Mário Fofoca (seriado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mário Fofoca
Informação geral
Formato Série
Gênero Comédia
Mistério
Criador(es) Cassiano Gabus Mendes
País de origem  Brasil
Idioma original Língua Portuguesa
Produção
Diretor(es) Adriano Stuart
Elenco Luis Gustavo
Osmar Prado
Ana Ariel
Felipe Carone
Tema de abertura "Tema de Mário Fofoca"
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Transmissão original 13 de março de 1983 - 3 de junho de 1983
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 17
Cronologia
Programas relacionados Elas por Elas
Ti Ti Ti

Mário Fofoca é um seriado que foi exibido pela Rede Globo entre 13 de março e 3 de junho de 1983, em 17 episódios

Criado por Cassiano Gabus Mendes, o seriado teve a autoria de Bráulio Pedroso, Carlos Eduardo Novaes e Luís Fernando Veríssimo.

Teve como protagonista Luiz Gustavo que interpretou Mário Fofoca.

Em 1º de outubro de 2016, o Viva passa a exibir todos os sábados às 22h00,com reprises as segundas.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Criado por Cassiano Gabus Mendes para a novela Elas por Elas (1982), o detetive particular Mário Cury, ou Mário Fofoca (Luis Gustavo), fez tanto sucesso que, um ano depois do fim da novela, ganhou um seriado próprio. Mário Fofoca era um detetive confuso e desastrado, que soluciona seus casos aos trancos e barrancos e veste sempre os mesmos terno quadriculado e gravata colorida. O episódio de estréia foi escrito pelo próprio Cassiano Gabus Mendes. Mário Fofoca deixa São Paulo e vai morar no Rio de Janeiro com a mãe Raquel (Ana Ariel), uma senhora mal-humorada, que não aprova a profissão do filho, e o pai Evilásio (Felipe Carone), que, ao contrário da esposa, é seu maior fã e incentivador. No Rio, o detetive reencontra seu velho amigo Donato Freitas (Osmar Prado), um corretor de imóveis que possui um escritório ao lado do seu e acaba servindo como parceiro nas investigações.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde fevereiro de 2013).
  • Mário Fofoca chegou aos cinemas em 1983, com As Aventuras de Mário Fofoca, de Adriano Stuart, que também assinou o roteiro com Cassiano Gabus Mendes e Carlos Lombardi. Além de Luis Gustavo, no papel-título, o elenco contava com Sandra Bréa, Julia Lemmertz e Maria Luisa Castelli, entre outros.
  • Para adaptar o seriado, algumas mudanças foram implantadas. Entre elas a localização do detetive, que deixou São Paulo, cidade em que se passava a novela, e se mudou para o Rio de Janeiro.
  • Na novela, Mário tinha um amigo, Renê (Reginaldo Faria), que tinha um escritório ao lado do seu. Porém o personagem não foi reaproveitado no seriado. Sendo assim, o detetive ganhou um novo companheiro para compartilhar suas descobertas: o corretor de imóveis Donato (Osmar Prado)[3].
  • O seriado, porém, não obteve o mesmo sucesso da novela. Sendo assim foi cancelado com 17 episódios.

Referências

  1. Duh Secco (5 de setembro de 2016). «O caricato Mário Fofoca chega ao VIVA». Canal Viva. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  2. «Mário Fofoca». Memoria Globo. 5 de setembro de 2016. Consultado em 8 de setembro de 2016. Arquivado do original em 8 de novembro de 2011 
  3. Thell de Castro (11 de setembro de 2016). «Conheça Mário Fofoca, o detetive que 'roubou' uma novela e virou filme e série». Noticias da TV. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  4. «Mário Fofoca investiga armação de Caco e Cassandra». Canal Viva. 29 de maio de 2012. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  5. «Luis Gustavo revive Mário Fofoca em "Tititi"». Área Vip. 19 de maio de 2010. Consultado em 13 de setembro de 2016