August Strindberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
August Strindberg
Nome completo Johan August Strindberg
Data de nascimento 22 de janeiro de 1849 (166 anos)
Local de nascimento Estocolmo
Nacionalidade Suécia Sueca
Data de morte 14 de maio de 1912 (63 anos)
Local de morte Estocolmo
Ocupação Escritor
Movimento Naturalismo/Modernismo

Johan August Strindberg (Estocolmo, 22 de janeiro de 1849 — Estocolmo, 14 de maio de 1912) foi um dramaturgo, romancista, ensaísta e contista sueco.

É autor, entre outros, de O Pelicano. Figura ao lado de Henrik Ibsen, Søren Kierkegaard e Hans Christian Andersen como os maiores escritores escandinavos. É um dos pais do teatro moderno. Seus trabalhos são classificados como pertencentes aos movimentos literários naturalista e expressionista.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou a Universidade de Uppsala, tendo-a abandonado para trabalhar como jornalista e actor, até que ingressou na Biblioteca Real (1874) o que lhe permitiu assegurar o seu futuro económico. As suas primeiras peças teatrais denotam influências de Ibsen e Kierkegaard, e aí transparece uma personalidade amarga e torturada: O Livre Pensador (1869), Hermion (1869), O Professor Olof (1872), A Viagem de Pedro Afortunado (1882) e A Mulher do Cavaleiro Bent (1882).

O fracasso do seu primeiro matrimónio com Siri von Essen (1877-1891) deu à sua obra um tom misógino, que está patente em especial nos contos de Esposos (1884) e nos dramas de carácter naturalista Camaradas (1897), O Pai (1887) e A Menina Júlia (1888), a sua obra mais importante.

Obra selecionada[editar | editar código-fonte]

Dramas
  • 1872 - Mestre Olof
  • 1887 - O pai
  • 1888 - Senhorita Júlia / A Menina Júlia
  • 1898 - O Caminho de Damasco
  • 1899 - Gustavo-Adolfo
  • 1900 - A dança da morte
  • 1901 - O sonho
  • 1901 - Carlos XII
  • 1903 - Cristina
  • 1903 - Gustavo III
Romances
  • 1879 - O Quarto Vermelho
  • 1884 - Casados
  • 1887 - Gente de Hemsö (Hemsöborna)
  • 1897 - Inferno (que apresenta no prefácio a peça 'Coram Populo! De creatione et Setentia Vera Mundi')
  • 1903 - Sozinho

Bibliografia sobre August Strindberg[editar | editar código-fonte]

  • Lagercrantz, Olof. August Strindberg. 1979. Estocolmo: Wahlström & Widstrand. ISBN 91-46-13477-8.

Textos teatrais em domínio público[editar | editar código-fonte]

inglês

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre August Strindberg
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: August Strindberg
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.