Acadêmicos de Vigário Geral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vigário Geral
Bandeira do GRES Acadêmicos de Vigário Geral.png
Fundação 13 de março de 1991 (29 anos)
Escola-madrinha União da Ilha[1]
Cores
Bairro Vigário Geral
Presidente Elizabeth da Cunha (Betinha)[2]
Desfile de 2020
Enredo O Conto do Vigário

Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Vigário Geral é uma escola de samba do Rio de Janeiro, fundada a 13 de março de 1991, sendo localizada no bairro de mesmo nome.

História[editar | editar código-fonte]

Originária do bloco Carinhoso, desfilou como escola de samba, sendo campeã com o enredo que versava sobre o centenário de Copacabana. A escola foi ascendendo gradativamente até conseguir chegar ao Sambódromo em 1996 pelo Grupo B, ficando até 1999.[3]

Em 2009, apresentou o enredo Água fonte de vida: um grito de alerta ao patrimônio da terra,[4] mas foi rebaixada para o antigo Grupo de acesso D ao ficar em 14° lugar com 150 pontos.

No carnaval de 2012, a escola homenageou Abdias do Nascimento, líder do movimento negro, que morreu alguns meses após o enredo ser escolhido. A escola terminou com a terceira colocação. Após ser rebaixada novamente para a Série D no ano seguinte, conseguiu o acesso de volta para a Série C apenas em 2016, quando foi vice-campeã.

Em 2017, com o enredo "Contos do Vigário: Nasce um Trouxa a cada minuto" a escola obteve o acesso a Série B ao terminar em terceiro lugar na Série C, ficando a frente da Unidos de Lucas pelo critério de desempate. Abrindo os desfiles da Série B em 2018, a agremiação terminou em 9° lugar com o enredo "Dos tambores Africanos ao Bandonéon: Tango, um sentimento que se dança".

No carnaval de 2019, a escola apresentou o enredo "Mwene Kongo – O Reino Europeu na África que se tornou Folclore no Brasil", desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Costa, Lino Sales e Marcus Vinicius do Val, que contou a história do congado no Brasil. Com uma apresentação correta, a Vigário Geral se sagrou a campeã da Série B obtendo 269.4 pontos, conquistando assim o inédito acesso para a Série A no carnaval de 2020 e seu retorno a Marquês de Sapucaí, onde não desfilava desde 1999, quando disputou o antigo Grupo de Acesso B.

Para o carnaval de 2020, a escola apresentou o enredo "O Conto do Vigário", parecido com o título de 2017, novamente um trocadilho com seu próprio nome. O mesmo título de enredo seria apresentado pela São Clemente no mesmo ano. Em seu desfile, a Vigário Geral abordou as diversas mentiras e enganações apresentadas ao longo da História do Brasil, fechando seu desfile com uma crítica ferrenha ao então presidente do país, Jair Bolsonaro, que foi retratado como um palhaço fazendo gestos de arma de fogo.[5]

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
David Furtado 1992 - 1998 [6]
Germano Barbosa 1999 [6]
Sebastião da Silva 2006 - 2008 [6]
Elizabeth da Cunha "Betinha" 2009 - Atualidade [6][7]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Direção de Carnaval Direção de Harmonia Mestre de Bateria Ref.
2012-2013 João Carlos Basílio Adriano Jesus e Alexandre Eduardo Alvarenga [8]
2014 Daniel Durval Fernando Vasconcelos Eduardo Alvarenga
2015-2016 Nei Costa Gabriel Macedo Eduardo Alvarenga [9]
2017 Gabriel Macedo Gabriel Macedo Eduardo Alvarenga
2018 Marco Sacramento Rudnei Santos Eduardo Alvarenga
2019 Fernando Vasconcelos Fernando Vasconcelos Fernandinho
2020 Toninho do Trailer, Thiago Gomes
Ney Lopes, Rafael Marques
Daniel Katar Luygui [7]

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Período Intérprete oficial Referência
1992 - 2004 Serginho Leonel [10]
2005 - 2006 Serginho Leonel e Catoim
2007 Serginho Leonel
2008 Dario Lima
2009 Catoim
2010 Dario Lima
2011 - 2012 Ademir de São Miguel
2013 - 2017 Digu's Silva [11]
2018 - 2019 Marcelo Riva
2020 - Atualidade Tem-Tem Jr [7]

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 - 2015 Tom Barros [11]
2018 George Louzada
2019 Pablo Guerreiro
2020 Handerson Big [7]

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2013 Yuri Pires e Mirian Jalles [8]
2014 - 2015 Luan e Julianne [12]
2016 Ruan Furtado e Luiza Mendes
2017 Victor Hugo e Karina Lírio
2018-2019 Diego Jenkins e Cris Soares
2020 Jefferson Gomes e Paulinha Penteado [13][7]
2021-atualidade Jefferson Gomes e Natália Pereira


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons

Cortes da Bateria[editar | editar código-fonte]

Período Rainha de Bateria Madrinha de Bateria Ref
2011 Laíza Bastos Ana Pérola
2012 Laíza Bastos -
2013 Bárbara Sheldon -
2014 Regina Explosão -
2015 Laíza Bastos -
2016 - 2017 Andreza Clemente -
2018 Luana Santos -
2019 - 2020- Egili Oliveira - [7]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Acadêmicos de Vigário Geral
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1992 Campeã Desfile de Avaliação "Cem anos nas ondas de Copacabana" Cid Franco [10]
1993 Vice-campeã Grupo C

(quarta divisão)

"Respeitável público, o circo chegou" Cid Franco [10]
1994 12.º Lugar Grupo B

(segunda divisão)

"Ah! Que saudades que eu tenho" Cid Franco [14][10]
1995 Vice-campeã Grupo B

(segunda divisão)

"Ontem, hoje e sempre Mestre Marçal" Cid Franco [15][10]
1996 8.º Lugar Grupo B

(segunda divisão)

"Fica o dito pelo não dito" Cid Franco [16][10]
1997 6.º Lugar Grupo B

(segunda divisão)

"Rio de Janeiro a Janeiro, uma sinfonia apoteótica" Alexandre Col e Cid Franco [10]
1998 10.º Lugar Grupo B

(segunda divisão)

"Conto dourado de um povo sonhador" Cahê Rodrigues [10]
1999 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo B

(segunda divisão)

"Vigário, um sonho de liberdade" Cahê Rodrigues [10]
2000 12.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo C

(quarta divisão)

"Nessa Terra Brasil" Paulo Flores [17]
2001 10.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"África, glória e êxtase" Paulo Flores [18]
2002 3.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"A metamorfose da vida" Cid Franco [19]
2003 5.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"Ary Barroso, o Mister Samba" Cid Franco [20]
2004 10.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"Arlênio Lírio, a bandeira do samba" Cid Franco [21]
2005 3.º Lugar Grupo D "Respeitável público, o circo chegou!"
(Samba-enredo composto por Vadinho e Lúcio PDF)
Comissão de Carnaval [22]
2006 7.º Lugar Grupo C

(quarta divisão)

"Cantos e encantos, um acalanto para Uiara"
(Samba-enredo composto por Vadinho de Vigário, Quinzinho, Lúcio PDF e Farinha da FM)
Comissão de Carnaval [23]
2007 11.º Lugar Grupo C

(quarta divisão)

"Signos, sonhos do imaginário? Ou conto do Vigário?"
(Samba-enredo composto por Antonio Amaral, Alzair, Emanuel e Henrique)
Comissão de Carnaval [24]
2008 11.º Lugar Grupo C

(quarta divisão)

"Itam – A saga dos guerreiros da terra"
(Samba-enredo composto por Lucinha, Jorge Moreira, Nei do Pagode, Marcelo e Dario Lima)
Afonso Delone e Wilson Nascimento [25]
2009 14.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo RJ-2

(quarta divisão)

"Água fonte de vida: um grito de alerta ao patrimônio da terra"
(Samba-enredo composto por Lúcio PDF, Catoim, Dini Barbosa e Guelle)
Laerte Gulini [26]
2010 11.º Lugar Grupo RJ-3

(quinta divisão)

"Mistérios e magias do culto ao sagrado"
(Samba-enredo composto por Edmar G.S., Jorge Moreira, Nei do Pagode, Ricardinho e Soneca)
Laerte Gulini, Jordana Aristicth e Rodrigo Gevegir [27][28]
2011 5.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"Amor um sentimento universal"
(Samba-enredo composto por Luis Carlos, Joca, Felipe Pinto, Dom Mosquito, Leo Novo Horizonte, Luiz Carlos D’Avenida, Lucinha V.G, Fabinho, Alberto, Manoelzinho do Limão, Samuca e Ademir de São Miguel)
Afonso Delonni e Plínio dos Santos [29][30]
2012 3.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"Uma vida de lutas: Abdias Nascimento" Afonso Delonni e Vinicius Vaitsmann [31][32]
2013 8.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo C

(quarta divisão)

"Vigário te convida a ser criança novamente. Vem brincar com a gente na Intendente!" Afonso Delonni e Vinicius Vaitsmann [33]
2014 8.º Lugar Grupo D

(quinta divisão)

"A mais doce maravilha do Rio: O Pão de Açúcar." Afonso Delonni, Tom Barros e Vinicius Vaitsman [34][11]
2015 7.º Lugar Série D

(quinta divisão)

"Aos olhos do Redentor a delícia de ser carioca"
(Samba-enredo composto por Rô Barcellos, Clebinho Show, Tuninho da Telma, Edmilson, Amaral, Betinha de Vigário e João Bororó)
Afonso Delonni e Lucinha de Vigário [9]
2016 Vice-campeã Série D

(quinta divisão)

"Maracanã-Guaçu e o Ninho dos Deuses" Alexandre Costa, Lino Salles e Marcus do Val [35]
2017 3.º Lugar Série C

(quarta divisão)

"Contos do Vigário – Nasce um trouxa a cada minuto" Alexandre Costa, Lino Salles e Marcus do Val
2018 9º Lugar Série B

(terceira divisão)

Dos Tambores Africanos ao Bandoneón – Tango, um Sentimento que se Dança Alexandre Costa, Lino Salles e Marcus do Val [36]
2019 Campeã Série B

(terceira divisão)

Mwene Kongo – O Reino Europeu na África que se tornou Folclore no Brasil Alexandre Costa, Lino Salles e Marcus do Val [37]
2020 11º Lugar Série A

(segunda divisão)

O Conto do Vigário
Compositores:Domenil, Renan Diniz, Orlando Ambrosio, Richard Valença, Jefferson Oliveira, Professor Laranjo, Serginho Rocco, Denis Moraes, Rodrigo Sampaio, Gigi da Estiva e Carlinhos Ousadia
Alexandre Costa, Lino Salles, Marcus do Val [38][7]
2021 Série A

(segunda divisão)

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmios recebidos pelo GRES Acadêmicos de Vigário Geral.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
2005 Troféu Jorge Lafond Samba-enredo ("Respeitável público, o circo chegou!" – Compositores: Lúcio PDF e Vadinho) Série D [39]
Bateria
2006 Troféu Jorge Lafond Ala de passistas Série C [40]
2007 Troféu Jorge Lafond Ala mirim Série C [41]
Harmonia
2012 Plumas & Paetês Historiador / pesquisador (Afonso Delone e Vinicius Vaitsman) Série D [42]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 22 de março de 2014. Arquivado do original em 22 de março de 2014 
  2. Apoteose. «Vigário Geral 2018». Consultado em 3 de janeiro de 2018 
  3. «1999». Academia do Samba. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  4. Galeria do Samba (25 de junho de 2008). «Acadêmicos de Vigário Geral já tem enredo para o Carnaval 2009». 16:20. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  5. «Com crítica a Bolsonaro, Acadêmicos de Vigário Geral abre 1ª noite da Série A em 2020». Extra. 21 de fevereiro de 2020. Consultado em 26 de maio de 2020. Cópia arquivada em 26 de maio de 2020 
  6. a b c d Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 26 de maio de 2014 
  7. a b c d e f g «Acadêmicos de Vigário Geral». Galeria do Samba. Consultado em 26 de maio de 2020. Cópia arquivada em 26 de maio de 2020 
  8. a b «Acadêmicos de Vigário Geral faz festa para homenagear musas e passistas – Tudo de Samba – O Site de todos os sambistas» 
  9. a b https://sambanaintendente.wordpress.com/2015/01/31/vigario-chegou-chegou-vai-te-arrepiar/
  10. a b c d e f g h i Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral – Enredos». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  11. a b c OBatuque (19 de janeiro de 2014). «Da coreografia ao estrelato! Aí vem o carnavalesco Tom Barros!». Consultado em 21 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 21 de novembro de 2015 
  12. «Cópia arquivada». Consultado em 22 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 22 de novembro de 2015 
  13. «Mestre-sala Jefferson Gomes realiza sonho ao aceitar convite para bailar no Carnaval do Rio». SRZD. Consultado em 12 de abril de 2019  Verifique data em: |data= (ajuda)
  14. «1994». Academia do Samba. Consultado em 14 de janeiro de 2011 
  15. «1995». Academia do Samba. Consultado em 14 de janeiro de 2011 
  16. «1996». Academia do Samba. Consultado em 14 de janeiro de 2011 
  17. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2000». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  18. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2001». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  19. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2002». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  20. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2003». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  21. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2004». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  22. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2005». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  23. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2006». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  24. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2007». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  25. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2008». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  26. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2009». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  27. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2010». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  28. Galeria do Samba (13 de junho de 2009). «Acadêmicos de Vigário Geral já tem enredo para o Carnaval 2010». 13:41. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  29. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2011». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  30. Galeria do Samba (15 de setembro de 2010). «Acadêmicos de Vigário Geral já tem enredo para o Carnaval 2011». 19:02. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  31. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2012». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  32. «Vigário Geral contrata Victor Rangel». Consultado em 12 de agosto de 2011. Arquivado do original em 14 de setembro de 2011 
  33. Academia do Samba. «Acadêmicos de Vigário Geral 2013». Consultado em 16 de novembro de 2013 
  34. OBatuque (6 de agosto de 2013). «Vigário Geral lança enredo no próximo domingo». Consultado em 16 de novembro de 2013. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2014 
  35. http://www.radioarquibancada.com.br/?platform=hootsuite
  36. «G.R.E.S. ACADÊMICOS DE VIGÁRIO GERAL». Galeria do Samba. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  37. «Acadêmicos de Vigário Geral 2019». Galeria do Samba. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  38. «'O Conto do Vigário' é o enredo da Vigário Geral para o Carnaval 2020». SRZD. 19 de abril de 2019. Consultado em 20 de abril de 2019 
  39. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  40. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  41. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  42. «Plumas e Paetês 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 13 de junho de 2016