Resultados do Carnaval do Rio de Janeiro em 1932

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esta página contém o resultado do Carnaval do Rio de Janeiro de 1932.

Escolas de samba[editar | editar código-fonte]

Grupo Único[editar | editar código-fonte]

O Carnaval Carioca de 1932 foi o primeiro a contar com um concurso oficial de escolas de samba em toda a história, ao menos usando esta nomenclatura. Houve também o concurso de grupos de samba vencido pela Deixa Falar em 1929, porém esse outro não é considerado unanimemente como um concurso oficial entre escolas de samba.

O desfile aconteceu em 7 de fevereiro na Praça Onze. A comissão julgadora em 1932 era formada por Álvaro Moreira, Eugênia Moreira, José Lira, Orestes Barbosa, Fernando Costa, Raymundo Magalhães Júnior e J. Reis, todos jurados selecionados pelo jornal "Mundo Sportivo" que patrocinou o desfile.[1] Diversas escolas de samba participaram deste primeiro concurso, no entanto não houve classificação para todas elas, apenas as quatro primeiras colocações foram divulgadas.[2]

Classificação

Colocação Escola Escola Pontos Resultado
1 Mangueira Na floresta Campeã
2 Segunda linha do Estácio Vice-Campeã
2 Vai como pode Carnaval moderno Vice-Campeã
3 Para o ano sai melhor
4 Unidos da Tijuca

[3]

Ranchos[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Flor do Abacate "A tomada de Babilônia pelos persas"[4]
  • 2º Flor da lira (Bangu) - "Napoleão Bonaparte em campanha no Egito em 1798";
  • Grêmio Carnavalesco Rouxinol ("Ourasi", Melhor Enredo);
  • Parasitas de Ramos ("Os deuses subolímpicos", Prêmio Melhor Estandarte);
  • Lyrio Club de Botafogo ("Tabu, lenda japonesa. A grande Chechiana", Prêmio Melhor Evolução);
  • Destemidos da caverna ("A epopeia dos bandeirantes", Prêmio Originalidade);
  • Os arrepiados ("Sobre rosas", Melhor Harmonia);
Outros participantes
  • Aborrecidos do Realengo - "Amor de toureiro";
  • Elite Club do Realengo - "Condessa de Segur Blondina";
  • Deixa Falar - "A Primavera e a Revolução de Outubro"; Miséria e Fome - "Os doze Césares"[5]

Referências

  1. Portal Academia do Samba. «1932». Consultado em 26 de abril de 2010 
  2. Galeria do Samba. «Carnaval 1932 - Resultado». Galeria do Samba. Consultado em 22 de setembro de 2014 
  3. http://www.galeriadosamba.com.br/carnaval/1932/
  4. O Globo, 18 de Fevereiro de 1931, Matutina, Geral, página 2
  5. Nelson da Nóbrega Fernandes (2003). «Escolas de Samba: Sujeitos Celebrantes e Objetos Celebrados» (PDF). p. 50-53. Consultado em 22 de março de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 8 de outubro de 2006