Cláudia Jimenez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2011). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2011).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cláudia Jimenez
Cláudia Jimenez em junho de 2011.
Nome completo Cláudia Maria Patitucci Jimenez
Nascimento 18 de novembro de 1958 (58 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz
Humorista
Dubladora
Roteirista
Atividade 1978—presente
Cônjuge Stella Torreão (1998-2008)
IMDb: (inglês)

Cláudia Maria Patitucci Jimenez (Rio de Janeiro, 18 de novembro de 1958) é uma atriz e humorista brasileira. Participou dos programas humorísticos Escolinha do Professor Raimundo, Os Trapalhões, Sai de Baixo e Zorra Total. Fez sucesso com a personagem Cacilda, cujo bordão era "Beijinho-Beijinho, Pau-Pau!", paródia maliciosa e namoradeira da apresentadora Xuxa, que se despedia sempre em seu programa de TV com a frase: "Beijinho-Beijinho, Tchau-Tchau!".

Cláudia também atuou em muitas produções da Rede Globo, tais como: Torre de Babel, As Filhas da Mãe, América, Sete Pecados, Negócio da China e Aquele Beijo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cláudia Maria Patitucchi Jimenez, ou simplesmente Cláudia Jimenez, nasceu no Rio de Janeiro em 18 de novembro de 1958. Formada no Curso Normal, fez especialização em maternal e jardim-de-infância e fazia teatro amador no Tijuca Tênis Clube.

Em 1978, faz sua estreia como profissional, interpretando a prostituta Mimi Bibelô na primeira montagem de A Ópera do Malandro, de Chico Buarque. O produtor Maurício Shermann a viu na peça e a convidou para ir à TV Globo. Seu primeiro papel foi a namorada do Alberto Roberto, no programa Chico City. Mas só é revelada no programa Viva o Gordo, de Jô Soares, em 1981. Em seguida volta a trabalhar com Chico Anysio, na Escolinha do Professor Raimundo, durante cerca de dez anos. Como a empregada Edileusa, no humorístico Sai de Baixo, ganhou notoriedade e passou a fazer novelas. Em 1998 interpreta uma das personagens principais da novela Torre de Babel de Sílvio de Abreu.

Teve destaque nas novelas As Filhas da Mãe e América, entre outras. Em 2010 integra o elenco do seriado A Vida Alheia, como a implacável editora de uma revista de fofocas.

No teatro, seu papel de maior destaque foi no monólogo Como Encher um Biquíni Selvagem, com texto e direção de Miguel Falabella, em 1992. Em 2003, dividiu o palco com Ernani Moraes, na comédia Pequeno Dicionário Amoroso, de Jorge Fernando. No ano seguinte, com o amigo Miguel Falabella faz Batalha de Arroz num Ringue para Doi", de Mauro Rasi. Em 2010, a parceria entre os dois reaparece no espetáculo Mais Respeito que Sou Tua Mãe!, escrita pelo argentino Hernán Casciari e dirigida por Miguel Falabella.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Há 30 anos, foi submetida a sessões de radioterapia para tratar um câncer na região torácica e que, segundo os médicos, pode ter enfraquecido os tecidos de seu coração. Em 2008, Cláudia Jimenez terminou o relacionamento de 10 anos com a personal trainer Stella Torreão. Após o término do relacionamento, a atriz namorou vários homens, entre eles com o ator Rodrigo Phavanello (seu par romântico em Sete Pecados), com o empresário Ricardo Nunes e depois com Rodrigo Bonadio. A atriz também teve um affair com o ator estadunidense Todd Rotondi, quando este esteve no Brasil. Em 2010, Jimenez e Torreão voltaram a se encontrar, como amigas e até hoje continuam muito próximas.[1]

Em 2012, Cláudia foi submetida no Hospital Pró-Cardíaco a uma cirurgia cardíaca para reparar sua válvula aórtica[2] e em 2013 precisou se afastar das gravações de Além do Horizonte por conta de uma cirurgia no coração.

Já em 2016, curada da doença, a atriz renovou seu contrato com a Globo até 2019.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1979 Malu Mulher Aline
1980 Os Trapalhões Várias Personagens (1980-1983/1989-1992)
1981 Viva o Gordo Líder das Bailarinas (Quadro: A Vida Gorda)[3]
Jogo da Vida mulher no tribunal
1982 Chico Anysio Show Pureza / Cacilda
1983 Mário Fofoca Pedrita
Eu Prometo Lurdes Sandoval (Lurdeca)
Cometa Loucura vidente
1985 Ti Ti Ti Lazinha
Armação Ilimitada Lambida, a mãe do Bacana (Episódio: Um Triângulo das Bermudas)[4]
1988 Vale Tudo Falsa Fátima
1990 Escolinha do Professor Raimundo Cacilda (1990-1993)
1991 Estados Anysios de Chico City Várias personagens [5]
1994 Confissões de Adolescente Cleonice (Episódio: A Melhor Amiga)
1996 Sai de Baixo Edileuza do Espírito Santo / Edemilde / Deunélia
1998 Torre de Babel Balbina Colombo (Bina)
1999 Zorra Total Cacilda / Glorinha / Greice Quelli (1999-2001)
2000 Brava Gente, O Retorno de Ulisses Alzira
2001 As Filhas da Mãe Dagmar Cerqueira
2002 Os Normais, Especialmente Normal Sara
2003 Papo de Anjo Bibi (Especial de Fim de Ano)
2004 Sitcom.br Kiki
2005 América Maria Consuelo Gimenez
2007 Sete Pecados Custódia Celestina
2008 Negócio da China Violante Gonçalves
2010 A Vida Alheia Alberta Peçanha
2011 Aquele Beijo Iara dos Santos (Mãe Iara)
2012 As Brasileiras Augusta (Episódio: A Inocente de Brasília)
2013 Além do Horizonte Zélia Pinheiro [6][7]
2014 Sexo e as Negas Jesuína de Paula [8][9]
2016 Haja Coração Lucrécia Abdala Varella[10][11]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1983 Gabriela, Cravo e Canela Dona Olga
1985 Urubus e Papagaios Eni [12]
1986 Ópera do Malandro Fiorella
1986 A Dança dos Bonecos Almerinda
1987 Os Trapalhões no Auto da Compadecida Margarida - a mulher do padeiro
Romance da Empregada
1991 O Corpo Bia
1998 Como Ser Solteiro Delegada [13]

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2006 A Era do Gelo 2 Ellie (voz)[14]
2009 A Era do Gelo 3 Ellie (voz)[15] [16]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1978 A Ópera do Malandro[carece de fontes?]
1986 Por um Triz Não Sou Feliz[carece de fontes?]
1992 Como Encher um Biquíni Selvagem[carece de fontes?]
2003 Pequeno Dicionário Amoroso[carece de fontes?]
2004 Batalha de Arroz num Ringue para Dois[carece de fontes?]
2008 No Natal a Gente Vem te Buscar[carece de fontes?]
2010 Mais Respeito que Sou Tua Mãe![carece de fontes?]

Referências

  1. http://entretenimento.r7.com/famosos-e-tv/noticias/apos-fim-de-namoro-claudia-jimenez-volta-a-malhar-com-ex-mulher-20100817.html
  2. http://odia.ig.com.br/portal/rio/atriz-cl%C3%A1udia-jimenez-j%C3%A1-est%C3%A1-no-quarto-mas-visitas-ainda-s%C3%A3o-restritas-1.469436
  3. «VIVA O GORDO - FORMATO - Memória Globo». Memória Globo. Consultado em 7 de julho de 2016 
  4. «ARMAÇÃO ILIMITADA - FICHA TÉCNICA - Memória Globo». Memória Globo. Consultado em 7 de julho de 2016 
  5. «ESTADOS ANYSIOS DE CHICO CITY - FICHA TÉCNICA». Memória Globo. Consultado em 7 de julho de 2016 
  6. Laís Rissato (11 de outubro de 2011). «Claudia Jimenez sobre problema no coração: "Não preciso operar, só manter o tratamento"». Quem. Consultado em 15 de outubro de 2011 
  7. Gshow (5 de dezembro de 2013). «Vida nova! Claudia Jimenez comemora volta à TV: 'Felicidade é ter saúde'». Extras - Além do Horizonte. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  8. João Fernando (14 de setembro de 2014). «'Sexo e as Negas' marca o retorno da atriz Cláudia Jimenez». Estadão. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  9. UOL RJ (20 de agosto de 2014). «Após meses afastada, Claudia Jimenez volta à TV como protagonista de série». UOL Televisão. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  10. Carla Bittencourt (4 de janeiro de 2016). «Claudia Jimenez vai fazer 'Haja coração': 'Vergonha de receber e não trabalhar'». EXTRA - Telinha. Consultado em 28 de fevereiro de 2016 
  11. CARAS Digital (24 de fevereiro de 2016). «Claudia Jimenez começa a gravar a novela Haja Coração». CARAS. Consultado em 28 de fevereiro de 2016 
  12. «Urubus e Papagaios - Cinemateca». Cinemateca. Consultado em 7 de julho de 2016 
  13. «Como Ser Solteiro no Rio de Janeiro». Cinemateca. Consultado em 7 de julho de 2016 
  14. «Claudia Jimenez dubla mamute no cinema». EGO. Consultado em 7 de julho de 2016 
  15. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome EGO
  16. «Mundo - NOTÍCIAS - Claudia Jimenez brinca com personagens de animação». Consultado em 7 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Cláudia Jimenez
Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.