Andrea Beltrão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Andréa Beltrão)
Andrea Beltrão
Andrea Beltrão no set de Pequeno Dicionário Amoroso 2 em 2015
Nome completo Andrea Vianna Beltrão
Nascimento 16 de setembro de 1963 (58 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,70 m[1]
Cônjuge Guel Arraes (1984–1987)
Maurício Farias (1994–presente)
Ocupação
Período de atividade 1976 - presente
Principais trabalhos Zelda Scott, em Armação Ilimitada
Úrsula em Pedra Sobre Pedra
Lisa, em A Viagem
Marilda, em A Grande Família
Sueli, em Tapas & Beijos
Hebe Camargo, em Hebe: A Estrela do Brasil

Andrea Vianna Beltrão[2] (Rio de Janeiro, 16 de setembro de 1963)[3] é uma atriz, produtora, diretora, roteirista e comediante brasileira. Beltrão é reconhecida por sua grande versatilidade na atuação, tendo papéis memoráveis, cômicos e dramáticos, na televisão, teatro e cinema. Foi indicada ao Grande Otelo dez vezes, vencendo como melhor atriz por Hebe: A Estrela do Brasil, possui um Troféu APCA e venceu duas vezes o Troféu Candango do Festival de Brasília. Foi indicada ao Emmy Awards em 2020 por Hebe.

Estreou na televisão em 1982 na telenovela Elas por Elas como a amiga de Cris. Posteriormente, atuou em outras telenovelas da TV Globo, como Rainha da Sucata (1990), de Silvio de Abreu, Pedra sobre Pedra (1992), de Aguinaldo Silva, Mulheres de Areia (1993) como Tônia, uma das personagens centrais da trama, e A Viagem (1994), ambas de Ivani Ribeiro, interpretando a rebelde Lisa, personagem de grande sucesso. Paralelamente ao trabalho nas novelas, a atriz fez diversas participações em séries e especiais na TV, quase todos representantes da onda de programas inovadores que misturavam humor e dramaturgia, surgida na TV Globo a partir da década de 1980.

Fez sua estreia nos cinemas no filme Bete Balanço (1984), de Lael Rodrigues. A atriz, por sua vez, teve trabalhos consagrados em As Sete Vampiras ('Melhor Atriz Coadjuvante' pela Rio Cine), Minas-Texas ('Melhor Atriz' pelo Festival de Brasília), O Escorpião Escarlate ('Melhor Atriz' pelo Festival de Natal e Vai Trabalhar, Vagabundo II: a Volta ('Melhor Atriz Coadjuvante pelo Festival de Brasília).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua trajetória em 1982 dando vida a amiga de Cris em Elas por Elas.[4] Em 1984, viveu Ângela em Corpo a Corpo e, logo em seguida, participou do seriado Armação Ilimitada como Zelda.[5][6] Na década de 1990, viveu Ingrid de Bresson na telenovela Rainha da Sucata, além de Úrsula em Pedra sobre Pedra e na série Você Decide, no episódio "Coração Partido".[7][8][9][7]

Em 1993, viveu Tônia em Mulheres de Areia, além de participar do programa Radical Chic com personagem homônimo.[10][11] No ano seguinte, esteve na pele de Lisa em A Viagem; foi Marta na minissérie A Madona de Cedro e participou do episódio de Caso Especial, intitulado "Suburbano Coração".[12][13] Em 1996, interpretou Helena em Vira Lata e, posteriormente, deu vida a vários personagens em A Comédia da Vida Privada.[14][15] Encerrou a década como Garota TPM no humorístico Zorra Total e no episódio "Mulher 2000" de Você Decide.[7][16]

Na década de 2000, esteve na série Brava Gente nos episódios "O Condomínio" e "A Grã-fina de Copacabana", além de interpretar Tatiana na telenovela As Filhas da Mãe.[7][17] Em 2002, viveu Marilena em Os Normais, além de viver Marilda em A Grande Família.[18][19] Em 2003, protagonizou Carol no especial Carol & Bernardo.[20] No ano seguinte, atuou como Ana Lúcia na Sitcom.br (episódio "Auto-Ajuda"), viveu Analu e As 50 Leis do Amor (quadro do Fantástico), além da série Os Aspones como a estagiária Leda.[21][22][23] Em 2005, atuou em vários intérpretes em Damas e Cavalheiros, concluindo a década como Elen em Som & Fúria.[24][25]

Na década de 2010, participou do especial Programa Piloto como Beatriz e Carmem.[26] A partir de 2011, viveu Sueli em cinco temporadas da série Tapas & Beijos.[27] Três anos depois, fez uma participação no episódio final de A Grande Família como Marilda.[28] Em 2017, participou do humorístico Tá no Ar: a TV na TV como Monstro do Electro Five; esteve na série Cidade Proibida como Vera, além de encarnar na pele de Adélia Prado em Palavras em Série, do canal GNT.[29][30][31]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Estreou nas telonas em 1984 em Bete Balanço, além de viver Glória em Garota Dourada.[32][33] No ano seguinte, deu vida a Thaís em O Rei do Rio (sendo intérprete da canção "Bye Bye Love"), além de integrar o elenco de Os Bons Tempos Voltaram: Vamos Gozar outra vez.[34][35] Em 1986, participou dos longas A Cor do Seu Destino como Helena, As Sete Vampiras como Maria (sendo eleita 'Melhor Atriz Coadjuvante' no Rio Cine) e fez uma participação especial em Rock Estrela como Mary Louca.[36][37][38] Encerrou o decênio na pele de Januária em Minas-Texas, sendo eleita 'Melhor Atriz' pelo Festival de Brasília.[39]

Na década de 1990, esteve no cinema apenas três vezes, o primeiro em O Escorpião Escarlate (eleita 'Melhor Atriz' no Festival de Natal), a amiga de Eduardo em Vai Trabalhar, Vagabundo II: a Volta (eleita 'Melhor Atriz Coadjuvante' no Festival de Brasília) e como Luíza em Pequeno Dicionário Amoroso.[40][41][42] Na década de 2000, atuou como Regina em A Partilha e deu vida a Malu em Cazuza - O Tempo Não Para.[43][44] Em 2005, viveu Dona Bebé em O Coronel e o Lobisomem e, no ano seguinte, esteve na pele de Marina em Ensaio.[45][46] Em 2007, participou de três longas: Marilda em A Grande Família: O Filme, além dela mesma em O Tablado e Maria Clara Machado e Jogo de Cena.[47][48][49] No ano seguinte, atuou como a empresária Fernanda em Romance.[50] Concluiu o decênio no papel principal de Verônica e como Lúcia em Salve Geral.[51][52]

Em 2010, viveu Dulcineia em O Bem-Amado e, dois anos mais tarde, esteve na pele da falsa Laura em Os Penetras.[53][54] Em 2013, interpretou Marilene em Giovanni Improtta.[55] Posteriormente, Beltrão estaria nas telonas três vezes: Chatô, o Rei do Brasil como Vivi Sampaio; Pequeno Dicionário Amoroso 2 como Luíza e Em Três Atos como uma narradora.[56][57][58] Em 2016, viveu Ana Lúcia em Sob Pressão.[59] Concluiu a década na pele de Larissa em Sueño Florianópolis; Alícia em Albatroz e encarnou na pele de Hebe Camargo em Hebe: A Estrela do Brasil.[60][61][62]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira no Teatro Tablado em 1978.[63] O teatro foi fundado por Maria Clara Machado, onde Andréa estreou interpretando o personagem João Grilo, da peça O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna.[64] No início da década de 1980, integrou diversos grupos teatrais, entre eles o Arco da Velha, em que realizou trabalhos em orfanatos e hospitais infantis, o Manhas e Manias, que recebeu ao todo 13 prêmios por seus espetáculos infantis, e o Manhas de Cabaré, que promoveu a reforma do teatro Gláucio Gil com espetáculos de dança, música e cursos de teatro. Seu primeiro espetáculo adulto profissional foi na peça Beijo no Asfalto em 1984. Já atuou em vária peças, e muitas delas ao lado da atriz Marieta Severo.[65][66]

Recebeu o Prêmio Shell de melhor atriz pela peça A Prova (2002), dirigida por Aderbal Freire Filho.[67] Em 2005, ao lado de Marieta Severo, fundou o Teatro Poeira num casarão histórico localizado em Botafogo, no Rio de Janeiro.[68] Em 2008, ganhou novamente o prêmio de melhor atriz, desta vez por sua atuação, ao lado de Marieta Severo, na peça As Centenárias, de Newton Moreno.[69]

Em 2016 estreou a peça Antígona de Sófocles, adaptada por ela e o diretor Amir Haddad a partir da tradução de Millôr Fernandes. Esta peça lhe rendeu o Prêmio APCA de melhor atriz em 2017.[70][71]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1980 começou a namorar o ator e cineasta Guel Arraes. Em 1984 foram morar juntos, mas em 1987 separaram-se.[72] Após outros relacionamentos, em 1992 iniciou um romance com o ator Maurício Farias. Em 1994 foram viver juntos. Dessa união, tiveram três filhos: Francisco (n. 1996), Rosa (n. 1997) e José (n. 2000).[73][74]

Em entrevistas, Andréa revelou ser ateia, e que toda sua família era cética. Também informou que estudava no Colégio Pedro II, onde sua mãe era professora, e que seus filhos estudaram lá, mas que os tirou devido às greves contínuas. Referiu que fazia questão de levar uma vida simples, e que ela e os filhos utilizavam alimentação orgânica. Disse ter tido problemas com uso de álcool e drogas durante a adolescência e início da vida adulta, e por muitos anos frequentou psicoterapia e grupos de alcoólicos anônimos e narcóticos anônimos, mas que rapidamente se recuperou. Encontrou uma válvula de escape no teatro como meio profissional, e na atividade física, como hobby, os quais tiveram papel decisivo no seu bem estar emocional.[72][75]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho/Obra Personagem Informação Notas
1981 Ciranda de Pedra [76]
1982 Elas por Elas Amiga de Cris e Andressa [4]
1984 Corpo a Corpo Ângela Machado [2]
1985–88 Armação Ilimitada Zelda Scott [77][78]
1990 Rainha da Sucata Ingrid Figueroa de Bresson [8]
1992 Pedra sobre Pedra Úrsula Pontes [9]
Você Decide Luana Episódio: "Coração Partido" [7]
1993 Mulheres de Areia Antônia Vieira dos Santos (Tônia) [10]
1994 Caso Especial Episódio: "Suburbano Coração" [7]
Radical Chic Radical Chic [11]
A Viagem Lisandra Barbosa (Lisa) [12]
A Madona de Cedro Marta Rodrigues [13]
1996 Vira Lata Maria Helena Moreira Vianna (Helena) [14]
1996–97 A Comédia da Vida Privada Vários personagens [15]
1998 Era uma Vez... Bruna Reis [79]
1999 Zorra Total Garota TPM [16]
Você Decide Episódio: "Mulher 2000" [7]
2000 Episódio: "Olha o Passarinho" [7]
Brava Gente Episódio: "O Condomínio" [7]
2001 Episódio: "A Grã-fina de Copacabana" [7]
As Filhas da Mãe Tatiana Cavalcante [17]
2002 Os Normais Marilena Episódio: "Tudo Normal Como Antes" [18]
2002–09 A Grande Família Marilda Maria Rei Temporadas 2–9 [19]
2003 Carol & Bernardo Carol Especial de fim de ano [20]
2004 Sitcom.br Ana Lúcia Episódio: "Auto-Ajuda" [21]
As 50 Leis do Amor Vários personagens [22]
Os Aspones Leda Maria [23]
2005 Damas e Cavalheiros Vários personagens [24]
2009 Som & Fúria Elen Vanlau [25]
2010 Programa Piloto Beatriz Spillberg Especial de fim de ano [26]
Carmem Lins [26]
2011–15 Tapas & Beijos Sueli Cardoso [80][81]
2014 A Grande Família Ela mesma Episódio: "Um" [82]
2017 Tá no Ar: a TV na TV Monstro do Electro Five [83]
Cidade Proibida Vera / Vilma Episódio: "Caso Vera" [30]
Palavras em Série Adélia Prado [84]
2018 Malhação: Vidas Brasileiras Ela mesma [85]
2019 Hebe Hebe Camargo [86]
2021 Mulheres Fantásticas Narradora Episódio: "Alfonsina Strada e Aline Silva" [87]
Um Lugar ao Sol Rebecca [88][89]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas Ref.
1984 Bete Balanço Dançarina Participação especial [32]
Garota Dourada Glória [33]
1985 O Rei do Rio Thaís [34]
Os Bons Tempos Voltaram: Vamos Gozar Outra Vez Andréa Segmento: "Sábado Quente" [35]
1986 As Sete Vampiras Maria [37]
Rock Estrela Mary Louca [38]
1987 A Cor do Seu Destino Helena [36]
O Bebê Curta-metragem
1989 Minas-Texas Januária [39]
1990 O Escorpião Escarlate Glória Campos [40]
1991 Vai Trabalhar, Vagabundo II Amiga de Eduardo [41]
1997 Pequeno Dicionário Amoroso Luíza [42]
2001 A Partilha Regina [90]
2004 Cazuza - O Tempo não Pára Malu [44]
2005 O Coronel e o Lobisomem Dona Bebé [45]
2006 Ensaio Marina [46]
2007 A Grande Família - O Filme Marilda Maria Rei [47]
O Tablado e Maria Clara Machado Ela mesma Documentário [91]
Jogo de Cena Ela mesma [49]
2008 Romance Fernanda [50]
2009 Verônica Verônica [51]
Salve Geral Lucia [52]
2010 O Bem-Amado Dulcinéia Cajazeira [53]
2012 Os Penetras Falsa Laura [54]
2013 Giovanni Improtta Marilene [55]
2015 Chatô, o Rei do Brasil Vivi Sampaio [56]
Pequeno Dicionário Amoroso 2 Luíza [57]
Em Três Atos Intelectual (jovem) [92]
2016 Sob Pressão Ana Lúcia [93]
2018 Sueño Florianópolis Larissa [94]
Albatroz Alícia Henricksehn [95]
2019 Hebe: A Estrela do Brasil Hebe Camargo [62]
2020 Verlust Frederica

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1976 O Auto da Compadecida João Grilo [64]
1980 Hoje é Dia de Rock [96]
João e Maria [97]
1981 Brincando com Fogo [98]
1982 Zíper Aberto [99]
O Dragão [100]
1983 Teatro Enredo [101]
1984 Recordações do Futuro [102]
O Beijo no Asfalto [103]
1986 Ação entre Amigos [104]
1988 O Amigo da Onça [105]
1989 A Estrela do Lar [106]
1991 Senhorita Júlia [107]
1994 5 X Comédia [108]
1998 A Dona da História [109]
2001 Memória da Água [110]
2002 Eu e Meu Guarda-Chuva [111]
A Prova [112]
2004 Como eu Aprendi a Dirigir meu Carro [113]
2005 Sonata de Outono [114]
2007–11 As Centenárias [115]
2012–13 Jacinta Jacinta Maria [116]
2014–15 Nômades [117]
2016–19 Antígona Antígona [118]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «'Não projeto, não me arrependo. Vou vivendo', filosofa a atriz Andréa Beltrão». Gshow. 27 de dezembro de 2012. Consultado em 12 de dezembro de 2020 
  2. a b Redação Extra Online (29 de novembro de 2011). «Prêmio Extra de TV: Andrea Beltrão é a melhor atriz». Extra Online. Consultado em 24 de setembro de 2020 
  3. «Biografia de Andréa Beltrão». biografiaresumida.com.br. Consultado em 20 de abril de 2019 
  4. a b Xavier, Nilson. «Elas por Elas». Teledramaturgia. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  5. Xavier, Nilson. «Corpo a Corpo». Teledramaturgia. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  6. «Fotos: Veja como está o elenco de "Armação Ilimitada", 32 anos após a estreia». UOL. 17 de agosto de 2017. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  7. a b c d e f g h i j «Trabalhos na Globo - Andréa Beltrão». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  8. a b «Ficha Técnica - Rainha da Sucata». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  9. a b «Na reprise de "Pedra sobre Pedra", Jorge Tadeu enlouquece as personagens das novelas». UOL. 25 de janeiro de 2015. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  10. a b Xavier, Nilson (1.º de fevereiro de 2018). «Morte de atriz, nudez na abertura: 12 curiosidades sobre Mulheres de Areia». UOL. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  11. a b «Radical Chic». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  12. a b Xavier, Nilson. «A Viagem (1994)». Teledramaturgia. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  13. a b «A Madona de Cedro». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  14. a b Rigitano, Cristina (1.º de setembro de 1996). «'Vira Lata' revolta pais e religiosos». Folha de S.Paulo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  15. a b Xavier, Nilson. «A Comédia da Vida Privada». Teledramaturgia. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  16. a b «Apostando no bom humor». Folha de Londrina. 24 de março de 1999. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  17. a b «As Filhas da Mãe». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  18. a b «Episódios - Os Normais». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  19. a b Xavier, Nilson. «A Grande Família (2001». Teledramaturgia. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  20. a b «Carol & Bernardo». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  21. a b «Sitcom.br - Fantástico». Memória Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  22. a b Monzillo, Marina (2004). «As leis do amor». ISTOÉ Gente. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  23. a b «Os Aspones». Memória Globo. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  24. a b «Quadro do "Fantástico" vai ao banheiro». Folha de S.Paulo. 10 de julho de 2005. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  25. a b «"Som & Fúria" é a nova minissérie da Globo». O Tempo. 24 de junho de 2009. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  26. a b c «Programa Piloto». Memória Globo. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  27. Matias, Karina (4 de agosto de 2020). «Fátima e Sueli, de 'Tapas e Beijos', estariam na fila da Caixa para obter auxílio, diz autor». Folha de S.Paulo. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  28. Lima, Daniela (28 de agosto de 2014). «Final de 'A Grande Família' terá reencontro de comadres». O Dia. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  29. «Resumo de 'Tá no Ar: a TV na TV' de terça-feira, 07 de março». Gshow. 3 de março de 2017. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  30. a b «Andréa Beltrão vive suspeita de um assassinato na série 'Cidade proibida'». O Globo. 11 de novembro de 2017. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  31. «Andréa Beltrão é a convidada da estreia de Palavras em Série, no GNT». Diário Carioca. 30 de novembro de 2017. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  32. a b «Filmografia - Bete Balanço». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  33. a b «Filmografia - Garota Dourada». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  34. a b «Filmografia - O Rei do Rio». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  35. a b «Filmografia - Os Bons Tempos Voltaram, Vamos Gozar Outra Vez». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  36. a b «Filmografia - A Cor do Seu Destino». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  37. a b «Filmografia - As Sete Vampiras». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  38. a b «Filmografia - Rock Estrela». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  39. a b «Filmografia - Minas Texas». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  40. a b «Filmografia - O Escorpião Escarlate: Uma Aventura do Anjo». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  41. a b «Filmografia - Vai Trabalhar Vagabundo 2 - A Volta». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  42. a b «Filmografia - Pequeno Dicionário Amoroso». Cinemateca brasileira. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  43. «Sessão Brasil: Andréa Beltrão, Lilia Cabral e Gloria Pires fazem 'A Partilha'». Rede Globo. 27 de agosto de 2014. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  44. a b «Cazuza vive». Gazeta Digital. 13 de junho de 2004. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  45. a b «O Coronel e o Lobisomem: Elenco, atores, equipe técnica, produção». AdoroCinema. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  46. a b Amin, Tatiana (16 de maio de 2006). «Andrea Beltrão estrela o curta-metragem Ensaio». Ofuxico. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  47. a b «'A Grande Família - O Filme' anima a Sessão da Tarde desta quinta, 17». Rede Globo. 11 de dezembro de 2015. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  48. «Teatro Tablado reabre inteiramente reformado com estréia da peça 'O dragão verde'». Extra. 10 de julho de 2008. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  49. a b «Jogo de Cena - Filme 2007». AdoroCinema. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  50. a b «Corujão: Wagner Moura e Letícia Sabatella vivem um 'Romance', terça». Rede Globo. 17 de agosto de 2015. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  51. a b Rizzo, Sérgio (6 de fevereiro de 2009). «Andréa Beltrão dá força a filme desigual». Folha de S.Paulo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  52. a b Forlani, Marcelo (1.º de outubro de 2009). «Crítica: Salve Geral». Omelete. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  53. a b Orosco, Dolores (24 de julho de 2010). «Irmãs Cajazeiras voltam de modelito renovado em 'O bem amado'». G1. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  54. a b «Os Penetras: Elenco, atores, equipe técnica, produção». AdoroCinema. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  55. a b «Corujão tem José Wilker como o divertido 'Giovanni Improtta'». Rede Globo. 3 de fevereiro de 2017. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  56. a b Moraes, Felipe (29 de novembro de 2015). «Entre farras e invenções, "Chatô – O Rei do Brasil" narra a saga do magnata da mídia nacional». Metrópoles. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  57. a b Carlos, Cássio Starling (10 de setembro de 2015). «'Pequeno Dicionário Amoroso 2' escancara zona de conforto do cinema nacional». Folha de S.Paulo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  58. «Em Três Atos - Filme 2015». AdoroCinema. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  59. Barbosa, Neusa (16 de novembro de 2016). «'Sob Pressão' retrata dia de cão em hospital público do Rio». G1. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  60. Schenker, Daniel (15 de novembro de 2018). «Crítica: 'Sueño Florianópolis'». O Globo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  61. Jacintho, Etienne (7 de março de 2019). «'Albatroz' desafia público a montar quebra-cabeça». O Tempo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  62. a b Matias, Karina (22 de julho de 2020). «Andrea Beltrão fala sobre 'achados sobrenaturais' durante gravações de filme e série de Hebe». Folha de S.Paulo. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  63. «Antígona com Andrea Beltrão se despede do Teatro Poeira e segue em Turnê pelos teatros do Sesc RJ». Rio Notícias. 17 de setembro de 2019. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  64. a b Juliana Lopes (31 de maio de 2004). «Mulheríssima». IstoÉ Gente. Terra. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  65. «Andréa Beltrão». Enciclopédia Itaú Cultural. 12 de abril de 2017. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  66. «ANDRÉA BELTRÃO». Museu da TV. 2020. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  67. «Andréa Beltrão completa 50 anos com papéis que vão além do humor». Glamurama. 14 de setembro de 2014. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  68. «Ingmar Bergman "inaugura" palco do novo Poeira». Folha de S.Paulo. 23 de junho de 2005. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  69. Giovani Lettiere (11 de novembro de 2008). «Peça 'As centenárias' foi a grande vencedora do 2º Prêmio Contigo! de Teatro». Extra. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  70. «Antígona ganha o vigor de Andrea Beltrão». Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. 7 de agosto de 2019. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  71. «Confira os vencedores do Prêmio APCA 2017». Tribuna do Norte. 12 de dezembro de 2017. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  72. a b «Ateia convicta, filhos na escola pública: saiba mais sobre Andréa Beltrão». Bol. 16 de setembro de 2018. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  73. «Andréa Beltrão». Revista Quem. 2020. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  74. Daniela Lima (18 de novembro de 2013). «Após 20 anos vivendo juntos Andréa Beltrão e Maurício Farias se casam». O Dia. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  75. «Andréa Beltrão tem 45 anos de vida, 30 de carreira, pouquíssimas rugas e uma grande família, dentro e fora de casa». Marie Claire. Consultado em 11 de agosto de 2020 
  76. «Zelda Scott». Memória Globo. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  77. «MEMÓRIA: Andrea Beltrão era a repórter Zelda Scott, em Armação Ilimitada». Gshow.com 
  78. «Veja como estão os atores de "Armação Ilimitada"». UOL TV e Famosos. Consultado em 4 de setembro de 2020 
  79. Xavier, Nilson. «Era uma Vez...». Teledramaturgia. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  80. «Andréa Beltrão se despede de 'Tapas & Beijos' e conta plano: 'Desaparecer'». EGO.com 
  81. «Fernanda Torres e Andréa Beltrão falam de amizade: 'Testemunhas oculares uma da vida da outra'». Gshow.com 
  82. «Reencontro de Nenê e Marilda marca episódio final de 'A Grande Família'». Folha UOL 
  83. «Andréa Beltrão estrela seriado japonês em 'Tá no Ar'» 
  84. «GNT estreia novo seriado em dezembro: "Palavras em Série"». RD1. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  85. Xavier, Nilson. «Malhação: Vidas Brasileiras». Teledramaturgia. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  86. Cristina Padiglione (23 de abril de 2018). «Andréa Beltrão mergulha em aulas de prosódia para viver Hebe no cinema e na TV». Tele Padi. Consultado em 23 de abril de 2018 
  87. Redação (25 de julho de 2021). «Mulheres Fantásticas: Alfonsina Strada e Aline Silva romperam com preconceitos e abriram caminhos no esporte». G1. Consultado em 25 de julho de 2021 
  88. Fefito (6 de junho de 2020). «Andréa Beltrão quebrará jejum de 20 anos nas novelas em nova trama das nove». Coluna Fefito. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  89. Caixeta, Heloísa (15 de junho de 2020). «Globo deve estrear nova novela das nove apenas em 2021, diz colunista». Metrópolis. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  90. «A Partilha». Cinemateca Brasileira. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  91. «"O tablado de Maria Clara Machado" é o documentário de hoje». Tribuna do Norte. 31 de outubro de 2009. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  92. «O filme > Em três atos, Um filme de Lucia Murat». Site 'Em Três Atos'. Consultado em 5 de agosto de 2017. Arquivado do original em 3 de julho de 2017 
  93. «Sob Pressão - Globo Filmes». Globo Filmes. Consultado em 5 de agosto de 2017 
  94. «Sueño Florianópolis, comedia romántica con Mercedes Morán». Cine Critico. Consultado em 5 de agosto de 2017 
  95. «Estrelado por Alexandre Nero, filme Albatroz aposta na neurociência». R7. Consultado em 5 de agosto de 2017 
  96. «Hoje É Dia de Rock». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  97. «João e Maria». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  98. «Brincando com Fogo». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  99. «Zíper Aberto». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  100. «O Dragão». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  101. «Teatro Enredo». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  102. «Recordações do Futuro». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  103. «O Beijo no Asfalto». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  104. «Ação entre Amigos». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  105. «O Amigo da Onça». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  106. «A Estrela do Lar». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  107. «Senhorita Júlia». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  108. «5 X Comédia». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  109. «A Dona da História». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  110. «Memória da Água». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  111. «Eu e Meu Guarda-Chuva». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  112. «A Prova». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  113. «Como eu Aprendi a Dirigir meu Carro». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  114. «Sonata de Outono». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  115. «As Centenárias». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  116. «Em 'Jacinta', Andréa Beltrão vive a pior atriz do mundo». Rede Globo. 16 de novembro de 2012. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  117. Reis, Luís Felipe (16 de outubro de 2014). «Andréa Beltrão, Malu Galli e Mariana Lima juntas pela primeira vez em "Nômades"». Consultado em 8 de setembro de 2020 
  118. «Antígona». Enciclopédia Itaú Cultural. 1 de abril de 2018. Consultado em 8 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Andréa Beltrão