de nós são feitos torcendo-se o fio ou dando-se nós com ele sobre a superfície do trabalho para compor texturas de diferentes efeitos. Os principais pontos são Ponto rococó, Nó francês e Ponto coral.[5]


Bordado por região[editar | editar código-fonte]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal existem bordados com características únicas de acordo com a sua origem:

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Brittain, Judy; Sally Harding (1982). Enciclopédia de Agulhas e Linhas Melhoramentos [S.l.]