A Grande Família (2001)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de A Grande Família, veja A Grande Família (desambiguação).
A Grande Família
Logotipo utilizado entre 2012 e 2013.
Informação geral
Formato Sitcom
Gênero Comédia dramática
Duração 30 minutos
Estado Finalizada
Baseado em A Grande Família (1972), de Oduvaldo Vianna Filho e Armando Costa
Desenvolvedor(es) Cláudio Paiva
Guel Arraes
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Mauro Mendonça Filho (2001–02)
Maurício Farias (2001–10)
Luis Felipe Sá (2011–14)
Olívia Guimarães (2014)
Patrícia Pedrosa (2014)
Elenco
Tema de abertura "A Grande Família", Dudu Nobre (2001–12)
Ivete Sangalo (2013)
Zeca Pagodinho (2014)
Compositor da música-tema Tom e Dito
Empresa(s) de produção Central Globo de Produção
Localização Rio de Janeiro
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV) (2001–07)
1080i (HDTV) (2008–14)
Transmissão original 29 de março de 2001 – 11 de setembro de 2014
N.º de temporadas 14
N.º de episódios 485 (lista de episódios)

A Grande Família é uma série de televisão brasileira de comédia de situação baseada no seriado homônimo exibido em 1972,[1] que foi criado originalmente por Max Nunes e Roberto Freire e roteirizado por Oduvaldo Vianna Filho e Armando Costa. Foi produzida pela Rede Globo e exibida de 29 de março de 2001 a 11 de setembro de 2014, e foi uma reinterpretação contemporânea do seriado original, tendo como personagens principais, os membros da família Silva, que consistia em Lineu, Nenê, Tuco, Bebel, Agostinho Carrara, e mais tarde, Floriano Carrara. Os Silva são uma família fictícia de classe-média brasileira, moradora de um subúrbio na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Desde sua estreia, em 29 de março de 2001,[2][3] a série exibiu 485 episódios,[4] tornando-se a terceira mais longa série de televisão brasileira atrás de Turma da Mônica e Escolinha do Professor Raimundo. O longa-metragem do programa foi lançado em 26 de janeiro de 2007, e foi assistido por cerca de 2 milhões de espectadores.[5] A série tornou-se um grande sucesso, sendo indicada a diversos prêmios e consolidando-se como o programa humorístico mais assistido da televisão brasileira.[6][7] Em 2008, a série recebeu indicação ao Emmy Internacional de melhor ator pela atuação de Pedro Cardoso.[8] Contou com 14 temporadas e, em 11 de setembro de 2014, foi exibido o último episódio da série.[9]

De 20 de março a 28 de abril de 2017, foi exibido uma primeira edição do especial intitulado O Álbum da Grande Família, relembrando os melhores momentos dos personagens principais da série, com a narração de Marco Nanini no papel de Lineu Silva.[10] A série é reexibida pelo Canal Viva desde 6 de agosto de 2018, com bastante audiência.[11] Foi reprisada novamente pela Rede Globo dentro do especial O Álbum da Grande Família, entre os dias 21 de janeiro e 27 de setembro de 2019 cobrindo o espaço deixado pelo Vídeo Show e sendo substituído pelo Se Joga, exibindo também episódios mais recentes sem a locução de Marco Nanini.[12]

Conta com Marco Nanini, Marieta Severo, Pedro Cardoso, Guta Stresser, Andréa Beltrão, Lúcio Mauro Filho e Rogério Cardoso nos papeis principais.

Produção[editar | editar código-fonte]

Concepção[editar | editar código-fonte]

Guel Arraes, diretor de núcleo da série, já projetava um remake da série exibida nos anos 70, após ter analisado os textos de Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha.[1] Sendo assim o projeto foi iniciado, após a aprovação da Rede Globo. Em novembro de 2000, uma equipe de roteiristas, formada por: Marcelo Gonçalves, Bernardo Guilherme, Adriana Falcão e Cláudio Paiva, que idealizaram a série no estilo de uma comédia de situação norte-americana, porém acharam que seria muito "frio" para o estilo de uma família brasileira de classe média.[2]

Os roteiristas alteraram alguns fatores presentes na primeira versão. Retiraram o personagem Júnior, que tinha como característica seu interesse por política, algo que foi adicionado a Lineu,[2] e atualizaram o modo de vida dos personagens, como Tuco.[13] A família também passou a morar no Rio de Janeiro, e não em São Paulo, como na primeira versão.[14]

"A Grande Família" foi inicialmente idealizado para ser apenas um especial em homenagem à primeira versão, com apenas 12 episódios que depois tornaram-se 17 episódios e foram aumentando ano após ano.[15] Cada episódio custa 200.000 reais, mesma quantidade financeira de um capítulo de novela, sendo considerado um ótimo negócio para a emissora,[16] pois cada 30 segundos do programa custava R$ 490.000,00, sendo o quarto programa mais caro da emissora (atrás apenas da Novela das nove, Jornal Nacional e Fantástico, respectivamente) e sendo o mais caro do horário de shows.[17]

"A minha relação com eles é muito mais social do que profissional. A gente, quando está junto, sempre comenta os personagens e eles terminam me dando ideias ótimas, mas sem planejamento nenhum. As coisas brotam."
— Adriana Falcão sobre reunião de pauta com os atores da série.[18]

Direção e roteiro[editar | editar código-fonte]

Mauro Mendonça Filho foi o diretor geral da série na primeira temporada, sendo substituído por Maurício Farias,[3][19] que permaneceu no cargo até 2011, quando foi substituído por Luis Felipe Sá.[20]

O roteirista Cláudio Paiva também saiu do projeto, contudo, a série conta com: Adriana Falcão, Bernardo Guilherme, Bibiana Pieve (conhecida como Bíbi Da Pieve), Cláudia Jouvin, Cláudio Torres Gonzaga, Marcelo Gonçalves, Mariana Mesquita, Maurício Rizzo, Mauro Wilson, Max Mallmann e Paulo Cursino.[21][22][23] Pedro Cardoso, ator da série, escreveu alguns episódios da 12ª temporada.[24]

Os closes, das câmeras, foram retirados para mostrar mais os atores e cenários; com "quatro paredes" as gravações tinham que ser feitas mais de uma vez por um outro ângulo. Ambas situações não eram tão comuns no meio televisivo.[25] O roteiro, ao longo dos anos, misturou ficção com fatos ocorridos no dia a dia de muitos brasileiros e na mídia, como: política, violência, novela, entre outros temas, tudo sendo tratado com humor e inteligência.[26] Após o primeiro ano, não existia mais texto do Vianinha,[27] que chegou a ser misturado mais de um episódio em apenas um da versão mais nova para dar mais ritmo. Os novos redatores passaram a fazer textos próprios, fazendo críticas e reflexões do mundo atual. Textos tão bem amarrados que os atores evitavam cacos.[28] Mesmo assim, Pedro Cardoso criava cacos o que irritava, no início, a redatora Adriana Falcão que, com tempo, passou a gostar e a achar que os improvisos melhoravam o texto, se rendendo assim ao talento do ator.[29] A evolução dos personagens foi acompanhada ano após ano, com a família começando em uma casa simples e ascendendo conforme as mudanças ocorridas no país e na personalidade dos personagens.[30] Essa ascensão veio a ser chamada, com o tempo, de "Classe C",[31] e a série é considerada como um reflexo dessa grande parte da população brasileira graças ao seu texto, figurinos coloridos, cenários kitsch e clima de subúrbio.[32] O elenco da série fez parte do processo criativo até o fim da série, em reuniões para debater sobre os episódios.[33] Nas duas últimas temporadas, o drama entrou no roteiro para aprofundar os sentimentos dos personagens antes de chegar até o derradeiro final, misturando com o humor já característico.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Elenco da série, com Marco Nanini (Lineu), Marieta Severo (Nenê), Lúcio Mauro Filho (Tuco), Rogério Cardoso (Floriano), Pedro Cardoso (Agostinho), Guta Stresser (Bebel) e Marcos Oliveira (Beiçola).

Uma das primeiras etapas do projeto foi a escolha do elenco. Marco Nanini foi convidado para interpretar Lineu, com um curto contrato, o qual ele ja vinha recebendo pelas demais participações.[34] Ao final da primeira temporada, Nanini assinou com a emissora por mais 3 anos.[35] Uma das preocupações do ator, no início da série, era dar credibilidade a um pai de família careta que tenta segurar as rédeas da casa, mas que surta em algumas situações. Segundo o ator, ele demorou para achar o tom certo do personagem, sem descaracterizar a proposta original do Vianinha.[36] Na pré-produção, ainda em novembro de 2000, o nome de Marília Pêra estava cogitado para dar vida a mãe da família Silva: dona Nenê.[37] Entretanto, um tempo depois, houve uma troca e quem foi convidada para ser a matriarca dos Silva foi a atriz Marieta Severo.[38] A atriz trabalhava na novela Laços de Família quando recebeu um chamado do Guel Arraes, que é o diretor de núcleo do seriado. A atriz gosta tanto de trabalhar com ele que aceitou, e o fato de o texto ser do Vianinha também colaborou para a aceitação.[39] Um dia após a última cena da novela, a atriz já estava pronta para a série e chegava a ficar uma hora e meia enrolando o cabelo para a personagem.[40] Com essa série, os atores Marco Nanini e Marieta Severo estariam trabalhando juntos mais uma vez.[41][42]

Pedro Cardoso foi convidado para ser um dos filhos de Lineu e Nenê, o que acabou não acontecendo quando mais tarde ele se tornou o Agostinho.[43] Então, para o papel dos filhos, alguns testes foram feitos. André Marques tentou o papel de Tuco, mas não foi aprovado. Aconselhado por Mauro Mendonça Filho, Lúcio Mauro Filho seguiu o conselho. O ator acreditou que não tivesse muitas opções de atores para o Tuco, mas foi fazer o teste.[44] Chegando lá encontrou sua amiga de longa data: Guta Stresser[45] Os dois fizeram o teste e foram tão bem que no final acreditaram que ficariam com os papéis, o que acabou acontecendo.[44] Rogério Cardoso foi convidado para fechar o elenco. Em 2003, Rogério faleceu. O elenco e a direção da emissora se reuniram para discutir a perda. A decisão foi unânime: o ator é insubstituível, e seu Flor sai de cena com ele.[46] Participações foram feitas para uma possível entrada no elenco fixo,[47] o que acabou ocorrendo com a entrada de Andréa Beltrão como Marilda, que saiu apenas em 2009 da série. Na décima segunda temporada, com a passagem de tempo, o personagem Florianinho virou um pré-adolescente e testes foram feitos. Vinícius Moreno foi o escolhido para fazer o personagem.[48]

Os atores coadjuvantes passaram a integrar a série após participações especiais.[49][50][51] O elenco grava no Projac e em três dias da semana fazem um episódio.[45] Segunda e terça gravam em estúdio e na quarta-feira gravam as externas na cidade cenográfica.[48] Na 13ª temporada mais um dia foi incluído: quinta-feira. Sempre do meio-dia às 21h.[52]

Cenário[editar | editar código-fonte]

O produtor artístico da série, Guga Feijó, junto com o cenógrafo, Keller Veiga, procuravam uma casa no Rio de Janeiro que servisse de inspiração para a série. Foi assim que a equipe encontrou uma moradia em Realengo, Zona Oeste do Rio de Janeiro, que obtinha o que buscavam: "Criamos uma casa de verdade, usando o máximo possível de elementos reais. As instalações, o chuveiro, o interruptor, a tomada, tudo funciona. E, como a câmera é imprevisível, tudo é devassável. Por isso, temos que ter um compromisso maior com a realidade, com os acabamentos do cenário", explica Keller Veiga.[53] Detalhes como pichações, cartazes, azulejos sujos e quebrados, fiação gasta, calçadas remendadas e cores desbotadas foram feitas pela cenografia para ficarem próximas a realidade.[54] Em sua 1ª temporada, a série era gravada no teatro Fênix e em Jacarepaguá, em uma casa de 120 metros que possuía: três quartos, um banheiro, uma cozinha com copa integrada, uma varanda e uma garagem para abrigar a Belina 1972 de Lineu. A casa tinha também uma passagem para o quintal, que, assim como a varanda, fazia a transição do estúdio para a área externa, gravada no bairro da Freguesia, em Jacarepaguá, onde a equipe encontrou uma casa ideal, de 1960, para servir de amostra nos takes da frente da casa.[55]

Na 2ª temporada a série passou a ser gravada no Projac, com uso de uma cidade cenográfica. No início havia apenas a casa da família Silva e a pastelaria.[56] Depois, o local aumentou com a chegada do salão da Marilda, que posteriormente ganhou um segundo andar, e o clube Paivense. A inspiração para atualizações vem dos subúrbios do Rio de Janeiro, criando um ar romântico e saudosista na rua da série, não mais existente na vida real.[56] Luciane Nicolino entrou no lugar de Veiga, como cenógrafa, e começou a fazer as mudanças na casa da família junto com Feijó. No início, já no Projac, a equipe procurava fazer uma casa semelhante à anterior para não ficar uma mudança muito brusca, visualmente, para os telespectadores.[56] Com o sucesso, a casa foi saindo da realidade e ficando com um ar mais cafona para ajudar no humor da série. Os cenários são atemporais, possuindo objetos de várias décadas.[56] Entretanto, durante todas as temporadas, a casa de todos os personagens tiveram inspiração entre os anos de 1970 e 1980,[57][58] com leves modificações no decorrer das temporadas.[56]

Mais uma mudança ocorreu na 10ª temporada, com a saída de Nicolino e a entrada de Fumi Hashimoto. No ano seguinte, Feijó saiu do projeto após anos (ele estava desde o início) e quem ficou no seu lugar foi Alda Gonçalves: "Ir no estúdio com o cenário montado, me causou um impacto muito grande porque é o mais realista com o qual gravei", declarou Alda, elogiando o trabalho de Feijó e equipe.[59] Com a passagem de tempo na 12ª temporada, fizeram mudanças sutis como um cantinho de costura para Nenê e piscina na casa de Bebel e Agostinho, como também levou um ar urbano e colorido ao inserir digitalmente uma comunidade e um viaduto na cidade cenográfica.[60]

Figurino[editar | editar código-fonte]

Outro destaque da série está na escolha das roupas. Na 1ª temporada, as figurinistas da série eram Cristina Gross e Cláudia Kopke, já nas temporadas seguintes é Cao Albuquerque que ocupa o cargo. Cao busca as novidades dos personagens percorrendo camelôs, brechós e lojas de rua atrás de peças como: sapatos, bijuterias e roupas. Jamais procura em shopping, pois procura elementos que seriam acessíveis aos personagens. "-Fiz um subúrbio mais kitsch, sem necessariamente situar o figurino em algum tempo específico", explica Cao.[61]

Inspiradas nas décadas de 50 e 60, as peças tem como objetivo reforçar a personalidade de cada um dos personagens.[62] Para reforçar o perfil alegre da família, Cao faz pesquisas em revistas antigas e procura tecidos que complementem o clima colorido do cenário. Nenê, por exemplo, teve seu visual repaginado no decorrer da história. Mais recatada no início, com decotes dos anos 50, hoje ela já se arrisca a usar vestidos mais sensuais, mas que ainda mantêm o lado de mãe e dona-de-casa.[63][64] Já o Mendonça, colega de repartição de Lineu, é um dos personagens que assumiu um estilo brega assumido. "Tentamos colocar nele algo que realmente dê aquele perfil de funcionário público", diz o figurinista. Segundo Cao, as roupas exageradas, listradas e estampadas de Agostinho são inspiradas nos anos 70;[65][66] Marilda possui vestidos de padrões geométricos e brilho setentista do lurex; enquanto Bebel e Tuco usam roupas relacionadas aos jovens. Seu Flor herdou roupas de Lineu, o que fez com que a produção adaptasse as roupas pro tamanho do Rogério Cardoso, tingindo-as para dar um ar de gastas. Quem quase não muda de visual é Lineu pois Nanini acredita que seu personagem é daqueles homens que não mudam de sapato para não ter de comprar outro. Já no sentido inverso, quem mais mudou o visual foi Bebel, que já teve várias fases: funkeira, bonequinha japonesa, perua emergente extravagante e empreendedora.[67][68][69][70]

Abertura[editar | editar código-fonte]

A abertura é um dos grandes trunfos da série.[71] Da primeira temporada até a última, ela apresenta o universo dos personagens, embaladas pela música de Tom e Dito: "A Grande Família", música que virou uma espécie de hino para as famílias brasileiras.[72] No primeiro ano, um álbum de família se abre, mostrando momentos da família Silva, que vai do casamento de Lineu e Nenê, até os dias atuais.[73] Do segundo ano até o quinto, a série continuou com um álbum de fotografias, mas em animação: bonecos animados com os rostos dos atores, mostravam passo a passo da formação da família, que começa desde Lineu protestando na Ditadura Militar e conhecendo Nenê, e termina com a família reunida para uma refeição. Após a morte de Rogério Cardoso, o seu Flor que aparecia deitando-se no sofá, saiu. Com a entrada de Andréa Beltrão, Marilda surgiu na abertura. Do sexto ao oitavo ano, mais uma mudança. Com fotos cedidas pelo departamento de arte do programa,[74] os rostos dos atores foram inseridos nas fotos originais, para mostrar que os espectadores eram como aqueles personagens. A diferença dessa abertura é que os ábuns de fotografias vão mudando de acordo com o passar dos anos da família Silva.[75]

De 2009 até 2011, uma nova abertura foi feita, com os personagens transformados em bonecos bidimensionais com cabeças gigantes e animados. O dia a dia de cada personagem é mostrado e, no final, todos estão reunidos no sofá vendo TV. Personagens esporádicos, porém fixos na série, como Gina e Mendonça, aparecem na abertura quando os atores estão presentes no episódio do dia.[76] Em 2012 e 2013, a série mudou mais uma vez de abertura. A estética cartoon dos anos 1970 foram resgatados,[77] porém foram atualizados: os personagens aparecem pela primeira vez em computação gráfica 3D e animados. Como em uma peça de teatro, cada personagem surge representando um período histórico que vai da pré-história até os dias atuais, mostrando que a essência da família se mantém mesmo com o passar do tempo.[78] Em 2013 muda o intérprete da abertura, agora sendo a Ivete Sangalo. Uma sexta e última abertura foi criada para a temporada final. Foi recriada a abertura de 2002, porém desta vez, a evolução dos personagens que os telespectadores acompanharam no decorrer das 14 temporadas foram incluídas nela, como: o encontro de Agostinho e Bebel; o nascimento de Florianinho; o crescimento da frota de táxis e as fases do Tuco. Desta vez, a música da série foi interpretada por Zeca Pagodinho.

Enredo[editar | editar código-fonte]

1ª temporada

Moradores da zona norte do Rio de Janeiro e pertencentes à classe média baixa, a família Silva tenta lutar para sobreviver com o pouco que tem. Bebel é a filha mais velha, mimada e com um estilo funkeira de ser.[79] Tuco é o filho mais novo e preguiçoso da família Silva.[80] Nenê é uma dona de casa dedicada a sua família e que aparece para apartar as confusões.[81] Lineu é o patriarca da família, que tenta pôr o pão de cada dia em casa, com o salário que recebe de seu trabalho na repartição pública.[82] Agostinho é o genro que vive as custas dos sogros, morando sob o mesmo teto. Ele trabalha em um motel para desgosto da esposa, Bebel.[3] Seu Floriano é o pai da Nenê, e dorme no sofá da casa, pois não tem quarto para todos da família.[83] O avô da família, ainda namora com Juva, uma vizinha que adora fazer croquetes e que apareceu com frequência.[84] Beiçola é um advogado, viúvo e dono da pastelaria do bairro. O pasteleiro começa a apaixonar-se por dona Nenê já no primeiro episódio.[85] Lineu tem Almeidinha como chefe da repartição.[86] A mãe de Agostinho aparece pela primeira vez na série, e todos descobrem que ele havia mentido sobre a morte dela, por vergonha dela ter sido chacrete quando ele era criança.[87] Nenê descobre ter uma irmã bastarda, por parte de pai, chamada: Marina. Ela teve um caso com Tuco, sem saber que ele era seu sobrinho bastardo.[88] Nessa primeira temporada, as histórias são mais centralizadas na família Silva.

2ª temporada

Seu Flor, termina com Juva e passa a namorar dona Genoveva (Ana Rosa).[89] No final da temporada anterior, Mendonça começa a trabalhar na repartição como chefe, no lugar de Almeidinha. Mulherengo, Mendonça não larga do pé de Lineu e demonstra seu amor pelo amigo de trabalho quando o chama de "Lineuzinho", deixando Lineu envergonhado. Marilda (Andréa Beltrão), uma fumante, alta, bonita e dona do salão de cabeleireiro da rua surge como melhor amiga de Nenê e interesse amoroso de Mendonça.[90] Nessa temporada há a presença constante de Remela (Diogo Vilela), um amigo da juventude de Agostinho, que virou bandido.[91] Beiçola continua insistindo em um possível romance com Nenê, que sempre é negado pela matriarca da família.[92] O pai de Agostinho (Francisco Cuoco) aparece no natal, surpreendendo a todos, inclusive o filho.[93]

3ª temporada

Nessa temporada, os coadjuvantes começaram a ter histórias próprias. Marilda, que apareceu na temporada anterior, é amiga de juventude de Nenê. Fumante, desleixada e de seios avantajados pelas próteses de silicone dadas pelo "Falecido", antigo namorado dela, Marilda não consegue arrumar um marido, por ela ter "dedo-podre", sendo a solteirona do bairro.[94] Marilda descobre que o "Falecido" é na verdade o Mendonça, que mentia ser casado para não ficar com ela, mas que já era viúvo. Os dois noivaram, mas separaram logo em seguida. Seu Floriano continua firme com Genoveva, contudo o personagem morre junto com seu intérprete, Rogério Cardoso.[95] No lugar de Seu Flor, aparece o Tio Juvenal, o seu irmão. Por ser um velho ranzinza e mal educado, a família o apelida de "tio mala".[96]

O irmão inconveniente de Lineu, Frank (Pedro Paulo Rangel), aparece na casa dos Silva, o que irrita bastante o patriarca da família, que não gosta dele desde a infância.[97] Tuco começa a namorar com Viviane (Leandra Leal), uma jovem hippie e grudenta, que com apenas um mês de namoro já engravida, o que irrita Lineu e Nenê.[98][99] O ex-noivo de Bebel, Maurício (Fábio Assunção), reaparece na vida dela, criando um conflito entre ela e o marido, Agostinho.[100] Com ciúmes excessivos, Agostinho deixa Bebel confusa quanto ao seu casamento.[101] No final, ela prefere ficar com seu atual marido, Agostinho.[102] No final da temporada, Vivi dá à luz a Nelson, o Nelsinho, no meio da ceia de natal, o que agita toda a família.[103] O episódio 19 desta temporada é o último que conta com a presença de Rogério Cardoso (Seu Flor), que morreu antes mesmo de completar o episódio.

4ª temporada

Bebel e Agostinho mudam para a casa ao lado, e passam a pagar aluguel ao dono: o Beiçola.[104] Marilda reencontra Mendonça, seu antigo noivo que só lhe deu dor de cabeça. Mesmo assim os dois começam a namorar.[105] Tio Juvenal, o tio mala, passa a morar com a família Silva nessa temporada. Ao contrário de Seu Flor que dormia na sala, ele consegue um quarto só pra ele: o antigo quarto de Bebel e Agostinho.[106] Marilda e Nenê descobrem que Beiçola tem surtos e que nesses momentos ele passa a se vestir como a mãe, com direito a maquiagem e peruca.[107] Após brigar com Vivi e ela ir para a casa dos pais em São Paulo, Tuco começa a ter um caso com Marilda, que brigou com Mendonça. Essa situação não agrada a Nenê, que acha a amiga muito velha para o seu filho.[108]

5ª temporada

Marilda descobre estar grávida de Mendonça.[109] Por conta disso ela resolve casar com ele, mesmo com Tuco (apaixonado por ela) e sua amiga Nenê sendo contra.[110] Após perder o bebê, ela também separa do Mendonça. Tuco se inscreve para o Big Brother Brasil e consegue ser o primeiro eliminado após fingir ser gay. Ele passa a usar a fama de "ex-BBB" desde então.[111] Dona Nenê perde a memória ao bater a cabeça em um poste e Beiçola aproveita a situação para dar em cima dela. Com isso, Lineu tenta, e consegue, reconquistá-la e ela recupera a memória.[112]

Mesmo sem gostar de Vivi, que estava em São Paulo na casa dos pais, Nenê a convida para passar uns dias na casa da família Silva e assim destruir a relação de Tuco e Marilda, já que Nenê não gosta da diferença de idade do casal.[113] Paulão aparece e já conquista as mulheres do bairro, principalmente Marilda.[114] "Tio mala" morre na série, com a morte de seu intérprete Francisco Milani.[115] Bebel e Agostinho começam a brigar e resolvem se separar. Entretanto, Agostinho pede pensão à esposa, alegando doença e prejuízo por ter vendido um táxi para pagar viagem aos Estados Unidos. Mesmo perdendo, Bebel se vinga ficando loira e se exibindo na rua.[116] Após muitas provocações um ao outro, os dois voltam a ficar juntos. O pai de Agostinho morre no último episódio da temporada.[117]

6ª temporada

A aparição de Paulão (Evandro Mesquita) aumenta na série quando ele e Marilda começam a se relacionar, mas ela sempre fica na dúvida entre ele, Mendonça ou Tuco. Dona Abigail (Márcia Manfredini) começa a aparecer na série, como uma vizinha fofoqueira e invejosa, dona de uma locadora que detesta a dona Nenê. Quem também apareceu para atazanar a dona de casa foi Margot (Lília Cabral), amiga de escola da Nenê, que dava em cima de Lineu.[118] Gina (Natália Lage) finge ser namorada de Tuco diante da família Silva, para que ele possa casar e obter dupla cidadania (Gina é de família portuguesa), no entanto a família descobre a farsa.[119] Dona Nenê passa a tomar conta da pastelaria do Beiçola, quando o mesmo, em surto, se veste como a mãe para receber a pensão dela, e da prisão vai para o hospital psiquiátrico. O episódio em questão comemora os 200 episódios da série.[120] Nesse ano, Lineu passa a ter problemas cardíacos, pelo aborrecimento constante com o genro. Após desentendimentos, que duraram o ano inteiro, Lineu e Agostinho resolvem dar trégua e acabam com as brigas, que fez com que chegassem ao ponto inclusive de levantar um muro entre as duas casas.[121]

7ª temporada

No aeroporto, com a crise aérea cheia de voos atrasados, a família Silva espera para embarcar. Dentro do avião, Bebel dá a notícia que vai acompanhar a personagem durante toda a temporada: ela está grávida.[122][123] A notícia deixa Agostinho com crise de ansiedade.[124] No hospital constata-se que ele está com síndrome do pânico, doença que ele só consegue superar no desenvolver da temporada.[125] No episódio “os malas” Tuco descobre que o filho que teve com Viviane, na verdade não era seu, mas do seu amigo, o Fumaça. Gina começa a namorar com Tuco, mas não esquece o "ex" Fumaça e decide namorar os dois ao mesmo tempo.[126]

Todas essas novidades iniciam uma grande crise na relação de Nenê e Lineu, que passam a viver em casas diferentes, voltando após cem dias separados.[127] No último episódio, sabe-se de uma troca na maternidade no ano que Tuco nasceu, o que provoca uma tensão na família Silva. Ao mesmo tempo nasce o filho de Bebel e Agostinho, que todos pensavam ser uma menina.[128] Após o exame de DNA, Tuco constata ser o filho de Lineu e Nenê, e, como homenagem ao pai de Nenê, Agostinho e Bebel dão ao bebê o nome de Floriano.[129]

8ª temporada

No episódio inicial, alguns personagens imaginam como seria o futuro do novo integrante da família Silva: Florianinho.[130] A dona Nenê, agora vovó, passa a mimar bastante o neto. Enquanto isso, Lineu, agora aposentado, passa a vigiar mais a família, principalmente Tuco. Mas o aposentado logo sente vontade de voltar a trabalhar e abre uma pet shop, direcionando a sua vida a sua formação acadêmica, atuando como veterinário, fazendo uma sociedade com Gina e empregando o seu filho na loja.[131] Beiçola, que sempre foi apaixonado por Nenê, tenta esquecê-la, saindo com dona Abigail.[132] Tuco torna-se noivo de Gina.[133] Marilda passa a enrolar Paulão e Mendonça, ficando com os dois ao mesmo tempo, acreditando que um complementa o outro, mas ela descobre que essa relação dava era mais problemas em sua vida.[134]

A outra avó de Florianinho, e mãe de Agostinho, Selminha, aparece para visitar o neto e participa do concurso "vovó gatinha" para o desespero do filho.[135] A crise dos 30 (anos) chega no Tuco, que acredita não ter feito nada de bom na vida, fora o fato de ter medo de casar.[136] Mesmo assim, alguns dias depois, Tuco acostuma-se com a ideia de ter sua própria família e conhece os pais ricos da Gina. A família desconfia de ser interesse do caçula dos Silva, no entanto ele prova ao contrário, continuando firme no namoro com Gina mesmo após um imprevisto na sua segunda tentativa de casamento com a amada (a primeira foi na 6ª temporada): o pai de Gina passa mal após entrar em falência.[137][138] No natal, Bebel e Nenê se desentendem porque enquanto a mãe quer reunir a família em sua tradicional ceia de natal, a filha quer fazer o 1° aniversário de Florianinho, cada uma em sua própria casa. Após brigas, as duas resolvem dividir as festas (aniversário e natal) em dois ambientes na casa de Lineu.

9ª temporada

A temporada começa com o casamento de Nenê e Lineu, tudo porque o casamento deles havia sido anulado, pois o padre que celebrou o casamento era casado. Com isso, Nenê fazia questão casar que nem na primeira vez.[139] Lineu volta a dividir o trabalho na repartição com o seu melhor amigo, apesar de folgado, Mendonça. Isso por causa da crise econômica de 2008.[140] Marilda, em mais uma de suas várias tentativas amorosas, começa a sair com um cara, mas falha ao julgá-lo: ele era metrossexual e não homossexual. Ela o achava muito "perfeito" para ser hétero.[141] Afundada em dívidas, Bebel aceita ser uma barriga de aluguel para um casal, amigos de Agostinho, criando polêmica na família Silva e ciúmes no marido.[142][143]

Afim de fazer um documentário para participar de um festival, Tuco convida a família para participar, mas a confusão começa quando todos decidem dar opinião sobre o rumo do projeto, isso no episódio de número 300.[144] Outro episódio comemorativo foi quando Nenê ganhou convites para ir ao show de seu ídolo: Roberto Carlos.[145] Agostinho descobre ter uma irmã.[146] Nesse mesmo ano, Tuco decide tomar um rumo na vida e estuda para o vestibular, junto com a sua mãe, e passa, pois dona Nenê desistiu da vaga pelo filho.[147]

10ª temporada

Marilda sai em viagem, mas acaba não voltando por uma nova paixão. Ela deixa o salão no nome da amiga, Nenê, que passa a ser a proprietária.[148] Com a saída da "chefa", Bebel passa a ter uma vida de dona de casa, fazendo alguns bicos para ajudar nas contas do fim do mês.[149] Agostinho quer ser deputado estadual, e convida Paulão para ser o seu assessor.[150] Vendo a falta de experiência do genro, Lineu tenta ajudar Agostinho, mas acaba criando o bordão: "tá tudo errado!"[151] No final, Agostinho perde as eleições, recebendo apenas dois votos. Nenê recebe a visita de sua prima Glorinha, que descobre ser casada com um homem corrupto, pedindo abrigo na casa dos Silva.[152] Quem também pede abrigo é Júnior, filho da dona Abigail. O rapaz assume a homossexualidade após anos de casado, o que faz a sua mãe rejeitá-lo de imediato, porém, dias depois,a mãe o aceita.[153]

Tuco entra na faculdade, mas continua o mesmo irresponsável, tendo inclusive ajudas do pai nos estudos.[154] Gina suspeita estar grávida de Tuco, que fica empolgado com a notícia, mas descobre-se que era alarme falso.[155] Dona Abigail resolve casar com Beiçola após descobrir uma fortuna que ele ganhará da mãe, mas acaba sendo desmascarada quando a veem aos amassos com Paulão. Mesmo assim, Beiçola a perdooa.[156] Prestes a ter a primeira viagem internacional da família, Nenê mente na hora de tirar o passaporte e acaba não conseguindo o visto, o que adia os planos da família.[157]

11ª temporada

A temporada começa com a posse de Nenê como presidente da associação de moradores do bairro.[158] Esse fato cria os dois maiores conflitos para a Nenê: as comparações com o presidente anterior, o seu marido Lineu e a falta de mão firme na hora de negociar contra a construção de um viaduto, que acabaria com as casas dos moradores.[159] Bebel manda uma carta para o programa do Luciano Huck conseguir renovar o táxi de Agostinho.[160] Agostinho, junto com Paulão, transforma a oficina do mecânico em uma frota de táxi, com o nome Carraras Táxi ou Táxi Carrara porque ele não consegue decidir.[161] Após discutir com a família por ter largado a faculdade, Tuco vai morar com a namorada Gina, mas mesmo assim se desentende com ela e pede abrigo para a irmã.[162] Passando por um processo de amadurecimento, ele aceita trabalhar com o cunhado na frota de táxis.[163]

Prosperando na frota, Agostinho passa a encher a vaidade de Bebel: paga uma prótese de silicone.[164] O casal Carrara também decide fazer sua primeira viagem internacional, que empolga a toda família, para o desespero de Bebel que esperava ir sozinha com o marido e ter sua segunda lua de mel. Porém Lineu se machuca, adia o sonho de Nenê de ir para a Argentina e realiza o sonho da filha, que vai com o marido sem os pais. Esse é o início da ascensão do casal.[165] Nenê passa a cantar nas horas vagas.[166] O irmão gêmeo de Paulão, Fábio, aparece e convida o irmão para o seu casamento gay.[167] Após anos, Lineu reencontra a sua mãe, Glória.[168] Mesmo renegando sua mãe, por tê-lo abandonado na infância, Lineu a perdoa e resolve recomeçar sua relação com ela.[169]

Agostinho começa a ter problemas financeiros com a frota de táxi, o que o obriga a vender sua pequena empresa.[170] Trabalhando para o homem que comprou os seus carros, Agostinho descobre as falcatruas de seu chefe, que pagou para não destruírem sua empresa, mas sim o bairro onde mora a família Silva. Com isso, a luta de Nenê, que chegou a fazer greve de fome para não acabarem com as casas do bairro, chega ao fim.[171]

12ª temporada

Após sofrer um atropelamento e ficar em coma, Lineu acorda quatro anos depois e se depara com transformações em sua família.[172] Florianinho já tem 12 anos e mistura a malandragem do pai com a personalidade mimada da mãe. Bebel e Agostinho são os novos ricos da rua.[173] Ela, uma perua fútil e ele, dono de uma frota de três táxis que conta com três motoristas, um para cada táxi: Tuco, Paulão da Regulagem e Pajé Murici (Luís Miranda), um vidente charlatão.[50] Tuco termina com Gina e, além de ser taxista nas horas vagas, torna-se um comediante, fazendo um personagem homossexual na televisão: Serginho.[174] Mendonça vai pra prisão após ser acusado de corrupção na repartição, mas é ajudado por Lineu, que descobre o esquema e o verdadeiro culpado.[175]

Outra relação que termina é a de dona Abigail com Beiçola, mas sem explicações muito claras. Entretanto um novo relacionamento começa: Paulão, após muita insistência, conquista o coração de Daniele da padaria (Nina Morena), a piriguete da rua, que fica grávida.[176] No entanto ela não sabe de quem está grávida, se do mecânico ou do irmão gêmeo dele, Fábio, porque os dois trocaram de lugar em uma oportunidade.[177] A família ainda conta com a espevitada e divorciada de três maridos Kelly (Katiuscia Canoro), que dividia em sociedade uma loja de roupas com Nenê, tornando-se chefe e amiga da dona-de-casa, que foi trabalhar para se sustentar após o acidente do marido.[178][179] Kelly serviria como uma espécie de substituta á personagem Marilda, possuindo características semelhantes, mas a tentativa não vingou e Kelly sumiu.

Quem assumiu o lugar no negócio de roupas foi Everaldo Júnior (Fábio Porchat), homossexual declarado, filho de um amigo de juventude de Lineu.[51][180] O casal Silva renova o amor em uma viagem à Argentina após alguns ataques de ciúme de Lineu.[181] Nesse ano Agostinho resolve mais uma vez entrar na política, desta vez como vereador, e recebe apoio de Fontes (Luiz Fernando Guimarães), que logo revela-se um estelionatário.[182] Pela confusão de desvio de dinheiro do empresário Fontes, Agostinho acabou sendo preso.[183] Lineu e família o ajudam após o taxista ter confessado o crime na CPI.[184][185]

13ª temporada

Lineu e Nenê fazem um testamento em vida, colocando a casa onde moram no nome dos filhos: Bebel e Tuco. Entretanto, Tuco vende a sua parte para a irmã. Saindo da prisão, Agostinho se depara com as novidades. Sendo dono da casa, junto com Bebel, o taxista decide morar novamente com os sogros, pois assim não precisa pagar aluguel para Beiçola.[186][187] Outra novidade para o taxista é a esposa que deixou o jeito "perua" de lado, e enquanto o marido estava na prisão, ela começou a administrar a frota de táxis.[188] Agostinho passa a desconfiar da aproximação de seu amigo Paulão com a esposa, mas descobre que os dois são apenas parceiros de trabalho. Lineu também desconfia de Nenê que fingia-se de rica, escondido, para elevar o status da loja dela e do seu sócio, Júnior.[189]

Enquanto Agostinho estava preso, Florianinho vê em Paulão um exemplo. O taxista fica com ciúmes, tenta reverter a situação e consegue ser novamente o ídolo do filho.[190] Lineu começa a passar pela crise da meia idade e decide quebrar a monotonia da vida fazendo um barco para, junto com a esposa, viajar em alto mar por um tempo.[191] Para se dedicar ao projeto, o patriarca resolve dar início ao processo de aposentadoria, no entanto, Mendonça vai fazer de tudo para impedir que isso aconteça.[192] Agostinho e Bebel entram em crise por divergências no trabalho e pelo machismo do taxista.[193] Após separação, Agostinho reflete sobre a vida e tenta reconquistar a esposa, que nega uma reconciliação.[194][195][196] Ao sentir a falta do ex-marido, Bebel decide pedir para ficar com ele e os dois casam mais uma vez.[197] Lineu torna-se aposentado e Nenê viaja no barco.[198][199]

14ª temporada

Lineu e Nenê voltam da viagem de barco após Bebel implorar pela volta dos dois pois Agostinho sofreu um infarto e encontram a casa destruida.[200][201][202][203] Durante a terapia, Nenê percebe que nunca olhou pra si mesma e priorizou sempre a vontade dos outros, decidindo ir morar no puxadinho sozinha para descobrir quem ela é verdadeiramente, além de começar a trabalhar como cozinheira no restaurante de Braga (Álamo Facó), um rapaz confuso que foi abandonado pelas mulheres várias vezes e vê em Lineu e Nenê uma relação de pai e mãe que nunca teve.[204][205] Lurdinha sai da prisão convertida como evangélica e começa a trabalhar como doméstica para os Silva.[206] Florianinho começa a passar pelas transformações da adolescência, tendo sua primeira noite de amor aos 13 anos, para desespero dos pais.[207][208] Mendonça entra em falência e vai morar com os Silva.[209] Bebel fica grávida de trigêmeos e Agostinho aceita os futuros filhos mesmo sabendo que a esposa fez inseminação escondido.[210]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principal[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem Temporadas
10ª 11ª 12ª 13ª 14ª
Marco Nanini Lineu Silva
Marieta Severo Irene Souza Silva (Nenê)
Pedro Cardoso Agostinho Carrara
Guta Stresser Maria Isabel Silva Carrara (Bebel)
Lúcio Mauro Filho Artur Silva (Tuco)
Marcos Oliveira Abelardo Taubaté (Beiçola)
Rogério Cardoso Floriano Souza (Seu Flor)
Tonico Pereira José Carlos Mendonça (Mendonça)
Andréa Beltrão Marilda Maria Rei part.
Evandro Mesquita Paulo Wilson (Paulão)
Natália Lage Maria Angelina Carvalho (Gina)
Vinícius Moreno Floriano Silva Carrara (Florianinho) Apenas citado

Recorrente[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem Temporadas
10ª 11ª 12ª 13ª 14ª
Suely Franco Dona Juva part.
Francisco Milani Juvenal Souza (Tio Mala)
Leandra Leal Viviane Vidal (Vivi)
Diogo Villela Wesley (Remela) part. part. part.
Ana Rosa Genoveva
Márcia Manfredini Dona Abigail
Luís Miranda Craudionor Oliveira (Pajé Murici)
Nina Morena Danielle da Padaria
Fábio Porchat Everaldo Passos Júnior (Júnior)
Luiz Fernando Guimarães Deputado Rui Fontes
Maria Clara Gueiros Lurdes Oliveira (Lurdinha)
Danton Mello Juvenal Oliveira (Caveira)
Álamo Facó Mano Braga

Personagens[editar | editar código-fonte]

Exibição[editar | editar código-fonte]

Depois de imprevistos, que adiaram a exibição do programa de janeiro para março,[211] a série estreou em 29 de março de 2001, quinta-feira, às 23h, após o programa policial Linha Direta.[212] A série conseguiu audiência mesmo com o horário desfavorável e as mudanças que ocorreriam em 2002 na sua 2ª temporada, devido à Copa do Mundo e às eleições de 2002. O seu horário foi mudado em razão a essas mudanças para às quintas-feiras às 22h, onde estabilizou uma audiência e conseguiu o horário que antes pertencia ao Linha Direta.

Uma grande discussão é sobre o final da série: o elenco defendia que a 7ª temporada seria a final,[213] enquanto os executivos do canal decidiram renová-la para uma 8ª temporada. Depois de mais cinco anos no ar após a primeira discussão sobre o fim da série (em 2007), agora a mesma situação se encontra atualmente: o elenco defende o fim da série equanto a Rede Globo pretende renová-la para uma 14ª temporada (pelos altos índices de audiência conquistados), que poderá ser a última.[214][215][216]

Enquanto a série original durou três anos (1972 a 1975),[217] o remake completou uma década no ar em março de 2011.[19][218]

A 12ª temporada da série estreou em 5 de abril de 2012 às 22:30.[219] No primeiro episódio, a história deu um salto de quatro anos, permitindo uma renovação da situação dos personagens e a introdução de Florianinho como um adolescente.[220]

A 13ª temporada da série foi exibido em 4 de abril de 2013 com novidades, o primeiro episódio mostra os momentos das temporadas anteriores e depois de 12 anos seguidos com a música-tema cantada por Dudu Nobre, passou a ser interpretada por Ivete Sangalo,[221] e acabou em 26 de setembro, quando foi substituído pela nova temporada de The Voice Brasil. Na 14ª e última temporada, a canção-tema passa a ser interpretada pelo sambista Zeca Pagodinho.[222] A razão da troca, fora a renovação para a série, foi por causa da evolução tecnológica, fazendo com que a gravação de Dudu Nobre soasse antiga.[223]

Reexibição[editar | editar código-fonte]

Foi reexibido pela primeira vez entre 20 de março a 28 de abril de 2017, com os melhores episódios de 14 temporadas com título de "O Álbum da Grande Família", exibido antes da estreia de Conversa com Bial, a primeira edição foi exibida de segunda a sexta, após o Jornal da Globo.[224]

Está sendo exibido no Canal Viva desde 6 de agosto de 2018, segunda a sexta, às 22h15.[11] E novamente de 21 de janeiro até 27 de setembro de 2019, sendo reexibido na Rede Globo, após a Sessão da Tarde, cobrindo o espaço deixado na grade de programação pelo fim do Vídeo Show e antes da estreia de Se Joga.[225]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Recepção do público[editar | editar código-fonte]

A série conquistou a opinião pública e com isso muitos de seus produtos foram lançados. Um dos produtos mais cobiçados da Rede Globo é a jarra de abacaxi que aparece na mesa da família Silva, [226] produto que chegou a ficar no topo da lista dos produtos mais desejados da Globo por diversas vezes mesmo após anos de existência da série,[227][228] e que voltou com tudo em lojas de R$ 1,99 pelo país.[229] Um outro objeto de cozinha que fez sucesso e trouxe curiosidade aos telespectadores foi a fruteira em forma de cacho de banana.[230][231] As lentes azuis de contato usados por Bebel no 12° ano, também chamaram a atenção do público.[232] Itens como uma chaleira em formato de golfinho e um papel de parede, também apareceram entre itens requisitados pelos telespectadores.[233]

A série também começou a ser lançada em DVD, em episódios avulsos, isto é, fora da ordem de exibição, em 2002. O primeiro DVD tinha 6 episódios. O segundo DVD foi lançado em 2003 com 6 episódios e uma homenagem ao Rogério Cardoso.[234] Quatro anos depois, em 2007, os seis episódios de natal foram reunidos em DVD.[235] No ano seguinte foi feito o maior lançamento até então: 36 episódios selecionados de 2001 a 2006.[236] Em 2011, quando a série completou 10 anos de exibição, um DVD foi lançado com 11 episódios.[237] Em março de 2015, será lançado um almanaque sobre a série contendo: memórias, curiosidades, receitas de Nenê, fotos e informações sobre os bastidores do semanal,[238] além de também serem lançados DVDs com seleção de episódios das duas temporadas finais.[239] Ambos, livro e Box, foram divulgados pela emissora através da TV e da internet.[240]

Pela série ter sucesso e prestígio junto ao público, o elenco da série é sempre requisitado para campanhas publicitárias.[241] Entre alguns exemplos: Marco Nanini foi convidado pela Sundown para fazer São Pedro na campanha publicitária, sendo a primeira celebridade a trabalhar com essa marca famosa de protetor solar.[242] Marieta Severo foi convidada para ser garota propaganda da rede Walmart e do Caldo de Picanha Knorr.[243][244] Lúcio Mauro Filho já foi chamado para fazer campanhas da Tele Sena, uma outra em prol do etanol e uma outra campanha para o Cacau Show.[245][246][247] Pedro Cardoso já fez propaganda para Chevrolet, no papel do Sol e para marca de sucos Frisco.[248][249] Guta Stresser foi convidada para participar de uma campanha que esclarece mitos e verdades sobre TPM e do tempero Sázon.[250][251] Evandro Mesquita fez uma campanha para o relançamento da linha Pedigree Sachê.[252]

Em 2014, a série chamou atenção da Samie Falvey, vice-presidente de setor de desenvolvimentos de comédia da ABC, a maior rede de televisão do mundo.[253] A executiva, que possui em seu currículo a premiada série Modern Family, se interessou pelo formato da série brasileira.[254][255] Esse interesse pode acarretar em uma versão americana do seriado global.[256]

"Foi uma surpresa, uma emoção muito grande no palco. Foi especial porque não perco nunca este programa maravilhoso."
- O cantor Roberto Carlos em declaração à imprensa nos bastidores da série.[257]

O carinho do público foi tão grande que a série ganhou várias enquetes da internet no decorrer dos anos,[258] uma dessas vitórias foi dada ao Lineu e Nenê como o melhor casal da TV brasileira de 2011. Mesmo competindo com outros sucessos da época, o casal conseguiu a vitória, para a surpresa dos atores:"É super emocionante dez anos depois, o público ainda gostar tanto e acreditar nesse casal", disse Marieta Severo.[259] Esse carinho não vem apenas de anônimos como também de muitos famosos. O ator Tony Ramos, no lançamento da programação da Rede Globo em 2013 fez a seguinte declaração:"Quero muito assistir à nova temporada de A Grande Família, que é meu talismã como espectador. Eu adoro!"[260] Carlos Alberto de Nóbrega foi mais um fã assumido da série, por acreditar que a série tem um humor antigo como em seu programa A Praça é Nossa:"Adoro a Grande Família. Mas seria uma mentira eu esconder que ela não segue os moldes da Praça. Os atores são maravilhosos, fazem um trabalho em um programa, que há anos tem a receita de fazer rir, sem esculhambação", declarou o humorista.[261] O cantor Roberto Carlos, que teve um episódio em sua homenagem em 2009, também assumiu ser um fã da série e no palco, nos bastidores do episódio, disse emocionado:"Quero vocês sempre na platéia. Fiquei muito emocionado porque sou muito fã do programa e assisto sempre".[262] Lilia Cabral teve a série como programa favorito durante anos,[263] tendo inclusive dito:"A Grande Família para mim é o the best. Sou fã desses atores que há tanto tempo divertem o público brasileiro de forma tão talentosa".[264]

"Como artista, A Grande Família sempre foi um lugar que eu quis estar. As pessoas que trabalham aqui são meus ídolos, minhas referências. A trajetória do seriado é um dos momentos mais marcantes da história da televisão brasileira"
- Lázaro Ramos elogiando a série.[265]

Regina Duarte também assumiu gostar da atração quando gravava um episódio:"Marieta é sempre incrível e foi uma emoção estar com ela. E ainda pude rever o Nanini! “A grande família” já é um cult. Quando vi no roteiro que esse seria o 440º episódio percebi que os números do programa são estratosféricos".[266] Outra que participou da série foi Grazi Massafera, que disse:"Eu sou muito fã! Sempre assisti ao programa, desde que ele entrou no ar pela primeira vez. Então é uma honra fazer essa participação".[267] Para Márcio Garcia, que disse sentir saudades e que assistia sempre, a série foi um divisor de águas:"Depois deles, vieram vários outros [programas similares]. Foi incrível, isso é uma unanimidade", disse elogiando a qualidade do texto e dos atores.[268] Thalita Carauta também elogiou, colocando a série entre os seus favoritos e dizendo:"É um retrato muito bem feito de uma família suburbana. É fiel à realidade e de muita qualidade".[269] Gregório Duvivier elegeu a série como um dos cinco programas para morrer de rir dizendo: "Os anos passam e continua excelente. São os melhores atores do Brasil, com ótimos diálogos e enredos surpreendentes".[270] Zeca Pagodinho, último intérprete da música de abertura da série, lamentou o fim da série, demonstrando carinho pela mesma.[271] Mariana Ximenes disse amar o programa e que "A família Silva se tornou a família de todos nós brasileiros".[272] Eliane Giardini, disse assistir a série e demonstrou felicidade ao participar "de um programa com tanto êxito".[273] Glória Pires ficou lisonjeada ao ser convidada para fazer o último episódio e elogiou a série:"Fiquei emocionada, feliz e honrada por terem lembrando de mim" e ainda elogiou o roteiro, por sua ideia de continuidade.[265]

Outros artistas que também tem a série como um dos programas que mais gostam de ver: João Miguel,[274] André Gonçalves,[275] Alexandra Richter,[276] Samantha Schmütz[277] e Marcos Veras.[278]

A série, em seu último episódio, teve repercussão nas redes sociais,[279][280] situação que já vinha ocorrendo com frequência.[281][282] No Twitter, a série alcançou de seis a sete palavras-chave na lista das dez mais citadas.[283] Nome dos atores e dos personagens ficou entre os tópicos mais comentados,[284][285] com a hashtag #AGrandeFamília ficando por horas nos trends.[286] Este episódio derradeiro também alcançou os trending topics (assuntos mais comentados) mundiais, com a hashtag "#PraSempreGrandeFamília".[287] A comoção foi grande entre os internautas, que se sentiram saudosos e tristes pelo fim da série.[288][289] Atores da série, e outros famosos, também comentaram na internet.[290] Na página do Facebook da Rede Globo, 13 posts foram publicados alcançando o incrível número de 14.238.976 pessoas, o que resultou em 1 milhão de curtidas, 34.335 compartilhamentos e 26.125 comentários.[287][291]

Um crossover ocorreu no primeiro episódio de Chapa Quente, série criada por Cláudio Paiva, um dos roteiristas de A Grande Família. O personagem Mendonça (Tonico Pereira) fez uma participação especial, aparecendo no salão "Marlene's Hair" e contracenando com os personagens Marlene (Ingrid Guimarães) e Genésio (Leandro Hassum).[292]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

A série foi lançada cercada de expectativas pelo público e pela crítica especializada, porém a série foi considerada apenas um "remake", por parte da crítica, enquanto Os Normais era a "novidade".[293] Essa situação foi mudando com o tempo, e a série da família Silva começou a cair no gosto do público e da crítica sendo considerada como "melhor programa humorístico da televisão".[294] Após o primeiro episódio da série, Alessandro Giannini da revista ISTOÉ Gente lançou um texto em que dizia o "remake colorido não ter o mesmo sabor do original em preto e branco".[295] No ano seguinte, já na segunda temporada, a série já mostrava ter fãs e identidade própria, o que começou a mudar a opinião dos críticos. Leila Reis d'O Estado de S. Paulo, elogiou a capacidade da série perceber que tem um "público com inteligência para consumir um humor que prescinde de apelações e dos jargões preconceituosos". Ainda elogiou a equipe e a capacidade de conseguir falar para todas as idades.[296] Artur Xexéo, do O Globo, disse que a série era "fenômeno" e que tinha empatia com o público. Mas isso foi após receber e-mails de espectadores que, em sua maioria, queriam que a série da família Silva fosse lembrada em sua coluna.[297] Dalmo Magno Defensor, jornalista do UOL, disse que o humor inteligente da série se aproxima ao de Seinfield e ao de Os Simpsons, completando ainda que "mesmo o mundo mais engraçado, para parecer humano, tem de levar uma pitadinha de melancolia", sobre um fim triste de um episódio, mas que vale para os momentos de reflexão que a série possui.[298] Silvia Chiabai, do Observatório da Imprensa, criticou o humor brasileiro, mas elogiou a série dizendo ser "o melhor programa de humor da TV brasileira", dando destaque aos protagonistas, coadjuvantes e aos roteiristas, completando a crítica com um "A grande família é o Brasil para brasileiros".[299] Bia Abramo, da Folha de S. Paulo, reclamou do roteiro, dizendo que no desenvolvimento ele perde ritmo e que os "diálogos poderiam ser mais ácidos, mais inteligentes, mais críticos".[300] Contudo, tempos depois ela elogiou os atores, o roteiro, a evolução dos personagens, o fôlego das temporadas e a capacidade de ousar, o que para ela é bem complexo visto que muitos programas no Brasil e no mundo não conseguem fazer isso,[301] o que a jornalista acaba comprovando ao fazer uma crítica ao humor da Globo no ano de 2008 dizendo que a série "mesmo depois de tantos anos no ar, mantém a qualidade e o frescor".[302] Nas temporadas seguintes a série continuou recebendo opiniões, em sua maioria positivas. Na décima temporada, José Armando Vannucci da Rede Jovem Pan elogiou a série, dizendo ter um "bom texto, elenco de primeira e cenas excelentes para todos as personagens" dando a esses elementos o crédito do programa representar a anos os melhores índices da linha de shows da Globo.[303] Na décima primeira temporada, Renato Kramer, da Folha de S. Paulo, não apenas chamou a série de "clássico", como também elogiou a participação de Laura Cardoso na série como a mãe de Lineu. Segundo ele, a atriz somou com o resto do elenco e enriqueceu os episódios.[304]

No lançamento da décima segunda temporada, Ubiratan Brasil d'O Estado de S. Paulo comentou que a série mudou para ter mais "fôlego", mas não sabia se as novidades iriam agradar o público, já que a temporada tinha começado em um tom mais sério e sombrio.[305] Entre as críticas mais pesadas, Odair Braz Junior, crítico do portal R7 da Rede Record, acredita que a série "já passou da hora de acabar", dizendo que os personagens estavam descaracterizados.[306] Murilo Melo do jornal A Tarde, acredita que a fórmula da série "vem mostrando sinais de cansaço" e que "o roteiro está nitidamente sério, com desfechos bruscos e estranhos".[307] Patrícia Kogut d'O Globo, acreditou que mexeram na "essência" da série,[308] porém a mesma elogiou a série tempos depois ao comentar a inteligência dos autores ao abordar um tema em um episódio, dizendo que o texto "foi um show de boa exploração da metalinguagem misturada a humor refinado e sem pompa".[309] Outros elogios à série vieram de Fernando Oliveira, colunista da iG, que chamou a série de "programão", de "fenômeno da TV brasileira" e creditou à polêmica da briga nos bastidores, entre Guta Stresser e Pedro Cardoso, como uma amostra de que o público não quer o fim da série.[310] Tony Goes da Folha de S. Paulo, comparou a série brasileira à animação Os Simpsons.[311] Para Maurício Stycer, a série é exemplo para quem "sonha em fazer comédia de situação, a chamada sitcom, no Brasil" e ainda disse que a série mudou, mas sem mexer na sua estrutura.[312] Oton Tássio Silva Luna, do Observatório da Imprensa disse que a série não foi tão imparcial ao abordar o tema do mensalão.[313]

Com a estreia da décima terceira temporada, mais críticas positivas foram recebidas. O retorno de todos os personagens reunidos na mesma casa, dando um ar nostálgico, foi apontado pelo jornalista Wallace Carvalho, que ainda disse que "estava lá a velha e boa confusão de sempre" e ainda garante que a série tem tudo para conseguir mais temporadas.[314] Tony Goes da Folha de S. Paulo, classificou o primeiro episódio da temporada como "um dos melhores episódios de todos os tempos" e acredita que a série tem "fôlego para muito mais", colocando no título de sua crítica que a série "poderia ficar no ar para sempre".[315] José Armando Vannucci da Rede Jovem Pan elogiou o texto dizendo que foi aproveitado a polêmica das brigas nos bastidores para o tema do episódio inicial. Ainda elogiou a equipe dizendo que ela está atenta "aos desejos do telespectador" ao reunir todos os personagens e assim fazer o público rir.[316] O site Cena Aberta, não apenas colocou o programa como um dos melhores da semana,[317] como também acredita a série ser um produto que "sabe se reinventar e, a cada ano, gerar um novo frescor", o que considera "uma façanha para um produto que já está há doze anos no ar". O site ainda acrescentou que o programa é um produto que "quando você pensa que está começando a dar sinais de que precisa ser encerrado, dá a volta por cima e deixa no ar a dúvida: encerrar pra quê?"[318] O site também elogiou a homenagem que a série prestou ao Rogério Cardoso dizendo que a "produção conseguiu se manter e se renovar ao longo dessa década" mesmo sem o ator.[319] José Armando Vannucci também elogiou a homenagem feita ao Rogério Cardoso, dizendo que a série "é a prova de que homenagens são necessárias e podem acontecer com clima descontraído e humor, longe dos tons solenes que acreditavam ser o ideal para estas ocasiões".[320] Entretanto, o mesmo crítico fez duas críticas negativas, em uma dizendo que faltava humor e de que a série estava morna, enquanto na outra ele acreditava, graças a um único índice de ibope baixo, que a série dava sinais de que iria acabar.[321][322] Já Wallace Carvalho, considerando os demais números da temporada, fez uma crítica dizendo que a série "ainda tem fôlego para mais algumas temporadas" e que a possibilidade da série terminar em sua décima quarta temporada "será uma baixa pesarosa para o canal e para o telespectador". Ele ainda elogiou os roteiristas por terem conseguido corrigir os erros da temporada anterior e que na atual fase eles estariam "dando um verdadeiro show nas histórias criadas".[323] A série terminou a décima terceira temporada sendo elogiada pelo público e crítica. O site Cena Aberta colocou a série mais duas vezes no TOP 5 da semana, em um dizendo que "a temporada tem sido repleta de boas sacadas", elogiando o episódio da volta ao passado de Agostinho e no outro elogiando o final da temporada.[324][325] Final que ainda foi elogiado pelo seu cliffhanger e encerrou a crítica dizendo que a série é um "caso raro de atração televisiva que segue no ar mantendo a qualidade".[326]

"Nota 10: Para “A grande família”, pelo conjunto da obra. Nos 14 anos em que ficou no ar, o seriado colecionou acertos: texto inspirado, figurino, cenografia etc. Sem falar naquele elenco maravilhoso — Marco Nanini, Marieta Severo, Pedro Cardoso, Guta Stresser, Lúcio Mauro Filho, Tonico Pereira, Marcos Oliveira e Evandro Mesquita — e nas participações inesquecíveis, como as de Andréa Beltrão, Rogério Cardoso e Maria Clara Gueiros. Vai deixar muitas saudades."
- Patricia Kogut.[327]

Antes da estreia da décima quarta, e última, temporada, a colunista Silvaninha Medeiros elogiou a série dizendo que "o argumento não se perde e isso é fundamental para se manter o sucesso e a audiência", e que a série é perfeita com sua linguagem simples e bom humor sem apelações.[328] Os primeiros episódios da última temporada foram elogiados pelo jornalista Jorge Brasil que destacou o fôlego do roteiro e a mistura de saudosismo e humor.[329] O cenário da série foi elogiada, com a crítica do Tribuna do Norte dizendo que "reproduz com preciosismo os mínimos detalhes de uma casa do subúrbio carioca".[330] O site Cena Aberta, apesar de dizer que teve "falta de graça" no último ano, elogiou por ainda ter momentos "incríveis" como o da homenagem a Ariano Suassuna.[331] Geraldo Bessa do site O Tempo disse que apesar de nos últimos quatro anos o roteiro ter ficado repetitivo e desinteressante, o último ano foi instigante, "com episódios tão bons quanto os dos primeiros anos", elogiando inclusive o elenco.[332] Mauricio Stycer fez uma lista de razões pela qual o público sentiria falta da série, elogiando elenco, figurino, personagens, roteiristas, diretores, entre outros:"Você pode ter gostado mais de uma determinada temporada ou de outra, ter um ou outro episódio favorito, mas é preciso reconhecer que raras séries conseguiram manter um padrão de qualidade tão alto ao longo do tempo".[333] Gabriel Priolli, do Estado de São Paulo, ressaltou que o produto consegue juntar elementos que raros programas conseguem:"alta qualidade artística, sintonizada com o gosto popular". O jornalista ainda destacou que a série mostrou a "classe C" antes do termo ser existido, que os atores dessa versão superaram a da versão antiga e aposto que, no futuro, a série retornará para mostrar a um público novo, e antigo, como uma sitcom de humor do Brasil é tão boa quanto a uma estrangeira.[334] Cleomar Santos, do TV Foco, enalteceu a série por ela retratar a família com seu calor humano, sem necessidade de "tecnologia" para trama ser interessante, encerrando o seu texto sem "dizer adeus" mas um "até logo".[335] Patrícia Kogut, do O Globo elogiou o histórico de sucesso, falando que terminou no auge e deu algumas explicações para isso: a identificação do telespectador com os defeitos e qualidades dos personagens; o elenco muito bem escolhido e a capacidade dos autores em andar com a narrativa, mostrando a evolução dos personagens.[336] Segundo Thales de Menezes, do Folha de S.Paulo, a segunda versão "é caso raro de um remake que supera o sucesso do programa original".[337] Para Thiago Forato, do NaTelinha, o seriado chegou ao fim no tempo certo, pois caso prolongasse, a série poderia "perder sentido" de sua existência na TV.[338] Para Patrícia Villalba a série sai da TV para entrar para a história, completando essa ideia ao dizer que o projeto possui "identidade visual forte do subúrbio mas que, no fim das contas, é unida por sentimentos universais".[339]

Após o último episódio, todas as críticas parabenizaram o desfecho da série. Fernando Oliveira, do R7, gostou da finalização e considerou como acertada o fim da trama, pois não tinha para onde andar com os personagens.[340] Mesmo sem acompanhar a série, Jorge Brasil, da revista Contigo, considerou o episódio genial e considerou o fim "maravilhoso e digno".[341] Lucas Félix, do NaTelinha, considerou o fim de "altíssimo nível" graças ao seu humor, elogiou a inovação que a série teve, que não a deixou ultrapassada e finalizou dizendo que "se a última impressão for a que ficar, essa família muito unida e também muito ouriçada vai deixar um vazio em nossas noites de quinta".[342] Mauricio Stycer, do UOL, elogiou o final metalinguístico, dizendo que o propósito foi de "deixar claro que nenhum ator seria capaz de dar conta da tarefa tão bem quanto os profissionais que encarnaram os personagens de “A Grande Família” por 14 temporadas", considerando o episódio como um "final glorioso" com homenagem inteligente.[343] Marco Antonio Junior, do site série maníacos, elogiou: a evolução dos personagens no decorrer das temporadas; a identificação que os telespectadores tiveram ao longo dos anos com os personagens e o episódio que fez com que a família da ficção passasse pela mesma experiência do público: a de se ver representada na TV.[344] Jeferson de Sousa, do Yahoo, acredita que a série possui: "texto afinado e direção correta"; "olhar sensível para as questões do cotidiano" e boa audiência casada com uma boa dramaturgia, o que ele considera raro.[345] Paulo Moreira Leite, do site Entre Fatos, considera que, ao contrário de outras atrações, o fim da série é "um fato a se lamentar", acreditando que a TV brasileira "ficará mais pobre, do ponto de vista cultural".[346] Endrigo Annyston, crítico do site RD1, disse que a despedida "surpreendeu positivamente, emocionou e divertiu", considerou genial e que o programa "sai do ar, mas entrou para a história da TV e jamais será esquecida".[347] Para Fabio Maksymczuk, o fim da série deixa um público "órfão de Lineu, Nenê e família" após anos de um produto com estabilidade, o que hoje em dia é difícil pela TV possuir uma programação "volátil e superficial".[348]

Paulo Henrique Lima acredita que a série terminou no momento certo e deixando um ensinamento como legado:"É possível viver em paz e harmonia com o próximo, aceitando e respeitando o mesmo como ela (a) é".[349] Para Sergio Santos, a série terminou de maneira primorosa, não podendo ser feito um final diferente do qual foi exibido.[350] Meire Kusumoto, colunista da Veja acredita que os autores acertaram ao admitir "que o êxito do seriado é fruto do retrato fiel que a história pintou da classe C emergente", considerando a cereja do bolo quando, na última metalinguagem do episódio, os personagens assistiram a estreia de seu programa, na ficção, no último episódio, na vida real.[283] Para Ticiana Farinchon, o fim não poderia ter sido melhor, elogiando a identificação que a série tinha com o público, o que muitas atrações não conseguem e considerando o episódio como "uma aula de televisão", com detalhes "milimetricamente pensados" para homenagear equipe e para deixar o público com saudades.[351] Janaína Nunes, do site Yahoo, colocou a atração entre os melhores da semana dizendo que "vai fazer falta".[352] Cleomar Santos, do TV Foco, se emocionou com a história, com a qualidade dos atores e redatores, dizendo que eles tiveram "preocupação com o que deve ser mostrado para uma família que desfruta de alguns minutos para relaxar com os seus na sala".[353] Cleyton Santos, do site Quem Te Viu Quem TV, considerou como insubstituíveis o elenco principal da série.[354] Cristina Padiglione, do Estado de São Paulo, elogiou a equipe dizendo que "tudo funcionava como uma orquestra", caiu em elogios em relação ao roteiro de qualidade e a duração do episódio, por não ter sido muito longa como as novelas que demoram para serem concluídas. Cristina finalizou sua crítica dizendo que o "show se consumou com aplausos".[355] Wallace Carvalho, do MSN Entretenimento, classificou como um "desfecho triunfal após uma temporada marcada pelo saudosismo", elogiando ainda o simbolismo de a série terminar "como se fosse um novo começo", dando esperança de um possível retorno da série no futuro.[356]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Mesmo que os produtores tenham a preocupação de não desrespeitar os telespectadores, algumas controvérsias foram iniciadas através de alguns episódios. O episódio "Vide Bula" foi duramente criticado pela classe farmacêutica.[357] Chegou a ser também alvo da crítica, no entanto, em comentários da internet, muitos defenderam o episódio como um alerta aos maus profissionais.[358]

Outro episódio foi o da 9ª temporada "A Marcha". No episódio o debate sobre a legalização, ou não, da maconha, tomou conta dos personagens.[359] Um debate que foi apoiado principalmente por aqueles que apoiam a legalização.[360]

A maior problemática, no entanto, foi fora das câmeras. No meio da 12ª temporada, um desentendimento entre os atores Guta Stresser e Pedro Cardoso colocou em cheque o futuro da série. Pedro teria dito que Guta é péssima atriz, que a atura há 12 anos e que ela trabalha bêbada. Após isso, Guta teria ameaçado se demitir, o que fez com que a equipe fizesse uma reunião emergencial.[361] Para completar o clima, que as manchetes espalhavam, Guta ainda escreveu no twitter:

A Globo se pronunciou e considerou o momento como uma briga de trabalho, que os dois tem um ótimo relacionamento e que foram trabalhar logo após o acontecimento.[363] Uma nota saiu pelo colunista Flávio Ricco, dizendo que os dois não eram mais amigos, mas sim "colegas de trabalho" e que estavam colocando o profissionalismo acima de tudo.[364] Os atores, por serem reservados,[365] não entraram nesse assunto.

"Houve um pequeno desentendimento que poderia ter acontecido fora do trabalho. A gente já se acertou, mas houve todo esse alarde porque aconteceu em um ambiente de TV. O que aconteceu foi muito menor do que acabou sendo retratado. O desentendimento aconteceu na semana passada, na quarta-feira. Estávamos gravando uma externa e era uma cena de uma passeata. Tinha muito, muito segurança. E a gente discutiu como a gente já discutiu outras vezes."
- Guta Stresser sobre briga entre ela e Pedro Cardoso.[366]

Tempos depois Guta quebrou o silêncio e explicou o ocorrido. Ela ainda pediu respeito ao programa que começou a trabalhar e que é longevo. Ainda declarou nunca ter ido trabalhar alcoolizada.[367] Lúcio Mauro Filho entrou em defesa dos colegas de profissão, e amenizou a situação com a seguinte declaração: "Estresse eu vejo há 12 anos, somos uma família, um programa, tem estresse todo dia. Tudo que acontece na Grande Família, por ser um programa muito querido, repercute de uma forma maior, mas está tudo ótimo".[368] O intérprete de Tuco ainda disse em outra ocasião que já ocorreram outras brigas, mas que o grupo passou por cima logo em seguida.[369] Ele garantiu que a confusão foi distorcida e que o resto do elenco apareceu para acalmar os ânimos.[365]

Uma suposta confusão acabou saindo no final dessa mesma temporada, entre os atores Marco Nanini e Tonico Pereira, mas não teve repercussão, nem notas esclarecedoras, o que não dá para garantir a veracidade da notícia.[370] No entanto, após toda essa problemática enfrentada, o elenco voltou para a 13ª temporada disposta e com o objetivo de uma vida longa para a série, mostrando ter dado a volta por cima.[371][372] E pela primeira vez, após nove meses, Pedro Cardoso comentou na coletiva de apresentação da 13ª temporada, sobre o ocorrido com Guta Stresser, e deu um ponto final dando a entender que tudo estava bem entre os dois:

Um novo problema iniciou após o anúncio da 13ª temporada. Começou a ser noticiado, que entre as novidades da nova temporada, os personagens dos atores Lúcio Mauro Filho, o Tuco, e Thiago Lacerda, em participação especial, terão o primeiro beijo gay da televisão brasileira.[374] Essa cena começou a dividir telespectadores, alguns acreditando que seria apelação da emissora, já que o programa retrata uma família tradicional. Entretanto o beijo já existiu, inclusive na própria série. Na 1ª temporada, no episódio: "Isso é Coisa de Homem?", Tuco faz uma peça sobre Romeu e Julieta, em versão gay. No final Tuco beija o outro ator, interpretado por Gabriel Gracindo, em participação especial.[375]

Na última temporada, uma nova controvérsia foi criada: a personagem Lurdinha, de Maria Clara Gueiros, tornou-se evangélica, mas que caía em tentação facilmente, o que levou a crítica de alguns religiosos.[376]

Audiência[editar | editar código-fonte]

A série é uma das campeãs de audiência da Globo, sendo considerada como a de maior sucesso da emissora desde o ano 2000. Em sua primeira temporada, os índices ainda eram modestos por ser exibido às 23 horas, chegando a competir com o sucesso Show do Milhão, ganhando, empatando e perdendo algumas vezes.[377][378] Obtinha entre 20 e 27 pontos, com uma média anual de 22 pontos. Na segunda temporada, com a troca de horários, graças ao apelo do público e da equipe, a série passou a ter 35 pontos de média e 56% de share (número de aparelhos ligados), chegando a competir com a novela das oito, programa mais visto da televisão brasileira, tendo números iguais ou um pouco maiores.[379][380] Na terceira temporada os índices aumentaram ainda mais, consolidando no top 10 e disputando com o Jornal Nacional pela segunda colocação dos programas mais vistos. Com a perda do ator Rogério Cardoso, a equipe reprisou um episódio em sua homenagem, que alcançou 45 pontos de audiência.[381] Nesse ano a série obteve 46 pontos de média e 68% de share. Na quarta temporada a série continuou a ver seus números crescendo, assustando os programas que competiam com ela, como o programa do Ratinho, que chegou a ter 8 pontos contra 50 pontos da família Silva.[382] Nesse ano a série teve 45 pontos de média e 64% de share. Na quinta temporada, o programa começou a bater recorde atrás de recorde chegando em uma oportunidade a 44 pontos de média e picos de 58, com um share de 66%, segundo o IBOPE na Grande São Paulo.[383][116] Nesse ano de 2005, a série encerrou a temporada com uma média de 45 pontos de média e 65% de share. Na sexta temporada a série conseguiu mais uma vitória, conquistando o título que já vinha competindo a um tempo: o de programa humorístico mais visto da televisão brasileira.[384] Título esse que foi retirado, de um modo oficial, do programa Casseta e Planeta, quando a série passou a ter ibope alto chegando a registrar 44 pontos consecutivos.[385] Na sétima temporada, após lançar um filme de sucesso, a série mostrou a sua força já na volta da série, com 39 pontos de média e 60% de share, mesmo resultado da então novela das oito Paraíso tropical.[15] Nesse ano conquistou 35 pontos de média.

Na temporada de 2008, a oitava, a série continuou sendo sucesso de público e crítica, entretanto seus índices começaram a cair. Na sua estreia a série teve 31 pontos de média. Nesse ano a média foi de 29 pontos de média. Na nona temporada, os índices voltaram a subir, e recordes voltaram a ser quebrados.[386][387] A série finalizou naquele ano com 33 pontos de média.[19] Completando uma década no ar, a série voltou a cair nos índices, mas dessa vez estabilizando a sua audiência e mesmo assim, sendo considerada um sucesso por manter-se entre 25 e 29 pontos, o que para um programa longo ainda é muito, já que é ainda é a segunda atração mais vista. Nesse ano a série fechou com 27 pontos de média.[388] Em 2011 a série voltou a bater recordes chegando a 30 pontos de média e 47% de participação e fechou a temporada com a média igual a temporada anterior: 27 pontos.[389] Na décima segunda temporada, a série voltou com tudo, registrando índices altos, tendo a maior audiência da linha de shows e índices maiores que as do ano anterior.[390] Os índices foram altos em muitos episódios,[391] entretanto alguns episódios sofreram quedas o que prejudicou na média final desse ano: 24 pontos de média.[392] Na estreia da temporada de 2014, a última, a série marcou 21 pontos e 35% de share caindo 6 pontos da novela das 9.[393] A série marcou seu pior índice no sétimo episódio da última temporada: apenas 18 pontos.[394] A culpa foi dada a novela das 9, Em Família, que vinha entregando com baixos índices aos programas seguintes.[395] Mas a série começou a mostrar reação, até atingir índices mais altos,[396] como o recorde da temporada de 23 pontos e 42% de participação.[397] Mesmo assim, a série encerra com a temporada final sendo a de menor audiência,[398] contudo, os índices são considerados muito bons,[399] pois a emissora sofre uma queda de audiência em toda a sua programação e a série continua no TOP 5, programas mais vistos,[400][401][402] com índices maiores que as novelas das 18h e das 19h.[403] O programa ainda foi um dos que menos perderam audiência na emissora em relação a sua estreia: apenas 10% de público perdido, enquanto a trama das 9 perdeu três vezes mais.[404] Seu último episódio rendeu 22 pontos de audiência com picos de 25,[405] o segundo maior índice do dia, atrás apenas da novela das 21h, que fechou com média de 30.[406][343]

Os índices anteriores são de São Paulo, mas no resto do país, os índices são ainda maiores. Enquanto em São Paulo, no ano de 2007, a série conquistava 38 pontos, no Rio de Janeiro obtinha 36 pontos de média e 57% de participação e no Distrito Federal 44 pontos de média e 65% de participação.[407] No sul, a série registrou em 2010 uma média de 40 pontos.[408] No Rio Grande do Sul, na décima primeira temporada, os episódios foram assistidos por mais de 4 milhões de telespectadores, sendo que 63% são do sexo feminino, com cerca de 89% do público do programa pertencendo às classes A, B e C e 77% sendo maiores de 18 anos.[409] No final de 2011, em Florianópolis, a série foi o terceiro produto mais assistido no ano, perdendo apenas para a novela das nove e o Jornal Nacional e na frente de Tapas & Beijos e RBS Notícias.[410] Em Santa Catarina, a estreia da décima segunda temporada registrou 34 pontos de audiência e 67,6% de participação. Esses índices de audiência e participação da estreia são 10,7 vezes maiores que os índices da segunda emissora colocada.[411] No Recife, a estreia da décima segunda temporada rendeu 27 pontos de média e 56% de participação, com média de 583 mil telespectadores e audiência 2,7 vezes maior que a emissora segunda colocada.[412] Em Goiânia, a série conquista 30 pontos de audiência. A estreia da décima terceira temporada, no Rio Grande do Sul, fez com que a série alcançasse 41,1 pontos de audiência e 65,3% de share, ficando no top semanal em 2° lugar, com uma diferença de menos de 4 pontos da novela das nove.[413] No Rio de Janeiro, a estreia do 13° ano também ficou em segundo lugar com 32 pontos de média e uma diferença de 8 pontos da principal novela da Globo,[414] e no decorrer da temporada os índices continuaram estabilizados entre 28 e 33 pontos,[415][416][417][418][419] perdendo algumas vezes apenas para a novela das 9.[420] Em Florianópolis a série conquistou 33 pontos e 64,2% de share em seu 5° episódio,[421] e continuou com esses índices nas semanas seguintes ficando entre 32 e 35 pontos até o fim da temporada.[422][423][424] Em Belém do Pará a temporada de 2013 terminou com média alta, tendo nos meses finais média de 35 pontos, 56% de share com 722.904 telespectadores do estado ligados na série.[425] Em Recife, a temporada 2013 terminou com 25 pontos de audiência e 58% de participação, com cerca de 3.914.106 telespectadores.[426] Neste mesmo ano, a série alcançava em João Pessoa 44,2 pontos.[427]

A estreia da décima quarta e última temporada, fez a série obter 24 pontos e 44% de share no Rio de Janeiro,[428] e em Florianópolis o programa entrou no TOP 5 com 33,3 pontos e 59,9% de share ficando um pouco atrás da novela das 9 e do Jornal Nacional,[429] e estes índices permaneceram ao longo da temporada.[430][431][432] Em Recife, os dois primeiros episódios de 2014 obtiveram 27 pontos de audiência com média de 55% de participação, elevando os números do ano anterior.[433] Ainda em Recife, a série continuou com índices altos,[434] encerrando o ano com média de 524 mil telespectadores por episódio.[435] No Rio de Janeiro os índices ficaram entre os 22 e 28 pontos com 42% de participação.[397][436][437][438][439] Até baterem o recorde, da temporada final, de 29 pontos com 54% de share,[440] índice que foi repetido no último episódio,[441] sendo a segunda atração mais vista do dia perdendo apenas para novela das 21h, que ficou 7 pontos na frente.[343] Na média da semana final, a diferença entre a novela das 9 e da série foi ainda menor: 32 e 29 pontos, respectivamente. Terminando como uma das atrações mais vistas da emissora.[442]

Filme[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: A Grande Família - O Filme

Após seis anos de sucesso na TV Globo, o seriado A Grande Família, assistido semanalmente por 30 milhões de pessoas,[443] foi transportado para as telas dos cinemas, numa parceria entre a produtora Globo Filmes e a distribuidora Europa Filmes. O longa estreou em 26 de janeiro de 2007.[444]

Somente em 2004, o diretor da série Maurício Farias, juntamente com o roteirista e produtor Guel Arraes, decidiram realizar a empreitada de transpor o seriado para o cinema.[445] E não foi nada fácil, segundo os realizadores, achar a melhor maneira de adaptar uma série televisiva para a tela grande, sem se distanciar do universo criado no programa. A intenção deles era construir uma história mais aprofundada, inovadora, sem perder as características principais do seriado.[446]

Cláudio Paiva ficou encarregado do roteiro, adaptando o seriado para os sets de filmagem. Segundo ele, o projeto levou muito tempo para ser decidido devido a falta de um argumento realmente determinante, que os 30 minutos na TV não pudessem mostrar. O roteiro foi elaborado para trazer mais intimidade entre os personagens e o público.[447] O autor ainda explicou o tom melancólico existente no filme como sendo uma homenagem a Rogério Cardoso, que faleceu em 2003:

Com Marco Nanini, Marieta Severo, Pedro Cardoso, Andréa Beltrão, Guta Stresser, Lúcio Mauro Filho, Tonico Pereira e Marcos Oliveira do elenco original juntam-se Paulo Betti e Dira Paes em participações especiais.[448]

O enredo é narrado em três situações. Ao voltar do enterro de um colega de repartição, Lineu passa mal e vai ao médico, onde faz um exame e descobre que tem uma mancha no peito. Deprimido e com a certeza absoluta de que vai morrer, ele esconde sua situação da família e cancela a tradicional ida ao baile aonde começou a namorar Nenê. Sem entender as atitudes estranhas do marido e passando a acreditar que está sendo traída, ela decide convidar um ex-namorado para ir à festa. Toda a grande família Silva fica abalada com os fatos. Pressionado por todos os lados e sem saber o que fazer, Lineu tenta, de três maneiras diferentes, evitar que a família sinta sua morte. A família, por sua vez, é atingida diretamente pelas atitudes, algumas hilárias e outras mais dramáticas e trágicas.[449][450]

Em sua semana de estreia, o filme conseguiu bater o recorde de 2 Filhos de Francisco, com cerca de 300 mil espectadores, conseguindo também superar “blockbusters” estrangeiros como a comédia Uma Noite no Museu, que ficou em segundo lugar, o suspense Déjà vu, em terceiro, e o candidato ao Oscar Babel, em quarto.[451] O filme tem 104 minutos de duração e alcançou um público de mais de 2 milhões de espectadores.[452] José Guerra é o diretor de fotografia, enquanto a direção e produção de arte são assinadas por Marcos Flaksman e Eduardo Feijó. O figurino dos personagens é de Cao Albuquerque, direção musical de Branco Mello, trilha incidental e produção musical de Marcio Lomiranda.[453]

Final da série[editar | editar código-fonte]

A série sempre enfrentou o encerramento desde sua concepção, já que era apenas uma homenagem à primeira versão. A morte de Rogério Cardoso também provocou boatos do fim.[454] Porém, desde 2007, ocorrem especulações sobre quando a série iria terminar de fato.[455][456] O elenco teria começado a pensar sobre o futuro de seus personagens, entretanto o final não ocorreu no fim da sétima temporada.[457] Nos anos seguintes, jornais não pararam de noticiar possíveis datas do final, que eram prontamente negadas.[458][459][460]

Com o fim da 13ª temporada, os boatos começaram a sair com mais força com a notícia iniciada pelo jornal O Globo.[461][462][463] Notícias contavam que 2014 seria a última temporada, com episódios especiais e em grande estilo do início ao fim da 14ª temporada.[464][465][466][467] Contudo, como nos últimos anos, a emissora ainda permanecia em dúvida quanto a retirada da série,[468] porém, não apenas a assessoria de imprensa da Globo confirmou o término em 2014,[469] como a atriz Marieta Severo também:

No dia 17 de março de 2014, a equipe da série realizou uma coletiva de imprensa para oficializar a última temporada do programa.[471] No encontro, foi revelado que o desfecho vem sendo pensado há dois anos, mas adiado graças ao sucesso com o público e o fôlego no texto.[472] Para os redatores Adriana Falcão e Mauro Wilson, a temporada final foi bem planejada para não decepcionar os telespectadores e que é assustador escrever os últimos momentos da série que talvez seja a mais importante da TV brasileira.[473] Adriana ainda disse: "Eu me sinto fazendo parte de um momento histórico e isso vai ficar para sempre marcado na minha vida. Está sendo uma linda temporada em que vamos aprofundar os personagens psicologicamente".[474] Max Malmann, redator da série, fez uma carta a um jornal que dizia: "Ao final (da coletiva de imprensa), posamos todos para uma última foto. Atores, diretores e autores. A família é grande. Sempre vai ser".[475] O elenco não só revelou algumas novidades no enredo dos 23 episódios finais,[476] como desabafou em relação ao futuro deles na emissora. Lúcio Mauro Filho disse que, junto com a Globo, os atores estão pensando com cuidado sobre futuros trabalhos dos atores na emissora.[477] Tonico Pereira declarou que achava que "o programa poderia existir por mais tempo",[478] mas o diretor de núcleo, Guel Arraes, completou falando que foi um consenso o final da série, pois o elenco queria fazer outros projetos na emissora,[479] além de teatro e cinema que eles já faziam: "Conseguimos programar esse final de forma madura. Embora a gente fique triste, mas deixar saudade é um bom sinal".[480]

"Tive uma imensa felicidade de encontrar a Guta. Em 14 anos tivemos situações que resolvemos imensamente bem, ela é minha grande parceira. São coisas raras, como Pelé e Coutinho."
- Pedro Cardoso sobre sua companheira de série, Guta Stresser.[481]

Guta Stresser se emocionou e chorou ao relembrar de seu primeiro trabalho na TV, dizendo que o programa "mudou a sua vida".[482] Os desafios no convívio também foram citados; Marco Nanini disse: "Soubemos atravessar e vencer a rotina. Me deixa feliz saber que terminamos bem". Guta Stresser e Pedro Cardoso mostraram mais uma vez que a briga nada mais foi que um desentendimento. O ator elogiou sua parceira de trabalho: "Há 14 anos Guta tem sido minha grande companheira";[483] A atriz concluiu o pensamento sobre a briga, perda do Rogério Cardoso, que foi lembrado pelo elenco,[484] e o fim:

"Como sabemos que em breve estaremos nos despedindo, entramos numa lua de mel. Qualquer desgaste foi enterrado. Posso dizer que hoje minha relação com o Pedro está até melhor do que antes."
- Guta Stresser sobre relação em set de filmagens com Pedro Cardoso.[486]

No dia 2 de abril, na apresentação da programação da Globo, o anúncio do fim da série foi considerado o ponto mais alto da noite. O elenco foi aplaudido de pé pelos convidados.[487] Miguel Falabella, aproveitou o momento e disse, da plateia que "A Grande Família' é um programa imortal".[488] Um teaser do último ano foi exibido e Zeca Pagodinho, que passou a cantar na última abertura da série, mostrou a nova versão da música.[489][490] No dia seguinte, uma semana antes da estreia, o grande público viu a edição dessa festa e ficou sabendo do fim da série,[491] que segundo uma enquete que perguntava qual a atração da Globo é a mais aguardada, a última temporada da série venceu com 70,46%, ganhando em disparado.[492] Após o primeiro mês de exibição a série venceu mais uma enquete que perguntava qual havia sido a melhor estreia de abril e a série venceu as demais atrações com 87,88% de preferência do público.[493]

No dia 24 de junho, a notícia de que Agostinho iria morrer assustou e revoltou os telespectadores,[494] que não aprovaram esse fim.[495] Porém tudo foi esclarecido ao ser revelado que era uma paródia de Auto da Compadecida,[496] que mais tarde virou uma homenagem devido a morte do autor da obra original: Ariano Suassuna. Guel Arraes e Adriana Falcão, que participaram da minissérie O Auto da Compadecida, mais os demais autores da série, fizeram modificações para esta homenagem póstuma.[497]

"Temos a sensação de despedida a cada cena que a gente faz. No Dia das Mães, olhei e falei 'caraca! é o último Dia das Mães'. Estamos terminando do jeito que sempre sonhamos, que é com um programa muito bem acolhido pelo público, com muita qualidade, se renovando. Então, a gente sempre falou 'é terminar assim"
- Marieta Severo em entrevista ao Vídeo Show.[498]

Em 22 de agosto, uma sexta-feira, Deborah Secco revelou que faria parte do último episódio da série e que a sua participação teria "alguma coisa a ver com a Bebel (Guta Stresser)".[499] No domingo, as gravações do último episódio começaram e,[500][501] aos poucos, notícias sobre quem faria participação na final foram surgindo, como Daniel Filho, Fátima Bernardes e Tony Ramos.[502][503][504] Na segunda o projeto continuou, mas com a presença de jornalistas.[293] Os atores convidados apenas escutaram a gravação feita com os atores fixos, para só então gravar a mesma cena, já familiarizados com os personagens, tomando como base a cena "original".[29] Na terça-feira, Luana Piovani surpreendeu a todos com fotos em seu Instagram que insinuavam que ela e mais outros atores (Tony Ramos, Glória Pires, Lázaro Ramos, Deborah Secco, Alexandre Borges, Marcelo Adnet e JP Rufino) seriam a nova versão da família Silva,[505] o que revoltou os telespectadores que não aprovaram a troca.[506][507] Era mais uma notícia pela metade, pois a "nova versão" é uma metalinguagem que vai acontecer no último episódio da série:"Claro que tentei aproximar minha interpretação da dela(Marieta Severo), mas ao mesmo tempo precisávamos deixar aquela pequena distância para lembrar ao público e à própria família Silva que o que estávamos fazendo era um seriado dentro do seriado", revelou Glória Pires.[508][509] Na quarta-feira, as gravações foram sendo encerradas e Guta Stresser se despediu no Instagram dizendo estar com o coração "tomado de saudade".[510][511] Marco Nanini disse que "foi um fim muito pra cima" e que todos se entregaram ao projeto vivendo tudo que tinha para viver. Ele ainda acrescentou que achou bonito os atores convidados terem aceitado prontamente.[512] Marieta Severo e Andréa Beltrão gravaram na quinta-feira uma cena do reencontro de Nenê e Marilda.[513] Marieta chorou e a equipe no set se emocionou junto, com todos registrando os momentos finais em fotos.[514]

A intérprete de Nenê chegou a declarar que após tantos anos de convivência, a despedida era um momento especial,[515] mostrando-se saudosa em muitas entrevistas, mas feliz por ter terminado no auge.[516][517] Marco Nanini disse que iria viver de "luto" após Lineu, elogiando os colegas de trabalho os chamando de educados e dizendo que foi uma sorte trabalhar com eles.[518] Luto, inclusive, é um sentimento que a equipe da série sentiu, segundo Nanini e Marieta.[519] Lúcio Mauro Filho elogiou a todos os colegas de trabalho ao dizer que não se acomodaram, lutando pela qualidade do projeto que viu seu ibope subir durante anos, chamando a equipe de uma "segunda família".[520] Pedro Cardoso disse que não sentia vontade de chorar, mas de sorrir e que carregaria os momentos, na série, em sua lembrança.[515] Tonico Pereira disse que sentiria saudade das gravações, de seu personagem e de seus colegas de trabalho e elogiou o roteiro do último episódio: "Vai ficar para minha vida o tempo inteiro".[521] O diretor-geral, Luis Felipe Sá, encerrou dando esperança aos fãs da série:"A Grande Família teve a primeira versão nos anos 1970, a segunda nas décadas de 2000 e 2010. Quem sabe não vem uma terceira em breve? Ou um segundo filme?"[522] A equipe fez festas de despedida após as últimas gravações e,[523] ao fim do programa, o elenco passou a descansar a imagem, para o público desvinculá-los dos personagens, mas com a promessa da emissora de novos trabalhos na casa.[524]

"Foi muito bom. Fizemos meia temporada no ano passado, meia temporada nesse ano. Foi para acostumar. E também porque o público pede para que a gente continue, mas 14 anos está bom, né?!"
- Marco Nanini em entrevista ao Vídeo Show.[515]

Com o término da série, dentro da emissora muitos acreditam ser impossível encontrar um produto tão longevo e que mesmo assim conquiste tanta audiência.[525] Mas a emissora já busca um substituto, com os redatores do programa Divertics.[526] Este novo projeto deve conter elementos que fizeram da série dos Silva um sucesso: personagens suburbanos, com um elo familiar e forte apelo junto às classes C e D.[527][528]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Sucesso de público e crítica, A Grande Família também coleciona várias premiações. Entre elas temos os prêmios: APCA,[529] Qualidade Brasil[530][531][532] e 7 prêmios Extra (onde a série chegou a ganhar, por seis anos consetivos, o prêmio de "melhor série" ou "melhor humorístico").[533][534][535][536][537][538][539]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Pessoa Indicada Resultado Ref.
2008 Prémios Emmy Internacional Melhor Ator Pedro Cardoso Indicado [540]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Pessoa Indicada Resultado
2001 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Atriz de Sitcom Marieta Severo Venceu
Televisão: Melhor Ator de Sitcom Marco Nanini Venceu
2002 Prêmio Contigo Melhor Seriado Indicado
Melhor Atriz Revelação Guta Stresser Indicado
2003 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Indicado
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Marieta Severo Indicado
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Indicado
Troféu APCA Televisão: Melhor Humor Venceu
Televisão: Melhor Ator Marco Nanini Venceu
Prêmio Contigo Melhor Humorístico Indicado
Melhor Ator Cômico Pedro Cardoso Indicado
Prêmio Extra Programa Humorístico Venceu
2004 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Venceu
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Marieta Severo Venceu
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Venceu
Prêmio Extra Programa Humorístico Venceu
2005 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Ator de Humorístico Lúcio Mauro Filho Venceu
Televisão: Melhor Humorístico Indicado
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Indicado
Prêmio Extra Programa Humorístico Venceu
2006 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Venceu
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Andrea Beltrão Venceu
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Venceu
Prêmio Extra Melhor Programa de Humor Venceu
2007 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Venceu
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Marieta Severo Venceu
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Venceu
Prêmio Extra Melhor Programa de Humor Venceu
2008 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Indicado
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Marieta Severo Indicado
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Indicado
Prêmio Extra Melhor Humorístico Venceu
2009 Prêmio Contigo Melhor Humorístico Indicado
Melhor Atriz Cômica Andrea Beltrão Indicado
Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Indicado
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Marieta Severo Indicado
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Venceu
2010 Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Humorístico Indicado
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Marieta Severo Indicado
Televisão: Melhor Atriz de Humorístico Guta Stresser Indicado
Televisão: Melhor Ator de Humorístico Pedro Cardoso Indicado
Prêmio Contigo Melhor Série/Minissérie Indicado
Prêmio Extra Melhor Série Venceu
2011 Prêmio Contigo Melhor Série/Minissérie Indicado
Melhor Ator em Série/Minissérie Pedro Cardoso Indicado
Melhor Atriz em Série/Minissérie Marieta Severo Indicado
Prêmio Qualidade Brasil Televisão: Melhor Ator de Série ou Projeto Especial Evandro Mesquita Indicado
Televisão: Melhor Série ou Projeto Especial Indicado
Prêmio Extra Melhor Série Indicado
2012 Prêmio Contigo Melhor série/Minissérie Indicado
Melhor Ator em Série/Minissérie Marco Nanini Indicado
Melhor Ator em Série/Minissérie Guta Stresser Indicado
Prêmio Extra Humor Indicado
2014 Troféu APCA Menção Honrosa em TV pelos 14 anos de série e pelo seu episódio final Venceu
Prêmio F5 Ator do Ano (série ou minissérie) Marco Nanini Indicado
Atriz do Ano (série ou minissérie) Marieta Severo Indicado
Ator Coadjuvante do Ano (série ou minissérie) Pedro Cardoso Indicado

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Nelson Albuquerque. «"A Grande Família": humor sem contra-indicações». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  2. a b c Estadão (28 de março de 2001). «"A Grande Família" estréia na Globo». Consultado em 28 de março de 2013 
  3. a b c Memória Globo. «"A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013 
  4. Pure People. «'A Grande Família': 489 episódios, fortes emoções, briga e risadas. Relembre!». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  5. Folha da Região. «"A Grande Família" traz elementos do filme». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  6. Folha Online. «A Grande Família lidera ibope do humor». Consultado em 28 de março de 2013 
  7. bahiaTV notícias. «A Grande Família é uma das maiores audiências da Globo». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 24 de abril de 2013 
  8. Folha de S.Paulo. «Folha UOL: A Grande Famíia». Consultado em 13 de maio de 2013 
  9. G1 (17 de março de 2014). «'A Grande Família' anuncia a última temporada do programa». G1 - Pop & Arte. Consultado em 12 de setembro de 2014 
  10. «'Álbum da Grande Família' vai voltar à TV em formato de especial» 
  11. a b «Episódios de 'A Grande Família' serão reexibidos em ordem na TV - Emais». Estadão 
  12. «A Grande Família substitui o Vídeo Show nas tardes da TV Globo provisoriamente». Observatório da Televisão. 8 de janeiro de 2019. Consultado em 8 de janeiro de 2019 
  13. Folha de S.Paulo. «"A Grande Família" volta à Globo dia 29». Consultado em 28 de março de 2013 
  14. Cristian Klein. «Remake de "A Grande Família" estréia hoje». Consultado em 28 de março de 2013 
  15. a b Lilian Fernandes. «UMA FAMÍLIA QUE NÃO PERDE O FÔLEGO». Consultado em 28 de março de 2013 
  16. Ricardo Valladares. «"A Grande Família - Se todos fossem iguais..."». Consultado em 11 de maio de 2014. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  17. Hialley Gouveia. «Saiba quanto custa uma inserção comercial nas principais emissoras de TV do Brasil». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  18. Paloma Varón. «Para a escritora Adriana Falcão, sucesso é quando você faz o que sabe fazer, só que todo mundo percebe». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 13 de abril de 2014 
  19. a b c Audrey Furlaneto. «"A Grande Família" completa 10 anos com pretensão de falar para todo mundo». Consultado em 28 de março de 2013 
  20. UOL Televisão. «"A Grande Família" volta ao ar nesta 5ª com poucas mudanças, mas nova direção». Consultado em 16 de maio de 2013 
  21. TV Globo. «Os créditos do seriado "A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 2 de abril de 2013 
  22. TV Globo. «Redatores da série "A Grande Família"». Consultado em 26 de abril de 2013 
  23. TV Globo. «Redatores do episódio de estreia da temporada 2013 de "A Grande Família"». Consultado em 26 de abril de 2013 
  24. Natelinha. «Pedro Cardoso escreve dois episódios para "A Grande Família"». Consultado em 13 de maio de 2013 
  25. Mariane Morisawa. «O 'boom' do humor na TV, no cinema e na internet». Consultado em 11 de maio de 2014 
  26. Elizabete Antunes. «A GRANDE FAMÍLIA». Consultado em 12 de maio de 2014 
  27. Estadão. «"A Grande Família" garante espaço na Globo». Consultado em 27 de maio de 2014 
  28. Renata Gallo. «A GRANDE FAMÍLIA - entrevista com Marco Nanini e Marieta Severo». Consultado em 12 de maio de 2014. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  29. a b Mônica Bergamo. «"A Grande Família" dá adeus à TV com surpresas e piadas de Pedro Cardoso». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  30. Muda Mais. «A Grande Família: os Silva refletem a ascensão da classe C». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  31. Elton Roza. «Há 14 anos no ar, 'A Grande Família' se despede da TV». Consultado em 13 de setembro de 2014. Arquivado do original em 14 de setembro de 2014 
  32. Meire Kusumoto. «'A Grande Família' dá adeus após 14 anos de bom ibope». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  33. Thaís Britto - O Globo. «Depois de 14 anos no ar, atores se despedem de 'A grande família' com a 'sensação de dever cumprido'». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  34. Estadão. «Adiada estréia de "A Grande Família"». Consultado em 27 de maio de 2014 
  35. Roberta Brasil. «Marco Nanini brilha em 'A Grande Família'». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  36. Paraná Online. «Marco Nanini encontra o equilíbrio para o "chefe" de A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  37. André Bernardo. «Férias em Família». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  38. Revista Contigo. «Vida - Marieta Severo». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 11 de abril de 2012 
  39. Flávia Kyrillos. «Para Marieta Severo, assédio não é problema». Consultado em 28 de março de 2013 
  40. Flávia Kyrillos. «Dona de casa de fino trato». Consultado em 28 de março de 2013 
  41. Marcelo Rubens Paiva. «Marieta Severo e Marco Nanini encenam "Os Solitários"». Consultado em 28 de março de 2013 
  42. Flávia Kyrillos. «Marieta comemora reconhecimento em A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  43. Keila Jimenez. «"GRANDE FAMÍLIA" CHEGA EM JANEIRO». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  44. a b Etienne Jacintho. «"Sempre caí nas mãos certas", diz Lúcio Mauro Filho». Consultado em 28 de março de 2013 
  45. a b Belyza Loureiro. «ENTREVISTA COM A ATRIZ GUTA STRESSER, A BEBEL DE A GRANDE FAMÍLIA». Consultado em 28 de março de 2013 
  46. Ricardo Valladares. «Com a morte de Rogério Cardoso, seu Flor também sai de cena em A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  47. Ricardo Valladares. «"A Grande Família" dará um salto no tempo». Consultado em 27 de maio de 2014 
  48. a b Diário de Suzano. «Vinícius Moreno quis ser ator aos 2 anos». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  49. Site Terra. «Evandro Mesquita e Natália Lage vão integrar elenco fixo de A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  50. a b Redação iBahia. «Luis Miranda entra para o elenco de "A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013 
  51. a b Mya Pacioni. «Fábio Porchat entra para o elenco fixo de A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 13 de abril de 2014  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "fábioemagf" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  52. Luiza Maia. «Os muitos carnavais de Marieta Severo». Consultado em 3 de maio de 2013 
  53. Diário de Pernambuco. «A história de uma Grande Família toda em detalhes». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  54. Marcelo Rubens Paiva. «O dilema do Projac». Consultado em 12 de maio de 2014 
  55. Tathiana Barbar. «Globo volta a década de 70 com A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 5 de maio de 2015 
  56. a b c d e Rede Globo - Notícias. «Guga Feijó, produtor artístico de A Grande Família, explica cenários da série». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  57. Vivianne Pontes. «Cenários de 'A grande família' refletem estilos de decoração de cada década». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  58. Vivianne Pontes. «Fim de 'A grande família' já deixa saudades. Relembre a decoração». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  59. Luana Borges. «Identidade visual são pontos fortes do seriado A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  60. Luana Borges. «Cenografia de "A Grande Família" é inspirada no subúrbio do Rio e tem estilo vintage; conheça». Consultado em 28 de março de 2013 
  61. Gustavo Leitão. «Figurinista de A Grande Família explica como compõe o visual de cada personagem». Consultado em 28 de março de 2013 
  62. Aline Vessoni. «Looks d'A Grande Família marcam décadas». Consultado em 28 de março de 2013 
  63. Rede Globo - Notícias. «Mudança no figurino em A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 4 de outubro de 2013 
  64. Molde&Cia. «Dona Nenê de ″A Grande Família″ aposta em looks no estilo cinquentinha». Consultado em 1 de outubro de 2013. Arquivado do original em 17 de março de 2014 
  65. Estadão. «Agostinho e suas 500 camisas». Consultado em 27 de maio de 2014 
  66. Uol. «Camisas de Agostinho fizeram história em "A Grande Família"; relembre algumas». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  67. Vídeo Show - Notícias. «Guta Stresser relembra os diferentes figurinos de Bebel». Consultado em 28 de março de 2013 
  68. Molde&Cia. «Veja o novo estilo de Bebel». Consultado em 1 de outubro de 2013. Arquivado do original em 4 de outubro de 2013 
  69. Estrelando. «Confira o ano a ano de Bebel, de A Grande Família!». Consultado em 1 de outubro de 2013 
  70. GShow. «Estilo Bebel: Relembre as mudanças da menininha de 'A Grande Família'». Consultado em 17 de março de 2014. Arquivado do original em 17 de março de 2014 
  71. Quem Te Viu Quem TV. «Relembre as aberturas de "A Grande Família" da Globo». Consultado em 14 de setembro de 2014. Arquivado do original em 15 de setembro de 2014 
  72. Verdinha. «11 coisas que vão deixar saudades depois do fim de "A Grande Família"». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  73. Arthur Malaspina. «TOP 10 aberturas de séries». Consultado em 4 de setembro de 2014. Arquivado do original em 5 de setembro de 2014 
  74. Visorama. «Abertura-A Grande Família (2006)». Consultado em 4 de setembro de 2014. Arquivado do original em 5 de setembro de 2014 
  75. Cristiane Lisbôa. «A Grande Família-A Grande Família e suas histórias extraordinárias». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  76. André Luiz Sens. «Abertura: A Grande Família [2009].». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  77. Beeld Motion. «A GRANDE FAMÍLIA-SHOW OPENING(2012)». Consultado em 4 de setembro de 2014. Arquivado do original em 5 de setembro de 2014 
  78. Área Vip. «'A Grande Família' ganha nova abertura, com personagens animados em computação gráfica 3D». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  79. Léo Martinez. «Guta Stresser muda visual para nova fase de Bebel». Consultado em 28 de março de 2013 
  80. Luiza Souto. «A profissão me salvou de ser um Tuco, diz ator». Consultado em 28 de março de 2013 
  81. Memória Globo. «Perfil: Marieta Severo - Memória Globo». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 6 de outubro de 2011 
  82. TV Globo Internacional. «Lineu sofre com insônia». Consultado em 28 de março de 2013 
  83. Folha Online. «Conheça os personagens do seriado A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  84. Babado. «Gravação do episódio do natal da Grande Família, em 2001». Consultado em 28 de março de 2013 
  85. Mais Você-Globo. «Ator Marcos Oliveira no Mais Você». Consultado em 28 de março de 2013 
  86. Babado. «Oswaldo Loureiro participa de A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  87. Babado. «Betty Faria participa de episódio de A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  88. Folha de S.Paulo. «A Grande Família ignora primeira participação de Camila Pitanga». Consultado em 28 de março de 2013 
  89. Diário de Pernambuco. «Dias de glória na vida de Seu Flor». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  90. Terra. «"Gosto dos personagens bem brasileiros", diz Tonico Pereira». Consultado em 28 de março de 2013 
  91. Vídeo Show - Globo. «A volta do Remela: Diogo Vilela fala do amigo de Agostinho em A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  92. Elizabete Antunes. «Beiçola pede Nenê em casamento no novo episódio de 'A grande família'». Consultado em 28 de março de 2013 
  93. Redação Terra. «Francisco Cuoco participa de "A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  94. Estadão. «As muitas performances de Andréa Beltrão». Consultado em 28 de março de 2013 
  95. Terra. «Seu Flor permanece em A Grande Família até agosto». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  96. Terra. «"A Grande Família" faz homenagem a Rogério Cardoso». Consultado em 28 de março de 2013 
  97. Terra. «Pedro Paulo Rangel volta para "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  98. Estadão. «Leandra Leal entra para "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  99. Franthiesco Ballerini/São Paulo/AE. «Leandra Leal se junta à Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  100. Terra. «Bebel e Agostinho vão se separar». Consultado em 29 de março de 2013 
  101. Terra. «Bebel escolhe entre Agostinho e o ex-noivo». Consultado em 29 de março de 2013 
  102. Diário de Pernambuco. «Bom humor: ingrediente infalível para o casamento de Bebel (Guta Stresser) e Agostinho (Pedro Cardoso). Casamento vai ao ar dia 28». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  103. Diário de Pernambuco. «Tudo em família». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  104. Estadão. «"A Grande Família" volta hoje das férias». Consultado em 29 de março de 2013 
  105. Redação Terra. «Marilda comemora 40 anos em "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  106. Flávia Swerts. «Francisco Milani reluta em fazer novela». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  107. Rede Globo - Notícias. «A Grande Família: mãe de Beiçola (Marcos Oliveira) volta a assombrar». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 7 de dezembro de 2009 
  108. Cláudia Dias. «Filme A Grande Família termina de ser rodado na próxima semana». Consultado em 29 de março de 2013 
  109. Redação Terra. «Marilda vai ter um bebê em "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  110. Redação Terra. «Nenê quer evitar união de Marilda e Mendonça». Consultado em 29 de março de 2013 
  111. Luiz Antonio. «Confinados no BBB». Consultado em 29 de março de 2013 
  112. Redação Estrelando. «Sumiço: Nenê é roubada por Beiçola em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  113. Redação Terra. «Leandra Leal volta para "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  114. Andréia Takano. «Evandro Mesquita vira um mecânico em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  115. Redação Terra. «Globo reprisa episódio de "A Grande Família" com Milani». Consultado em 29 de março de 2013 
  116. a b Carlos Ramos. «A Grande Família bate recorde de audiência: 44 pontos». Consultado em 28 de março de 2013 
  117. Rodrigo Zanetti. «Francisco Cuoco volta a gravar "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  118. Video Show-Globo. «Lilia Cabral relembra participação especial em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  119. Claudia Dias. «Natália Lage entra para o elenco fixo de A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  120. Babado. «A Grande Família comemora 200 episódios com novo personagem». Consultado em 29 de março de 2013 
  121. Folha Online. «Lineu perdoa Agostinho no último episódio do ano de "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  122. Área Vip. «Novos personagens agitam temporada 2007 de A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  123. Simone Mousse. «Bebel vai mostrar seu barrigão». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  124. O Globo. «Bebel anuncia que está grávida e Agostinho tem crise de ansiedade». Consultado em 29 de março de 2013 
  125. Redação Terra. «A Grande Família volta ao ar em clima de descontração». Consultado em 29 de março de 2013 
  126. Folha da Região. «A Grande Família traz elementos do filme». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  127. Tetê da TV. «A série A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  128. Redação Terra. «Nasce bebê de Bebel e Agostinho na série A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  129. Redação Terra. «Episódio de A Grande Família tem suspense em maternidade». Consultado em 29 de março de 2013 
  130. Fábia Oliveira. «A Grande Família vai parar no futuro». Consultado em 29 de março de 2013 
  131. Gazeta de Limeira. «Pet shop de Lineu». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  132. FRANCIEL_TECHNIX_GMA. «A Grande Família continua em alta». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  133. Estrelando. «Tuco fica noivo de Gina». Consultado em 29 de março de 2013 
  134. A Tarde. «A Grande Família se renova em nova temporada». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  135. Estrelando. «Betty Faria faz participação em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  136. O Dia. «A Grande Família abordará depressão dos 30 anos». Consultado em 29 de março de 2013 
  137. Aline Graziela. «O casamento de Tuco e Gina». Consultado em 29 de março de 2013 
  138. Estrelando. «Família: Tuco e Gina a caminho do altar». Consultado em 29 de março de 2013 
  139. Rede Globo - Notícias. «A Grande Família volta ao ar com novo casamento para Nenê». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 18 de abril de 2009 
  140. Patrícia Kogut. «Lineu volta para a repartição em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  141. Rede Globo - Notícias. «Marilda arruma namorado em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 27 de abril de 2009 
  142. Rede Globo - Notícias. «Crise mundial bate à porta em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 18 de maio de 2009 
  143. Rede Globo - Notícias. «Barriga de aluguel gera confusão na família Silva». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 23 de maio de 2009 
  144. Rede Globo - Notícias. «Tuco faz documentário em episódio». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 31 de maio de 2009 
  145. Folha Online. «Roberto Carlos grava participação em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  146. Redação EM Cultura - Estado de Minas. «Fabíula Nascimento, a irmã de Agostinho Carrara em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 28 de agosto de 2009 
  147. Rede Globo - Notícias. «Lineu quer filho em um curso pra vestibular». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 1 de novembro de 2009 
  148. Da redação - Araçatuba. «A Grande Família retorna sem Marilda». Consultado em 29 de março de 2013 
  149. Rede Globo - Notícias. «Bebel perde o emprego». Consultado em 29 de março de 2013 
  150. Rede Globo - Notícias. «Agostinho quer ser deputado estadual». Consultado em 29 de março de 2013 
  151. Redação Folha Vitória. «Agostinho grava programa político». Consultado em 29 de março de 2013 
  152. R7. «Prima Glorinha agita A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  153. Mix Brasil. «Filho gay da dona Abigail em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  154. R7. «Lineu vira professor de Tuco». Consultado em 29 de março de 2013 
  155. Redação Bem Paraná. «Episódio:O passado bate a sua carteira». Consultado em 29 de março de 2013 
  156. José Armando Vannucci. «Abigail e Beiçola decidem se casar». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  157. Rede Globo - Novidades. «Família Silva planeja viajar para miami no natal». Consultado em 29 de março de 2013 
  158. José Armando Vannucci. «Nova temporada começa com referências políticas e humor». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 11 de setembro de 2011 
  159. TV Globo Internacional. «Projeto de viaduto cria confusão em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  160. José Armando Vannucci. «Temporada de 2011 contará com participações especiais». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  161. UOL, no Rio. «Agostinho compra o terceiro carro de sua frota». Consultado em 29 de março de 2013 
  162. Folha Online. «Tuco sai da casa dos pais». Consultado em 29 de março de 2013 
  163. UOL, no Rio. «Tuco sofre acidente no táxi de Agostinho». Consultado em 29 de março de 2013 
  164. Gabriel Sobreira. «Bebel põe silicone». Consultado em 29 de março de 2013 
  165. Na Mira, com informações da CGCOM. «Bebel e Agostinho vão para a Argentina». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  166. UOL, no Rio. «Em A Grande Família, Nenê decide ser cantora». Consultado em 29 de março de 2013 
  167. Jotabê Medeiros - O Estado de S. Paulo. «Evandro faz 40». Consultado em 29 de março de 2013 
  168. TV Globo Internacional. «Mãe de Lineu reaparece para conquistar o filho». Consultado em 29 de março de 2013 
  169. Renato Kramer. «A Grande Família cresce com Laura Cardoso». Consultado em 29 de março de 2013 
  170. TV Globo Internacional. «Agostinho perde a frota de táxis em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  171. UOL Televisão. «Natal em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  172. Tiele Nicolini. «A Grande Família aposta em ator mirim na nova temporada». Consultado em 29 de março de 2013 
  173. Luiza Souto. «Filho de Bebel e Agostinho será adolescente em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  174. Video Show - Notícias. «Serginho não pode sair do armário». Consultado em 29 de março de 2013 
  175. O Dia. «Mendonça foge da cadeia». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  176. Ana Carolina de Souza. «Nina Morena se destaca como Daniele da "pradaria"». Consultado em 29 de março de 2013 
  177. TV Globo Internacional. «Bebel finge gravidez para atrair atenção do marido». Consultado em 29 de março de 2013 
  178. Caras. «Katiuscia Canoro vive chefe de Nenê». Consultado em 29 de março de 2013 
  179. Caras. «Lineu passará 4 anos em coma em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  180. Rede Globo - Novidades. «Elenco e equipe apresentam novidades». Consultado em 29 de março de 2013 
  181. UOL Televisão. «Em A Grande Família, Lineu e Nenê viajam para Buenos Aires». Consultado em 29 de março de 2013 
  182. A Tarde. «Agostinho se complica em A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  183. O Dia. «'A Grande Família': Preso, Agostinho é ignorado por Florianinho». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  184. Caras. «Luiz Fernando Guimarães em participação especial». Consultado em 29 de março de 2013 
  185. Gente iG. «Regina Duarte em participação especial na série A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  186. Patrícia Kogut. «Pobre Lineu». Consultado em 29 de março de 2013 
  187. F5. «Agostinho e Lineu disputarão título de patriarca da família Silva». Consultado em 29 de março de 2013 
  188. Pioneiro. «Bebel vira mulher de negócios na nova temporada de A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  189. TV Globo Internacional. «'A Grande Família': Lineu e Agostinho desconfiam que estão sendo traídos». Consultado em 3 de maio de 2013 
  190. O Dia. «'A Grande Família': Paulão vira o herói de Florianinho». Consultado em 3 de maio de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  191. Patrícia Kogut. «Lineu construirá barco em 'A grande família'.». Consultado em 7 de maio de 2013 
  192. Zero Hora. «Lineu deve se aposentar em "A Grande Família"». Consultado em 3 de maio de 2013 
  193. Na Mira - CGCOM. «Marido e mulher, negócios à parte, no ar 06/06». Consultado em 12 de junho de 2013 [ligação inativa]
  194. CGCOM. «Família Silva volta à década de 90 nesta quinta!». Consultado em 14 de setembro de 2013 [ligação inativa]
  195. Kogut. «'A grande família': Agostinho pedirá Bebel em casamento». Consultado em 14 de setembro de 2013 
  196. Redação "O São Gonçalo". «'Agostinho Carrara' de volta para o lar em SG». Consultado em 20 de setembro de 2013 [ligação inativa]
  197. Caras. «Capítulo final de 'A Grande Família' terá casamento de Bebel e Agostinho e diversas participações especiais». Consultado em 27 de setembro de 2013 
  198. Visto Livre. «Fátima Bernardes, Rodrigo Lombardi e Deborah Secco participam de A Grande Família». Consultado em 27 de setembro de 2013 
  199. O Fuxico. «Audiências: A Grande Família marca 23 pontos no último episódio da temporada». Consultado em 27 de setembro de 2013 
  200. Nilma Gonçalves. «A Grande Família está de volta em abril, em seu último ano de exibição». Consultado em 17 de março de 2014 
  201. CGCOM. «Uma família à beira do caos». Consultado em 3 de abril de 2014 [ligação inativa]
  202. Vanessa Scalei. «Emoção toma conta de elenco de A Grande Família na apresentação da última temporada da série». Consultado em 18 de março de 2014 
  203. International Press. «A grande família - Uma família à beira do caos». Consultado em 5 de abril de 2014 [ligação inativa]
  204. UOL. «Eva Wilma viverá uma psicanalista em episódio de "A Grande Família"». Consultado em 21 de junho de 2014 
  205. Daniel Ribeiro. «Fábio Porchat deixa "A Grande Família" e Nenê ganha novo chefe». Consultado em 17 de março de 2014. Arquivado do original em 7 de março de 2014 
  206. Equipe No Pátio. «A Grande Família: última temporada». Consultado em 17 de março de 2014 [ligação inativa]
  207. Comércio do Jahu. «Florianinho descobre o amor em A Grande Família». Consultado em 21 de junho de 2014 
  208. Renato Damião. «Guta Stresser, de "A Grande Família", revela dificuldade para engravidar». Consultado em 18 de março de 2014 
  209. Na Mira. «Mariana Ximenes vive chef de cozinha em "A Grande Família"». Consultado em 21 de junho de 2014 [ligação inativa]
  210. OGomes. «Agostinho tem chance de ouro para sair da pindaíba em 'A Grande Família' nesta quinta, 04». Consultado em 9 de setembro de 2014 [ligação inativa]
  211. Daniel Castro. «Incêndio no "Xuxa Park" atrasa decisões na Globo». Consultado em 5 de abril de 2014 
  212. Cristian Klein. «Estréia da série "A Grande Família" em 2001». Consultado em 28 de março de 2013 
  213. Silvana Arantes. «Pedro Cardoso propõe definir o desfecho de "A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013 
  214. Gazeta Online. «'A Grande Família' deve acabar até 2013, diz Marieta Severo». Consultado em 28 de março de 2013 
  215. Léo Martinez. «Marieta Severo diz que 'A Grande Família' pode acabar até 2013». Consultado em 28 de março de 2013 
  216. Neto Lucon. «Série "A Grande Família" deve acabar até 2013, informa Marieta Severo». Consultado em 28 de março de 2013 
  217. Papelpop Conteúdo. «"A Grande Família" pode sair do ar em 2013». Consultado em 28 de março de 2013 
  218. AE - Agência Estado. «"A Grande Família" completa 10 anos com novos cenários». Consultado em 28 de março de 2013 
  219. Zero Hora. «Nova temporada de "A Grande Família" estréia nesta quinta-feira». Consultado em 28 de março de 2013 
  220. Emilia Oliveira. «Há 12 anos no ar, "A Grande Família" estréia em 2012 repleta de novidades». Consultado em 28 de março de 2013 
  221. Famosidades. «Ivete Sangalo passa a cantar música-tema de A Grande Família». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  222. Piero Vergílio. «Globo troca, mais uma vez, intérprete do tema de abertura de "A Grande Família"». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  223. Rafael Albuquerque. «Dudu Nobre fala de seus artistas baianos favoritos e revela com quem gostaria de ter parceria». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  224. Guaraldo, Luciano (4 de março de 2017). «Globo reprisa A Grande Família para tapar buraco de Pedro Bial». Notícias da TV. Consultado em 4 de março de 2017 
  225. «A Grande Família substitui o Vídeo Show nas tardes da TV Globo provisoriamente». Observatório da Televisão. 8 de janeiro de 2019. Consultado em 8 de janeiro de 2019 
  226. O Estado de S. Paulo. «Do kitsch ao cult». Consultado em 27 de maio de 2014 
  227. Luiza Souto. «Veja cinco itens curiosos que fazem fãs ligarem para a Globo». Consultado em 26 de abril de 2013 
  228. UOL. «Jarra em formato de abacaxi está entre as mais pedidas no atendimento da Globo». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  229. O Globo. «Faça você mesmo: uma luminária com o abacaxi da Dona Nenê». Consultado em 3 de abril de 2014 
  230. Vila Konceito. «Konceito casa – Novelas e Séries da Globo». Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 7 de abril de 2014 
  231. Vivianne Pontes. «Casa de novela: brasilidade de objetos com frutas faz sucesso em A Grande Família». Consultado em 5 de abril de 2014 
  232. Nelson Rubens. «Os olhos de Bebel». Consultado em 26 de abril de 2013 
  233. ZAP. «Saiba quais são os itens da casa de A Grande Família que fizeram sucesso entre o público». Consultado em 4 de outubro de 2014 
  234. Estadão. «Em DVD, "A Grande Família" homenageia Seu Flô». Consultado em 26 de abril de 2013 
  235. Bem Paraná. «Os episódios de Natal de A Grande Família em DVD». Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2014 
  236. Caras. «Rogério Cardoso e Francisco Milani voltam em BOX d'A Grande Família». Consultado em 26 de abril de 2013 
  237. Guilherme Brendler. «DVD faz resumo de dez anos do seriado "A Grande Família"». Consultado em 26 de abril de 2013 
  238. Kogut. «Matheus Nachtergaele está reservado para série da Globo». Consultado em 22 de dezembro de 2014 
  239. UOL. «Globo lança box de DVD com a última temporada de "A Grande Família"». Consultado em 17 de março de 2015 
  240. natelinha. «Globo lança aplicativo de "A Grande Família" no Facebook». Consultado em 29 de março de 2015 
  241. José Armando Vannucci. «"A Grande Família": reforma cautelosa para modernizar sem tirar essência do humorístico». Consultado em 26 de abril de 2013 [ligação inativa]
  242. Portal da propaganda. «SUNDOWN® ESTRÉIA NOVO FILME COM MARCO NANINI». Consultado em 26 de abril de 2013 
  243. Maxpress. «Marieta Severo vira garota propaganda da rede Walmart». Consultado em 26 de abril de 2013 
  244. Portal da propaganda. «Propaganda com Marieta Severo». Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  245. O Fuxico. «Lúcio Mauro Filho estrela nova campanha da Tele Sena». Consultado em 26 de abril de 2013 
  246. Direto da Usina. «Nova campanha do etanol atinge mais de 840 mil pessoas pelo Facebook». Consultado em 26 de abril de 2013 
  247. Meio & Mensagem. «Lúcio Mauro Filho em propaganda da Cacau Show». Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 18 de maio de 2015 
  248. Propmark. «Pedro Cardoso vira "Sol" da Chevrolet». Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  249. Revista Pro News. «Santa Clara cria campanha para Frisco estrelada pelo ator Pedro Cardoso». Consultado em 26 de abril de 2013 
  250. Caras. «Guta Stresser 'contra' TPM». Consultado em 26 de abril de 2013 
  251. Vinícius Novaes. «Guta Stresser na propaganda do tempero Sazón». Consultado em 9 de maio de 2014. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  252. Mars. «Evandro Mesquita é a nova voz da marca PEDIGREE®». Consultado em 26 de abril de 2013 
  253. Daniel Ribeiro. «Executiva da maior emissora do mundo visita os estúdios da Globo». Consultado em 19 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2014 
  254. Daniel Ribeiro. «Maior emissora do mundo quer fazer uma versão americana de "A Grande Família"». Consultado em 19 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2014 
  255. Patrícia Kogut. «Possível adaptação da Grande Família». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  256. O Povo. «"A Grande Família" pode ganhar versão americana». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  257. Natasha Stein. «Roberto Carlos é fã de "A grande família"». Consultado em 26 de abril de 2013 
  258. iG. «A Grande Família escolhida como melhor programa e melhor humorístico de 2003.». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  259. iG. «O casal do momento na televisão: Lineu e Nenê». Consultado em 30 de agosto de 2013 
  260. Rede Globo. «vem_aí: Globo lança a programação de 2013 em festa; confira o que rolou». Consultado em 26 de abril de 2013 
  261. O Fuxico. «Carlos Alberto de Nóbrega Adnet está no programa errado». Consultado em 26 de abril de 2013 
  262. Rede Globo. «Roberto Carlos e elenco de A Grande Família confessam admiração mútua». Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 27 de fevereiro de 2014 
  263. Gente iG. «Lilia Cabral: "Não tenho ideia de qual será meu próximo trabalho na TV"». Consultado em 26 de abril de 2013 
  264. Rede Globo. «Lília Cabral relembra participação especial em A Grande Família». Consultado em 26 de abril de 2013 
  265. a b O Povo. «O último episódio da série 'A Grande Família'». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  266. Jornal Extra. «Regina Duarte é uma juíza no último episódio do ano de 'A grande família'». Consultado em 26 de abril de 2013 
  267. Terra. «Grazi Massafera encarna dançarina sexy em 'A Grande Família'». Consultado em 16 de abril de 2014 
  268. Fabíola Ortiz. «Marcio Garcia relembra participação em "A Grande Família":"Saudades"». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  269. Globo-Vídeo Show. «Top 5: Thalita Carauta elege os cinco melhores humorísticos da TV Globo». Consultado em 7 de maio de 2013 
  270. Patrícia Kogut. «Gregório Duvivier: cinco programas para morrer de rir». Consultado em 3 de abril de 2014 
  271. Rodrigo Teixeira. «Zeca Pagodinho sobre fim da Grande Família». Consultado em 26 de abril de 2014 
  272. Yahoo! Entretenimento. «Mariana Ximenes participa de 'A Grande Família'». Consultado em 8 de agosto de 2014 
  273. Natália Boere. «Eliane Giardini faz participação especial em 'A grande família' nesta quinta». Consultado em 8 de agosto de 2014 
  274. Globo-Vídeo Show. «Meus Favoritos: João Miguel adora ver A Grande Família na televisão». Consultado em 7 de maio de 2013 
  275. Globo-Vídeo Show. «Meus Meus Favoritos: André Gonçalves diz que usar fio-dental foi um sacrifício». Consultado em 7 de maio de 2013 
  276. Globo-Vídeo Show. «Alexandra Richter é fã de A Grande Família; Marcos Veras, de Chico Total...». Consultado em 16 de abril de 2014 
  277. Globo-Vídeo Show. «Top 5: Samantha Schmütz elege os cinco melhores programas humorísticos da TV». Consultado em 7 de maio de 2013 
  278. Globo-Vídeo Show. «Meus favoritos: Marcos Veras já ficou 7 horas colocando cabelo por papel». Consultado em 7 de maio de 2013 
  279. Rede liberal. «Final de A Grande Família repercute na internet». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  280. Fábio Garcia. «Preciso dizer que "A Grande Família" dominou os Trending Topics do Twitter?». Consultado em 14 de setembro de 2014. Arquivado do original em 15 de setembro de 2014 
  281. Fernando Berenguel. «TUITADA – BEIJO GAY EM "A GRANDE FAMÍLIA" REPERCUTE NO TWITTER». Consultado em 14 de setembro de 2014 [ligação inativa]
  282. Fernando Berenguel. «TUITADA – COM HOMENAGEM À ROGÉRIO CARDOSO "A GRANDE FAMÍLIA" REVISITA SUA PRÓPRIA HISTÓRIA». Consultado em 14 de setembro de 2014 [ligação inativa]
  283. a b Meire Kusumoto. «Fim entre ficção e realidade fez jus a 'A Grande Família'». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  284. O Dia. «Último episódio de 'A Grande Família' deixa internautas emocionados». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  285. UOL. «Último episódio de "A Grande Família" causa comoção na internet». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  286. Tatiane Rosset. «Internautas lamentam o fim da série 'A Grande Família' nas redes sociais; veja os melhores comentários». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  287. a b Cristina Padiglione. «Filmes e humor lideram menu na web e na TV». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  288. Iran Giusti. «25 tuítes que comprovam que o final de "A Grande Família" foi incrível». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  289. Anahi Martinho. «Reencontro de Nenê e Marilda marca episódio final de 'A Grande Família' e emociona internautas». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  290. Terra. «Famosos homenageiam 'A Grande Família' em último episódio». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  291. Endrigo Annyston. «Final de "A Grande Família" movimenta a internet e gera críticas; entenda». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  292. Luiz Fábio Almeida. «Tonico Pereira reviverá personagem de "A Grande Família" em nova série». Consultado em 29 de março de 2015 
  293. a b Thaís Britto - O Globo. «Elenco se despede de 'A grande família' após 14 anos e diz que 'passou por cima das brigas'». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  294. Redação, Administradores.com. «A Grande Família: chega ao fim um dos sucessos mais duradouros da TV brasileira». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  295. Alessandro Giannini. «Crítica a série A Grande Família por Alessandro Giannini, em 2001». Consultado em 28 de março de 2013 
  296. Leila Reis. «"Público está apto a rir com qualidade", em 2002». Consultado em 28 de março de 2013 
  297. Artur Xexéo. «"Quando a TV é uma comédia", copyright O Globo, 6/06/04». Consultado em 12 de maio de 2014 
  298. Dalmo Magno Defensor. «Humor inteligente de "A Grande Família" se aproxima de "Seinfeld" e "Simpsons"». Consultado em 12 de maio de 2014 
  299. Silvia Chiabai. «Humor agonizante e excessos sentimentalóides». Consultado em 12 de maio de 2014 
  300. Bia Abramo. «Deboche limita experiências em comédia». Consultado em 12 de maio de 2014 
  301. Bia Abramo. «"A Grande Família" mantém a forma». Consultado em 12 de maio de 2014 
  302. Bia Abramo. «Falta graça aos novos humorísticos». Consultado em 12 de maio de 2014 
  303. José Armando Vannucci. «"A Grande Família" é o melhor exemplo de programa popular de qualidade». Consultado em 13 de maio de 2013. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  304. Renato Kramer. «"A Grande Família" cresce com Laura Cardoso». Consultado em 13 de maio de 2013 
  305. Ubiratan Brasil. «"A Grande Família" volta mais sombria». Consultado em 28 de março de 2013 
  306. Odair Braz Junior. «A Grande Família morreu e só esqueceram de avisar». Consultado em 28 de março de 2013 
  307. Murilo Melo. «A Grande Família perde a graça e não impressiona mais». Consultado em 8 de abril de 2013 
  308. Patrícia Kogut. «CRÍTICA: 'A grande família' perde a graça». Consultado em 28 de março de 2013 
  309. Patrícia Kogut. «'A grande família' associa mito do bom selvagem a suburbano». Consultado em 28 de março de 2013 
  310. Fernando Oliveira. «'A Grande Família' pode até ter desgastes no elenco, mas continua sendo um belo programa». Consultado em 28 de março de 2013 
  311. Tony Goes. «'A Grande Família' está se tornando nossos 'Simpsons'». Consultado em 28 de março de 2013 
  312. Maurício Stycer. «Nada muda, mas tudo está sempre diferente na "Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013 
  313. Oton Tássio Silva Luna. «Um seriado a serviço do quarto poder». Consultado em 12 de maio de 2014 
  314. Wallace Carvalho. «"Crítica: Em tom de despedida, A Grande Família retorna às origens para se reinventar». Consultado em 6 de abril de 2013 
  315. Tony Goes. «"A Grande Família" poderia ficar no ar para sempre». Consultado em 6 de abril de 2013 
  316. José Armando Vannucci. «"A Grande Família" volta com texto impecável, provocações e sinais positivos de nova temporada». Consultado em 6 de abril de 2013 [ligação inativa]
  317. Cena Aberta. «Top Five: O melhor da semana na TV». Consultado em 8 de abril de 2013. Arquivado do original em 4 de outubro de 2013 
  318. Cena Aberta. «A Grande Família retorna deliciosa e sem sinais de desgaste». Consultado em 8 de abril de 2013 
  319. Cena Aberta. «A GRANDE FAMÍLIA e NA MORAL presenteiam saudosistas». Consultado em 1 de outubro de 2013. Arquivado do original em 4 de outubro de 2013 
  320. José Armando Vannucci. «"A Grande Família" é perfeita na homenagem a Rogério Cardoso». Consultado em 6 de setembro de 2013 [ligação inativa]
  321. José Armando Vannucci. «"A Grande Família" começa a ficar morna». Consultado em 6 de setembro de 2013. Arquivado do original em 4 de outubro de 2013 
  322. José Armando Vannucci. «"A Grande Família" dá sinais de que está na hora de parar». Consultado em 6 de setembro de 2013. Arquivado do original em 4 de outubro de 2013 
  323. Wallace Carvalho. «Em volta ao passado, "A Grande Família" altera ordem dos fatos». Consultado em 6 de setembro de 2013 
  324. Cena Aberta. «Top Five: O melhor da semana na TV 2». Consultado em 1 de outubro de 2013 
  325. Cena Aberta. «Top Five: O melhor da semana na TV 3». Consultado em 1 de outubro de 2013 
  326. Cena Aberta. «A Grande Família saiu do ar com cara de series finale». Consultado em 1 de outubro de 2013 
  327. Patricia Kogut. «Nota da Kogut». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  328. Silvaninha Medeiros. «A série mais longa e divertida da história da TV brasileira». Consultado em 18 de março de 2014 
  329. Jorge Brasil. «Curti!: Última temporada de A Grande Família! Não Curti!: Repetições de Tapas & Beijos!». Consultado em 9 de maio de 2014 
  330. Tribuna do Norte. «Tempo lento». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  331. Cena Aberta. «"A Grande Família" ainda proporciona momentos incríveis ao seu elenco». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  332. Geraldo Bessa - O Tempo. «Com toda a pompa». Consultado em 8 de setembro de 2014 
  333. Mauricio Stycer. «Sete razões por que vamos sentir saudades de "A Grande Família"». Consultado em 8 de setembro de 2014 
  334. Gabriel Priolli. «'A Grande Família' exibiu a classe C antes de se tornar notícia». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  335. Cleomar Santos. «"A Grande Família" não terminará nesta noite». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  336. Patrícia kogut. «'A grande família', o seriado que usou o tempo a seu favor». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  337. Thales de Menezes. «Crítica: Lineu e Nenê de Nanini e Marieta são os pais que todos queriam». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  338. Thiago Forato. «"A Grande Família" chega ao fim na hora certa». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  339. Patrícia Villalba. «'A Grande Família' sai da TV e entra para a história». Consultado em 13 de setembro de 2014. Arquivado do original em 13 de setembro de 2014 
  340. Fernando Oliveira. «'A Grande Família' vai deixar saudades, mas dava sinais de esgotamento e precisava chegar ao fim». Consultado em 13 de setembro de 2014. Arquivado do original em 14 de setembro de 2014 
  341. Jorge Brasil. «Curti!: A Grande Família sai de cena em grande estilo!». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  342. Lucas Félix. «"A Grande Família" chega ao fim fazendo o que sabe fazer de melhor». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  343. a b c Mauricio Stycer. «"A Grande Família" tem final brilhante com homenagem ao elenco». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  344. Marco Antonio Junior. «Crônicas de um Série Maníaco – A Grande Despedida». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  345. Jeferson de Sousa. «"A Grande Família" vai deixar saudades». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  346. Paulo Moreira Leite. «Fim de a Grande Família amplia pobreza cultural de nossa TV». Consultado em 13 de setembro de 2014. Arquivado do original em 14 de setembro de 2014 
  347. Endrigo Annyston. «Em dia histórico, "A Grande Família" sai do ar com episódio genial». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  348. Fabio Maksymczuk. «Encerramento de "A Grande Família" deixa telespectadores órfãos». Consultado em 28 de setembro de 2014. Arquivado do original em 18 de setembro de 2014 
  349. Paulo Henrique Lima. «"A Grande Família" sai do ar no momento certo e deixa um grande legado para a família brasileira». Consultado em 13 de setembro de 2014. Arquivado do original em 29 de junho de 2015 
  350. Sergio Santos. «Com um final repleto de emoção e metalinguagem, "A Grande Família" fecha seu ciclo em grande estilo». Consultado em 28 de setembro de 2014. Arquivado do original em 22 de setembro de 2014 
  351. Ticiana Farinchon. «Um grande final para uma 'Grande Família'». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  352. Janaína Nunes. «Relembre o melhor e o pior da TV nesta semana-Adeus, "A Grande Família"». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  353. Cleyton Santos. «"Haja coração!"». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  354. Cleomar Santos. «Tentamos desvendar a metalinguagem no último capítulo de "A Grande Família". Confira!». Consultado em 14 de setembro de 2014. Arquivado do original em 15 de setembro de 2014 
  355. Cristina Padiglione. «Final da 'Grande Família' é digno de virar objeto de estudo». Consultado em 14 de setembro de 2014 
  356. Wallace Carvalho. «"A Grande Família" se despede da TV para ficar na história». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  357. Pfarma. «Farmacêuticos criticam "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  358. Jorge Brasil. «Farmacêuticos se revoltam com episódio de "A Grande Família"». Consultado em 29 de março de 2013 
  359. Colherada Cultural. «"A Grande Família" e a legalização da maconha». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 15 de julho de 2012 
  360. Postado por mouchoque. «A Grande Família - episódio A Marcha». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 13 de abril de 2014 
  361. Mariana Riscala. «Pedro Cardoso e Guta Stresser brigam durante gravação». Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  362. Entretenimento Band. «Guta Stresser e Pedro Cardoso se desentendem». Consultado em 29 de março de 2013 
  363. UOL, no Rio. «Discussão durante A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  364. Flávio Ricco. «Pedro e Guta agora são apenas colegas de serviço». Consultado em 29 de março de 2013 
  365. a b Carol Nogueira. «Briga em 'A Grande Família' não foi a primeira nem será a última, diz Lúcio Mauro Filho». Consultado em 29 de março de 2013 
  366. Laís Rissato. «Guta Stresser explica a confusão entre ela e Pedro Cardoso». Consultado em 29 de março de 2013 
  367. Léo Martinez. «Guta Stresser desabafa». Consultado em 29 de março de 2013 
  368. Caras. «Lúcio Mauro Filho confirma nova temporada». Consultado em 29 de março de 2013 
  369. UOL, no Rio. «Todo mundo já brigou em A Grande Família, diz Lúcio Mauro Filho». Consultado em 29 de março de 2013 
  370. Extra. «Marco Nanini e Tonico Pereira se estranham nos bastidores». Consultado em 29 de março de 2013 
  371. Folha de S.Paulo. «Elenco de A Grande Família supera rusgas e quer novas temporadas». Consultado em 29 de março de 2013 
  372. Keila Jimenez. «Paz nos bastidores de A Grande Família». Consultado em 29 de março de 2013 
  373. Folha de S.Paulo. «Pedro Cardoso responde boatos de briga». Consultado em 29 de março de 2013 
  374. Patrícia Teixeira. «Thiago Lacerda e Lucio Mauro Filho podem protagonizar o primeiro beijo gay da TV». Consultado em 29 de março de 2013 
  375. Parou Tudo. «Thiago Lacerda beijará Tuco em episódio de A Grande Família». Consultado em 10 de maio de 2013 
  376. Tiago Chagas. «A Grande Família, da TV Globo, transforma personagem Lurdinha em uma evangélica que cai fácil em tentação». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  377. Estadão. «"A Grande Família" faz frente ao "Show do Milhão"». Consultado em 27 de maio de 2014 
  378. Babado. «A Grande Família recupera audiência». Consultado em 28 de março de 2013 
  379. Istoé Gente. «Ibope em SP e no RJ». Consultado em 28 de março de 2013 
  380. Estadão. «"A Grande Família" vai ganhar o cinema». Consultado em 27 de maio de 2014 
  381. Da AF – São Paulo. «Homenagem a Rogério Cardoso». Consultado em 28 de março de 2013 
  382. Estadão. «"A Grande Família" derruba audiência de Ratinho». Consultado em 28 de março de 2013 
  383. Ará Rocha. «A Grande Família bate recorde de audiência». Consultado em 28 de março de 2013 
  384. Leila Reis. «HUMOR NA TV». Consultado em 12 de maio de 2014 
  385. Folha Online. «"A Grande Família" supera "Casseta" e lidera ibope do humor». Consultado em 28 de março de 2013 
  386. Folha Online. «"A Grande Família" registra maior audiência do ano». Consultado em 28 de março de 2013 
  387. Folha Online. «"Caminho das Índias" e "A Grande Família" batem recordes no ibope». Consultado em 28 de março de 2013 
  388. Katia Alves. «A Grande Família permanecerá na Globo em 2011». Consultado em 28 de março de 2013 
  389. Patrícia Kogut. «Audiências: 'A grande família' registra 30 pontos de média». Consultado em 28 de março de 2013 
  390. F5-Televisão. «Audiência em alta não deixa Lineu de 'A grande família' se aposentar». Consultado em 28 de março de 2013 
  391. O Fuxico. «Audiências: A Grande Família bate recorde do ano». Consultado em 28 de março de 2013 
  392. O Fuxico. «Audiências: Audiências: A Grande Família sofre queda com 20 pontos». Consultado em 28 de março de 2013 
  393. João Paulo Dell Santo. «Última temporada de "A Grande Família" estreia com modestos índices de audiência». Consultado em 16 de abril de 2014. Arquivado do original em 16 de abril de 2014 
  394. Fernando Oliveira. «'A Grande Família' registra sua pior audiência desde a estreia». Consultado em 23 de maio de 2014. Arquivado do original em 24 de maio de 2014 
  395. José Armando Vannucci. «"Em Família" provoca efeito cascata negativo e derruba audiência de programas consagrados do horário nobre». Consultado em 23 de maio de 2014. Arquivado do original em 24 de maio de 2014 
  396. Patrícia Kogut. «'A grande família' registra recorde de audiência em São Paulo». Consultado em 4 de julho de 2014 
  397. a b Patrícia Kogut. «Último capítulo de 'Segunda dama' registra recorde com 17 pontos em SP». Consultado em 15 de julho de 2014 
  398. Fernando Oliveira. «'A Grande Família' chega ao fim com audiência em baixa e Tony Ramos revivendo Lineu na ficção». Consultado em 30 de agosto de 2014. Arquivado do original em 26 de agosto de 2014 
  399. RD1. «Confira as audiências de quinta (28/08); "A Grande Família" crava 21 pontos». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  400. Keila Jimenez. «Globo perderá seus dois maiores sucessos em 2015». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  401. TV Foco. «"A Grande Família" marca ótima audiência e fecha com o segundo maior índice do dia». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  402. TV Foco. «"A Grande Família" registra segunda melhor audiência da Globo em penúltimo capítulo». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  403. Daniel Castro. «Na reta final, A Grande Família supera audiência de novelas». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  404. Keila Jimenez. «'A Grande Família' dá adeus ainda com forte audiência». Consultado em 4 de outubro de 2014 
  405. Fábio Garcia. «Final de "A Grande Família" foi o destaque de audiência dessa semana». Consultado em 14 de setembro de 2014. Arquivado do original em 15 de setembro de 2014 
  406. F5. «Último capítulo de 'A Grande Família' teve uma das melhores audiências do dia». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  407. Direção Geral de Comercialização da Globo. «Perfil - A Grande Família e Sob Nova Direção». Consultado em 28 de março de 2013 
  408. Zero Hora. «TOP 5 dos programas mais assistidos na RBS TV em 2010» (PDF). Consultado em 28 de março de 2013 
  409. Núcleo RBS de divulgação. «Luciano Huck faz participação especial na nova temporada de "A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 16 de abril de 2014 
  410. Núcleo RBS de divulgação. «Programas de maior audiência em 2011 são da RBS TV». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 16 de abril de 2014 
  411. Núcleo RBS de divulgação. «Estreia da nova temporada de A Grande Família garante boa audiência». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 29 de abril de 2012 
  412. Planos Comercias-Globo Nordeste. «A Grande Família estreia com ótima audiência no Grande Recife». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  413. RBS TV. «Top semanal da RBS TV mostra atrações mais assistidas da emissora». Consultado em 10 de abril de 2013 
  414. Patrícia Kogut. «Top semanal do Rio e São Paulo da Grande Família». Consultado em 26 de abril de 2013 
  415. Ibope. «TOP 5: RIO DE JANEIRO - SEMANA 14 – 01/04 A 07/04/2013». Consultado em 5 de julho de 2013 
  416. Ibope. «TOP 5: RIO DE JANEIRO - SEMANA 15 – 08/04 A 14/04/2013». Consultado em 5 de julho de 2013 
  417. Ibope. «TOP 5: RIO DE JANEIRO - SEMANA 16 – 15/04 A 21/04/2013». Consultado em 5 de julho de 2013 
  418. Ibope. «TOP 5: RIO DE JANEIRO - SEMANA 36 – 02 A 08/09/2013». Consultado em 27 de setembro de 2013 
  419. Patrícia Kogut. «Índices de Quinta-Feira (04/07/2013)». Consultado em 5 de julho de 2013 
  420. Jorge Brasil. «Direto de A Grande Família: Lineu não desiste de levar seus familiares para o alto mar.». Consultado em 5 de julho de 2013 
  421. RBS TV. «Programas mais assistidos na RBS TV em Florianópolis». Consultado em 10 de maio de 2013 
  422. RBS TV. «A Grande Família entre os programas mais assistidos na RBS TV em Florianópolis». Consultado em 5 de julho de 2013 
  423. RBS TV. «A Grande Família é o quinto programa com mais audiência na RBS TV». Consultado em 7 de setembro de 2013 
  424. RBS TV. «Audiência do último episódio da temporada d'A Grande Família em Florianópolis». Consultado em 5 de outubro de 2013 
  425. TV Liberal. «Temporada de A Grande Família encerra com bom índice de audiência». Consultado em 27 de setembro de 2013 
  426. Globo-Nordeste. «A Grande Família exibe sua última temporada-Em 2013, mais de 3 milhões de recifenses assistiram ao programa». Consultado em 30 de maio de 2013. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  427. Jornal da Paraíba. «Jornal da Paraíba publica anúncio com lista dos 40 programas mais vistos em João Pessoa». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  428. Kogut. «'Tá no ar' faz ótima estreia com 10 pontos no RJ e 11 em SP». Consultado em 16 de abril de 2014 
  429. RBS TV. «'Em Família' é o programa mais assistido da semana na RBS TV». Consultado em 16 de abril de 2014 
  430. RBS TV. «RBS Notícias é o 5º programa mais assistido da RBS TV SC». Consultado em 9 de maio de 2014 
  431. RBS TV. «'Em Família' é o programa mais assistido da RBS TV SC». Consultado em 9 de maio de 2014 
  432. RBS TV. «RBS Notícias é o 3º programa mais assistido da semana na RBS TV». Consultado em 23 de maio de 2014 
  433. Globo Nordeste. «A Grande Família registra excelentes índices». Consultado em 26 de abril de 2014. Arquivado do original em 27 de abril de 2014 
  434. Globo Nordeste. «Globo Nordeste lidera audiência em todas as faixas horárias em julho». Consultado em 30 de agosto de 2014. Arquivado do original em 3 de setembro de 2014 
  435. Globo Nordeste. «Após 14 anos de sucesso, A Grande Família se encerra dia 11». Consultado em 6 de setembro de 2014. Arquivado do original em 7 de setembro de 2014 
  436. Patrícia Kogut. «Confira as principais audiências de quinta-feira, 1/5/2014». Consultado em 9 de maio de 2014 
  437. Patrícia Kogut. «Confira as principais audiências de quinta-feira, 08/05/2014». Consultado em 9 de maio de 2014 
  438. Patrícia Kogut. «'Segunda dama' estreia com 20 pontos no Rio». Consultado em 23 de maio de 2014 
  439. Patrícia Kogut. «'Na moral' estreia com 12 pontos no Rio e nove em SP». Consultado em 4 de julho de 2014 
  440. Patrícia Kogut. «'A grande família' e 'Tá no ar' registram recorde no Rio». Consultado em 8 de junho de 2014 
  441. Patrícia Kogut. «Último episódio de 'A grande família' registra 29 pontos no Rio». Consultado em 13 de setembro de 2014 
  442. Silas Lima. «"A Grande Família" termina sendo um dos produtos mais vistos da Globo». Consultado em 4 de outubro de 2014 
  443. Istoé Independente. «Família que Ri Unida». Consultado em 28 de março de 2013 
  444. Marcelo Bartolomei. «Cinema prepara sua adaptação para A Grande Família». Consultado em 28 de março de 2013 
  445. Renata Gallo. «A Grande Família vai bem, obrigado». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 5 de maio de 2015 
  446. a b Débora Miranda. «Fenômeno de audiência na TV, A Grande Família ganha os cinemas». Consultado em 28 de março de 2013. Arquivado do original em 18 de maio de 2015 
  447. Fernanda Crancianinov. «"A Grande Família - O Filme" diverte mesmo sem inovar fórmula da TV». Consultado em 28 de março de 2013 
  448. Silvana Arantes. «"A Grande Família" adota Paulo Betti e Dira Paes». Consultado em 28 de março de 2013 
  449. Cristiane Lisbôa. «"A Grande Família" e suas histórias extraordinárias». Consultado em 28 de março de 2013 
  450. Época Online. «"Entrevista com o diretor do filme». Consultado em 28 de março de 2013 
  451. Carla Meneghini. «"A grande família" ultrapassa "Dois filhos de Francisco" nas bilheterias». Consultado em 28 de março de 2013 
  452. Luiz Carlos Merten. «A Grande Família volta à TV consagrada no cinema». Consultado em 27 de maio de 2014 
  453. Agência O Globo. «Começam gravações do filme "A Grande Família"». Consultado em 28 de março de 2013 [ligação inativa]
  454. Guilherme Lira. «Cansada, A Grande Família pode deixar grade da Rede Globo em 2013». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  455. Estadão. «A Grande Família, seriado da Globo, pode sair do ar». Consultado em 27 de maio de 2014 
  456. Cena Pop. «Clima tenso nos bastidores pode acabar com "A Grande Família"». Consultado em 27 de maio de 2014 
  457. Silvana Arantes. «Pedro Cardoso propõe definir o desfecho de "A Grande Família"». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  458. F5. «Elenco pede e Globo cogita tirar "A Grande Família" do ar». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  459. NaTelinha. «Elenco de "A Grande Família" negocia fim da série, diz jornal». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  460. Terra. «Lúcio Mauro Filho: "'A Grande Família' não acaba em 2013"». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  461. Patrícia Kogut. «Fim da 'família'». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  462. NaTelinha. «Globo prepara temporada de despedida de "A Grande Família"». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  463. Flávio Ricco. «"A Grande Família" começa planejar a sua temporada de despedida». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  464. Flávio Ricco. «Equipe encara encerramento de "A Grande Família" como decisão de campeonato». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  465. Endrigo Annyston. «"A Grande Família" vai sair do ar com episódios especiais». Consultado em 19 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2014 
  466. Keila Jimenez. «Globo começa a gravar última temporada de 'A Grande Família'». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  467. Daniel Junior. «A Grande Família | Última temporada será exibida em abril na Globo». Consultado em 19 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 28 de fevereiro de 2014 
  468. Endrigo Annyston. «Futuro de "A Grande Família" ainda é dúvida na Globo». Consultado em 19 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2014 
  469. Estrelando. «Globo confirma o fim de A Grande Família». Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  470. Marcelo Perrone. «Marieta Severo estrela montagem brasileira do espetáculo "Incêndios"». Consultado em 18 de março de 2014 
  471. Daniel Silveira. «'A Grande Família' anuncia a última temporada do programa». Consultado em 18 de março de 2014 
  472. Geraldo Bessa. «Antes de partir, risadas». Consultado em 3 de abril de 2014 
  473. Vanessa Scalei. «Após 13 anos no ar, série 'A Grande Família' estreia última temporada na Globo no próximo dia 10». Consultado em 3 de abril de 2014 
  474. Área VIP. «Elenco de 'A Grande Família' se emociona na coletiva de imprensa da última temporada». Consultado em 19 de março de 2014 
  475. Zero Hora. «Última temporada de "A Grande Família" estreia nesta quinta-feira; leia depoimento de roteirista». Consultado em 9 de abril de 2014 
  476. Wilson Vianna. «A Grande Família se despede da TV». Consultado em 30 de maio de 2014. Arquivado do original em 20 de março de 2014 
  477. Bruno Dias Barbosa. «Grandes emoções: a despedida de A Grande Família». Consultado em 9 de abril de 2014 
  478. Renato Damião. «Tonico Pereira diz que não queria fazer novela após "A Grande Família"». Consultado em 18 de março de 2014 
  479. Veja. «Marieta Severo chora ao gravar último episódio de 'A Grande Família'». Consultado em 9 de setembro de 2014 
  480. Vanessa Scalei. «Emoção toma conta de elenco de A Grande Família na apresentação da última temporada da série». Consultado em 18 de março de 2014 
  481. Correio, da Redação. «Elenco se emociona ao falar sobre última temporada de 'A Grande Família'». Consultado em 19 de março de 2014 
  482. Caras. «Guta Stresser chora na coletiva da última temporada de A Grande Família». Consultado em 18 de março de 2014 
  483. Tribuna Hoje. «Elenco se despede de "A Grande Família" e Guta Stresser chora». Consultado em 18 de março de 2014. Arquivado do original em 18 de março de 2014 
  484. Lucas Salgado. «Elenco anuncia última temporada de A Grande Família». Consultado em 18 de março de 2014 
  485. Renato Damião. «Com lágrimas de Guta Stresser, elenco se despede de "A Grande Família"». Consultado em 18 de março de 2014 
  486. Carolina Barbosa. «Edição da semana - Briga de família». Consultado em 9 de abril de 2014. Arquivado do original em 9 de abril de 2014 
  487. James Cimino. «Em teaser, "A Grande Família" cria suspense de morte de personagem». Consultado em 3 de abril de 2014 
  488. Wallace Carvalho. «"Vem Aí" mira no Oscar e acerta no "Criança Esperança"». Consultado em 4 de setembro de 2014 
  489. Fabrício Falcheti. «Globo reúne elenco e convidados na festa do "Vem_Aí"; saiba como foi». Consultado em 5 de abril de 2014 
  490. Janaina Nunes. «Veja o que rolou nos bastidores da festa "Vem aí" da Globo». Consultado em 5 de abril de 2014 
  491. F5. «Remendado na mesa de edição, Vem Aí perde audiência em 2014». Consultado em 5 de abril de 2014 
  492. Thiago Forato. «Público está ansioso pela despedida de "A Grande Família", diz pesquisa». Consultado em 5 de abril de 2014 
  493. NaTelinha. «"A Grande Família" é a estreia que mais agradou em abril, diz pesquisa». Consultado em 9 de maio de 2014 
  494. Kogut. «Saiba o que acontecerá com Agostinho no final de 'A grande família' (spoiler)». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  495. Uol. «Agostinho vai morrer nos episódios finais de "A Grande Família"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  496. Sílvio Carvalho. «A Grande Família terá episódio especial inspirado em O Auto da Compadecida». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  497. Fabrício Falcheti. «"A Grande Família" terá episódio em homenagem a Ariano Suassuna». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  498. UOL. «Marieta Severo sobre fim de "A Grande Família": "Do jeito que sonhamos"». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  499. Caras. «Deborah Secco estará no último episódio de A Grande Família». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  500. Filipe Isensee - Extra. «Marco Nanini se despede de 'A grande família', estreia peça e diz que assumir ser gay não mudou em nada sua vida». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  501. QUEM. «Deborah Secco grava capítulo final de 'A Grande Família'». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  502. Patrícia Kogut. «Daniel Filho grava participação em 'A grande família'». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  503. Caras. «Fátima Bernardes estará no último episódio de A Grande Família». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  504. Pure People. «Tony Ramos, de 'O Rebu', ganha parabéns de elenco de 'A Grande Família'». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  505. UOL. «Glória Pires e Luana Piovani surgem como personagens de "A Grande Família"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  506. Caras. «Luana Piovani mostra "nova versão" de A Grande Família». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  507. Yahoo! Entretenimento. «Grandes estrelas da Globo participam do último episódio de "A Grande Família"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  508. Sheila Vieira. «Tony Ramos e Glória Pires repetem casal e revivem Lineu e Nenê». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  509. Darshany Loyola. «"A Grande Família" se prepara para dar tchau». Consultado em 9 de setembro de 2014 
  510. UOL. «"Coração já tomado de saudade", diz Guta Stresser sobre "A Grande Família"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  511. Thiago Forato. «Guta Stresser diz: "É com o coração já tomado de saudade que me despeço"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  512. Gabriel Vaquer. «Marco Nanini sobre "A Grande Família": "foi um fim muito pra cima"». Consultado em 1 de setembro de 2014 
  513. Regina Rito. «Final de 'A Grande Família' terá reencontro de comadres». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  514. Estadão. «Marieta Severo chora no adeus a Dona Nenê». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  515. a b c UOL. «"O público pede para 'A Grande Família' continuar", diz Marco Nanini». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  516. Letícia Mendes. «Marieta Severo traz 'Incêndios' para SP e conta como história a impactou». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  517. F5. «'Minha casinha não existe mais', lamenta Marieta Severo sobre o fim de 'A Grande Família'». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  518. Guilherme Scarpa. «Marco Nanini fala sobre a vida pós-Lineu, de "A Grande Família"». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  519. UOL. «"Não estou normal", diz Marieta Severo sobre o fim de "A Grande Família"». Consultado em 9 de setembro de 2014 
  520. UOL. «"Sempre lutamos pela qualidade", diz Lúcio Mauro sobre "A Grande Família"». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  521. Marcela Ribeiro. «"Esse pessoal me aturou bem", diz Tonico Pereira sobre "A Grande Família"». Consultado em 6 de setembro de 2014 
  522. Miriam Gimenes do Diário do Grande ABC. «A Grande Família se despede após 14 anos». Consultado em 8 de setembro de 2014 
  523. Janaína Nunes. «"Minha desavença com o Pedro (Cardoso) foi superada. Não há magoa nem estranheza entre a gente", diz Guta Stresser, a Bebel de "A Grande Família"». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  524. Arthur Vivaqua. «Globo determina 'período sabático' para elenco de "A Grande Família"». Consultado em 28 de setembro de 2014 
  525. F5. «Em seu último ano no ar, 'A Grande Família' bate recorde de audiência». Consultado em 15 de julho de 2014 
  526. Arthur Vivaqua. «Roteiristas de "Divertics" escrevem nova série para a Globo». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  527. Gabriel Vaquer. «Globo pode ter nova série de humor no lugar de "A Grande Família"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  528. Endrigo Annyston. «Globo escala série com personagens suburbanos para substituir "A Grande Família"». Consultado em 30 de agosto de 2014 
  529. Aniela Vaz/Redação Terra. «Com muitas ausências, APCA premia os melhores de 2002». Consultado em 29 de março de 2013 
  530. Babado. «Marieta Severo ganha Prêmio Qualidade Brasil». Consultado em 29 de março de 2013 
  531. Cine Ceará. «Homenagem a Marco Nanini». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 25 de abril de 2013 
  532. Redação Contigo. «Homenagem a Marco Nanini». Consultado em 29 de março de 2013. Arquivado do original em 13 de maio de 2010 
  533. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2003». Consultado em 29 de março de 2013 
  534. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2004». Consultado em 29 de março de 2013 
  535. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2005». Consultado em 29 de março de 2013 
  536. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2006». Consultado em 29 de março de 2013 
  537. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2007». Consultado em 29 de março de 2013 
  538. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2008». Consultado em 29 de março de 2013 
  539. Revista Extra. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2010». Consultado em 29 de março de 2013 
  540. folha.uol.com.br/ Pedro Cardoso e Irene Ravache concorrem ao Emmy

Ligações externas[editar | editar código-fonte]